DITADURA MILITAR 1964-1985. DITADURA = Forma de governo em que todos os poderes se enfeixam nas mãos dum indivíduo, grupo, partido ou classe., Em 1961

Download DITADURA MILITAR 1964-1985. DITADURA = Forma de governo em que todos os poderes se enfeixam nas mãos dum indivíduo, grupo, partido ou classe., Em 1961

Post on 17-Apr-2015

103 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> Slide 1 </li> <li> DITADURA MILITAR 1964-1985 </li> <li> Slide 2 </li> <li> DITADURA = Forma de governo em que todos os poderes se enfeixam nas mos dum indivduo, grupo, partido ou classe., Em 1961 o presidente eleito democraticamente, Jnio Quadros, renuncia a presidncia do pas, alegando que no conseguia governar devido a foras ocultas. Na verdade, Jnio tinha planejado uma estratgia para ganhar o apoio das massas e intimidar seus inimigos polticos, contudo o tiro saiu pela culatra. Ele imaginou que o povo iria as ruas pedir sua volta, porm isso nunca aconteceu. O vice- presidente, Joo Goulart (Jango), estava em uma visita oficial a Repblica Popular da China. Setores de direita da sociedade e os militares, viam Jango com desconfiana, pois acreditavam que ele era simpatizante do comunismo e que se chegasse ao poder faria uma grande revoluo, diminuindo assim os privilgios desses grupos. Militares, a elite da sociedade e empresrios nacionais e estrangeiros armaram uma estratgia poltica que limitava o poder do futuro presidente Jango, o Parlamentarismo. Assim Jango governava, mas no mandava. </li> <li> Slide 3 </li> <li> Jango tinha o apoio do seu partido (PTB), de alguns sindicatos e alguns setores da sociedade, comprometidos com reformas sociais. Quando Jango foi ministro do trabalho de Getlio Vargas, ele que fez a proposta do aumento do salrio mnimo. O presidente anuncia em 1963 um conjunto de reformas, chamadas de reformas de base, que visavam a modernizao do capitalismo brasileiro e a soluo de alguns problemas sociais. Estavam entre as reformas de base: - Nacionalizar as empresas prestadoras de servios pblicos e a indstria farmacutica. - Realizar a reforma agrria (desapropria latifndios improdutivos e os ceder para trabalhadores rurais sem terra). - Ampliar o monoplio da Petrobrs: alm da explorao e refino do petrleo, ficaria tambm responsvel pelo fornecimento dos seus derivados nos postos e distribuidoras de combustveis. -Limitar a remessa de lucros para o exterior por parte das empresas estrangeiras. Essas e outras propostas buscavam diminuir as desigualdades na sociedade brasileira, mas foram interpretadas pelos setores conservadores da sociedade como ameaas comunistas. </li> <li> Slide 4 </li> <li> O povo apoiava as reformas proposta por Jango, porm o Congresso Nacional se mostrava contrrio e dava sinal que no aprovaria as reformas; o presidente ento institui as reformas por meio de decretos no ms de maro de 1964, em um comcio na Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Mais de 250 mil pessoas participaram do comcio. </li> <li> Slide 5 </li> <li> O comcio foi a gota dgua para que as Foras Armadas e os grupo conservadores articulassem a deposio do presidente Joo Goulart. Setores de direita da sociedade se organizaram e em resposta a Jango realizaram em So Paulo a Marcha da Famlia com Deus pela Liberdade. </li> <li> Slide 6 </li> <li> O golpe de derrubou o presidente Joo Goulart instalou uma junta militar no poder. A primeira medida resumiu-se na decretao do Ato Institucional n 1 (AI-1), que garantia ao Executivo amplos poderes, como o de cassar mandatos, suspender direitos polticos, aposentar funcionrios civis e militares e decretar estado de stio sem autorizao do Congresso. Em seguida o Alto Comando das Foras Armadas indicou para a presidncia o marechal cearense Humberto de Alencar Castello Branco(64 a 67). Foi em seu governo que ocorreu a extino dos partidos polticos e a criao do bipartidarismo(AI2): Arena (Aliana Renovadora Nacional de direita) MDB (Movimento Democrtico Brasileiro de esquerda) </li> <li> Slide 7 </li> <li> Considerando o pas ameaado pelos comunistas, pela subverso e pela corrupo, o governo determinou ainda, o fechamento de espaos democrticos e a criao do Servio Nacional de Informaes (SNI). Na rea econmica concretizou-se o total alinhamento aos Estados Unidos, propiciando facilidades para a penetrao do capital estrangeiro. Ainda 1967 Castello Branco morre e o marechal Artur da Costa e Silva indicado para assumir o cargo de presidente. Costa e Silva teve de em frentar constantes manifestaes contra o regime, que se intensificaram devido s dificuldades econmicas do pas. Polticos cassados pela ditadura (como Carlos Lacerda e JK), estudantes e trabalhadores de diversas categorias aliaram-se, por exemplo, para formar a Frente Popular) Em 69 surge na Frana um movimento de massas contra a ordem burguesa estabelecida, que se espalha pelo mundo No Brasil foram constantes as manifestaes populares, no Rio de Janeiro estudantes secundaristas protestaram contra a qualidade da comida servida no restaurante estudantil Calabouo. A polcia chamada e mata o estudante Edson Lus. </li> <li> Slide 8 </li> <li> Em junho de 68 a sociedade civil junto com a Igreja Catlica organizam a Passeata dos Cem Mil no Rio de Janeiro. </li> <li> Slide 9 </li> <li> Em outubro a UNE (Unio Nacional dos Estudantes principal instituio de combate ao regime) organiza um congresso na cidade paulista de Ibina, contudo a represso descobre e prende mais de 900 estudantes que l estavam. Em dezembro vem o golpe fatal da ditadura, a divulgao do AI-5 o mais duro de todas as leis do regime militar. Ele suspendia todas e quaisquer garantias constitucionais, dando ao presidente o controle absoluto sobre os destinos da nao. O ano termina com mais de 85 denncias de torturas... </li> <li> Slide 10 </li> <li> A publicao do AI-5 radicaliza a oposio, varias pessoas abandonam a militncia pacfica e aderem a luta armada, guerrilha urbana e rural. Os grupos realizam assaltos a bancos, seqestros e atentados. Nessas aes, exigia- se a libertao de presos polticos e procurava-se arrecadar fundos para o movimento. Os dois principais grupos revolucionrios foram: Aliana Libertadora Nacional o Partido Comunista Brasileiro (PCB) posicionava-se contra a luta armada. Diante disso, uma importante liderana do partido, Carlos Marighela, reuniu um grupo de simpatizantes e fundou a ALN. Ele morto pela polcia em uma emboscada em 1969. Vanguarda Popular Revolucionria organizao formada por militares de esquerda contrrios ao golpe. A principal liderana do movimento era Carlos Lamarca, ex-capito do Exrcito, Lamarca rompeu com a VPR em 1971, para ingressar no Movimento Revolucionrio 8 de Outubro (MR-8), onde permaneceu at a sua morte ainda em 1971. Em 20 de julho de 1969 o embaixador dos Estados Unidos, Charles Elbrick seqestrado no Rio de Janeiro, por integrantes do MR-8 e pela ALN. Pela libertao do embaixador, os guerrilheiros ou terroristas pedem a libertao de 15 presos polticos que esto presos e sendo torturados nos pores dos DOI-CODIs (Destacamentos de Operaes e Informaes e Centros de Operaes de Defesa Interna). </li> <li> Slide 11 </li> <li> Slide 12 </li> <li> Em agosto de 1969 o presidente Costa e Silva sofre um derrame e afastado da funo, em seu lugar instituda uma junta militar at que o novo presidente seja escolhido indiretamente pelas foras armadas. Em outubro empossado o general Emlio Garrastazu Mdici, comeam os terrveis anos de chumbo. &gt; expresso criada para designar o perodo de maior crueldade da ditadura. O governo do general Mdici caracterizou-se pelo milagre econmico, represso luta armada e intensa propaganda pr-regime militar. O pas alcanou excelentes ndices de crescimento econmico, custa do endividamento do pas e do empobrecimento crescente da populao. O desenvolvimento econmico e a propaganda governamental trouxeram o apoio da classe mdia ao governo. O setor era o grande beneficirio da poltica econmica. a construo da rodovia Transamaznica, a criao da Telecomunicaes do Brasil (Telebrs), a concluso de vrias hidreltricas e a criao do Instituto Nacional de Colonizao e Reforma Agrria (Incra). Era o chamado Milagre Econmico. A vitria em 1970 causou uma exploso de alegria nos quase 90 milhes de brasileiros e as comemoraes seguiram durante muitos dias. O futebol foi utilizado pelo regime militar para despertar sentimentos nacionalistas e esconder o clima repressivo do pas. </li> <li> Slide 13 </li> <li> Msicas que exaltavam o orgulho de ser brasileiro e frases como Brasil: ame-o ou deixe-o, eram associados a seleo canarinho. Enquanto muita gente era perseguida, presa e torturada pelo governo Mdici, o regime tentava transferir para si o prestgio do futebol. Noventa milhes em ao Pra frente Brasil do meu corao Todos juntos, vamos Pra frente Brasil Salve a seleo De repente aquela corrente pra frente (...) O presidente eleito indiretamente para substituir Mdici foi o general Ernesto Geisel (1974-1979). Em seu governo surgiram os primeiros sinais de abertura poltica, exigida por diversos setores da sociedade civil, diante da crise econmica crescente. </li> <li> Slide 14 </li> <li> Trabalho Pag. 46,47 e 48 &gt; ex. 4, 5, 6, 7, 8, Tarefa: a)Quais fatores contriburam para o inicio da luta armada no Brasil contra a Ditadura? b)Explique com suas palavras o que foi o Milagre Econmico. c)Explique a expresso: Anos de Chumbo. </li> </ul>