direito tributrio exerccios obriga§£o tributria prof ... norte-americano, que aceita como

Download DIREITO TRIBUTRIO EXERCCIOS Obriga§£o Tributria Prof ... norte-americano, que aceita como

Post on 12-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • DIREITO TRIBUTRIO

    EXERCCIOS Obrigao Tributria

    Prof. Alexandre Lugon

    Pgina 1

    01. MDIC (2012-ESAF) A lei pode atribuir de modo expresso a responsabilidade pelo crdito tributrio a

    terceira pessoa, vinculada ao fato gerador da respectiva obrigao. Sobre o tema, assinale a opo incorreta.

    a) Ao atribuir a responsabilidade a terceiro, a lei tanto pode excluir a responsabilidade do contribuinte como

    atribu-la a este em carter supletivo do cumprimento total ou parcial da referida obrigao.

    b) responsvel tributrio, por substituio, o industrial, o comerciante ou o prestador de servio,

    relativamente ao imposto devido pelas anteriores ou subsequentes sadas de mercadorias.

    c) Em operaes interestaduais, a exigncia antecipada do diferencial de alquotas constitui espcie de

    substituio tributria.

    d) Os crditos tributrios relativos a impostos cujo fato gerador seja a propriedade de bens imveis

    subrogam-se na pessoa dos respectivos adquirentes, salvo quando conste do ttulo a prova de sua quitao.

    e) Cabe lei ordinria dispor sobre substituio tributria.

    02. MDIC (2012-ESAF) Segundo a definio de tributo presente no Cdigo Tributrio Nacional, uma de suas

    caractersticas a de no constituir sano por ato ilcito. Assim sendo, julgue como Falso (F) ou Verdadeiro (V)

    os itens a seguir e assinale a opo correta.

    I. Ainda no caso de furto de sinal por clonagem, o ICMS Imposto sobre Circulao de Mercadorias e

    Servios devido sobre o servio de telefonia mvel onerosamente contratado de operadora por usurio.

    II. A renda obtida com o trfico de drogas deve ser tributada, j que o que se tributa o aumento patrimonial,

    e no o prprio trfico.

    III. No caso de importao ilcita, reconhecida a ilicitude e aplicada a pena de perdimento, no poder ser

    cobrado o imposto de importao, j que importar mercadorias elemento essencial do tipo tributrio.

    IV. As vendas inadimplidas equivalem s vendas canceladas para fins de incidncia tributria, eis que no

    sistema tributrio nacional, embora tenha consagrado o regime de competncia como a regra geral de

    apurao dos resultados, o inadimplemento constitui hiptese de cancelamento de venda, e no tendo

    ingressado a receita de venda, no h que se falar em tributao.

    a) F, V, V, F

    b) V, V, V, F

    c) F, V, V, V

    d) V, F, V, F

    e) V, V, F, F

  • DIREITO TRIBUTRIO

    EXERCCIOS Obrigao Tributria

    Prof. Alexandre Lugon

    Pgina 2

    03. (AFRFB 2012-ESAF) Sobre as obrigaes tributrias acessrias, assinale a opo incorreta.

    a) As multas aplicadas pela Receita Federal do Brasil, decorrentes do descumprimento de obrigao acessria,

    detm carter tributrio e so includas nos programas de parcelamentos de dbitos fiscais.

    b) O gozo de imunidade ou de benefcio fiscal no dispensa o seu titular de cumprir as obrigaes tributrias

    acessrias a que esto obrigados quaisquer contribuintes. O sujeito passivo, na obrigao acessria,

    transforma-se em longa manus da Administrao Pblica, no sentido que pratica atos que seriam prprios da

    administrao, com o intuito de auxili-la em sua funo fiscalizatria e arrecadatria.

    c) Parte da doutrina entende faltar s obrigaes acessrias o contedo dimensvel em valores patrimoniais,

    pelo que as entende como deveres instrumentais ou formais.

    d) O cumprimento, por determinado sujeito, de obrigao acessria, no o condiciona obrigao tributria

    principal.

    e) A criao de obrigao acessria sem a especfica e expressa autorizao legal importa em usurpao da

    competncia legislativa do Poder Legislativo.

    04. (AFRFB 2012-ESAF) Sobre a eliso fiscal, assinale a opo incorreta.

    a) Distingue-se da eluso fiscal por ser esta expresso utilizada para designar a prtica de atos ou negcios

    como base em um planejamento tributrio lcito.

    b) Tem como sinnimo a simulao, que consiste em uma discrepncia entre a vontade real e a vontade

    declarada pelas partes.

    c) A eliso abusiva deve ser coibida, por ofender a um sistema tributrio criado sob as bases constitucionais da

    capacidade contributiva e da isonomia tributria.

    d) Para fins de sua configurao, tem grande utilidade a anlise do business purpose test do direito tributrio

    norte-americano, que aceita como lcita a economia fiscal que, alm da economia de imposto, tenha um

    objetivo negocial explcito.

    e) No se confunde com a dissimulao

    05. (AFRFB 2012-ESAF) Sobre os diversos aspectos da norma tributria impositiva, julgue os itens a seguir,

    classificando-os como corretos ou incorretos, para, a seguir, assinalar a assertiva que corresponda sua opo.

    I. Ainda que se trate de um ato jurdico, no sentido dessa expresso no Cdigo Civil, o fato gerador da

    obrigao tributria h de ser sempre considerado como um fato.

  • DIREITO TRIBUTRIO

    EXERCCIOS Obrigao Tributria

    Prof. Alexandre Lugon

    Pgina 3

    II. O aspecto temporal a indicao das circunstncias de tempo importantes para a configurao dos fatos

    imponveis, que necessariamente ser explcita.

    III. Aspecto espacial da hiptese de incidncia corresponde ao territrio no qual, ocorrida a situao descrita

    no aspecto material, surge a obrigao tributria.

    IV. Aspecto pessoal aquele que diz respeito definio dos sujeitos ativo e passivo da relao tributria.

    V. O montante da obrigao tributria o aspecto quantitativo da norma tributria impositiva, que pode ser

    um valor fixo, um percentual incidente sobre determinada grandeza ou at mesmo a lei pode utilizar-se do

    enquadramento em tabelas.

    Esto corretos apenas os itens:

    a) I, IV e V.

    b) I, III, IV e V.

    c) II, III e V.

    d) II, IV e V.

    e) Todos os itens esto corretos.

    06. (AFRFB 2012-ESAF) Para preencher as lacunas do pargrafo abaixo, assinale a opo correta. O __________

    qualquer pessoa colocada por lei na qualidade de devedora da prestao tributria, ser sujeito passivo

    pouco importando o nome que lhe seja atribudo. O __________ aquele que, sem ser sujeito passivo, paga

    tributo em nome de outrem, e no tem legitimidade para discut-lo. J o __________ aquele a quem

    juridicamente transferido o nus econmico do tributo, mediante destaque expresso do valor devido na

    operao. O __________ , por sua vez, quem suporta o nus da tributao, com ou sem transferncia

    jurdica. Finalmente, o __________ qualquer outra pessoa que esteja obrigada, por fora de lei, a pagar o

    tributo, seja em lugar do contribuinte ou junto a ele (direta, solidria ou subsidiariamente).

    a) devedor/mero pagador/contribuinte de fato/contribuinte econmico/responsvel.

    b) contribuinte/mero pagador/contribuinte econmico/ contribuinte de fato/terceiro.

    c) contribuinte/contribuinte de fato/contribuinte econmico/mero pagador/responsvel.

    d) devedor/contribuinte de fato/contribuinte econmico/ mero pagador/terceiro.

    e) contribuinte/contribuinte econmico/contribuinte de fato/mero pagador/responsvel.

  • DIREITO TRIBUTRIO

    EXERCCIOS Obrigao Tributria

    Prof. Alexandre Lugon

    Pgina 4

    07. (AFRFB 2012-ESAF) Sobre o instituto da responsabilidade no Cdigo Tributrio Nacional, assinale a opo

    incorreta.

    a) A obrigao do terceiro, de responder por dvida originariamente do contribuinte, jamais decorre direta e

    automaticamente da pura e simples ocorrncia do fato gerador do tributo.

    b) Exige-se que o responsvel guarde relao com o contribuinte ou com o fato gerador, ou seja, que tenha

    possibilidade de influir para o bom pagamento do tributo.

    c) Pode ser um sucessor ou um terceiro e responder solidria ou subsidiariamente, ou ainda por substituio.

    d) Contribuinte e responsvel so sujeitos passivos da mesma relao jurdica, cujo objeto, pagar o tributo,

    coincide.

    e) O vnculo que obriga o responsvel ao pagamento do tributo surge de lei especfica.

    08. (ICMS SP- 2013-FCC) A empresa Odisseia Indstria e Comrcio S.A., cuja atividade compreende compra e

    venda mercantil, anteriormente localizada na cidade de Santa Rita do Sapuca MG, transferiu sua sede

    administrativa do Estado de Minas Gerais para o interior do Estado do Amazonas, em rea rural distante mais

    de 300 km de centro urbano mais prximo, e de acesso precrio por via rodoviria ou fluvial, e, ainda, por

    deliberao dos acionistas, sua antiga sede no Estado de Minas Gerais foi convertida em filial. A Receita

    Federal do Brasil verificou, aps procedimento administrativo regular, que a mudana da localizao da sede

    para local de difcil acesso dificulta a fiscalizao tributria, alm do que ali no se encontravam guardados os

    livros e registros fiscais da empresa. Apurou a fiscalizao federal que o local da efetiva administrao da

    empresa continuava a ser em Minas Gerais. Em razo desta situao, a Receita Federal determinou a reverso

    do domiclio tributrio da empresa para a localidade anterior, em sua filial. Em face da situao hipottica

    apresentada e do ordenamento jurdico vigente, a Receita Federal do Brasil agiu

    (A) corretamente, pois em relao s pessoas jurdicas de direito privado no h previso legal que possibilite

    a eleio do domiclio fiscal, havendo esta faculdade apenas s pessoas naturais.

    (B) incorretamente, dado que no poderia recusar o domiclio eleito pelo contribuinte, mesmo que este

    dificultasse a fiscalizao tributria, pois a escolha do local da sede da empresa livremente feita por seus

    controladores, especialmente em face da liberdade empresarial constitucionalmente garan

View more