dr. stephen vang

Download Dr. Stephen Vang

Post on 28-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

folheto digital

TRANSCRIPT

  • Dr. Stephen WangOftalmo Cirurgia

  • Curso de Medicina: - Universidade Regional de BlumenauSanta Catarina

    Residncia em Oftalmologia: - Universidade de Mogi das Cruzes So Paulo

    Fellowship em Catarata: - UNIFESP - Escola Paulista de Medicina So Paulo

    Preceptor do Setor de Catarata do Curso de Especializao em Oftalmologia:- Hospital Banco de Olhos Rio Grande do Sul

    Coordenador Fellowship em Catarata: - Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre Rio Grande do Sul

    Currculo

  • Cirurgia de CatarataO que Catarata?

    A Catarata consiste na opacidade parcial ou total do cris-talino (lente natural do olho). Geralmente atua de maneira progressiva. Inicia-se com a diminuio da acuidade visual mesmo com correo ptica. uma doena ocular que pode ser congnita (mais rara) ou adquirida, que a forma mais fre-quente. As cataratas adquiridas, em geral, ocorrem em pessoas acima dos 60 anos e tambm so conhecidas como cataratas senis (do envelhecimento). Outras causas so traumas ocu-lares, uso de corticides, inamaes intra-oculares, ex-posio excessiva radiao ultravioleta e diversas doenas associadas, como o diabetes.

  • Quais so os sintomas da Catarata?

    Em seu estgio inicial, a catarata pode causar uma perda

    discreta da qualidade visual, alterando a viso das cores, que

    se apresentam mais desbotadas.Outro sintoma comum a

    diminuio da acuidade visual noturna, s vezes com certo

    ofuscamento na presena de focos intensos de luz, como

    faris de automveis.

    A medida que a catarata avana, a viso vai cando pro-gressivamente mais turva e embaada, prejudicando as ativi-dades mais comuns tais como a leitura, o caminhar ou at

    assistir TV. Nos casos extremos, a queixa bvia a perda da

    viso til.

  • No existe tratamento clnico para catarata, este

    sempre CIRRGICO. A partir do momento em que a baixa

    acuidade visual no mais corrigida com o uso de culos h

    indicao cirrgica. O momento propcio para a realizao da

    cirurgia depende tambm do prejuzo e do comprometimento

    que esta opacicao vem trazendo ao cotidiano e as funes

    habituais do paciente.

    A tcnica cirrgica mais moderna para o tratamento da

    catarata, consiste da remoo do cristalino por microfragmen-tao e aspirao do ncleo, num processo chamado FACO-EMULSIFICAO, onde aps a retirada completa da catarata,

    implantada uma nova lente. A anestesia local com pequena

    sedao.

    Tratamento da Catarata

  • Atualmente, temos tambm a opo de corrigir erros

    refrativos (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia)

    na cirurgia de catarata, ou seja, alm de retirarmos a catarata

    contamos com uma variedade de lentes intra-oculares que

    ajudam a corrigir esses erros refrativos. Consulte o especialista

    em catarata para saber qual a lente intra-ocular a mais indi-cada para melhor satisfazer a sua viso no ps-operatrio.

    Tratamento da Catarata

  • 1. Embaamento da lente dentro do olho causando reduo de viso

    2. Hoje, pequena inciso sem pontos

    3. Remoo da catarata atravs de um moderno aparelho.

  • 4. Modernas lentes intra-oculares dobrveis. Substituem o cristalino

    com qualidade de viso

    Micro inciso(2,75mm)

    Remoo da cpsula anterior do cristalino

    Fragmentao do cristalino

  • Os fragmentos da catarata so aspirados atravs do facoemulsicador

    Implantao da nova lente que ir substituir o cristalino natural do olho

    Lente acomodada dentro do olho. (Geralmente no h pontos)

  • No usar nenhuma maquiagem ou creme no rosto no dia da

    cirurgia;

    Tomar banho e lavar bem a cabea e o rosto;

    importante estar acompanhado a um adulto ao vir e ao

    deixar a clnica;

    Deixar objetos de valor em casa;

    Jejum de 8 horas para comida e 6 horas para bebida antes da

    cirurgia;

    Se estiver tomando algum remdio, tom-los conforme

    recomendao da consulta pr-anestsica;

    Quando for convnio, no esquecer de trazer a guia de seu

    convenio devidamente liberada, em mos;

    Traga todos os exames laboratoriais e de avaliao clnica;

    Pr-Operatrio

  • No fazer fora;

    No abaixar a cabea, nem para amarrar os sapatos;

    No deitar sobre o olho operado;

    Evitar movimentos bruscos com a cabea, no levantar

    nenhum tipo de peso;

    Usar os colrios receitados na dose e hora correta. Conforme

    a prescrio medica;

    Lavar as mos antes de pingar os colrios;

    Pode assistir televiso e ler normalmente;

    Evitar ambientes quentes e poludos, vapor, poeira, vento,

    shampoo e sabo no olho operado;

    No coar o olho;

    Em caso de dor e olho vermelho (tipo congestionado) ou

    qualquer outro tipo de sintoma, comunicar-se com o mdico;

    Comparecer elmente as consultas marcadas para acom-panhamento do ps-operatrio, pois elas so de extrema im-portncia;

    Ps-Operatrio

  • Dr. Stephen Wang

    Clnica BotafogoFone: 3217.0601

    Instituto de Oftalmologia de Porto AlegreFone: 3338.3033

    Clnica VisoFone: 3337.0505

    Hospital Banco de Olhos de Porto AlegreFone: 3018.3100

    stephen.w@hotmail.com

    Clinica Viso