dicionario telecom

Download Dicionario Telecom

Post on 11-Dec-2014

245 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1000BASECX Uma variao do Gigabit Ethernet que emprega cabo axial duplo. 1000BaseLX Uma variao do Gigabit Ethernet que emprega cabo de fibra multimodo ou monomodo com comprimento de onda de 1330 nm. 1000BaseSX Uma variao do Gigabit Ethernet que emprega cabo de fibra tica com comprimento de onda de 850 nm. 1000BaseT Uma variao do Gigabit Ethernet que emprega cabo par tranado sem blindagem. 100BASEFL O mesmo que 100BaseT, diferenciando apenas pelo uso de interface para fibra tica. 100BaseFX Uma variao do Fast Ethernet que emprega cabo de fibra tica multimodo ou monomodo a 100 Mbps. 100baseT conhecido tambm como Fast Ethernet. As redes baseadas nesse padro atingem 100 Megabits por segundo. Ao contrrio da 10BaseT, admitem trs tipos diferentes de cabeamento: dois pares de cabos de par tranado de alta qualidade quatro pares de cabos de par tranado convencionais; ou cabos de fibras pticas 100BaseTX Uma variao do Fast Ethernet que emprega cabo de par tranado sem blindagem de categoria 5. 10BASE-T Um padro IEEE (802.3) para redes Ethernet de 10 Mbps com cabeamento par tranado e um hub, denominado hub 10Base-T. 10Base2 Variao do Ethernet no qual as estaes so conectadas com cabo coaxial fino, com distncia mxima sem o uso de repetidor de 185 metros. 10Base5 Variao do Ethernet no qual as estaes so conectadas com cabo coaxial grosso, com distncia mxima sem o uso de repetidor de 500 metros. 10BaseFL Variao do Ethernet no qual as estaes so conectadas atravs de fibra tica. 1U CASE Este o tipo mais compacto de gabinete usado em servidores, projetado para ocupar um nico espao no rack, o que significa uma grande economia no custo de hospedagem em data centers, onde paga-se por espao ocupado. Contudo, o gabinete tem apenas 8,5 cm de altura, o que limita o nmero de placas me que podem ser utilizadas. Os pentes de memria no podem ser encaixados na vertical, como nos desktops, mas sim na horizontal. Tambm no possvel utilizar processadores que dissipam muito calor, pois no possvel usar coolers muito grandes. possvel usar uma nica placa de expanso, conectada na horizontal, com a ajuda de uma placa riser, por isso as placas me mais indicadas so as com vdeo, rede e RAID onboard. possvel utilizar at dois HDs. 2B+D Abreviao comum para uma linha ISDN de Interface de Taxa Bsica. Suporta dois canais B e um canal D(voz ou dados, tipicamente 64 Kbps por canal e controle, tipicamente 16 Kbps). 2U CASE Este o formato de gabinete mais usado por servidores (superando o 1U), pois razoavelmente compacto, sem com isto limitar tanto a capacidade de expanso. Um gabinete 2U tem 16,8 cm de altura e mede 42,65 x 45,4 centmetros. Ainda mais fino que um gabinete ATX tradicional. Apesar disso, ele acomoda um servidor com dois processadores, at trs placas PCI (encaixadas na horizontal, com a ajuda de um riser) e at quatro HDs. 3DES

(Triple Data Encryption Standard) - o 3DES baseado no algoritmo de criptografia DES desenvolvido pela IBM em 1974 e adotado como padro em 1977. 3DES usa 3 chaves de 64 bits (o tamanho mximo da chave de 192 bits, embora o comprimento atual seja de 56 bits). Os dados so encriptados com a primeira chave, decriptado com a segunda chave e finalmente encriptado novamente com a terceira chave. Isto faz do 3DES trs vezes mais lento que o DES original, mas oferece maior segurana. 4G Quarta gerao para as comunicaes wireless que permitir taxas acima de 20 Mbps. A fase inicial para desenvolvimento ser o ano de 2006. 802.11b Um padro internacional emitido pelo IEEE para redes Wireless LAN (WLAN) que opera a 2,4 GHz e prov 11 Mbps. 802.x Famlia de padres do IEEE para protocolos LAN. AA Automatic Attendant ou Atendedor Automtico, atendimento com mensagem automtica e possibilidade de roteamento da chamada entrante a partir da discagem de dgito de opo pelo chamador. AAL (ATM Adaptation Layer) Camada do protocolo ATM que permite mltiplas aplicaes terem seus dados convertidos em clulas ATM. ABDI Associao Brasileira de Direito de Informtica e Telecomunicaes. ABEMD Associao Brasileira de Marketing Direto. ABERIMEST Associao Brasileira das Empresas Revendedoras, Instaladoras e Mantenedoras de Equipamentos e Sistemas de Telecomunicaes. ABINEE Associao Brasileira da Indstria Eletroeletrnica. ABR Available Bit Rate, classe de QoS definida pelo ATM Forum para redes ATM. Usa-se ABR para as conexes em que no necessrio temporizao entre a origem e o destino. ABR no prov garantias em termos de perda de clulas ou atrasos, executando somente servios de "melhor esforo". A origem do trfego ajusta a taxa de transmisso de acordo com as informaes recebidas por ele do status da rede e da capacidade de entregar os dados com sucesso. ABT Associao Brasileira de Telemarketing. Entidade que rene empresas que prestam servios de outsourcing de call center e telemarketing. AC/DC Alternate Current/Direct Current - refere-se ao sistema de alimentao de energia eltrica em corrente alternada (AC ou CA) e em corrente contnua (DC ou CC). ACCESS CONTROL METHOD Em portugus, mtodo de controle de acesso, a caracterstica que distingue as diferentes tecnologias LAN. Ele controla o acesso de cada estao ao meio fsico de transmisso e determina a ordem no qual estas podem acessar, de forma a garantir um uso eficiente da rede. Mtodos de acesso incluem o token de passagem, usados em redes Token Ring e FDDI, e Acesso Mltiplo por Deteco da Portadora com Deteco de Coliso (CSMA/CD), empregado nas redes Ethernet e Fast Ethernet. ACD OU DAC (DISTRIBUIDOR AUTOMTICO DE CHAMADAS) Acrescentar em dac. ACELP

(Algebric Code Excitation Linear Predictive) - codificao digital da voz que melhorou a eficincia da codificao CELP em compresso de voz por um fator 2:1. ACESSIBILIDADE Propriedade da central de comutao determinada pelo nmero de suas sadas que podem ser atingidas a partir de cada uma de suas entradas. A acessibilidade dita plena quando for constante e de valor numrico igual quantidade de troncos do grupo de sada considerado e restrita quando cada uma das entradas tem acesso somente a algumas sadas. ACESSIBILIDADE PLENA Sistema em que cada uma das entradas tem acesso a todas as sadas. Um sistema telefnico com acessibilidade plena aquele em que todos os acessos (terminais) tm a possibilidade de se interconectar com qualquer outro (no ao mesmo tempo), exceto os grupos fechados ou alguns casos de PABX virtual. ACESSO DEDICADO Conexo entre um telefone ou sistema telefnico (como DAC) e uma operadora de longa distncia ou de servios de telecomunicao de valor adicionado por meio de uma linha dedicada. Todas as chamadas daquela linha so roteadas automaticamente para uma linha especfica que leva direto ao equipamento existente na operadora, de modo que chamadas entre diferentes escritrios podem ser realizadas apenas com discagem de um ramal, como se fossem ligaes internas. ACESSO DISCADO Forma de conexo realizada por meio de linha telefnica. ACESSO MLTIPLO Consiste no compartilhamento de um equipamento por diversas chamadas. ACESSO REMOTO Habilidade de conexo com uma rede distncia. ACL (Access Control List) - Lista de restries configurvel numa rede de pacotes, de modo a permitir/negar o acesso de algum usurio (ou grupo) a algum servio. ACPI Advanced Configuration and Power Interface - A especificao ACPI define uma plataforma de interface designada para suportar muitos sistemas operacionais. ACPI define um hardware flexvel e abstrato que prov um padro para integrar o poder de gerenciar pelo sistema de um PC, incluindo hardware, sistema de operao e aplicao de software. Possibilitando o sistema para automaticamente ligar e desligar sistemas como CD-ROMs netword cards, hard disk drives, impressoras e outros aparelhos ligados ao PC como video cassetes, TVs telefones e aparelhos de som. ACSE (Association Control Service Element) Mtodo OSI para estabelecer uma ligao entre duas aplicaes. O ACSE verifica as identidades e contextos das aplicaes, e pode aplicar uma verificao de seguraa de autenticidade. ACTIVE MONITOR um n de uma rede Token Ring que desfaz um anel e gera um novo token (se necessrio), inicializa e monitora os ns vizinhos e mantm um relgio mestre para a rede. ActiveX Tecnologia desenvolvida pela Microsoft, atravs do qual um browser habilitado com esta tecnologia permite que controles ActiveX sejam baixados como parte de um documento web adicionando funcionalidades ao browser, sendo similar a applets Java. ACW Sigla em ingls para After-Call Work (Trabalho ps-chamada), que o conjunto de tarefas realizadas por um agente depois da concluso de uma chamada, envolvendo o encaminhamento de um processo relativo a ela. Costuma ser realizado imediatamente aps a desconexo da chamada, mas muitas vezes sofre adiamentos, sobretudo nos horrios de pico. ADABAS Sistema gerenciador de banco de dados que pode ser utilizado desde em um PC at um computador de grande porte. Uma das verses mais recentes permite a sua operao em ambiente distribudo, o que possibilita acesso simultneo por vrios usurios.

ADAPTADOR DE TERMINAL Um dispositivo que permite a transmisso de voz analgica e dispositivos de dados atravs de uma conexo ISDN. O adaptador de terminal um conversor de protocolos que adapta equipamentos no projetados para ISDN, como telefone, fax e modem, para transmitir atravs deste tipo de linha. ADC Analog to Digital Converter - um processo eletrnico em que o sinal continuamente varivel (analgico) transformado, sem altear seu contedo, em um sinal de mltiplos nveis (digital), atravs de um conversor analgico-digital. ADD-ON Termo utilizado em relao aos programas que vem acrescentar mais recursos a um programa maior. Tambm pode se referir a qualquer hardware ou software que venha acrescentar maiores recursos ao computador. ADMINISTRADOR DA BASE DE DADOS Pessoa ou grupo de pessoas responsvel pelo controle e integridade de uma ou mais bases de dados. ADMINISTRADOR DE REDE Pessoa responsvel por toda a estrutura e funcionamento de uma rede de computadores. O administrador da rede quem vai defin