diéta vegetariana

Download Diéta Vegetariana

Post on 29-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Trabalho do aluno André Martins

TRANSCRIPT

  • Dieta Vegetariana

    Dicas e Receitas

  • Dieta Vegetariana

  • ndice

    2

  • 3Pgina

    4 Ser Vegetariano

    5 As Diferentes Formas de Vegetarianismo

    6

    7

    Yoga e Vegetarianismo

    Razes para o Vegetarianismo

    8

    9

    Como Conservar Queijo

    Tofu

  • Ser Vegetariano

    Ser vegetariano, do ponto de vista nutricional, significa apenas no se alimentar de carnes de qualquer tipo (vaca, frango, peixe, carneiro, avestruz, escarg, frutos do mar...) e nem de produtos que contenham esses alimentos.

    O vegetariano no come nada que fuja, esboce reao de fuga ou sofrimento quando est vivo.

    Se uma pessoa come algum tipo de carne, mesmo que oca-sionalmente, ela no vegetariana.

    Podemos utilizar a definio de semivegetariano para quem predominantemente vegetariano, ou utiliza carne ocasio-nalmente (menos de 3 refeies por semana).

    Ateno: vegetariano no vive de verduras e legumes. Esses alimentos fazem parte da alimentao, mas no so a base da dieta vegetariana.

    4

    Vegetarianismo um regime alimentar que exclui da dieta to-dos os tipos de carne (boi, peixe, frutos do mar, porco, carnei-ro, frango e outras aves, etc), bem como alimentos derivados.

    baseado fundamentalmente no consumo de alimentos de origem vegetal, com ou sem o consumo de laticnios e/ou ovos.

  • AS DIFERENTES FORMAS DE VEGETARIANISMO

    A incluso ou a excluso dos produtos derivados de animais (ovos e lcteos) determina o tipo de vegetarianismo adotado.

    Exemplos dos alimentos :

    - Cereais: arroz, trigo, centeio, milho, cevadinha, aveia, pes, macarro...

    - Leguminosas: todos os feijes, gro-de-bico, lentilha, ervilha...

    - Oleaginosas: nozes, amndoas, pistache, macadmia, sementes (girassol, abbora, ger-gelim)...

    - Amilceos: inhame, batata, car, mandioca, mandioquinha, batata doce...

    - Legumes: abobrinha, chuchu, pimento, berinjela ...

    - Verduras: couve, rcula, agrio, acelga, mostarda, escarola ...

    - Frutas: caqui, banana, manga, ma, pra, figo, uva, melancia...

    Dicas:Procure variar os grupos de alimentos ingeridos.

    D preferncia ao uso de alimentos integrais.

    No passe fome! Ningum consegue comer s salada. A salada um complemento.

    5

  • O vegetarianismo tem sido adotado maciamente pelos praticantes de Yoga desde milnios atrs, por trs motivos:

    1) o dharma e a tica ambiental, 2) a sade e 3) o progresso espiritual.

    Em relao ao primeiro ponto, vale lembrar: considera-se comer car-ne um crime contra a lei universal, porque isso significa participar, mesmo que indiretamente, em atos de crueldade e violncia contra o reino animal, mas tambm contra o meio ambiente, quando somos coniventes com a destruio das florestas para fazer pasto para engor-dar o gado. Se uma parte da extenso de terra frtil usada atualmen-te para criar gado fosse utilizada para plantar cereais, o problema da fome no mundo acabaria imediatamente.

    Em relao questo da sade, est mais do que claro que uma die-ta rica em carnes diretamente responsvel por uma interminvel srie de problemas de sade, que vo desde a priso de ventre at o cncer de clon, desde o mal de Parkinson at o mal da vaca louca, desde a halitose at problemas cardacos como o enfarte, que, alis, a principal causa de mortes no mundo. Se continuarmos de olhos fechados para essas constataes gritantes, continuaremos vivendo mal e morrendo cedo. Uruguai, por exemplo, pas onde o consumo de carne vermelha ma-cio, recordista planetrio em mortes por cncer de clon (em n-meros relativos populao).

    Em relao ao ltimo ponto, o progresso espiritual, devo dizer que nem todas as tradies espirituais do Oriente abraaram o vegetaria-nismo. O budismo tibetano, por exemplo, no menciona o assunto. Isso acontece por dois motivos. Por um lado, o Tibet um pas ngre-me, alto e muito frio, onde no possvel para a maioria da populao seguir uma dieta vegetariana.

    Yoga e Vegetarianismo

    6

  • Por outro lado, Buda no quis colocar nenhuma restrio a seus monges em relao alimentao para evitar que eles se apegassem a uma dieta ou deixassem de aceitar o alimento que lhes era dado como esmola. De fato, o prprio Buda morreu em decorrncia de uma intoxicao que adquiriu num jantar onde lhe foi servido porco, que ele no rejeitou pela questo do desapego men-cionada acima. No obstante esses dois motivos, e outros que poderamos mencionar, o Dalai Lama recomenda aos seguidores do budismo tibetano a dieta vegetariana.

    Excetuando-se o budismo, todas as demais tradies asc-ticas da ndia so taxativas em relao dieta vegetariana: hindus, jainistas e parses aderem desde tempos imemoriais ao vegetarianismo como meio para purificarem no apenas seus corpos mas igualmente suas mentes e coraes.

    Para o yogi consciente, devorar a carne de animais mortos um ato de barbrie que carrega consigo conseqncias krmicas muito indesejveis. Considera-se como regra que, se o alimento foge de voc quando voc estende sua mo para peg--lo, voc no deve com-lo. Se estender minha mo para pegar um frango com a inteno de mat--lo para comer, natural que ele fuja para proteger sua vida. At mesmo animais com limitaes de locomoo como as ostras fugiriam de voc se tivessem pernas e sentissem que voc est atrs delas para com-las!

    Por outro lado, o reino vegetal parece dar seus alimentos sem demasiado sofrimento. Se estender minha mo em direo a um cajueiro para pegar seus frutos, este generosamente permite que me alimente com eles. A rvore no sofre, o alimento bom e eu tenho direito de me beneficiar dele. Por causa disso, considera-se que a dieta vegetariana esteja em harmonia com o dharma.

    A palavra dharma significa aquilo que mantm unido, e refere-se no somente s leis naturais, mas igualmente Fora Consciente de coeso e harmonia que gera e mantm o universo. Tudo harmonia no universo.

    Como pode praticar a verdadeira compaixo aquele que come a carne de um animal para engordar sua prpria carne? Maior do que mil oferendas de ghi no fogo sagrado no sacrificar nem consumir nenhuma criatura viva.

    Razes para o praticante de Yoga se tornar Vegetariano

    7

  • O queijo um produto extremamente sensvel. A sua con-servao deve seguir algumas regras para que mantenha as suas caractersticas por mais tempo.

    Os queijos de massa mole podem ser guardados em recipientes fechados na parte inferior da geleira;

    Os queijos de massa semi-cozida, se cortados, conservam-se melhor cobertos por um pano hmido em local que no sofra grandes variaes de tempe-ratura. Se inteiros, na embalagem original, podem ser guar-dados na parte inferior da geleira;

    Os queijos duros e os defumados conservam-se melhor temperatura ambiente, at 18 C, sem bruscas mudanas. Nesse caso deve-se cobrir o queijo para que no sofra ataque de moscas e fungos;

    O lugar escolhido para a armazenagem dos queijos deve estar ao abrigo de correntes fortes de ar e de excesso de luminosidade;

    As partes cortadas devem ser protegidas com papel de alumnio, celofane ou pelcula ade-rente;

    O aparecimento de bolor na casca dos queijos natural e os mesmos devem ser removidos com a ajuda de um pano embebido em salmoura (soluo de gua e sal); Nenhum queijo deve ser guardado na geleira sem proteco, para evitar o surgimen-to de bolor e o secar da casca e/ou massa;

    No aconselhvel congelar os queijos, pois o frio intenso afecta irremediavelmente o sa-bor e a textura.

    Como Conservar Queijo

    8

  • Tofu um alimento produzido a partir da soja. Tem uma textura firme parecida com a do queijo, sabor delicado, cor branca cre-mosa e apresenta-se sob a forma de um cubo branco.

    originrio da China, mas muito comum tambm na alimentao japonesa e core-ana. O processo de fabrico a partir do lei-te de soja muito similar ao do queijo fa-bricado a partir de leite, tendo tambm a mesma consistncia. por isso conhecido por queijo de soja.

    Tem um sabor suave e por isso geral-mente usado em receitas relativamente simples. Na culinria asitica, o tofu usa-do em todo o tipo de receitas, tanto doces como salgadas. Pode ser comido cru, frito, cozido em sopas ou em molhos, cozido a vapor, recheado com diferentes ingredien-tes, ou fermentado como os pickles, etc.

    Nutricionalmente tem um contedo pro-teico muito rico e por isso usado no Oci-dente pelos vegetarianos, como substituto da carne.

    Os coagulantes mais utilizados so o cloreto de magnsio e nigari. poss-vel tambm coagular a protena de soja com limo ou vinagre, mas estes alteram o sabor do tofu, alm de no serem to eficazes. Outra possibilidade o cloreto de clcio.

    Cada vez mais fcil de encontrar em sec-es de vegetais ou lojas de produtos naturais, o tofu vendido em embala-gens de plstico que o mantm imerso em gua. Tal como o queijo fresco, deve conservar-se no frio. Quando vamos uti-liz-lo, devemos pass-lo por gua cor-rente e deix-lo escorrer.

    Dizem os orientais que na hora de cozi-nh-lo pode-se pensar nele, como ns costumamos pensar em batatas. Assim pode cozer-se, fritar-se, guisar-se ou at mesmo assar-se no forno. s escolher.

    Tofu

    9

  • Anotaes

    10

  • Dieta Vegetariana