Dossier Criativa

Download Dossier Criativa

Post on 09-Jul-2015

29 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>APRESENTAO1</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>NDICE</p> <p>NDICE ........................................................................................................................................................... 2 NOTA DE ABERTURA ...................................................................................................................................... 3 VILA VERDE, VILA CRIATIVA ........................................................................................................................... 5 O QUE ? ....................................................................................................................................................................................... 5 QUANDO SE REALIZA? ................................................................................................................................................................ 5 COMO? .......................................................................................................................................................................................... 6 IMAGEM ......................................................................................................................................................................................... 7 PROGRAMAO............................................................................................................................................................................ 8 QUAIS SO OS OBJECTIVOS? ................................................................................................................................................... 11 E AS METAS? ................................................................................................................................................................................ 11 VILA VERDE, VILA CRIATIVA | Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde ........................................ 12 BIENAL INTERNACIONAL DE ARTE JOVEM DE VILA VERDE ................................................................................................... 12 POTENCIAL DE INTERNACIONALIZAO .................................................................................................................................. 12 Imagens da 6 Bienal (2009) ............................................................................................................................................ 14 A 7 BIENAL INTERNACIONAL DE ARTE JOVEM ..................................................................................................................... 18 A BIENAL NA ESCOLA 3 EDIO ......................................................................................................................................... 19 Imagens dA Bienal na Escola ...........................................................................................................................................20 ORGANIZAO .............................................................................................................................................. 21 MUNICPIO DE VILA VERDE ........................................................................................................................................................ 21 PROVIVER EEM ............................................................................................................................................................................ 21 ASSOCIAO DARTE ................................................................................................................................................................ 22 INTITUTO PORTUGUS DA JUVENTUDE .................................................................................................................................. 22 APOIOS ........................................................................................................................................................23 BIBLIOTECA MUNICIPAL PROFESSOR MACHADO VILELA .....................................................................................................23 INSTITUTO EMPRESARIAL DO MINHO .....................................................................................................................................23</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>2</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>NOTA DE ABERTURA</p> <p>Vila Verde , no contexto regional e nacional, um dos municpios que mais se tem evidenciado na dinmica cultural. Num perodo de crise global, a crescente focalizao na vertente da cultura, tem-se revelado um bom investimento e uma opo estratgica eficaz com ganhos de eficincia evidentes, a avaliar pelas suas consequncias directas e indirectas ao nvel da promoo turstica, da valorizao do territrio, da notoriedade dos seus eventos e da singularidade acrescentada. Resultados que se evidenciam no envolvimento cada vez mais alargado de parceiros, internos e externos, e na crescente atraco exercida por quem se desloca a Vila Verde. Um concelho que preserva uma ruralidade autntica, a par de um desenvolvimento econmico e social, que acompanha as mais modernas tendncias culturais e as mais avanadas inovaes tecnolgicas. Uma dinmica que o diferencia pela forma como, simultaneamente, tem preservado as suas tradies, criando oportunidades de negcio que a mdio e longo prazo vo criar riqueza, e um peso assinalvel na actividade turstica com consequncias directas na actividade comercial (restaurao, alojamento, artesanato e outros servios). A polarizao dos principais eventos e a intensificao das actividades culturais, que integram as respectivas programaes, multiplicaram os motivos de envolvimento e participao cvica das pessoas, das instituies locais e do movimento e empenho dos empresrios em torno do aumento da tendncia de visita ao Concelho. Um conjunto de programaes que comearam pela promoo dos cones culturais, pela vocao natural do territrio e pelas suas tradies. Os Lenos de Namorados e o artesanato, com a sua marca de destino inspirada na gala Namorar Portugal, que se realiza no dia 14 de Fevereiro, originaram Fevereiro - Ms do Romance; a valorizao da vida rural com a Festa das Colheitas, lanou um caminho em construo e de grande envolvimento Na Rota das Colheitas, que se inicia nos primeiros dias de Agosto, intensificando-se em Outubro e prolongando-se at Novembro. Juntam-se a estes eventos, que ocupam j um espao significativo do calendrio anual, outros com vida prpria como as Festas Concelhias em honra de Sto. Antnio e uma srie de arraiais que explodem em vrios pontos do concelho, de Junho a Setembro, pontuados na sede do Concelho com a Animao de Vero. Destaque ainda para a figura de S de Miranda, o Poeta do Neiva, uma das referncias cimeiras da histria nacional e local, e que est a consolidar a identidade quinhentista de Vila Verde, marcada pela realizao duma feira e uma recriao histrica da poca, para fazer o seu trajecto. Nesta linha de polarizao dos eventos municipais, a Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde a programao que se segue, pela sua especificidade e pelo percurso traado necessita de um reposicionamento do seu conceito para garantir o futuro. Um conceito diferenciador no mundo das artes,</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>3</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>desenvolvido com o objectivo de fortalecer a imagem e aumentar a sua atractividade, no contexto das novas tendncias da criao e do mercado artstico. VILA VERDE, VILA CRIATIVA a mais recente ideia para que, de Junho a Outubro, se desenvolva a motivao pela Arte, incentivando e sensibilizando os mais jovens para a criao artstica, criando novos pblicos, de todas as idades, para que a arte seja apreciada como forma de manifestao individual democratizada e acessvel a todos. Uma programao alicerada na Bienal Internacional de Arte Jovem, que pretende assumir-se como alavanca de futuras oportunidades ao nvel da economia local com base na criatividade, no empreendedorismo e na inovao tecnolgica. Esta estratgia do Municpio implementada pela PROVIVER EEM, atravs do Programa Municipal de Animao Cultural, tem o objetivo de criar motivos permanentes para visitar Vila Verde, com propostas distintas, que correspondam tambm a pblicos com distintos interesses, e mostrar a riqueza do territrio, a capacidade empreendedora das suas gentes, que mistura tradio e modernidade, vanguarda e saudosismo, o mundo rural com o mundo tecnolgico e as artes nas suas mais diferenciadas manifestaes.</p> <p>A ORGANIZAO</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>4</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>O QUE ? VILA VERDE, VILA CRIATIVA uma programao alicerada na Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde e insere-se na estratgia de polarizao dos eventos culturais do Municpio em torno da Arte, promovidos atravs da PROVIVER EEM, que pretende assumir-se como alavanca de futuras oportunidades ao nvel da economia local com base na criatividade e na inovao tecnolgica. A Bienal de Arte Jovem parte para a sua stima edio a realizar no prximo ano. Neste contexto pretende-se polarizar um conjunto de iniciativas, com o objectivo de incrementar uma dinmica de criatividade em busca de um conceito diferenciador, que lhe permita afirmar a sua sustentabilidade no contexto nacional e internacional, criar novos pblicos e potenciar novas oportunidades de negcio relacionados com esta rea, e com a atractividade gerada em torno dela. Uma programao reforada pelo lanamento dos alicerces de um Roteiro de criatividade e empreendedorismo, a desenvolver em torno da dinmica criativa da Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde. Um evento que vai direccionar o seu conceito para a ligao da arte com a cincia, a tecnologia e a natureza, na linha das correntes emergentes da criao artstica, antecipando um dinamismo de sinergias criativas em torno da futura Casa do Conhecimento. VILA VERDE, VILA CRIATIVA integra um conjunto de exposies, workshops, atelis criativos, msica, pintura, fotografia e outras manifestaes de arte, apresentao de biografias de artistas consagrados, assim como a apresentao da terceira edio d A Bienal na Escola, que culminar na 7 Bienal Internacional de Arte Jovem a ter lugar no prximo ano.</p> <p>QUANDO SE REALIZA? VILA VERDE, VILA CRIATIVA vai decorrer de 29 de Junho a Outubro de 2011. Esta programao vai garantir uma dinmica cultural e assegurar a transio para um novo conceito que marcar a 7 Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde.</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>5</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>COMO? A dinamizao das iniciativas previstas na programao estar a cargo de uma equipa de parceiros coordenada pela PROVIVER EEM. A entidade empresarial municipal vai ainda assegurar-se do cumprimento dos objectivos traados para este projecto, cuja complexidade e abrangncia, passa pelo envolvimento crucial das entidades parceiras, a quem a PROVIVER EEM serve de interlocutora: A Associao Darte (Associao de Jovens Artistas do Baixo Minho) assume um papel fundamental junto da comunidade artstica da regio, das escolas e dos jovens artistas, O Instituto Portugus da Juventude e o IEMINHO, so entidades cuja parceria assume uma importncia crucial na perspectiva de fomentar o empreendedorismo e a criatividade; A Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela como parceiro estruturante da organizao das sucessivas edies da Bienal Internacional de Arte Jovem que se tem assumido como plo catalisador e dinamizador de actividades culturais nesta rea e montra de novos valores da cultura e da arte; A Escola Profissional Amar Terra Verde (escola com 3 plos de ensino - Vila Verde, Amares e Terras do Bouro), os Centros Escolares, no que se refere dinamizao dA Bienal na Escola; o IPCA (Instituto Politcnico do Cvado e do Ave), as Universidades do Minho e Catlica, a par da responsabilidade pela dinamizao de um conjunto de actividades complementares 7 Bienal Internacional de Arte Jovem, so parceiros estruturantes pelo seu papel ao nvel da formao, do incentivo actividade artstica e criao de novos pblicos; Artistas consagrados e generosos, que tm deixado o seu contributo e cunho pessoal, e que apostam neste projecto, como o Mestre Mrio Silva, o pintor Luis Coqueno e o pintor Henrique Silva. . Um evento desta natureza, em que o pblico-alvo, em primeira instncia, so os jovens criativos, em que o empreendedorismo um dos seus principais eixos fundadores, a Bienal Internacional assume-se como o plo dinamizador e aglutinador de outros projectos e aces de valor acrescentado ao nvel da criatividade e da inovao tecnolgica.</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>6</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>IMAGEMA imagem foi concebida pela designer Cladia Caldelas, da Associao DArte, uma das entidades fundadoras da Bienal Internacional de Arte Jovem e que participa na organizao do programa VILA VERDE, VILA CRIATIVA. A artista explicou assim o conceito da Imagem:</p> <p>O personagem? No se trata de ningum em especifico, da o facto de usar uma gravura, para tornar o personagem impessoal e tambm para atingir uma coerncia esttica e de linguagem grfica. O brculo foi escolhido pela aproximao da forma (desenho) ao de volume idntico ao de uma massa compacta - o crebro. Crebro = aluso directa ao acto criativo. Vegetal= relao com a semntica do nome Vila Verde. VERDE. No conjunto, uma composio que, pela sua descontextualizao de elementos, resulta numa imagem forte e Criativa.</p> <p>A CRIATIVIDADE UM PROCESSO COMUM A TODA A ACTIVIDADE HUMANA QUE CONTRIBUA PARA A EVOLUO DA CONSCINCIA, Luis Coqueno - Pintor</p> <p>7</p> <p>VILA VERDE, VILA CRIATIVA</p> <p>PROGRAMAO Esta primeira edio ficar marcada pela realizao de uma Conferncia/Seminrio em torno da definio de um conceito diferenciador para a Bienal Internacional de Arte Jovem no panorama regional, nacional e internacional. Uma reflexo assente no papel cultural e social da arte, nas dinmicas empreendedoras da actividade artstica, nas indstrias criativas no contexto e na criao de valor econmico no desenvolvimento local; ainda uma reflexo sobre as novas exigncias de sustentabilidade que se colocam a um evento desta natureza, ao nvel do seu posicionamento inovador e competitivo no contexto da criao artstica. Este conjunto de painis contar com a participao e intervenes de artistas, especialistas, empresrios e estudiosos de Arte e das suas dinmicas.</p> <p>29.06 Apresentao Pblica do Programa VI...</p>