direito civil - parte geral, obrigações e contratos - prof. adenilton valadares

Download Direito Civil - Parte Geral, Obrigações e Contratos - Prof. Adenilton Valadares

Post on 23-Jul-2015

156 views

Category:

Law

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

DIREITO CIVIL

DIREITO CIVILPROF. ADENILTON VALADARES1O que DIREITO?

O que DIREITO CIVIL?

Diferena entre direito pblico e privado.

O Cdigo Civil Lei n. 10.406/2002.

DIREITO CIVIL

2Quem pessoa natural?O que personalidade?Quando comea a personalidade?Art. 2o A personalidade civil da pessoa comea do nascimento com vida; mas a lei pe a salvo, desde a concepo, os direitos do nascituro. O que capacidade?Das incapacidades: ABSOLUTA e RELATIVA

Absoluta:Art. 3o So absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil:I - os menores de dezesseis anos; II - os que, por enfermidade ou deficincia mental, no tiverem o necessrio discernimento para a prtica desses atos;III - os que, mesmo por causa transitria, no puderem exprimir sua vontade.

Pessoa Natural3Relativa:Art. 4o So incapazes, relativamente a certos atos, ou maneira de os exercer:I - os maiores de (16) dezesseis e menores de (18) dezoito anos;II - os brios habituais, os viciados em txicos, e os que, por deficincia mental, tenham o discernimento reduzido;III - os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo;IV - os prdigos.

Pessoa natural (cont.)4Quando cessa a incapacidade?: 18 anos, regra geral (art. 5) e mais 05 hipteses...

I - pela concesso dos pais, ou de um deles na falta do outro, mediante instrumento pblico, independentemente de homologao judicial, ou por sentena do juiz, ouvido o tutor, se o menor tiver dezesseis anos completos; - EMANCIPAO VOLUNTRIAII - pelo casamento;III - pelo exerccio de emprego pblico efetivo;IV - pela colao de grau em curso de ensino superior;V - pelo estabelecimento civil ou comercial, ou pela existncia de relao de emprego, desde que, em funo deles, o menor com dezesseis anos completos tenha economia prpria.

Pessoa natural (cont.)5O que pessoa jurdica?Quando nasce a PJ?(registro na Junta Comercial, se empresarial; cartrio de RPJ, se sociedade simples. Art. 45)Pessoa Jurdica6Classificao da PJ? direito pblico, interno e externo e de direito privado.Direito pblico interno:Art. 41. So pessoas jurdicas de direito pblico interno:I - a Unio;II - os Estados, o Distrito Federal e os Territrios;III - os Municpios;IV - as autarquias;IV - as autarquias, inclusive as associaes pblicas;(Redao dada pela Lei n 11.107, de 2005)V - as demais entidades de carter pblico criadas por lei.

Pessoa jurdica (cont.)7PJ direito pblico externo: Art. 42. So pessoas jurdicas de direito pblico externo os Estados estrangeiros e todas as pessoas que forem regidas pelo direito internacional pblico.Pessoa jurdica (cont.)8PJ de direito privado:Art. 44. So pessoas jurdicas de direito privado:I - as associaes;II - as sociedades;III - as fundaes.IV - as organizaes religiosas;(Includo pela Lei n 10.825, de 22.12.2003)V - os partidos polticos.(Includo pela Lei n 10.825, de 22.12.2003)VI - as empresas individuais de responsabilidade limitada.(Includo pela Lei n 12.441, de 2011)(Vigncia)

Pessoa jurdica (cont.)9Quanto se extingue a PJ?Pela deliberao unnime dos scios;Quando for determinado por lei;No caso de termo extintivo ou decurso de prazo;Por dissoluo judicial.Pessoa Jurdica (cont.)10O que direito da personalidade?Quais so as caractersticas dos direitos da personalidade?Art. 11. Com exceo dos casos previstos em lei, os direitos da personalidade so intransmissveis e irrenunciveis, no podendo o seu exerccio sofrer limitao voluntria.E mais:Inalienveis;Imprescritveis.

Direitos da Personalidade11Ato de disposio do prprio corpo:Art. 13. Salvo por exigncia mdica, defeso o ato de disposio do prprio corpo, quando importar diminuio permanente da integridade fsica, ou contrariar os bons costumes.

Direitos da Personalidade(cont.)12O tratamento mdico de risco:

Art. 15. Ningum pode ser constrangido a submeter-se, com risco de vida, a tratamento mdico ou a interveno cirrgica.

Direitos da Personalidade(cont.)13O direito ao nome:Art. 16. Toda pessoa tem direito ao nome, nele compreendidos o prenome e o sobrenome.Art. 17. O nome da pessoa no pode ser empregado por outrem em publicaes ou representaes que a exponham ao desprezo pblico, ainda quando no haja inteno difamatria.Art. 18. Sem autorizao, no se pode usar o nome alheio em propaganda comercial.Art. 19. O pseudnimo adotado para atividades lcitas goza da proteo que se d ao nome.

Direitos da Personalidade(cont.)14A proteo da palavra e imagem:

Art. 20. Salvo se autorizadas, ou se necessrias administrao da justia ou manuteno da ordem pblica, a divulgao de escritos, a transmisso da palavra, ou a publicao, a exposio ou a utilizao da imagem de uma pessoa podero ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuzo da indenizao que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais.Direitos da Personalidade(cont.)15Quando termina a personalidade?

Art. 6oA existncia da pessoa natural termina com a morte; presume-se esta, quanto aos ausentes, nos casos em que a lei autoriza a abertura de sucesso definitiva.

Direitos da Personalidade(cont.)16O que domiclio?Art. 70. O domiclio da pessoa natural o lugar onde ela estabelece a sua residncia com nimo definitivo.Qual a diferena entre domiclio, residncia e moradia?Quais so os tipos de domiclios? (voluntrio e necessrio)Voluntrio - Geral ou comum:Art. 74. Muda-se o domiclio, transferindo a residncia, com a inteno manifesta de o mudar.

Domiclio17Voluntrio - Domiclio especial:Art. 78. Nos contratos escritos, podero os contratantes especificar domiclio onde se exercitem e cumpram os direitos e obrigaes deles resultantes.

Domiclio (cont.)18Necessrio ou legal:

Art. 76. Tm domiclio necessrio o incapaz, o servidor pblico, o militar, o martimo e o preso.Pargrafo nico. O domiclio do incapaz o do seu representante ou assistente; o do servidor pblico, o lugar em que exercer permanentemente suas funes; o do militar, onde servir, e, sendo da Marinha ou da Aeronutica, a sede do comando a que se encontrar imediatamente subordinado; o do martimo, onde o navio estiver matriculado; e o do preso, o lugar em que cumprir a sentena.

Domiclio (cont.)19Qual o domiclio da pessoa jurdica?Art. 75. Quanto s pessoas jurdicas, o domiclio :I - da Unio, o Distrito Federal;II - dos Estados e Territrios, as respectivas capitais;III - do Municpio, o lugar onde funcione a administrao municipal;IV - das demais pessoas jurdicas, o lugar onde funcionarem as respectivas diretorias e administraes, ou onde elegerem domiclio especial no seu estatuto ou atos constitutivos. 1oTendo a pessoa jurdica diversos estabelecimentos em lugares diferentes, cada um deles ser considerado domiclio para os atos nele praticados.

Domiclio (cont.)20E se a pessoa tiver mais de uma residncia?Art. 71. Se, porm, a pessoa natural tiver diversas residncias, onde, alternadamente, viva, considerar-se- domiclio seu qualquer delas.E se no tiver nenhuma residncia?Art. 73. Ter-se- por domiclio da pessoa natural, que no tenha residncia habitual, o lugar onde for encontrada.Domiclio (cont.)21Quanto ao tema domiclio, marque a alternativa INCORRETA:

a)Se a pessoa natural tiver diversas residncias onde, alternativamente viva, considerar-se- domiclio seu, qualquer delas.b)Ter-se- por domiclio da pessoa natural, que no tenha residncia habitual, o lugar onde for encontrada.c)O domiclio do Municpio o lugar onde funcione a administrao municipal.d)Tendo a pessoa jurdica, diversos estabelecimentos em lugares diferentes, o domiclio sempre ser onde funcionar a diretoria.e)Tm domiclio necessrio o incapaz, o servidor pblico, o militar, o martimo e o preso.

Como esses temas caem na prova?22So incapazes, relativamente a certos atos, ou maneira de os exercer

a)os menores de dezesseis anos.b)os prdigos, ainda que casados.c)os que, mesmo por causa transitria, no puderem exprimir sua vontade.d)os maiores de dezesseis anos e menores de dezoito anos, ainda que casados.e)os maiores de dezesseis e menores de vinte e um anos.

Como esses temas caem na prova?23Considerando as caractersticas dos direitos da personalidade, julgue o item abaixo.

O titular de um direito da personalidade pode dispor desse direito, desde que o faa em carter relativo.( ) Certo ( ) Errado

Como esses temas caem na prova?24O que bem?Quais so os tipos de bens?Considerados em si mesmos: ( imvel, mvel, fungveis, consumveis, divisveis, singulares e coletivos ou universais = pode ser: de fato e de direito)

Bem imvel:Art. 79. So bens imveis o solo e tudo quanto se lhe incorporar natural ou artificialmente.

Dos bens25O que mais pode ser considerado imvel?Art. 80. Consideram-se imveis para os efeitos legais:I - os direitos reais sobre imveis e as aes que os asseguram;II - o direito sucesso aberta.

O que mantm o carter de imvel?

Art. 81. No perdem o carter de imveis:I - as edificaes que, separadas do solo, mas conservando a sua unidade, forem removidas para outro local;II - os materiais provisoriamente separados de um prdio, para nele se reempregarem.

Dos bens (cont.)26Bem mvel:Art. 82. So mveis os bens suscetveis de movimento prprio, ou de remoo por fora alheia, sem alterao da substncia ou da destinao econmico-social.

O que considerado mvel para efeito legal?

Art. 83. Consideram-se mveis para os efeitos legais:I - as energias que tenham valor econmico;II - os direitos reais sobre objetos mveis e as aes correspondentes;III - os direitos pessoais de carter patrimonial e respectivas aes.

Dos bens (cont.)27Se uma casa for demolida os materiais voltam a ser mveis? Ou continuam imveis?

Art. 84. Os materiais destinados a alguma construo, enquanto no forem empregados, conservam sua qualidade de mveis; readquirem essa qualidade os provenientes da demolio de algum prdio.

Dos bens (cont.)28Bem fungvel:Art. 85. So fungveis os mv

Recommended

View more >