direitos humanos: liberdade sindical e sua ?· introduzidas por marquês de pombal (primeiro...

Download DIREITOS HUMANOS: LIBERDADE SINDICAL E SUA ?· introduzidas por Marquês de Pombal (primeiro ministro…

Post on 08-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

DIREITOS HUMANOS: LIBERDADE SINDICAL E SUA IMPORTANCIA NA

VALORIZAO DOCENTE EM MATO GROSSO DO SUL

Paolla Rolon Rocha1

Margarita Victoria Rodrguez2

Joyce Almeida de Sena Carvalho3

Resumo:

O presente artigo apresenta os resultados finais da pesquisa a respeito da importncia do

sindicalismo para a valorizao da profisso docente. A Organizao Internacional do

Trabalho teve sua origem em 1919, uma das finalidades a liberdade sindical, que visa o

direito dos trabalhadores a consonncia coletiva. Em 1948, foi elaborada pela Organizao

das Naes Unidas a Declarao Universal dos Direitos Humanos, que explana no artigo 23

sobre o direito ao trabalho, que discorre a cerca da liberdade sindical, que todas as pessoas

tm liberdade para formar sindicatos ou filiar-se a eles. A luta dos professores em busca de

um salrio digno, valorizao da profisso docente e qualidade na educao vm alcanando

pilares antes nunca vistos. No devir histrico, no Brasil a discusso e luta pela materializao

dos direitos trabalhista do magistrio foram contemplados em diferentes documentos, embora

tenham sido fixados os mais importantes somente na Constituio Federal de 1988. Ressalta-

se que estes avanos em termos de garantias legais que regulamentam a atuao profissional

dos professores so consequncia da ativa participao e organizao dos educadores. No

Brasil os professores da educao bsica da rede pblica foram se unindo e criando sindicatos

para que seus direitos fossem respeitados. A nfase no artigo a Federao dos Trabalhadores

em educao de Mato Grosso do Sul (FETEMS), que surgiu em 1979 e sua luta para

implantao da Lei do Piso at o ano de 2015. O estudo mostra que como resultado do

trabalho realizado pelo movimento sindical da FETEMS, MS um dos estados que mais bem

paga os docentes. Porm ainda tm muita luta pela frente, para que os direitos dos

profissionais da educao possam ser respeitados plenamente.

Palavras-Chave: 1) Professores; 2) Valorizao; 3) Sindicalismo.

1 INTRODUO

Para compreender a importncia do movimento sindical docente necessrio entender

a histria das polticas educacionais e seus desdobramentos vinculados com a regulamentao

do trabalho docente. A primeira Lei educacional no Brasil foi a Lei das Primeiras Letras de 15

de outubro de 1827 nela abordava-se pela primeira vez a questo dos salrios dos professores.

A Organizao Internacional do Trabalho teve sua origem em 1919, uma das

finalidades a liberdade sindical, que visa o direito dos trabalhadores a consonncia coletiva.

Em 1948, foi elaborada pela Organizao das Naes Unidas a Declarao Universal dos

1 Mestranda do PPGEdu/FaEd/UFMS.

2 Professora Doutora do PPGEdu/FaEd/UFMS.

3 Mestranda do PPGEdu/FaEd/UFMS.

Anais do X

IV C

ongresso Internacional de Direitos H

umanos.

Disponvel em

http://cidh.sites.ufms.br/m

ais-sobre-nos/anais/

2

Direitos Humanos, que explana no artigo 23 sobre o direito ao trabalho, que discorre a cerca

da liberdade sindical, que todas as pessoas tm liberdade para formar sindicatos ou filiar-se a

eles.

No devir histrico, no Brasil a discusso e luta pela materializao dos direitos

trabalhista do magistrio foram contemplados em diferentes documentos, embora tenham sido

fixados os mais importantes somente na Constituio Federal de 1988. A mesma ampla em

informaes sobre a educao e tambm em relao normatizao do trabalho docente.

Tambm as Leis de Diretrizes e Bases da Educao Nacional, elaboradas em 1961 e 1996

apresentam normativas a respeito dos referidos direitos, alm do Fundo de Manuteno e

Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorizao do Magistrio, que foi implantado

nacionalmente em 1998 e depois foi substitudo pelo Fundo de Manuteno e

Desenvolvimento da Educao Bsica e de valorizao dos Profissionais da Educao em

2007, com vigncia at 2020 e Por fim a Lei do Piso Salarial Profissional do Magistrio n. 11.

738 de 2008

Ressalta-se que estes avanos em termos de garantias legais que regulamentam a

atuao profissional dos professores so consequncia da ativa participao e organizao dos

educadores. No Brasil os professores da educao bsica da rede pblica foram se unindo e

criando sindicatos para que seus direitos fossem respeitados. Em 1959, j somavam 11

estados brasileiros com seus professores primrios organizados em associaes. (CNTE,

2015). A primeira Confederao dos Professores Primrios do Brasil (CPPB), criada em 1960,

em Recife, passou a se chamar em 1979 de Confederao dos Professores do Brasil, por

integrar os docentes do antigo ensino secundrio. Que posteriormente se denominou

Confederao Nacional dos Trabalhadores em Educao (CNTE) em 1990.

O movimento sindical docente do estado de Mato Grosso do Sul, surgiu em 1979, e h

36 anos luta para a valorizao dos trabalhadores em educao, sendo a sua principal bandeira

de luta a remunerao dos profissionais da educao.

A seguir apresenta-se o histrico das polticas educacionais e de valorizao dos

docentes e num segundo momento se aborda a brevemente a histrica da organizao sindical

estatual e a criao da Federao dos Trabalhadores de Educao de Mato Grosso do Sul.

Anais do X

IV C

ongresso Internacional de Direitos H

umanos.

Disponvel em

http://cidh.sites.ufms.br/m

ais-sobre-nos/anais/

3

2 VALORIZAO DOCENTE E POLTICAS PARA SUA CONSOLIDAO

Os primeiros professores no Brasil foram os Jesutas, que chegaram no pas em 1549,

quando ainda era colnia de Portugal, sua funo era catequisar os indgenas, passando depois

a ensinar os filhos dos colonos, at a sua expulso em 1759, como consequncia da Reformas

introduzidas por Marqus de Pombal (primeiro ministro de Portugal de 1750-1777).

Com a sada dos Jesutas o ensino ficou a cargo de outras congregaes e tambm se

implementaram polticas que tentaram suprir dita sada, tais como as aulas rgias ou avulsas

de Latim, Grego, Filosofia e Retrica, que supririam as disciplinas antes oferecidas nos

antigos colgios jesutas, embora ouve problemas dado que se verificava que o ensino

apresentava deterioro, e a populao da colnia que havia recebido reclamava por falta de

escolas.

Em relao ao trabalho dos docentes, observa-se que o primeiro concurso pblico para

professores ocorreu em 1760, porm mesmo depois de cinco anos, nenhum professor foi

chamado.

No Brasil o primeiro concurso para admisso de professores rgios foi

realizado no Recife em 1760. E em 7 de maio do mesmo ano se realizariam

os exames para professores rgios de gramtica latina no Rio de Janeiro. No

obstante a realizao desses exames, as nomeaes demoravam a acontecer.

(SAVIANI, 2007, p. 89).

Aps a Proclamao da Independncia do Brasil, no ano de 1882, foi promulgada a

Lei de 15 de outubro de 1827 denominada de a Lei de Primeiras Letras, que estipulava entre

outras questes a obrigao da criao de escolas em todos os lugares povoados, escola para

meninas, foi primeira lei no Brasil que abordava sobre a remunerao dos professores.

Essa primeira lei de educao no Brasil independente no deixava de estar

em sintonia com o espirito da poca. Tratava-se ela de difundir as luzes,

garantindo, em todos os povoados, o acesso aos rudimentos do saber que a

modernidade considerava indispensveis para afastar a ignorncia.

(SAVIANI, 2007, p. 126).

Com a proclamao da Primeira Repblica foi promulgada a Constituio da

Repblica dos Estados Unidos do Brasil em 1891, que instituiu o sistema presidencialista, a

separao da Igreja Catlica do Estado, tornando o Estado Laico, mas referente educao

pouco se aprofundou, havendo algumas reformas durante esse perodo: Reforma Benjamin

Anais do X

IV C

ongresso Internacional de Direitos H

umanos.

Disponvel em

http://cidh.sites.ufms.br/m

ais-sobre-nos/anais/

4

Constant (1890-1891), a Reforma Epitcio Pessoa (1901), a Reforma Rivadvia Corra

(1911), a Reforma Carlos Maximiliano (1915) e a Reforma Joo Luiz Alves (1925).

A Constituio da Repblica dos Estados Unidos do Brasil de 1934 e em seu artigo

149 abordava a educao como direito subjetivo:

[...] direito de todos e deve ser ministrada pela famlia e os poderes pblicos,

cumprindo a estes proporcionar o acesso a brasileiros e estrangeiros

domiciliados no pas, de modo que possibilite o desenvolvimento eficiente

de valores da vida moral e econmica da Nao, e desenvolva num esprito

brasileiro a conscincia da solidariedade humana. (BRASIL, 1934).

Nessa Constituio tambm foi institudo a gratuidade do ensino primrio, o concurso

pblico para professores e o ensino religioso de frequncia facultativa.

A Constituio da Repblica dos Estados Unidos do Brasil promulgada durante o

Estado Novo em 1937 manteve a gratuidade do ensino primrio, o ensino religioso facultativo

e colocou obrigatoriamente o ensino da educao fsica nas escolas. E o artigo n. 129, mostra

que havia distino entre o ensino da populao favorecida economicamente e dos menos

favorecidos. P

Recommended

View more >