Ed. 37 - Dez/2010

Download Ed. 37 - Dez/2010

Post on 30-Mar-2016

222 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

rgo de divulgao do Sindicato dos Servidores Pblicos Federais no Estado de Mato Grosso

TRANSCRIPT

<ul><li><p>rgo de divulgao do Sindicato dos Servidores Pblicos Federais de Mato Grosso</p><p>Ano IV - N 37Cuiab - Dezembro/2010</p><p>FILIADO </p><p>e CONDSEF</p><p>Celebrar o Natal </p><p>crer na fora do amor, porque transforma o</p><p>homem e o mundo.</p><p>Que a mensagem de f e esperana do Natal</p><p>renove nossas foras</p><p>para continuarmos lutando no Ano Novo que</p><p>se anuncia.</p><p>Desejamos um Natal muito alegre, feliz e com</p><p>muita sade e que comece o ano de 2011</p><p>com muita f e esperana.</p><p>Feliz Natal. Feliz Ano Novo.</p><p>Que o Natal seja um smbolo de</p><p>amor e paz no corao de todo mundo!!!</p><p>Estes so nossos sinceros votos.</p><p>Mensagem deNatal e Ano Novo</p><p>Diretoria do Sindsep-MT</p><p>Sindsep-MT recolhe assinaturascontra aumento do IPTU em Cuiab</p><p>Desde o dia 17 de novembro,</p><p>o Sindicato dos Servidores P-</p><p>blicos Federais de Mato Grosso</p><p>(Sindsep-MT) est com trs pes-</p><p>soas nas ruas recolhendo assi-</p><p>naturas para o abaixo-assinado</p><p>contra o aumento do IPTU em</p><p>Cuiab. Trata-se de uma ao</p><p>proposta pelo vereador Ldio</p><p>Cabral (PT) que tem como ob-</p><p>jetivo reunir mais de 18 mil as-</p><p>sinaturas para um projeto de</p><p>ao popular que derrube a de-</p><p>ciso do prefeito Chico Galin-</p><p>do (PTB).</p><p>(Pgina 2)</p><p>Sindsep-MT participa deCongresso da Condsef</p><p>(Pgina 3)</p><p>Sindsep-MT nodesiste de luta</p><p>(Pgina 3)</p><p>Mantega prev cortes nooramento para 2011</p><p>O governo Dilma vai promover um corte de</p><p>mais de 20 bilhes de reais no Oramento de</p><p>2011 e tambm reduzir em pelo menos 50</p><p>bilhes de reais os repasses ao BNDES em um</p><p>esforo para conter o peso da demanda pblica</p><p>na economia, afirmou o ministro da Fazenda,</p><p>Guido Mantega. (Pgina 3) Foto</p><p> Fbio</p><p> Rodrigues P</p><p>ozzebom</p><p>-AB</p><p>r</p><p>Miriam Belchior diz que todos osgastos da Unio sero reavaliados</p><p> (Pgina 3)</p><p>Sindsep-MT participa de Fora-Tarefa no Congresso Nacional</p><p>A Condsef (Confede-rao dos Trabalhadoresno Servio Pblico Fede-ral), junto com o Sind-sep-MT e suas entidadesfiliadas realizaram um tra-balho no Congresso Na-cional em defesa dos ser-vidores e servios pbli-cos brasileiros, nos dias23, 24 e 25 de novem-</p><p>bro. (Pgina 4)</p><p>Foto</p><p> de A</p><p>ugusto</p><p> Are</p><p>al</p><p>AGU quer autorizar a conversode licena em dinheiro</p><p>(Pgina 4)</p><p>Foto</p><p>: Chic</p><p>o V</p><p>enncio</p><p>2010 entrou para histria para a Classe Trabalhadora e toda a</p><p>sociedade brasileira pela eleio da primeira mulher presidente do</p><p>Brasil. A CUT-MT, a Direo e sua equipe de funcionrias desejam </p><p>todos um Feliz Natal e um 2011 de consolidao das conquistas</p><p>sociais e que as relaes de trabalhos se tornem cada vez mais</p><p>humanas e dignas para todo trabalhador e</p><p>trabalhadora do campo e da cidade.</p><p>Boas Festas!</p><p>CUT- MT</p><p>Convocatria:</p><p>No dia 23 de dezembro, a Diretoria do Sindicato dos Servidores Pbli-cos Federais de Mato Grosso (Sindsep-MT) est convocada para ltimareunio de 2010 e almoo de confraternizao.</p><p>Ser na sede do Sindsep-MT, a partir das 8h. Compaream!</p><p>A Condsef deseja para toda classe trabalhadora um Feliz</p><p>Natal e um Ano Novo repleto de conquistas!</p><p>Porque sonho que se sonha junto realidade!</p><p>Feliz 2011!</p></li><li><p>O COMPROMISSO Ano IV - N 37 - Dezembro/2010 - 2</p><p>E X P E D I E N T EBoletim Informativo do SINDSEP-MT</p><p>Sindicato dos Servidores Pblicos Federais de Mato GrossoRua Dr. Carlos Borralho, n 82, bairro Poo. CEP: 78 015-630, Cuiab/MT</p><p>Telefones: (65) 3023 6617 / 3023 9338 - e-mail: sindsepmt@gmail.comJornalista Responsvel: Thas Raeli DRT 26 645/RJ</p><p>Tel.: (65) 8126-0123 E-mail: jornalistha@gmail.com</p><p>Diagramao/Edio de Arte: Mario Pulcherio Filho - 9214-8099Fotos: Chico Venncio</p><p> Demonstrao do Resultado 33.710.088/0001-94SIND. DOS SERV. PBLICOS FEDERAIS DE MT Perodo: 31/10/2010</p><p>MARIA DE JESUS DA SILVACONTABILISTAC.R.C. : MT-009536-0-4 / C.P.F. : 766.765.601-00</p><p>CARLOS ALBERTO DE ALMEIDAPRESIDENTER.G. : 474000 SJ/MT / C.P.F. : 349.054.641-53</p><p> SIND. DOS SERV. PUBLICOS FEDERAIS DE MT (0xx65) 3023-9338</p><p>127.732,73</p><p>127.732,73127.732,73</p><p>24.874,56</p><p>Receitas Brutas de vendas e/ou serviosRECEITAS</p><p>MIN PLANEJAMENTOEXERCITOMIN EDUCACO (MEC)MIN AGRICULTURAMIN FAZENDAMIN JUSTIAPOLICIA FEDERALMIN AERONUTICAMPAS/SASMIN SAUDEMINISTRIO DO TRABALHOUFMTFUNAIM M ED N P MFUNASAA N V SD N I TAGUIBAMAMIN COMUNICAESINCRAMIN TRANSPORTESINSSMIN MARINHACONABD P R FCONTRIBUIES SINDICAISINSTITUTO CHICO MENDESCONTROLADORIA GERAL DA UNIOPROCESSO AMAURY DE JESUS</p><p>( = ) Receita Lquida( = ) Supervit Bruto( - ) Despesas Operacionais</p><p>DESPESAS TRABALHISTASALRIOSFRIAS + 1/313O SALRIOFGTSINSSVALE TRANSPORTEASSISTNCIA MDICAAJUDA ALIMENTAOPARCELAMENTO INSSAJUDA DE CUSTO PRESIDENTEAJUDA DE CUSTO DIRETORESGRATIFICAO COMISSIONADAANUNIO</p><p>295,424.588,66</p><p>24,423.217,712.905,24</p><p>48,6033,0862,69</p><p>215,5110.214,43</p><p>2.070,43302,35</p><p>7.691,39111,5248,94</p><p>13.018,5258,20</p><p>872,67262,32</p><p>1.292,33706,55</p><p>8.432,045.391,631.110,43</p><p>204,001.409,15</p><p>98,56138,14</p><p>47,28163,41</p><p>62.697,11</p><p>3.860,224.240,79</p><p>100,00686,72</p><p>2.563,73506,00474,22</p><p>1.391,66738,23</p><p>6.669,722.100,001.400,00</p><p>143,27</p><p>DESPESAS ADMINISTRATIVASTELEFONIA E TELECOMUNICAES</p><p>ENERGIA ELTRICA</p><p>GUA E ESGOTOMATERIAIS DE ESCRITRIO</p><p>LANCHES E REFEIES</p><p>DESPESA C/ COMBUSTVELMANUTENO DE VECULO</p><p>DESPESA C/ ESTACIONAMENTO</p><p>CORREIOS E POSTAGENSVIAGENS E ESTADIAS</p><p>MANUTENO PROVEDOR INTERNET</p><p>HONORRIOS ADVOCATCIOSCUSTAS PROCESSUAIS</p><p>KENTEL PLUS ALARME</p><p>CONDSEFMATERIAL DE LIMPEZA E CONSUMO</p><p>MENSALIDADE COPIADORA</p><p>CPIAS EXCESSOMENSALIDADE SOFTWARE NETSPEED</p><p>JORNAL O COMPROMISSO</p><p>ASSESSORIA DE COMUNICAOAJUDA DE CUSTO</p><p>CUT NACIONAL</p><p>BISA SIST AUTOMAO LTDADESPESAS RGO</p><p>CONDSEF GESTO ANTERIOR</p><p>GREVE SRTEELEIO SINDSEP MT 2010</p><p>FESTA POSSE E SERV PBLICO</p><p>DESPESAS FINANCEIRAS</p><p>TARIFA S DE MANUTENO DE CONTA</p><p>TARIFAS BANCRIAS</p><p>( = ) Supervit Operacional( = ) DFICIT LQUIDO DO EXERCCIO</p><p>3.420,76722,60</p><p>22,40</p><p>1.738,05386,73</p><p>653,59</p><p>311,0010,00</p><p>2.504,40</p><p>5.893,04260,40</p><p>4.200,00</p><p>135,22195,00</p><p>750,00</p><p>424,61900,00</p><p>1.255,60</p><p>76,301.400,00</p><p>1.300,00</p><p>2.551,001.500,00</p><p>2.550,00</p><p>1.000,00200,00</p><p>75,00</p><p>1.260,006.628,17</p><p>49,50</p><p>83,01</p><p>42.323,87</p><p>132,51</p><p>60.401,7960.401,79</p><p>DIRETORIA EXECUTIVA: CARLOS ALBERTO DE ALMEIDA - PRESIDENTE - FUNASA; ROOSEVEL MOTTA - VICE-PRESIDENTE - INCRA; DAMSIO DESOUZA PEREIRA - 1 SEC GERAL - CGU; ADLIO DA SILVA JNIOR - 2 SEC GERAL - DSEI-XAVANTE; EDSON LUIS DOS SANTOS - 1 TESOUREIRO -GRA; GILDSIO FERREIRA GOMES - 2 TESOUREIRO - SRTE; JOS LUIS DA SILVA - 1 SEC. DE ADM. - MAPA; FRANCISCO LOPES FILHO - 2 SEC.DE ADM. - SVS/ROO; IDIVALDO BERNARDES DE OLIVEIRA - 1 SEC. DE ASSUNTOS JURD. - PRF; JOSENICE AUX.TAVARES SIQUEIRA - 2 SEC. DEASSUNTOS JURD. - MAPA; ARY CZAR NERIS - 1 SEC. FORM. SIND - TRANS/ROO; ADERBAL CASTRO QUEIROZ - 2 SEC. FORM. SIND. - 9 BEC; IRACIOLIVEIRA FERREIRA - 1 SEC. INTERIOR - FUNAI; BENEDITO ASSIS DA SILVA - 2 SEC. INTERIOR - SVS/CCERES; MARINZIO SOARES DE MAGALHA-ES - 1 SEC. IMP. E COMUN. - GRA; ARCLIO DE BARROS FILHO - 2 SEC. IMP. E COMUN. - INCRA/CB; IZAEL SANTANA DA SILVA - 1 SEC. APOS. EPENSION. - TRANS/CB; ENILDO GOMES - 2 SEC. APOS. E PENSION. - FUNAI; JOO DE DEUS DA SILVA FILHO - 1 SEC. SADE DO TRAB. - SVS/SINOP; IDIO NEMZIO DE BARROS - 2 SEC. SADE DO TRAB. - SVS/SINOP; SELMO JACINTO DE OLIVEIRA - 1 SEC. ANIST. E DEMITIDOS - CONAB;JOACIRA SANTANA RODRIGUES DE ALMEIDA - 2 SEC. ANIST. E DEMITIDOS - CONAB; ELIETE DOMINGOS DA COSTA - 1 SEC. DE CULTURA - SRTE;HERONILDES FRANCISCO VIEIRA - 2 SEC. DE CULTURA - 9 BEC. SUPLENTES DE DIREO: DONATO FERREIRA DA SILVA - DSEI/CB; SAMUELFERNANDES DE SOUZA - SUS/ROO; LUIZ EDUARDO DE FREITAS BUENO - SVS/ERS/CB; FRANCISCO ROBERTO DIAS NETO - INCRA; JOS MARIASILVA E ARRUDA - SVS/CB; SEBASTIO PINTO DA SILVA - MIN. TRANSP/CCERES. CONSELHO FISCAL TUTELAR: JOO GALDINO DE SOUZA - ERS/CB; JUAREZ JUSTINO DE BARROS - DSEI/CB; MARIZE FRANCISCO DE ARRUDA - DNIT/CB. SUPLENTES DE CONSELHO FISCAL: GEOVANO SANTOS MOREI-RA - SVS/NORTELANDIA; MOACIR MDULO - SVS/TANGARA; ANTONIO SANTANA DO ESPIRITO SANTO - 9 BEC</p><p>Desde o dia 17 denovembro, o Sin-dicato dos Servi-dores Pblicos Fe-</p><p>derais de Mato Grosso (Sin-dsep-MT) est com trs pes-soas nas ruas recolhendo as-sinaturas para o abaixo-assi-nado contra o aumento doIPTU em Cuiab. Trata-se deuma ao proposta pelo ve-reador Ldio Cabral (PT)que tem como objetivo reu-nir mais de 18 mil assinatu-ras para um projeto de aopopular que derrube a deci-so do prefeito Chico Galin-do (PTB).</p><p>Alm de movimentossindicais, lderes empresari-ais e de vrias entidades e or-ganizaes de Cuiab se reu-niram na Cmara de Dirigen-tes Lojistas-CDL Cuiab,com o objetivo de discutir aplanta genrica sobre a qualfoi baseado o aumento doIPTU na capital. Concluso:as bases dos valores de cl-culos, entre os fatores, agre-ga a especulao da Copa2014 e no o valor real dosimveis. Os empresrios es-</p><p>Sindsep-MT recolhe assinaturascontra aumento do IPTU em Cuiab</p><p>to revoltados com o aumen-to proposto pelo prefeito eaprovado pela Cmara deCuiab.</p><p>Os representantes das en-tidades classista-empresari-ais lembraram que alm dosimveis no terem valor realcondizente com a tabela deprogresso utilizada pelaPrefeitura, grande parte dosimveis comerciais so loca-dos. O alto valor do reajustedo IPTU, obrigatoriamentepago pelos locatrios, acaba-</p><p>r se tornando um brutal au-mento no custo do aluguel.</p><p>Outro apontamento queas famlias sero penaliza-das. O imvel que bem defamlia, ou seja, que nousufrui da especulao, poisno se pretende vender, acar-retar nus altos para os bol-sos dos cidados, que no ti-veram aumento salarial. Oque se requer, segundo os l-deres presentes na reunio, um reajuste em acordo como ndice inflacionrio do pe-</p><p>rodo e alquotas mais estu-dadas e em acordo com a atu-al realidade imobiliria deCuiab e no especulativa daCopa 2014.</p><p>Estiveram presentes nes-ta reunio representantes: daCmara de Dirigentes Lojis-tas-CDL Cuiab; AssociaoComercial de Cuiab-ACC;Ordem dos Advogados doBrasil-OAB/MT; Federaodas CDLs; Sindipetrleo;Associao dos Comercian-tes de Materiais de Constru-</p><p>o de Mato Grosso (Aco-mac-MT); Universidade Fe-deral de Mato Grosso; Sin-cofarma e Associao Mato-Grossense Com AutopeasMquinas Ferramentas-ACAMAFE, entre outras.</p><p>De acordo com os clcu-los apresentados pela prpriaPrefeitura, o IPTU residen-cial teve aumento que chegaat 119%, no caso dos gran-des condomnios. J os pr-dios comerciais, o reajustepoder chegar a 167%, tam-</p><p>bm nas grandes empresas enas grandes avenidas. E osmaiores aumentos so osgrandes terrenos, com at300%.</p><p>O prefeito Francisco Ga-lindo, no entanto, sustentaque no h reajuste no IPTU.No estamos aumentandoem hiptese alguma. Soucontra o aumento. O que es-tamos fazendo a correoda planta genrica - disse.Ele lembra que desde 2007a nova planta genrica comos respectivos valores corri-gidos j est pronta e deve-ria ter sido aplicada. Voudar um exemplo: na avenidado CPA, hoje, no valor ve-nal daquela avenida, falamem R$ 400 o metro quadra-do. Na verdade, se vende pordois, trs, quatro e at cincomil reais o metro quadrado.E o proprietrio daquela reaque est especulando, queganha mais, paga o IPTU deacordo com o valor venal,sem correo, isso injusto.No justo diz.</p><p>(Com informaes do 24Horas News)</p><p>Fot</p><p>o: C</p><p>hico</p><p> Ven</p><p>nci</p><p>o</p></li><li><p>O COMPROMISSO Ano IV - N 37 - Dezembro/2010 - 3</p><p>Apesar de reconhecerque houve avanos, Car-los Alberto de Almeida,presidente do Sindicatodos Servidores PblicosFederais de Mato Grosso(Sindsep-MT), relem-brou que nos ltimosanos foi possvel ver oresgate do servio pbli-co, esquecido e mal-tra-tado durante o governodo presidente FernandoHenrique Cardoso, masque ainda assim as pas-tas do Executivo federalesto sucateadas, comnecessidade de realizaode concursos pblicos,implementao de planosde carreiras e isonomia ereajustes salariais.</p><p>OSindicato dos Servidores Pblicos Federaisde Mato Grosso (Sindsep-MT) enviar 21representantes para Braslia para participa-rem do X Congresso da Condsef (Confede-rao dos Trabalhadores no Servio Pblico</p><p>Federal). O evento, que acontece entre os dias 8 e 12 dedezembro, tem como tema Greve e Negociao Cole-tiva. Eu trabalho. Eu tenho direito. Ao longo de qua-se uma semana a categoria ter possibilidade de deba-ter os rumos de sua luta e eleger as principais bandeirasque sero conduzidas e defendidas pela Condsef e suasfiliadas.Os delegados representantes do Sindsep-MT foram es-colhidos em assembleias nos rgos federais de MatoGrosso. O congresso, que acontece de trs em trsanos, a maior instncia de debate e deliberaes daConfederao. Entre suas muitas atividades, o X Con-condsef elege a nova diretoria que ficar frente daCondsef no prximo trinio.</p><p>CONFIRA A PROGRAMAO DO X CONCONDSEFQUARTA-FEIRA DIA 08/12/20109h: Incio do Credenciamento;12h30 s 14h30: Almoo;17h s 17h30: Abertura Solene do X Congresso;17h30 s 19h: Leitura, Discusso e Aprovao do Regi-mento Interno;19h s 19h30: Eleio da Comisso Eleitoral;19h30 s 21h: Apresentao das Teses;21h s 21h30: Apresentao e Deliberao sobre Re-cursos;21h30: Jantar.QUINTA-FEIRA DIA 09/12/20109h: Continuao do Credenciamento;9h s 12h30: Debate sobre a Conjuntura e Desafio dosTrabalhadores para o Prximo Perodo;12h: Encerramento do Credenciamento de Delegados e</p><p>A futura ministra, MiriamBelchior, disse que a pastado Planejamento ser parcei-ra do Ministrio da Fazendana busca da consolidaofiscal. um desafio perma-nente. Vamos canalizar omaior volume de recursosdisponvel para a erradica-o da misria e oportunida-de para todos, educao esade de qualidade, melho-ria de segurana e combates drogas e infraestruturapara o Brasil continuar cres-cendo, enumerou.</p><p>A futura ministra salien-tou que um dos focos doPlanejamento ser a melho-ria da gesto pblica. Que-remos seguir modernizandoa administrao para que setorne mais eficiente, maisvoltada para resultado e maisfocada no cidado. Ela deu</p><p>Sindsep-MT participa de Congresso da Condsef</p><p>Mantega prev cortes no oramento para 2011O governo Dilma vai</p><p>promover um corte de maisde 20 bilhes de reais no Or-amento de 2011 e tambmreduzir em pelo menos 50bilhes de reais os repas-ses ao BNDES em um esfor-o para conter o peso da de-manda pblica na econo-mia, afirmou o ministro daFazenda, Guido Mantega.</p><p>Para o ministro trata-sede Consolidao dos gas-tos de custeio. Mantegadeixou claro em entrevistaao Jornal Nacional, na quar-ta-feira (24 de novembro),que o salrio do funciona-lismo, ser um dos fatoresdo ajuste. Segundo o minis-tro, j houve muito aumen-to ao longo de oito anos, noque se refere ao Executivo,Legislativo e ao Judicirio.</p><p>Do ponto de vista es-trutural, a reduo de gastodo governo ter impacto na</p><p>Fot</p><p>o F</p><p>bio</p><p> Rod</p><p>rigue</p><p>s P</p><p>ozze</p><p>bom</p><p>-AB</p><p>r</p><p>poltica de juros a partir doano que vem, afirmouMantega durante entrevis-ta no Reuters Brazil Invest-ment Summit na quarta-fei-ra, 24 de novembro.</p><p>No ser pequena, vai seruma reduo substancial, dis-se. A orientao (da presiden-te eleita) foi mo pesada.</p><p>Poucas horas depois deter sido oficialmente confir-</p><p>mado na equipe de DilmaRousseff, Mantega afirmouque os cortes podem adiaralguns projetos de investi-mentos e vo garantir ocumprimento da meta prim-ria de 3,1 por cento do PIBno ano que vem, sem o aba-timento de despesas comoas que envolvem o Progra-ma de Acelerao do Cres-cimento (PAC).</p><p>Caso a economia feitapelo governo supere a meta,os recursos adicionais se-ro direcionados ao FundoSoberano, disse o ministro.</p><p>Os cortes oramentriosno sero feitos de forma li-near e se concentraro princi-palmente em despesas decusteio, disse o ministro, adi-antando que no oportunodarmos aumentos para o fun-ciona...</p></li></ul>