edição 191: novembro / dezembro 2015

Download Edição 191: Novembro / Dezembro 2015

Post on 10-Jan-2017

215 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ANO XIXNmero 191Novembro/Dezembro de 2015

    Ampliando oSemana Cultural 2015 e XLV Ciclo de Estudos Jurdicos

    renem alunos, professores e comunidade externa no Campus Vila Yara

    5 Grande Debate

    discute o Impeachment

    UNIFIEO comemora 48 anos

    conhecimento

  • 2 Fieo em Foco

    Supervisor EditorialMarcello Rollemberg

    Conselho ConsultivoMaria Deosddite Giaretta Chaves

    Dora Shellard

    Comisso EditorialJos Roberto Teixeira Leite

    Antnio Carlos Casulari Roxo MottaAdriana Amaral Baroli

    Jornalista ResponsvelMariana Sales

    ssmariana.jornalismo@gmail.com

    Layout/Capa: Mariana Sales

    FotografiasMariana Sales, 123RF, Google Imagens, Ernesto Slvio Rossi Jnior, Miriam Hayashi, Arquivo FIEO, Adriana Carrara,

    Natalia Martins Dias

    ImpressoPrintcrom Grfica e Editora Ltda.

    Tiragem: 3500 mil exemplaresBRUNO GIORGI (1906-1993), Labareda,Mrmore, 41 cm de alturaAdquirida em 2007Catlogo de 2015: pgs. 192-3 e 353

    Campus Vila YaraAv. Franz Voegeli, 300 - Vila Yara

    BibliotecaCAEF

    Secretaria-geralTesouraria

    Campus NarcisoR. Narciso Sturlini, 883 - Bela Vista

    Secretaria-geralTesourariaBibliotecaInspetoria

    SAJ

    Campus WilsonAv. Franz Voegeli, 1743 - Vila Yara

    Clnica de FisioterapiaClnica de Psicopedagoia

    Osasco/SPCAT - Central de Atendimento

    Telefnico 0800-17-1967www.unifieo.br

    3651-99993651-99093651-99103651-99003651-9904

    3689-60603689-60733689-60803689-60953689-60653689-6082

    3654-08163654-0739

    rgo informativo e noticioso da Fundao Instituto de Ensino para Osasco, mantenedora do UNIFIEO

    Centro Universitrio FIEO.

    2

    Paulista de Mococa, Bruno Giorgi foi, na opinio abalizada do esteta alemo Max Bense, um dos trs mais importantes escultores do Sc. XX , ao lado de Zadkine e Giacometti. Na obra reproduzida, ele soube vencer um dos maiores desafios oferecidos a um escultor: capturar, na dureza do mrmore, o bruxolear fugidio de uma labareda.

  • 3 Novembro/Dezembro de 2015

    Palavra do Leitoressa revista sua.

    Sugestes, crticas ou reclamaes?Quer mostrar sua opinio?

    Projeto humanista

    J se falou aqui, nesse espao, algumas vezes a respeito do papel de uma Instituio de Ensino Superior e que esse papel de educar e de formar cidados vai muito alm da sala de aula. A participao e integrao em classe tanto de alunos quanto de professores obviamente essencial para a formao de futuros profissionais cnscios de suas atribuies como atores sociais.

    Mas essa formao muito mais ampla. Uma IES deve se preocupar com a preparao com a qual esses jovens vo se integrar a um mundo em constante mutao. E essa preocupao o UNIFIEO tem, h muito tempo. Provas disso foram dadas, mais uma vez, neste ms de outubro, com a realizao da nossa j tradicional Semana Cultural e a nova edio dos Debates UNIFIEO, um evento que vai ganhando cada vez mais espao na nossa Instituio.

    Esses dois eventos levam, obrigatoriamente a todos os envolvidos, a uma profunda reflexo e a um posicionamento acerca de questes candentes da sociedade e do papel social que um agente de formao universitria tem que desempenhar. Isso tambm educao. Isso tambm preparao e o desenvolvimento de um projeto humanista. E disso nossa IES no abre mo.

    Comisso Editorial

    Editorial

    Mande um e-mail para fieoemfoco@yahoo.com.br

    Carssimo Reitor, graas promoo de 40 anos do UNIFIEO, pude concluir com xito o curso de Administrao nessa gloriosa instituio de ensino. Isso mudou minha vida de maneira considervel para melhor. Por isso, quero aqui externar meu mais profundo agradecimento a todos do UNIFIEO, principalmente aos professores do curso de Administrao que me transformaram na pessoa preparada que sou hoje. E continuem assim, abrindo a porta do sucesso para pessoas de bem.

    Ceza RibeiroEx-aluno do curso de Administrao

  • 4 Fieo em Foco

    ARTIGO

    Leitor, voc conhece estas caratersticas de nossa lngua?

    1- Que a maioria das palavras portuguesas so paroxtonas, ou seja, a penltima slaba a mais longa, portanto a mais forte , tambm chamada de slaba tnica? Veja, s para comear, eis alguns exemplos das que tm duas slabas: brao, corpo, tronco, cara, rosto, olhos, boca, teto, vidro, moa, vinho, lousa, cena, cinto, roupa, leno, etc; agora, as de trs slabas: casaco, camisa, caneca, menina, boneca, vidraa, cortina, janela, canela, armrio, livreiro, porteira, calada, panela, lixeira, torneira, tapete, etc; observe as polisslabas: prateleira, bebedouro, caminhoneiro, estofado, sensitivo, companhia, companheiro, pedregulho, cachoeira, engarrafamento, palhaada, arvoredo, gafanhoto, arquibancada, garotada, costureira, sentimento, etc. Veja tambm, leitor, que todas terminam por vogal e sequer uma delas leva acento. Fica fcil, portanto, aprender que se a palavra for paroxtona e terminar por consoante, a, sim, necessrio acento: lpis, lbum, nix, fcil, carter, hfen; o mesmo

    ocorre se a paroxtona terminar por ditongos (duas vogais juntas na mesma slaba) como em rgo, armrio, rfo, cio, Mrcio, Snia, etc.

    2- Que a lngua portuguesa ama os ditongos e execra os hiatos. Execra quer dizer odeia, por isso, se puder evitar hiatos, nossa lngua evita mesmo! Observe exemplos. H fartura de ditongos nas palavras e escassez de hiatos como em rei, pai, me, paizinho, sei, sbia, coisa, loira, trouxe, caixa, deitado, doido, deixa, douto, doutor, queixo, queijo, mouro, muito, louvor, Moacir, Antnio, Lcia, ( todas as palavras com ditongos); Luis, Las, Atade, juiz, suave, piada, jesuta, rudo, cado, sade, mido, grado ( todas com hiatos). Para evitar hiatos colocam-se fonemas de ligao entre razes e sufixos como em mozinha, pezinho, mezinha chaleira, cafezal, cafeteira, pedregulho, etc.

    3- Que se discute muito entre gramticos qual seja o coletivo de cobras, porque ou elas esto sempre ss, o companheiro ou a companheira por perto, mas jamais se encontra reunio ou conjunto de cobras; h

    sim, cobras mantidas em cativeiro para estudos ou para delas retirar o soro antiofdico, e a esse cativeiro d-se o nome de serpentrio, do latim serpens, serpentis. E j que se falou em coletivo, lembre-se de que revoada coletivo de pombas, de pssaros, enxame de abelhas e moscas, mirade ou panapan de borboletas, nuvem de insetos, fileira ou correo de formigas, vara de porcos, cardume de peixes, rstia de cebolas ou de alhos, resma de papel, frota de navios, constelao de estrelas, pliade de poetas, biblioteca de livros, acervo de obras de arte, elenco de atores e de atrizes, e vai por a...

    4- E que alunos so aqueles que recebem boas lies ou boas aulas de bons professores, embora estes no sejam titulados com chancela superior; enquanto que alunos passam categoria de discpulos quando recebem aulas de professores mestres e doutores, cujas aulas, nesse caso, devem ser mais do que boas, com certeza, timas, excelentes! Viu s, leitor, a lngua tem normas, critrios, personalidade e invencionices.

    Prof. Maria Deosddite Giaretta Chaves

  • 5 Novembro/Dezembro de 2015

    ACONTECEU

    Edifieo lana mais trs livros

    em noite de autgrafos

    Alunos do ltimo semestre de Direito so aprovados no Exame de Ordem da OAB

    Livros dos professores Maria Deosddite Giaretta, Rodrigo Gabriel da Silva e Ival de Assis Cripa

    Em 30 de outubro, no salo de exposies do bloco branco, alunos e professores do UNIFIEO puderam prestigiar e participar de mais um lanamento da Edifieo. Uma noite de autgrafos foi

    Criado em 1969, o curso de Direito do UNIFIEO oferece uma grade curricular abrangente, com nfase na formao humanstica do aluno, sem comprometer sua especialidade. E, provando o compromisso da FIEO com a qualidade de ensino, diversos alunos do 10 Semestre do curso obtiveram a aprovao no Exame de Ordem Unificado de 2015 requisito para a inscrio nos quadros da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

    Parabenizamos pela conquista os alunos: Nathali Aguiar Ferreira,

    Murilo de Souza Arrais, Telmo Urias da Silva, Juliana Queiroz Rodrigues Conceio, Dayane Borges Mioto, Dborah de Oliveira Queiroz Silva, Amanda dos Santos Silva, Rafael de Souza Barbeiro, Vanessa de Lira Silva, Janaina da Silva Taveira Barros, Franklin Leal Guilherme, Thiago Sergio da Silva, Marcio Alessandro Rosa, Joo Carlos Puretachi Junior, Bruna Sartorelli, Vanessa Bebolaa Gonalves, Francisca Suely Ferreira Sousa, Diego Alcantara Leal, Jessica Scapin, Diogo Quini C. Gutierrez da

    Costa, Denise Karolyn de Barros, Emerson dos Anjos Bobadilha, Thales Capra, Amanda Albanajara, Alex Oliveira Ramirez, Claudinia de Ftima da Silva, Daniel Augusto Scabin Medeiros, Eduardo Mingorance de Freitas Gouvia, Gustavo Xavier de Oliveira, Ian Ganciar Varella, Jacqueline Alves Adriano de Souza Reis, Jacqueline Natalia Mota Juliano, Lucas Rodrigues de Oliveira e Rafaela Vieira e Silva.

    promovida em comemorao ao lanamento de trs obras: Manual Prtico de Redao Empresarial, de autoria da Professora Maria Deosddite Giaretta Chaves, em sua 4 edio, Manual de

    Matemtica, do Professor Rodrigo Gabriel da Silva, em sua 2 edio, Histria da Filosofia e da tica, do Professor Ival de Assis Cripa.

    Prof. Maria Deosddite Giaretta Chaves

  • 6 Fieo em Foco

    ACONTECEU

    5 Grande Debate

    UNIFIEO

    discute o impeachment

    Com o objetivo de levar ao ambiente acadmico as importantes discusses em voga atualmente na sociedade, o UNIFIEO promoveu, em 20 de outubro, o 5 Grande Debate. Esta edio teve como tema: Impeachment? E para falar sobre o assunto os professores Franco Oliveira Cocuzza e Clilton Guimares dos Santos reuniram-se ao mediador, tambm professor e ex-prefeito da cidade Osasco, Guau Piteri. Alunos e educadores da instituio lotaram o Anfiteatro Anfiteatro Prof. Luiz Carlos de Azevedo Filho, no Bloco Amarelo, no Campus Vila