dicionário de psicologia raúl mesquita, fernanda duarte

Download Dicionário de psicologia   raúl mesquita, fernanda duarte

Post on 28-Jul-2015

132 views

Category:

Health & Medicine

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1. Dicionrio de Psicologia RAUL MESQUITA, FERNANDA DUARTE TTULO: DICIONRIO DE PSICOLOGIA AUTORES: RAL MESQUITA, FERNANDA DUARTE COLABORAO PEDRO LOPES VIEIRA PLTANO EDITORA, S.A. 1.a Edio E-2379-96 2. Este Dicionrio de Psicologia, elaborado por Autores portugueses, destina-se a alunos universitrios e pr-universitrios, bem como a todos quantos se interessam por estes assuntos da mente e do comportamento ou por assuntos de carcter pedaggico e clnico. Contm mais de 1200 entradas sobre Psicologia Terica e Psicologia Aplicada, como a Psicologia Clnica, Educativa e Organizacional, para alm de incluir muitas entradas sobre Psiquiatria e Biografias dos autores mais relevantes. Para tornar mais fcil e til o seu manuseamento, decidiu recorrer-se, sempre que necessrio, a referncias cruzadas. Assim, por exemplo, ao procurar-se a palavra substituio encontrar-se-: Substituio Segundo a - > psicanlise, mecanismo de defesa do Eu ... A seta indica o outro vocbulo que deve procurar-se (indicado em itlico, a seguir seta). Na elaborao deste Dicionrio, obedeceu-se sempre aos mais actualizados critrios cientficos, afastando-se todo e qualquer juizo de valor. Contm ainda dois glossrios bilingues (Ingls-Portugus e Francs- Portugus) destinados a ajudar, na sua pesquisa, o leitor de obras em Ingls ou em Francs. Os Autores esperam que o presente Dicionrio venha a revelar-se imprescindvel em qualquer biblioteca de estudante, de educador (Professor ou Pai), de curioso ou de empresrio. Abril de 1996 3. ABREVIATURAS adj. -- adjectivo amer. -- americano Cf. -- confrontar com fr. -- francs gr. -- grego id. -- idem ing. -- ingls Lat. -- latim lit. -- literalmente pref. -- prefixo snscr. -- snscrito S. -- substantivo Suf. -- sufixo V. -- ver SINAIS (estes sinais, porque o scanner no os apanhou, devem ser omitidos) Substitui o radical da palavra, indicando se se trata de um prefixo por exemplo bio-) ou de um sufixo por exemplo -Ialia). Referncia cruzada: deve procurar-se a palavra em itlico precedida por este sinal. Por exemplo, ao ver a entrada xenofobia, ler-se-: Medo patolgico (v. ---> patologia) de tudo o que estrangeiro, pessoas e coisas. Para perceber o significado de patologia bastar procurar a respectiva entrada, j que a palavra est em itlico e precedida por --->. 4. ablao -- Amputao de uma parte do corpo ou exciso de um rgo ou de uma excrescncia. Abraham, Karl -- Mdico e psicanalista alemo (Bremen 1877 - Berlim 1925). Fundador, em 1910, da Associao Psicanaltica de Berlim, colaborou com C. --> Jung e E. Bleuler. Da sua vasta obra pode destacar-se, para alm da correspondncia com S. --@ Freud, Exame da Etapa mais Precoce da Libido (1916), onde estuda as fases -4 pr- genitais. abstinncia, sndroma de Aparecimento de sintomas fsicos quando se suspende a administrao de substncias susceptveis de causar -> dependncia fsica. Por exemplo, a suspenso do consumo de 1 ---> psicotrpicos (lcool, tabaco, --@ herona, etc.). abstraco (do lat. abstractione, estar afastado) Considerar uma qualidade de um objecto, afastando outras; pela abstraco forma-se o conceito, retendo o essencial. abulia -- Estado de indiferena, indeciso, falta de vontade. acarofobia -- Medo irracional de animais pequenos e de insectos. acetilcolina (ACh) -> Neuromediador com aco no -4 sistema nervoso central e perifrico, libertado pelas fibras chamadas colinrgicas a nvel sinptico. A doena de Alzheimer est associada diminuio de ACh a nvel do sistema nervoso central. acomodao -- Segundo a psicologia gentica, a modificao de esquemas internos com o fim de haver uma --@ adaptao a uma nova organizao da realidade devida introduo de novas informaes cognitivas (cf. ---> assimilao e ---> equilibrao). acrofobia (do gr. akro, elevado e phbos, terror) Medo exagerado das alturas. 5. acromatopsia -- Incapacidade, congnita ou adquirida, de distinguir as cores (cf. -> daltonismo). ACTH (ing. Adrenocorticotrophic Hormone) -> Hormona segregada pela -> hipfise que controla a secreo de cortisol a partir do crtex das glndulas ---> supra-renais. activos, mtodos -- Concepo pedaggica segundo a qual a aprendizagem depende da participao, iniciativa e autonomia dos alunos. Deu origem ao mtodo denominado Escola Activa, que partiu da interpretao do livro de A. --@ Ferrire, Mtodo Activo (1920). acto falhado -- Expresso usada pela psicanlise para designar uma aco motora ou acto verbal ( --- > lapsus linguae) involuntrios que @ Desempenho de uma tarefa, por exemplo, a actuao de um indivduo quando sujeito a um -> teste. aculturao -- Modificao dos modelos culturais em consequncia do contacto directo e contnuo com outro meio. Na sua origem, o termo aculturao era unicamente utilizado por 10 etnlogos mas actualmente empregue para designar todas as adaptaes culturais inerentes a uma mudana de meio geogrfico, profissional ou social como, por exemplo, a integrao dos emigrantes no pas de acolhimento. V. ---> socializao. adaptao -- 1. De um modo geral, em psicologia, mudana de resposta ou de -> sensao perante um ---> estmulo, 2. Segundo ---> Piaget, para que exista uma construo e organizao dos processos -> cognitivos ter de haver uma adaptao do --> organismo ao meio. 3. Em 6. psicologia -> social consiste numa mudana sociolgica ou cultural de modo a que o indivduo se adapte a um novo meio (cf. -> aculturao). 4. Segundo a teoria evolucionista (v. ---> evolucionismo) toda a mudana comportamental que permanece na evoluo das espcies. Adler, A. (Viena 1870 - Aberdeen 1937) Psiquiatra austraco e psicanalista que, tal como -> Jung, discordou de --> Freud na grande importncia que este mdico dava s -4 pulses sexuais. Aciler, por outro lado, deu muita importncia aos sentimentos de inferioridade - complexo de inferioridade: este seria responsvel por grande parte da actividade humana. Este complexo consiste, segundo Aciler, no aumento de um sentimento de inferioridade com base numa inferioridade real, por exemplo, numa deformao orgnica. Aciler foi fundador de um novo grupo psicanaltico e intitulou a sua teoria, Psicologia Individual. (o Temperamento Nervoso, 1912; Teoria e Prtica da Psicologia Individual, 1918; A Psicologia da Criana Difcil, 1928; O Sentido da Vida, 1933, entre outros.) ADN - cido Desoxirribonucleico Ong. DNA) cido nucleico constitudo por duas cadeias longas de nucletidos enroladas em forma de dupla hlice; cada nucletido contm uma molcula de cido fosfrico, um acar (desoxirribose) e uma base orgnica (que pode ser adenina, guanina, timina ou citosina). O AdN o suporte material dos caracteres hereditrios dos seres vivos. a sequncia das bases orgnicas que codifica a informao gentica e constitui a base estrutural dos ---> cromossomas. adolescncia -- Perodo do desenvolvimento humano situado entre a --> puberdade e a idade adulta. de notar que os limites cronolgicos variam e que, por isso, no fcil definir adolescncia. V. -> moratria, fase. adrenalina (ing. epinephrine) ---> Hormona produzida na medula das glndulas --@ supra-renais com efeitos semelhantes ao estmulo do sistema --@ simptico. Em situaes de stress ou perigo, a 7. adrenalina lanada no sangue produzindo, entre outros efeitos, o aumento do ritmo cardaco, presso arterial e glicemia e a dilatao dos brnquios e pupila. afasia -- 1, Perda parcial ou completa da capacidade de falar, originada por causas orgnicas, nomeadamente por uma leso cerebral. 2. Paul Broca, cirurgio francs, descobriu em 1861 que uma leso na terceira circunvoluo do lobo frontal esquerdo era responsvel pela perda da fala. Pensou-se, ento, que a fala teria uma localizao (centro da fala), o que confirmaria a teoria das ---> localizaes cerebrais do mdico alemo Franz Joseph Gall, criada no final do sculo XVIII. Actualmente, no se pensa ser apenas esta rea a responsvel pela fala. 3. Em 1871 Karl Wernicke, neurologista alemo, descobriu que na primeira circunvoluo temporal e na ruga (gyrus) supramarginal do lobo parietal, no hemisfrio esquerdo, pode encontrar-se uma rea responsvel pela recepo e processamento da linguagem (um centro das imagens verbais fonticas), embora hoje em dia se saiba que a referida rea no a nica responsvel por esta funo; na realidade, a complexidade cerebral muito maior do que se pensava no sculo xix. V. -4 Broca e --@ Wernicke, reas de. afectividade -- Conjunto de reaces psquicas de um indivduo: sentimentos, --> emoes e paixes. aferente -- Que conduz de fora para dentro ou da periferia para o centro. V. -- @ neurnio e -~> sistema nervoso perifrico. afiliao -- necessidade de Sentimento que, segundo Henry --4 Murray universal - todos necessitamos de nos sentir queridos pelos outros. agnosia -- Incapacidade de reconhecer os objectos do dia-a-dia. Esta perturbao verifica-se devido a leses no -> crtex cerebral: no lobo parietal (agnosias tcteis e somticas), no lobo temporal (agnosias auditivas, rea de Heschel) e no lobo occipital (agnosias visuais, reas associativas). 8. agonista -- Substncia ou ---> droga que activa os ---> receptores da mesma forma que os compostos enclgenos (-> hormona, ---> neuromediador, etc.) e que produz o mesmo tipo de sinal e aco (normalmente de magnitude maior ou igual); ou, por outro mecanismo, o agonista no induz sinal por si prprio, contudo, aumenta o sinal gerado pela substncia endgena (cf. --@ antagonista). agorafobia (do gr. agora, praa pblica) Medo de grandes espaos. agressividade -- 1. Tendncia para ser hostil e actuar agressivamente para com os outros. 2. Segundo as doutrinas do liberalismo econmico, esta tendncia poderia ser um factor positivo no sucesso profissional. agudo -- Intenso mas passageiro, por exemplo, ---> doena ou ---> dor agudas (cf. --> crnico). alcalide (do rabe al kali, soda, e do gr. eidos, aspecto) O termo alcalide foi introduzido por W. Meisner, no incio do sculo XIX, para designar as substncias naturais com propriedades bsicas (alcalinas). Muitas vezes designados pel