e book-seo-na-pratica-natanael-oliveira

Download E book-seo-na-pratica-natanael-oliveira

Post on 22-Apr-2015

1.170 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. na praticaNatanael Oliveira
  • 2. na praticaNatanael Oliveira1Edio-2013
  • 3. DedicatriaAos meus pais, irmos, esposa e amigos.
  • 4. Pois qual de vs, querendo edificar uma torre,no se assenta primeiro a fazer as contas dosgastos, para ver se tem com que a acabar?Lucas 14:28
  • 5. Sumrio1. Os mecanismos de busca e sua integrao social .................................... pg 082. O Social e a Busca nos dias de hoje ........................................................... pg 113. O que SEO? ............................................................................................. pg 144. A vida de uma pesquisa ............................................................................ pg 185. O marketing de busca e a gerao de negcios .........................................pg 236. O marketing de busca e sua influncia no On e OFF ................................. pg 267. A busca como filtro e fenmeno social ...................................................... pg 298. Criando meu plano de SEO ........................................................................ pg 319. Anlise competitiva da concorrncia ......................................................... pg 3210. Como criar uma presena online eficiente .............................................. pg 3411. Qual o objetivo a ser alcanado pela empresa na internet? .................... pg 3612. Estabelea metas e objetivos de SEO ...................................................... pg 4013. SEO para audincia ................................................................................. pg 4314. Metas para audincia .............................................................................. pg 5015. SEO para E-commerce e gerao de Leads ............................................. pg 5216. Qual o diferencial da sua empresa na internet? ...................................... pg 5617. Atendimento de qualidade e produto/servio de qualidade .................... pg 5818. Entenda o seu mercado ........................................................................... pg 6019. O que ser relevante? ............................................................................. pg 6220. Definindo minhas metas de SEO ............................................................. pg 6321. A relao entre audincia e converso .................................................... pg 6522. Seu site precisa ser um timo comunicador ........................................... pg 7023. SEO na prtica ......................................................................................... pg 7224. Faa uma auditoria SEO no seu site ........................................................ pg 7325. Acessibilidade ......................................................................................... pg 7526. Webmaster Tools .................................................................................... pg 7727. Analise sua presena Online ................................................................... pg 7928. Redirecionamento 301 ............................................................................ pg 8129. Usabilidade ............................................................................................. pg 8230. Se destaque nos resultados .................................................................... pg 8331. Description no influncia no ranqueamento, e? ................................... pg 8432. Uma boa description atrai mais cliques .................................................. pg 8533. Qual a autoridade do seu site? ................................................................ pg 8934. Comoutilizaraferramentadepalavraschavesparaproduodecontedo .... pg 9035.ParaqueserveaFerramentadepalavrachaveAdwords?...................................pg9136.Aimportnciadeumbomposicionamentocomaspalavraschavescorretas....pg9237.Encontreaspalavrasdeoportunidadeparaoseucontedo.................................pg9338.Ideiasdegrupodeanncios.....................................................................................pg9439.Souumninjanaferramentaeagora?......................................................................pg9640.UtilizandoaCaudaLonganaproduodecontedo..............................................pg9841.VamosperguntarparaoGoogle.............................................................................pg10042.Entendendooquefoifeito.......................................................................................pg103Concluso ...................................................................................................................... pg 105
  • 6. 8www.nordesteseo.com.br / www.quarteldigital.com.br1. Os mecanismos debusca e sua integraosocialAs buscas j esto integradas totalmente a nos-sa sociedade, isso fato. A popularizao da in-ternet e os avanos tecnolgicos potencializaramum comportamento caracterstico do ser humano,que o comportamento de busca.O homem tem como caracterstica ser um indiv-duo social, isto , tende a se relacionar com outraspessoas e criar laos sociais. Dessa forma, o ho-mem desde os primrdios tem na busca um com-portamento intuitivo de sobrevivncia.Hoje, conseguimos obter informaes em poucossegundos. Realidade totalmente diferente h pou-co mais de 10 anos, quando a internet no era torpida, os computadores no eram to acess-veis, e os mecanismos de busca no eram to efi-cientes.O comportamento de busca do ser humano ante-
  • 7. 9www.nordesteseo.com.br / www.quarteldigital.com.brcede a internet e a atual era digital. O homem napr-histria tinha suas dvidas e questionamen-tos, precisava caar, ou seja, buscar o seu susten-to.Naquela poca suas ferramentas no eram digi-tais, pelo contrrio, eram produzidas manualmen-te, porm, a ideia de busca por informaes e so-lues j existia.Alguns sculos depois, enfrentvamos uma es-cassez de informao, no por falta dela, mas peladificuldade de encontra-las.Um simples trabalho escolar exigia uma ida bi-blioteca em busca daquele livro ou enciclopdiaque por muitas vezes, j desgastado com o tem-po, no tinha sequer um ndice. Mais um obstculopara encontrar simples respostas.Com o passar do tempo, eis que surgem os pri-meiros mecanismos de busca, porm, a eficciadestes no era das melhores. Somamos a lenti-do da internet discada da poca e temos usu-rios prestes a ter uma pssima experincia com abusca.A busca por informao comeava a se tornar algomais prtico, porm, somente com a chegada dainternet banda larga anos mais tarde e a eficinciados algoritmos do Google, foi possvel uma popu-
  • 8. 10www.nordesteseo.com.br / www.quarteldigital.com.brlarizao do servio de busca.Os internautas esto realizando consultas a todoo momento, e os sites e contedos que so en-contrados a partir dessa consulta possuem gran-de valor para os usurios. Por esse motivo, estarbem posicionado nos mecanismos de busca temse tornado cada vez mais importante.A informao obtida atravs dos mecanismos debusca como Google, Bing e Yahoo, orientam osusurios no processo de deciso de compra de umproduto, auxiliam na concluso de trabalhos esco-lares e acadmicos, e claro, tiram dvidas acercados mais diversos assuntos.Ao contrrio do que acontecia h alguns anos,quando existia essa dificuldade para obter infor-maes, hoje a realidade bem diferente, ou seja,o desafio no est em encontrar informaes, umavez que existe um nmero grandioso de contedona web. O desafio encontrar um contedo queseja de fato til e relevante.O paradoxo da escolha diz respeito exatamente aessa realidade, isto , quanto maior a quantidadede opes, mais difcil ser o processo de escolha.Ou seja, a internet hoje nos permite encontrar umainfinidade de contedos, no entanto, se no exis-tir um filtro, o processo de escolha ser extrema-mente complexo.
  • 9. 11www.nordesteseo.com.br / www.quarteldigital.com.br2. O Social e a Busca nosdias de hojeNa atual era da busca, os buscadores como Google,Bing e Yahoo, so tidos como verdadeiros orcu-los digitais. Estes ampliam o alcance e penetraoda informao em nosso dia-a-dia, potencializan-do nossa capacidade de aprender e compartilharinformaes.O ser humano, como um pesquisador natural, temcomo objetivo principal na busca, encontrar infor-maes que sejam relevantes e apresentem res-postas eficientes.Nesse contexto, uma simples pesquisa pode con-ter diversas intenes e assumir vrias formas.Isso significa que para a criao de uma estratgiaeficiente de posicionamento nos mecanismos debusca, se faz necessrio primeiramente entendera mente do seu pblico alvo.Com essa compreenso psicolgica acerca do seumercado, as chances de atingir o seu pblico alvo
  • 10. 12www.nordesteseo.com.br / www.quart