direito previdenciário prof: hermes arrais alencar procurador federal prof.hermesarrais@gmail.com

Download Direito Previdenciário Prof: Hermes Arrais Alencar Procurador Federal Prof.hermesarrais@gmail.com

Post on 21-Apr-2015

133 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Direito Previdencirio Prof: Hermes Arrais Alencar Procurador Federal Prof.hermesarrais@gmail.com
  • Slide 2
  • ADCT - Art. 10. At que seja promulgada a lei complementar a que se refere o art. 7, I, da Constituio: II - fica vedada a dispensa arbitrria ou sem justa causa: b) da empregada gestante, desde a confirmao da gravidez at cinco meses aps o parto. Vide art.97 do Decreto 3.048 e ainda Smula 244 TST, aplicveis desde o advento da Lei 11.324 domstica.
  • Slide 3
  • RMI Salrio-maternidade 1. ADIn 1946-DF e art. 248 CF 2. ao valor correspondente ao do ltimo salrio-de-contribuio, para a segurada empregada domstica; 3. a um doze avo da soma dos doze ltimos salrios-de- contribuio, apurados em um perodo no superior a quinze meses, seguradas contribuinte individual e facultativa
  • Slide 4
  • SALRIO-FAMLIA Cota mensal devida ao segurado EMPREGADO E __________ de baixa renda, com a finalidade de auxiliar no custeio de filho (ou equiparado) at 14 anos de idade (ou invlido). Obs.:Pago pelo empregador /OGMO compensando-se das contribuies devidas
  • Slide 5
  • O pagamento do salrio-famlia condicionado apresentao da: certido de nascimento do filho ou da documentao relativa ao equiparado ou ao invlido, e apresentao anual de atestado de vacinao obrigatria, se menor de 7 anos, e de comprovao de freqncia escola do filho ou equiparado, a partir de 7 anos. ADin 2.110
  • Slide 6
  • Penso por Morte Devido aos dependentes do segurado Obs. I classe de dependentes prefere s demais, e possui dependncia presumida
  • Slide 7
  • Penso por Morte: Viva que contrai novas npcias Habilitao tardia (art. 76 Lei8.213/91) Crime doloso praticado pelo dependente Suicdio
  • Slide 8
  • Auxlio-recluso Devido aos dependentes do segurado de baixa renda, efetivamente recolhido priso RE 486.413 (j. 25.03.2009)
  • Slide 9
  • Auxlio-recluso Regime: aberto semi-aberto, fechado livramento condicional; sentena penal transitada em julgado priso processual: (flagrante delito; preventiva; resultante de pronncia; temporria e de sentena penal no-transitada).
  • Slide 10
  • Auxlio-recluso - suspenso Fuga; No apresentao trimestral de atestado firmado pela autoridade competente provando a permanncia da recluso; A progresso para regime aberto.
  • Slide 11
  • Benefcios Previdencirios pagos INSS: Ao seguradoAo dependente Ap. invalidezpenso por morte Ap idadeauxlio-recluso Ap Tempo Contribuio Ap especial Auxlio-doena Auxlio-acidente Salrio-famlia Salrio-maternidade
  • Slide 12
  • Art. 103. de dez anos o prazo de decadncia de todo e qualquer direito ou ao do segurado ou beneficirio para a reviso do ato de concesso de benefcio, a contar do dia primeiro do ms seguinte ao do recebimento da primeira prestao ou, quando for o caso, do dia em que tomar conhecimento da deciso indeferitria definitiva no mbito administrativo.
  • Slide 13
  • Art. 103. Pargrafo nico. Prescreve em cinco anos, a contar da data em que deveriam ter sido pagas, toda e qualquer ao para haver prestaes vencidas ou quaisquer restituies ou diferenas devidas pela Previdncia Social, salvo o direito dos menores, incapazes e ausentes, na forma do Cdigo Civil.
  • Slide 14
  • Art. 103-A. O direito da Previdncia Social de anular os atos administrativos de que decorram efeitos favorveis para os seus beneficirios decai em dez anos, contados da data em que foram praticados, salvo comprovada m-f.
  • Slide 15
  • LEITURA OBRIGATRIA CF/88 Art. 201. A previdncia social ser organizada sob a forma de regime geral, de carter contributivo e de filiao obrigatria, observados critrios que preservem o equilbrio financeiro e atuarial, e atender, nos termos da lei, a : I - cobertura dos eventos de doena, invalidez, morte e idade avanada; II - proteo maternidade, especialmente gestante; III - proteo ao trabalhador em situao de desemprego involuntrio; IV - salrio-famlia e auxlio-recluso para os dependentes dos segurados de baixa renda; V - penso por morte do segurado, homem ou mulher, ao cnjuge ou companheiro e dependentes, observado o disposto no 2.
  • Slide 16
  • LEITURA OBRIGATRIA - CF/88 Art. 201. 1 vedada a adoo de requisitos e critrios diferenciados para a concesso de aposentadoria aos beneficirios do regime geral de previdncia social, ressalvados os casos de atividades exercidas sob condies especiais que prejudiquem a sade ou a integridade fsica e quando se tratar de segurados portadores de deficincia, nos termos definidos em lei complementar. 2 Nenhum benefcio que substitua o salrio de contribuio ou o rendimento do trabalho do segurado ter valor mensal inferior ao salrio mnimo. 3 Todos os salrios de contribuio considerados para o clculo de benefcio sero devidamente atualizados, na forma da lei. 4 assegurado o reajustamento dos benefcios para preservar-lhes, em carter permanente, o valor real, conforme critrios definidos em lei.
  • Slide 17
  • LEITURA OBRIGATRIA - CF/88 Art. 201. 5 vedada a filiao ao regime geral de previdncia social, na qualidade de segurado facultativo, de pessoa participante de regime prprio de previdncia. 6 A gratificao natalina dos aposentados e pensionistas ter por base o valor dos proventos do ms de dezembro de cada ano. 7 assegurada aposentadoria no regime geral de previdncia social, nos termos da lei, obedecidas as seguintes condies: I - trinta e cinco anos de contribuio, se homem, e trinta anos de contribuio, se mulher; II - sessenta e cinco anos de idade, se homem, e sessenta anos de idade, se mulher, reduzido em cinco anos o limite para os trabalhadores rurais de ambos os sexos e para os que exeram suas atividades em regime de economia familiar, nestes includos o produtor rural, o garimpeiro e o pescador artesanal.
  • Slide 18
  • LEITURA OBRIGATRIA - CF/88 Art. 201. 8 Os requisitos a que se refere o inciso I do pargrafo anterior sero reduzidos em cinco anos, para o professor que comprove exclusivamente tempo de efetivo exerccio das funes de magistrio na educao infantil e no ensino fundamental e mdio. 9 Para efeito de aposentadoria, assegurada a contagem recproca do tempo de contribuio na administrao pblica e na atividade privada, rural e urbana, hiptese em que os diversos regimes de previdncia social se compensaro financeiramente, segundo critrios estabelecidos em lei. 10. Lei disciplinar a cobertura do risco de acidente do trabalho, a ser atendida concorrentemente pelo regime geral de previdncia social e pelo setor privado
  • Slide 19
  • LEITURA OBRIGATRIA - CF/88 Art. 201. 11. Os ganhos habituais do empregado, a qualquer ttulo, sero incorporados ao salrio para efeito de contribuio previdenciria e conseqente repercusso em benefcios, nos casos e na forma da lei. 12. Lei dispor sobre sistema especial de incluso previdenciria para atender a trabalhadores de baixa renda e queles sem renda prpria que se dediquem exclusivamente ao trabalho domstico no mbito de sua residncia, desde que pertencentes a famlias de baixa renda, garantindo-lhes acesso a benefcios de valor igual a um salrio-mnimo. 13. O sistema especial de incluso previdenciria de que trata o 12 deste artigo ter alquotas e carncias inferiores s vigentes para os demais segurados do regime geral de previdncia social.
  • Slide 20
  • Prova Magistratura Federal 3 Regio XV Concurso - 2010 09.Assinale a alternativa correta: a) A aposentadoria por idade ser devida ao segurado que completar 65 (sessenta e cinco) anos, se homem, e 60 (sessenta) anos se mulher, independentemente de cumprimento de perodo de carncia; b) A aposentadoria por idade, cumprida a carncia exigida na Lei 8.213/91, ser devida ao segurado que completar 63 (sessenta e trs) anos, se homem, e 57 (cinquenta e sete) anos, se mulher; c) A aposentadoria por idade, cumprida a carncia exigida na Lei 8.213/91, ser devida ao segurado que completar 65 (sessenta e cinco) anos, se homem, e 60 (sessenta) anos, se mulher; d) A concesso do benefcio de aposentadoria por idade no depende de perodo de carncia.
  • Slide 21
  • Prova Magistratura Federal 3 Regio XV Concurso - 2010 10. O professor e a professora podero se aposentar por tempo de servio: a) Aps 30 (trinta) anos o professor e aps 25 (vinte e cinco) anos a professora, de efetivo exerccio em funo de magistrio, com renda mensal correspondente a 100% (cem por cento) do salrio-de- benefcio; b) Aps 30 (trinta) anos o professor e aps 25 (vinte e cinco) anos a professora, de efetivo exerccio em funo de magistrio, com renda mensal correspondente a 80% (oitenta por cento) do salrio-de- benefcio; c) Aps 30 (trinta) anos o professor e a professora, de efetivo exerccio em funo de magistrio, com renda mensal correspondente a 100% (cem por cento) do salrio-de-benefcio; d) Aps 25 (vinte e cinco) anos o professor e aps 20 (vinte) anos a professora, de efetivo exerccio de magistrio, com renda mensal correspondente a 100% (cem por cento) do salrio-de-benefcio.
  • Slide 22
  • Prova Magistratura Federal 3 Regio XV Concurso - 2010 11. Segundo o artigo 203 da Constituio Federal de 1988, a assistncia social ser prestada: a) A quem dela necessitar, conforme dispuser a lei, porm dependente de contribuio seguridade social; b) A quem dela necessitar, independentemente de contribuio seguridade social, e tem por exclusivo objeto a proteo famlia, maternidade, infncia, e adolescncia; c) A quem dela necessitar, atendida a qualidade de segurado da previdncia social e as condies previstas em lei; d) A que