e agora você olha com certo desprezo só porque muitos anos se dobraram para mim e hoje eu sou um...

Download E agora você olha com certo desprezo só porque muitos anos se dobraram para mim e hoje eu sou um velho... E agora você olha com certo desprezo só porque

Post on 18-Apr-2015

102 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 3
  • E agora voc olha com certo desprezo s porque muitos anos se dobraram para mim e hoje eu sou um velho... E agora voc olha com certo desprezo s porque muitos anos se dobraram para mim e hoje eu sou um velho... Voc j foi criana um dia... Mas os anos se dobraram e fizeram de voc um jovem, quase um adulto... Voc j foi criana um dia... Mas os anos se dobraram e fizeram de voc um jovem, quase um adulto...
  • Slide 4
  • Voc observa minhas mos trmulas e encarquilhadas e se esquece que foram as primeiras a acariciar as suas, inseguras na infncia. Voc observa minhas mos trmulas e encarquilhadas e se esquece que foram as primeiras a acariciar as suas, inseguras na infncia. Critica os meus passos lentos, vacilantes, esquecendo-se de que foram eles que orientaram seus primeiros passos. Critica os meus passos lentos, vacilantes, esquecendo-se de que foram eles que orientaram seus primeiros passos.
  • Slide 5
  • Reclama quando lhe peo para ler uma palavra que meus olhos j no conseguem vislumbrar com preciso, esquecido das vrias palavras que eu repeti inmeras vezes para que voc aprendesse a falar. Reclama quando lhe peo para ler uma palavra que meus olhos j no conseguem vislumbrar com preciso, esquecido das vrias palavras que eu repeti inmeras vezes para que voc aprendesse a falar.
  • Slide 6
  • Diz que sou um velho desatualizado, mas eu confesso que pensei muito pouco em mim, para fazer de voc um homem de bem. Diz que sou um velho desatualizado, mas eu confesso que pensei muito pouco em mim, para fazer de voc um homem de bem. Fala da lentido das minhas decises, esquecendo-se de que suas primeiras decises foram por elas balizadas. Fala da lentido das minhas decises, esquecendo-se de que suas primeiras decises foram por elas balizadas.
  • Slide 7
  • Reclama da minha sade debilitada, mas creia, muito trabalho foi preciso para garantir a sua. Reclama da minha sade debilitada, mas creia, muito trabalho foi preciso para garantir a sua.
  • Slide 8
  • Ri quando no pronuncio corretamente uma palavra, mas eu lhe afirmo que esqueci de mim mesmo, para que voc pudesse cursar uma Universidade. Ri quando no pronuncio corretamente uma palavra, mas eu lhe afirmo que esqueci de mim mesmo, para que voc pudesse cursar uma Universidade.
  • Slide 9
  • Diz que no possuo argumentos convincentes em nossos raros dilogos, todavia, muitas foram as vezes que advoguei em seu favor nas situaes difceis em que se envolvia. Diz que no possuo argumentos convincentes em nossos raros dilogos, todavia, muitas foram as vezes que advoguei em seu favor nas situaes difceis em que se envolvia.
  • Slide 10
  • Hoje voc cresceu... um moo robusto e a juventude lhe empolga as horas... Esqueceu sua infncia, seus primeiros passos, suas primeiras palavras, seus primeiros sorrisos... Hoje voc cresceu... um moo robusto e a juventude lhe empolga as horas... Esqueceu sua infncia, seus primeiros passos, suas primeiras palavras, seus primeiros sorrisos...
  • Slide 11
  • Mas acredite, tudo isso est bem vivo na memria deste velho cansado, em cujo peito ainda pulsa o mesmo corao amoroso de outrora... verdade que o tempo passou, mas eu nem me dei conta... Mas acredite, tudo isso est bem vivo na memria deste velho cansado, em cujo peito ainda pulsa o mesmo corao amoroso de outrora... verdade que o tempo passou, mas eu nem me dei conta...
  • Slide 12
  • L estava um velho de cabelos brancos, vincos profundos na face e um certo ar de sabedoria que na imagem de ontem no existia. L estava um velho de cabelos brancos, vincos profundos na face e um certo ar de sabedoria que na imagem de ontem no existia. S notei naquele dia... naquele dia em que voc me chamou de velho pela primeira vez, e eu olhei no espelho... S notei naquele dia... naquele dia em que voc me chamou de velho pela primeira vez, e eu olhei no espelho...
  • Slide 13
  • Por isso eu lhe digo, meu jovem, que o tempo implacvel, e um dia voc tambm contemplar o espelho e perceber que a imagem nele refletida no mais a que hoje voc admira... Por isso eu lhe digo, meu jovem, que o tempo implacvel, e um dia voc tambm contemplar o espelho e perceber que a imagem nele refletida no mais a que hoje voc admira...
  • Slide 14
  • Que o afeto que voc cultivou no se desvaneceu... Que as palavras amargas ainda lhe ferem com a mesma intensidade... Que o afeto que voc cultivou no se desvaneceu... Que as palavras amargas ainda lhe ferem com a mesma intensidade... Mas voc sentir que em seu peito o corao ainda pulsa no mesmo compasso... Mas voc sentir que em seu peito o corao ainda pulsa no mesmo compasso...
  • Slide 15
  • E que apesar dos longos invernos suportados, voc no ficou frio diante da indiferena dos seres que embalou na infncia... E que apesar dos longos invernos suportados, voc no ficou frio diante da indiferena dos seres que embalou na infncia... Por isso que eu lhe aconselho, meu filho: No ria nem blasfeme do estado em que eu estou, eu j fui o que voc , e voc ser o que eu sou... Pense nisso! Por isso que eu lhe aconselho, meu filho: No ria nem blasfeme do estado em que eu estou, eu j fui o que voc , e voc ser o que eu sou... Pense nisso!
  • Slide 16
  • Aquele que despreza seus velhos, como galho que deixa o tronco que o sustenta tombar sem apoio. Aquele que despreza seus velhos, como galho que deixa o tronco que o sustenta tombar sem apoio. A ingratido para com os que nos sustentaram na infncia semente de amargura lanada no solo, para colheita futura. A ingratido para com os que nos sustentaram na infncia semente de amargura lanada no solo, para colheita futura.
  • Slide 17
  • Assim, faamos aos nossos velhos o que gostaramos que nos fizessem quando a nossa idade j estiver bastante avanada. Pensemos nisso! Assim, faamos aos nossos velhos o que gostaramos que nos fizessem quando a nossa idade j estiver bastante avanada. Pensemos nisso!
  • Slide 18
  • Crditos: Texto: Redao do site www.momento.com.br www.momento.com.br Imagens: Internet Msica: Vangellis Preldio Formatao: Beth Norling E-mail: bethnorling@globo.com bethnorling@globo.com GRUPO SINTONIA ELEVADA Clique aqui para visitar nosso site Clique aqui para visitar nosso site Clique aqui para receber novas mensagens gratuitamente Clique aqui para receber novas mensagens gratuitamente