doenças e pragas de pastagens aula 7: pragas sugadoras

Download Doenças e Pragas de Pastagens Aula 7: Pragas Sugadoras

Post on 18-Apr-2015

110 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Doenas e Pragas de Pastagens Aula 7: Pragas Sugadoras
  • Slide 2
  • Principais Pragas das Pastagens Pragas Sugadoras: Cigarrinhas das Pastagens Cochonilha dos Capins Percevejo das Gramneas Percevejo Castanho das Razes Complexo de Lagartas: Curuquer dos Capinzais Lagarta Elasmo Lagarta do Cartucho Pragas Gerais: Formigas Cupins Pragas Secundrias: Gafanhotos
  • Slide 3
  • Principais Pragas das Pastagens Locais de ataque: Nas razes: Cupins Percevejo Castanho das Razes Nos perfilhos: Cigarrinhas das Pastagens Cochonilha dos Capins Percevejo das Gramneas Nas folhas: Curuquer dos Capinzais Lagarta Elasmo Lagarta do Cartucho Formigas Gafanhotos
  • Slide 4
  • Calendrio do ocorrncia das pragas INSETOSREDUO DE FOLHASREPOUSOPRODUO DE FOLHAS JanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDez Savas Gafanhotos Cochonilhas Cupins Cigarrinhas Percevejo das gramneas Lagartas Percevejo castanho
  • Slide 5
  • Pragas Sugadoras Aula 7 Cochonilha dos Capinzais Percevejo das Gramneas
  • Slide 6
  • CenrioIdentificaoBiologiaPrejuzoControleConsideraes FinaisBibliografia ndice
  • Slide 7
  • A cochonilha uma pra polfaga, e tambm uma praga de jardim. A primeira evidncia de que a planta est infestada o aparecimento de bolinhas brancas que parecem ser de algodo nos caules, prximos s folhas. Elas sugam a planta, roubando sua seiva, alojando-se principalmente na parte inferior das folhas e dos brotos. As cochonilhas secretam uma substncia pegajosa, que deixa as folhas com a aparncia de que esto enceradas, e que facilita o ataque de fungos, como o fungo fuliginoso ou fumagina. Costuma atrair tambm as formigas doceiras. Cenrio
  • Slide 8
  • Fumagina: Sobre esta seiva aucarada ocorre um fungo oportunista, conhecido como fuligem ou fumagina. Muitos so os prejuzos para a planta: esttico, diminuio de sua energia pela perda da seiva e porque com as folhas cobertas no h produo de fotossntese. Para combat-las utilize os venenos verdes* ou a receita caseira: Para eliminar a fumagina, lave a planta com uma mistura de sabo daqueles de barra. Dissolva o sabo em gua quente, espere esfriar, e faa asperso sobre as folhas. Lave depois com gua limpa. *Ex: leo de Nim, folhas de alamanda ou arruda, calda de fumo,semente mostarda
  • Slide 9
  • Cochonilha dos capins (Hemiptera/Sternorrhyncha: Pseudococcidae) Antonina graminis (Maskell, 1897) um inseto sugador de seiva, de corpo ovalado e de cor arroxeada, medindo cerca de 3 a 4 mm de comprimento. Cenrio
  • Slide 10
  • uma praga que pode ser encontrada em todas as regies tropicais e sub-tropicais. Atribui-se a ela o declnio de muitas variedades de capins. No Brasil, foram identificados cerca de 92 espcies de capins como hospedeiros desta praga, sendo os mais freqentemente atacados, o capim favorito (Rhynchelytrum repens), o capim angola (Panicum purpurascens), o capim de burro ou grama-bermudas (Cynodon dactylon), capim angolinha (Eriochloa polystrachya), e gordura (Melinis minutiflora), que podem servir de indicadores da presena da praga. O capim jaragu (Hyparrhenia rufa), por sua vez, tido como imune a praga. SILVEIRA NETO (1976) citou o exemplo do capim angola, que antigamente era a principal gramnea do Recncavo Baiano e hoje a de menor importncia naquela regio, devido ao ataque desse inseto. Cenrio
  • Slide 11
  • Antonina graminis Comprimento: 3 mm Colorao: branco arroxeada. Identificao
  • Slide 12
  • Antonina graminis Comprimento: 3 mm Colorao: branco arroxeada. Identificao
  • Slide 13
  • Aonidiella aurantii Cochonilha dos Citrus Identificao Receita caseira para controle: Num litro de gua coloque 100 gramas de enxofre, 2 colheres e meia de sal e 300 gramas de cal. Aplique benzendo com brocha ou pulverizador. Outros exemplos:
  • Slide 14
  • Identificao Ornamentais
  • Slide 15
  • Identificao Cochonilhas causadoras da murcha-do-abacaxi: a) adulto, b) colnia de cochonilhas; c) reboleira de plantas atacadas e d) sintomas de ataque da cochonilha na planta.
  • Slide 16
  • Identificao Palma Forrageira
  • Slide 17
  • Sua reproduo por partenognese teltoca (sem a participao do macho, originando somente fmeas), com um ciclo evolutivo de 70 dias, apresentando 3 nstares larvais. no primeiro que ela se dispersa, pois nos outros nstares tm suas pernas atrofiadas, ocasio em que recoberta por uma lanugem branca. Apresenta 5 geraes anuais. Biologia
  • Slide 18
  • Ao contrrio do que ocorre com as cigarrinhas, ela mais prejudicial quando a concorrncia de gua menor para as plantas. Acredita-se que a umidade favorea o desenvolvimento de fungos patognicos, eliminando em parte a populao das cochonilhas na poca chuvosa. Trata-se de um inseto que vive quase que exclusivamente em gramneas (capins, sorgo, cana-de-acar e arroz silvestre). Biologia
  • Slide 19
  • Prejuzo Alojam-se nos perfilhos do capim, concentrando- se principalmente junto aos ns, sob bainhas das folhas, prximo das gemas, podendo formar grupos de at 10 cochonilhas por n. A cochonilha ataca todas as hastes da planta a partir do coleto, onde ocorre a maior aglomerao dos insetos, que so facilmente notados devido a sua colorao branca. Essa cochonilha fica sugando as hastes, produzindo um secamento do capim, que se manifesta em reboleiras, ou seja, o ataque fica concentrado em algumas plantas, umas perto das outras.
  • Slide 20
  • Prejuzo Como tambm afeta as gemas, estas morrem e o capim perde a capacidade de rebrotar, causando morte das touceiras. Esse fato notado principalmente na poca da seca, quando o capim j sofre a conseqncia da falta de chuva e no se recupera, causando falhas nos pastos que so chamadas de geadas. justamente em volta dessas reas sem capim que se encontram a maior populao da praga. Em conseqncia, a capacidade de brotao dos pastos diminui sensivelmente.
  • Slide 21
  • Algumas espcies de cochonilhas tm uma casca dura que impede a penetrao de inseticidas. Neste caso, preciso fazer uso de solues base de leo mineral e sabo que, uma vez grudadas carapaa, impedem que o inseto respire. As melhores alternativas so a Emulso de leo Mineral ou a Calda de Fumo. Caso o controle natural no produza os resultados esperados, necessria a utilizao de um inseticida organofosforado ou outro. Seu predador natural a joaninha, assim como alguns tipos de vespas. Controle
  • Slide 22
  • Inimigos Naturais
  • Slide 23
  • Como o ataque da cochonilha em reboleira, o controle qumico pode ser localizado. Uma outra alternativa a compra e a liberao de uma vespa parasitoide desta praga, apresentando excelentes resultados no controle da cochonilha das gramneas. Controle
  • Slide 24
  • Biblioteca(s): rea de Informao da Sede. Data corrente: 25/03/2002 Data da ltima atualizao: 25/03/2002 Autoria: BATISTA FILHO, A.; SILVA, E.M. da Ttulo: Observaes Sobre o Parasitismo de Neodusmetia Sangwani Sobre a Cochonilha (Antonina Graminis) Ano de publicao: 1988 Fonte/Imprenta: Pesquis Agropecuria Brasileira, Braslia, v.23, n.3, p.329-331, mar.1988 Idioma: Portugus www.bdpa.cnptia.embrapa.br
  • Slide 25
  • Controle Procurando-se determinar o ndice de parasitismo causado pelo micro-himenptero Neodusmetia sangwani (Rao, 1957) sobre a cochonilha (Antonina graminis Maskell, 1897), amostras de capim- favorito (Rhynchelyhum repens (Wild) Hubb.), infestadas pelo coccdeo, foram coletadas na Estao Experimental do Instituto Biolgico em Campinas, So Paulo, no final de outubro de 1986. Essas amostras foram levadas ao laboratrio da Seo de Controle Biolgico das Pragas (SCPB) e as cochonilhas individualizadas em tubo de vidro de 3,5 cm de comprimento e 0,5 cm de dimetro cuja boca foi lacrada com pelcula de plstico transparente. As 75 cochonilhas obtidas, foram mantidas a uma temperatura mdia de 28 C e umidade relativa mdia de 65%. Aps 35 dias, observou-se emergncia de parasitides, constatando-se aproximadamente 35% de cochonilhas parasitadas pela N. sangwani. Verificou-se tambm o total de 132 parasitides emergidos, distribudos em 17 machos e 115 fmeas, sendo ainda determinado que a mdia de N. sangwani por cochonilha foi de 5,08. Da totalidade dos micro-himenpteros encontrados, apenas dois no pertenciam a espcie N. Sangwani.
  • Slide 26
  • So vespinhas da Famlia Encyrtidae (Neodusmetia sangwani) de 1 mm de comprimento, cor preta, sendo o macho alado e a fmea ptera. Esta espcie foi introduzida no Brasil para controle da cochonilha, sendo que, de modo geral, as populaes da cochonilha mantm-se abaixo do nvel de controle graas ao natural deste parasitide. Controle
  • Slide 27
  • Neodusmetia sangwani Inimigos Naturais
  • Slide 28
  • Percevejo das gramneas (Heteroptera: Lygaeidae) Blissus leucopterus O percevejo das gramneas vem causando vultosos prejuzos agricultura dos EUA por mais de 150 anos, onde considerado nativo e conhecido vulgarmente por "chinch-bug". No Brasil foi constatado pela primeira vez em maro de 1975, em Minas Gerais em pastagem de Tanner-grass (Brachiaria radicans). Hoje este percevejo j ocorre em diversas partes do pas, concentrando-se preferencialmente em Minas Gerais, e apesar de atacar preferencialmente Tanner-grass, j foi encontrado em milho, capim marmelada, capim p-de- galinha e capim colonio. Cenrio
  • Slide 29
  • Blissus leucopterus Em ingls: Chinch Bugs