direito civil iii – contratos contrato de compra e venda

Download Direito Civil III – Contratos CONTRATO DE COMPRA E VENDA

Post on 21-Apr-2015

111 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Direito Civil III Contratos CONTRATO DE COMPRA E VENDA
  • Slide 2
  • Direito Civil III Contratos CONCEITO Art. 481. Pelo contrato de compra e venda, um dos contratantes se obriga a transferir o domnio de certa coisa, e o outro, a pagar-lhe certo preo em dinheiro.
  • Slide 3
  • Direito Civil III Contratos CONCEITO Defluem obrigaes recprocas para cada uma das partes. Para o vendedor a obrigao de transferir o domnio da coisa; para o comprador a de entregar o preo.
  • Slide 4
  • Direito Civil III Contratos OBRIGAES DO VENDEDOR Transferir a propriedade (pela tradio ou escritura pblica) Responder pela evico Responder pelos vcios redibitrios
  • Slide 5
  • Direito Civil III Contratos OBRIGAES DO COMPRADOR Pagar o preo Receber a coisa
  • Slide 6
  • Direito Civil III Contratos O CARTER OBRIGACIONAL DA COMPRA E VENDA Na compra e venda existem dois sistemas, o francs (carter real) e o alemo (carter obrigacional). No sistema francs, seguido pelos italianos, o simples contrato j transfere a propriedade da coisa para o comprador. No sistema alemo, ao qual se filia o brasileiro, o contrato gera apenas uma obrigao;
  • Slide 7
  • Direito Civil III Contratos O CARTER OBRIGACIONAL DA COMPRA E VENDA Os efeitos derivados do contrato so meramente obrigacionais, e no reais, pois a compra e a venda no transfere, por si s, o domnio da coisa vendida, mas gera apenas, para o devedor, a obrigao de transferi-lo.
  • Slide 8
  • Direito Civil III Contratos O CARTER OBRIGACIONAL DA COMPRA E VENDA H mister de se recorrer a um procedimento complementar, ou seja, a um modo de adquirir a propriedade, que a traditio. O domnio se transfere no pelo contrato, mas pela tradio, se o objeto do negcio for mvel; e pela transcrio se imvel.
  • Slide 9
  • Direito Civil III Contratos O CARTER OBRIGACIONAL DA COMPRA E VENDA Exemplo: Roubo de um abad. Joo assinou um contrato de compra e adquiriu um abad. A entrega s feita no dia da Micarande. Suponha que o Spazzio seja assaltado e levem os abads. Quem fica no prejuzo?
  • Slide 10
  • Direito Civil III Contratos O CARTER OBRIGACIONAL DA COMPRA E VENDA Resposta: Sistema Francs, prejuzo para o dono. No Sistema Alemo, adotado pelo Brasil, prejuzo do Spazzio.
  • Slide 11
  • Direito Civil III Contratos NATUREZA JURDICA A compra e venda contrato consensual, sinalagmtico (bilateral), oneroso, em regra comutativo, em alguns casos sujeitos forma prescrita em lei, porem, no mais das vezes, independendo de qualquer solenidade.
  • Slide 12
  • Direito Civil III Contratos NATUREZA JURDICA consensual - se aperfeioa pela mera coincidncia de vontades sobre o preo e a coisa. sinalagmtico (bilateral) - envolve prestaes recprocas de ambas as partes.
  • Slide 13
  • Direito Civil III Contratos NATUREZA JURDICA oneroso - implica sacrifcio patrimonial para ambos contratantes A compra e venda, regra geral, contrato comutativo, porque as prestaes so certas e as partes podem antever as vantagens e os sacrifcios.
  • Slide 14
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA So trs elementos que compem o contrato: Consensus Pretium Res
  • Slide 15
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA O consentimento (consensus) deve recair sobre o objeto e sobre o preo, com a deliberao de alcanar o resultado que o contrato oferece: a aquisio da coisa e a transferncia do preo. O consentimento deve ser livre e espontneo, sob pena de anulabilidade do negcio jurdico e deve recair sobre os outros dois elementos.
  • Slide 16
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA O preo (pretium) o segundo elemento estrutural do negcio. Ele deve ser em dinheiro, pois, se o no for, caracteriza-se o contrato de troca e no o de compra e venda.
  • Slide 17
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA O preo (pretium) o segundo elemento estrutural do negcio. Ele deve ser em dinheiro, pois, se o no for, caracteriza-se o contrato de troca e no o de compra e venda. Ademais deve ser srio, pois se for irrisrio ou fictcio no haver compra e venda, mas talvez doao.
  • Slide 18
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA Art. 485. A fixao do preo pode ser deixada ao arbtrio de terceiro, que os contratantes logo designarem ou prometerem designar. Se o terceiro no aceitar a incumbncia, ficar sem efeito o contrato, salvo quando acordarem os contratantes designar outra pessoa.
  • Slide 19
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA Art. 486. Tambm se poder deixar a fixao do preo taxa de mercado ou de bolsa, em certo e determinado dia e lugar.
  • Slide 20
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA Art. 487. lcito s partes fixar o preo em funo de ndices ou parmetros, desde que suscetveis de objetiva determinao.
  • Slide 21
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA Art. 488. Convencionada a venda sem fixao de preo ou de critrios para a sua determinao, se no houver tabelamento oficial, entende-se que as partes se sujeitaram ao preo corrente nas vendas habituais do vendedor. Pargrafo nico. Na falta de acordo, por ter havido diversidade de preo, prevalecer o termo mdio.
  • Slide 22
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA Art. 489. Nulo o contrato de compra e venda, quando se deixa ao arbtrio exclusivo de uma das partes a fixao do preo.
  • Slide 23
  • Direito Civil III Contratos ELEMENTOS DA COMPRA E VENDA A coisa (res) o terceiro elemento bsico do negcio. Em tese podem ser objeto de compra e venda todas as coisas que no estejam fora do comrcio. Assim, escapam ao campo da compra e venda as coisas insuscetveis de apropriao e as legalmente inalienveis.
  • Slide 24
  • Direito Civil III Contratos EFEITOS DA COMPRA E VENDA A) OBRIGAES ACESSRIAS: RESPONSABILIDADE PELA EVICO E PELOS VCIOS REDIBITRIOS O alienante responde pela perda que o adquirente venha a sofrer ao ser privado da coisa comprada, em virtude de sentena judicial que a atribui a terceiro; como tambm responde pelos vcios ocultos de que a coisa vendida por acaso seja portadora.
  • Slide 25
  • Direito Civil III Contratos EFEITOS DA COMPRA E VENDA O princpio da autonomia da vontade contratual faculta s partes a prerrogativa de ajustar o que entenderem a respeito, atribuindo a uma ou a outra parte provenientes do contrato. Em seu silncio, entretanto, supre a lei, parcialmente, a omisso, dispondo que as despesas da escritura ficam a cargo do comprador e as da tradio, a cargo do vendedor B) DESPESAS DO CONTRATO
  • Slide 26
  • Direito Civil III Contratos EFEITOS DA COMPRA E VENDA At o momento da tradio, os riscos da coisa correm por conta do vendedor, e os do preo por conta do comprador. O legislador nada mais faz do que aplicar o princpio segundo o qual res perit domino, isto , a coisa perece em poder do seu dono. C) O PROBLEMA DOS RISCOS
  • Slide 27
  • Direito Civil III Contratos EFEITOS DA COMPRA E VENDA No sendo a venda a crdito, o vendedor no obrigado a entregar a coisa antes de receber o preo. O vendedor desfruta de uma garantia mais ampla que o comprador. No obstante o prazo ajustado para o pagamento, se antes da tradio o comprador cair em insolvncia, poder o vendedor sobrestar na entrega da coisa, at que o comprador lhe d cauo de pagar no tempo ajustado. D) O PROBLEMA DA GARANTIA
  • Slide 28
  • Direito Civil III Contratos LIMITAES COMPRA E VENDA DECORRENTES DA FALTA DE LEGITIMAO DE UMA DAS PARTES A) VENDA A DESCENDENTE e anulvel a venda de ascendente a descendente, salvo se os outros descendentes e o cnjuge do alienante expressamente houverem consentido. Em ambos os casos, dispensa-se o consentimento do cnjuge se o regime de bens for o da separao obrigatria.
  • Slide 29
  • Direito Civil III Contratos LIMITAES COMPRA E VENDA DECORRENTES DA FALTA DE LEGITIMAO DE UMA DAS PARTES B) COMPRA POR PESSOA ENCARREGADA DE ZELAR PELO INTERESSE DO VENDEDOR Sob pena de nulidade, no podem ser comprados, ainda que em hasta pblica: I - pelos tutores, curadores, testamenteiros e administradores, os bens confiados sua guarda ou administrao; II - pelos servidores pblicos, em geral, os bens ou direitos da pessoa jurdica a que servirem, ou que estejam sob sua administrao direta ou indireta;
  • Slide 30
  • Direito Civil III Contratos LIMITAES COMPRA E VENDA DECORRENTES DA FALTA DE LEGITIMAO DE UMA DAS PARTES B) COMPRA POR PESSOA ENCARREGADA DE ZELAR PELO INTERESSE DO VENDEDOR III - pelos juzes, secretrios de tribunais, arbitradores, peritos e outros serventurios ou auxiliares da justia, os bens ou direitos sobre que se litigar em tribunal, juzo ou conselho, no lugar onde servirem, ou a que se estender a sua autoridade; IV - pelos leiloeiros e seus prepostos, os bens de cuja venda estejam encarregados. Pargrafo nico. As proibies deste artigo estendem- se cesso de crdito.
  • Slide 31
  • Direito Civil III Contratos LIMITAES COMPRA E VENDA DECORRENTES DA FALTA DE LEGITIMAO DE UMA DAS PARTES B) VENDA POR CONDMINO DE COISA INDIVISVEL No pode um condmino em coisa indivisvel vender a sua parte a estranhos, se outro consorte a quiser, tanto por tanto. O condmino, a quem no se der conhecimento

Recommended

View more >