eco curitiba 158

Download ECO Curitiba 158

Post on 06-Apr-2016

223 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Confira a edição desta terça-feira!

TRANSCRIPT

  • QUINTA06/11

    Previso do TemPoFoNTe:

    SeXTA07/11

    SBADo08/11

    DoMINGo09/11

    TeRA04/11

    QUARTA05/11

    Mn.: 10Mx.: 15

    Mn.: 11Mx.: 16

    Mn.: 10Mx.: 17

    Mn.: 11Mx.: 19

    Mn.: 11Mx.: 21

    Mn.: 12Mx.: 23

    eCo CuritibaCuritiba, 04 a 06 de novembro de 2014 | Ano ii | edio 158 | www.leiaeco.com.br facebook.com/leiaeco

    Chitozinho & Xoror: Apresentam turn Do Tamanho do Nosso Amor, no Guara Pg. 11

    Agncia do Trabalhador faz hoje o mutiro do emprego

    Arnaldo Alves / ANPr.

    1.200vagas

    Pg. 02

    Manuteno da estrutura do transporte coletivo custa R$ 30 milhes

    Pg. 03

    Suplementos usados da maneira correta trazem vrios benefcios

    Pg. 15

  • curitiba02 Curitiba, 04 a 06 de novembro de 2014www.leiaeco.com.brEco Curitiba

    Eco Curitiba

    Circulao de 18.000 exemplares todas as

    teras e sextas-feiras.

    DEPARTAMENTO COMERCIAL

    Pierpaolo Nota - Curitiba e Regio MetropolitanaFone: 41 9974-3311 / E-mail: pier@leiaeco.com.br

    Flavio Machado - Costa Esmeralda/SCFone: 47 9942 0128 / E-mail: flaviomach@gmail.com

    Tiragem e circulao auditadas.

    Nelson Ferrinelson@ferriadutoria.com.brF

    Diretor-ExecutivoPierpaolo Nota | pier@leiaeco.com.br

    Editor-ChefeEliseu Tisato | pauta@leiaeco.com.br

    Os artigos, colunas e espaos assinados no refletem necessariamente a opinio do jornal.

    Correspondncias:Rua Pres. Epitcio Pessoa, 158, Tarum - Curitiba - PR - CEP 82.530-270

    Eco Central uma publicao da Editora Eco Central Ltda.

    Agncia do Trabalhador faz mutiro do empregoA Agncia do Trabalhador de Curitiba, na Rua Pedro Ivo 744 realiza hoje mutiro de empregos para preenchimento ime-diato de 1.200 vagas nas reas de servios, comrcio e alimentao, com mdia salarial de R$ 1 mil.

    Os trabalhadores interessados devero comparecer Agncia do Trabalhador a partir das 8 horas da manh, munidos de Carteira de Trabalho, currculo e documentos pessoais.

    Sero 12 empresas que estaro na sede da Agncia para realizao das entrevistas e possvel contrata-o. Neste mutiro, o diferencial que as empresas estaro presentes e a contratao pode ocorrer na hora, estando o trabalhador dentro das caractersticas que a empresa procura. Para estas vagas oferta-das, no ser necessrio experin-cia, explica o gerente da agncia, Rafael dos Santos.

    Governo do Paran entrega novos tablets para professores este ms

    A Secretaria de Esta-do da Educao do Para-n entregar mais uma remessa de tablets para os professores da rede estadual, na primeira semana de novembro. Os equipamentos foram comprados com recur-sos do Plano de Ao Articulada do FNDE.

    Desde 2013 at ou-tubro deste ano foram entregues 54 mil tablets educacionais para os professores. Os equi-pamentos fazem parte do esforo do governo estadual para a incluso digital e a modernizao do sistema educacional no Paran. Aproximada-mente 55 mil professo-res no estado inteiro j receberam um tablet. O equipamento pode ser usado em sala de aula com os estudantes e em

    atividades extraclasse pelos professores, para fazer pesquisas, baixar vdeos educacionais, vdeos e livros. Cada aparelho pessoal e fica com o professor, que pode lev-lo para onde quiser.

    No Colgio Estadual Dom Joo Bosco, em Colombo, Regio Me-tropolitana de Curitiba, os tablets ajudam os professores a preparar as aulas. A professo-ra de lngua portugue-sa Elenira Aparecida Batista tambm usa o equipamento em sala de aula, junto com os estudantes.

    Elenira acha mais rpido e prtico buscar informaes no tablet do que levar todos os estudantes para o labo-ratrio de informtica.

    Hedeson Alves

    A Sanepar informa que nesta quinta-feira (06) um servio de manuteno pode afetar o fornecimento de gua nos bairros Bigorrilho, Campina do Siqueira, Seminrio, Batel e Mercs, em Curitiba. O servio comea s 8 h e a normalizao do abastecimento est prevista para o incio da manh da sexta-feira (07).

    Clientes que no possuem caixa-dgua domiciliar podem ficar desabas-tecidos temporariamente. A Sanepar lembra que, de acordo com norma da Associao Brasileira de Normas Tcni-

    cas (ABNT), cada imvel deve ter caixa-dgua com capacidade para atender as necessidades dos moradores por, no mnimo, 24 horas. O reservatrio domiciliar deve armazenar pelo menos 500 litros. A Sanepar pede a colabo-rao de todos e orienta para que a populao utilize a gua de forma racional e evite desperdcios.

    O Servio de Atendimento ao Clien-te Sanepar feito pelo telefone 115, que funciona 24 horas. Ao ligar, tenha em mos a conta de gua ou o nmero de sua matrcula.

    Sanepar: manuteno afeta abastecimento de gua em Curitiba na quinta-feira

  • Curitiba, 04 a 06 de novembro de 2014www.leiaeco.com.br Eco Curitiba03

    paran

    Eco CuritibaO mais lido no centro da cidade.

    Informaes 41 9974 3311

    O sistema de distribuio de arrasto promovido pelo Eco Curitiba, indito e inovador, faz com que o jornal seja distribudo teras e sextas-feiras em todas as ruas do centro da cidade, atingindo o comrcio em geral, assim como prdios residenciais e comerciais, entidades e rgos pblicos.

    Anuncie conosco, confie na nossa estratgia para aumentar suas vendas.

    Manuteno do transporte coletivo custa R$ 30 milhes por anoA manuteno da estrutura do transporte coletivo em Curitiba equipamentos e custeio vai representar, neste ano, uma despesa de R$ 30 mi-lhes para o Municpio. So gastos com a manuteno de terminais, estaes, pontos de parada de ni-bus, reposio de equipamentos vandalizados, despesas de gua, luz, vigilncia, manuteno de sof-tware, manuteno de ncleos de atendimento ao usurio em Ruas da Cidadania e compra de cartes transporte, entre outros.

    A despesa de manuteno no est contemplada na planilha de custos da tarifa sendo, portanto, bancada com recursos de Curitiba, embora a estrutura seja usada por passageiros de mais 13 mu-nicpios que compem a Rede Integrada de Transporte. A conta no inclui investimentos na estru-tura viria, em que o transporte coletivo prioritrio, tampouco na iluminao de pontos de ni-

    bus e na manuteno, reparos e melhorias da pavimentao das canaletas do sistema Expresso.

    Se levado em conta o custo de pessoal de operao, engenharia e fiscalizao, que custeado com a taxa de administrao de 4% do Fundo de Urbanizao de Curiti-ba, esse valor sobe para algo em torno de R$ 60 milhes.

    S a manuteno dos 21 ter-minais localizados em Curitiba, o que inclui o Guadalupe, que metropolitano, representa uma despesa anual de R$ 12 milhes. Mais R$ 11 milhes so gastos na manuteno das 357 estaes tubo e 6,5 mil pontos de parada de nibus. A compra de carto transporte representa em torno de R$ 500 mil por ano. O carto gratuito para o usurio, que s vai pagar uma taxa equivalente a cinco passagens (atualmente R$ 13,50) para fazer a segunda via, em caso de extravio, roubo ou mau uso que danifica o carto.

    A manuteno do Centro de Controle Operacional (CCO) repre-senta em torno de R$ 240 mil por ano, o que no inclui o pagamento de parcelas de contrapartida a financiamentos para implantao do Sistema Integrado de Mobi-lidade (R$ 62 milhes). O custo de manuteno dos terminais tambm no inclui o pagamento da contrapartida na reforma e ampliao do terminal Santa Cn-dida (R$ 11,5 milhes).

    Os custos do transporte cole-tivo incluem gastos significativos com a reposio de materiais e conserto de equipamentos van-dalizados. So, por ano, em torno de R$ 300 mil em consertos de estaes tubo elevadores, por-tas, mecanismos eltricos. Esse valor no inclui gastos com a troca de vidros, que feita pela Clear Channel, em troca da explorao de espaos publicitrios. So, em mdia, por ms, em torno de 50 vidros.

    Brunno Covello/SMCS

  • 04 Curitiba, 04 a 06 de novembro de 2014www.leiaeco.com.brEco Curitiba esporte

    esportes@leiaeco.com.br Felipe BorgesPLANETA BOLA

    O sentimento do tor-cedor coxa-branca aps o empate com o Corin-thians era de velrio. A suada segunda vitria fora de casa estava acon-tecendo at os 49 minu-tos da etapa final, quando os paulistas empataram. Com uma arbitragem pre-judicial e uma chance incrvel perdida por Alex, o alviverde viu os trs pontos irem embora no apagar das luzes.

    A rodada de domingo poderia selar o desti-no da equipe, mas tudo aconteceu de maneira favorvel. Figueirense, Chapecoense, Vitria, Bo-tafogo, Bahia e Cricima perderam. A improvvel combinao de resulta-dos manteve o Coritiba na zona de rebaixamento, porm ainda na disputa.

    Voltando ao jogo con-tra o Corinthians, a es-tratgia de Marquinhos Santos foi bem especfica: defender. Com dois lan-ces geniais de Alex no meio dessa cautela, o Coxa conseguiu abrir boa vantagem no primeiro tempo.

    O gol paulista logo no incio da etapa comple-mentar fez com que a partida se transformasse basicamente em ataque contra defesa. A bola ficou cruzando a rea al-viverde com frequncia, at que, com requintes de crueldade, o gol acon-teceu no ltimo lance. O resultado poderia ser diferente se o rbitro no anulasse o gol de Welin-ton ou se Alex tivesse

    aproveitado a chance de matar o jogo. No pos-so deixar de comentar tambm a atuao de Z Love, que j havia co-meado no banco pelas ms atuaes e entrou no segundo tempo para fazer o que melhor sabe: perder a bola em demasia at perd-la. Atacante que no faz gols, no d assistncias e atrapalha os ataques da equipe. Por que continuar dando chances? No sei.

    O prximo desafio contra o Fluminense no Couto Pereira e a ten-dncia que o nmero de pontos para escapar da degola diminua, em fun-o da queda de rendi-mento dos times da parte de baixo da tabela.

    Com otimismo, possvel para o

    Coritiba pensar que vencendo os trs duelos no Alto da Glria consiga se salvar. Alm dos cariocas, o Coxa

    recebe Palmeiras e Bahia. O que

    parecia improvvel no sbado noite,