diário oficial - alerj notícias (27/08/15)

Download Diário Oficial - Alerj Notícias (27/08/15)

Post on 23-Jul-2016

218 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A população do estado do Rio conta com mais um meio de informação para ficar por dentro das principais notícias da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

TRANSCRIPT

  • PARTE IIPODER LEGISLATIVO

    ESTA PARTE EDITADAELETRONICAMENTE

    DESDE 1 DE JULHO DE2005

    ANO XLI - N 156QUINTA-FEIRA, 27 DE AGOSTO DE 2015

    IM

    PR

    ESSO

    2

    Id: 1877504

    Parlamento Juvenil tem dia D nas escolas

    Deputados e jovens estimulam alunos a participar de projeto >Pgina 3

    Multa a stira religiosa: projeto arquivado

    Texto recebeu parecer contrrio de todas as comisses >Pgina 2

    Deputados vo a ato em defesa do Comperj

    Manifestantes pedem trmino das obras de refi naria>Pgina 2

    Para o mdico Carlos Virgini, no possvel curar pacientes com feridas crnicas se no houver tratamento do problema em si. As feridas precisam cicatrizar, e isso s se consegue tratan-do a causa e no s fazendo curativos, alerta ele, que coordena a disciplina Cirurgia Vascular e Endovascular no Hospital Uni-versitrio Pedro Ernesto, da Uerj, no Maracan.

    Que hospitais pblicos oferecem o tratamento?O Hospital Pedro Ernesto e a Policlnica Piquet Carneiro, ambas unidades da Uerj. O custo alto, no entanto algumas cidades como Salvador e Londrina tambm j oferecem esses tratamen-tos na rede pblica.

    Que tecnologia usada nos casos agudos?A escleroterapia ecoguiada, que consiste no tratamento das va-rizes com laser ou, no nosso caso, injeo de espuma densa com o auxlio de aparelho ultrassom. Esse tratamento realizado em ambulatrio e no necessria a internao. O paciente volta pra casa no mesmo dia.

    Como os pacientes podem receber esse tratamento?O paciente precisa procurar a central de regulao de vagas e ser avaliado e, obtendo a indicao do rgo, ele encaminhado para o tratamento.

    Carlos Virgini: tratamento primeiroPing-pong

    Alerj discute feridas crnicasSeminrio rene especialistas; doena afeta 350 mil pessoas no Estado

    Mdico da Uerj diz que uma das principais consequncias o isolamento dos pacientes

    Uma fratura de per-na levou o entre-gador Hlio Sil-veira da Silva, de 55 anos, morador da Rocinha, Zona Sul do Rio, a viver cin-co anos com os transtornos de uma ferida crnica, uma doena silenciosa e cercada de desinformao. As feridas crnicas so consideradas um dos mais graves problemas de sade pblica da atualidade. Estimativas do Ministrio da Sade apontam que a doena afeta a rotina de 5 milhes de brasileiros.

    No Rio, cerca de 350 mil pessoas convivem com a en-fermidade. Par discutir essa questo, a Comisso de Sa-de da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) realiza, amanh, um seminrio, das 9h s 13h, no plenrio Barbosa Lima So-

    brinho, no Palcio Tiradentes.Apesar do tratamento das

    feridas crnicas ser um desa-fi o a mais para o Sistema ni-co de Sade (SUS), pois requer a criao de polticas pblicas especializadas, foi em uma unidade pblica, o Hospital Universitrio Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do

    Rio (Uerj), no Maracan, Zona Norte da capital, que Hlio foi curado em quatro meses.

    AtestadoPresidente da Comisso

    de Sade da Casa, o deputa-do Jair Bittencourt (PR) lembrou que essa doena a dcima maior causa de

    afastamento do trabalho no Brasil: Mais de 200 mil tra-balhadores esto afastados temporariamente por causa das feridas crnicas no pas. Esse dado alarmante e mos-tra que o Estado precisa se conscientizar e atuar nessa causa. preciso que o Estado priorize o atendimento.

    O presidente da Socieda-de Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Carlos Eduardo Virgini (foto aci-ma), que estar no semin-rio de amanh, admite que a doena representa enorme prejuzo social. Segundo ele, os pacientes que tm as fe-ridas nos ps sofrem com o impacto e a dor nas pernas. Mesmo com a prtica dos curativos, a infeco pode causar mau cheiro, fazendo com que o paciente fi que constrangido e no queira mais ter contato com outras pessoas, explica Virgini

    BUANNA ROSA E SYMONE MUNAY

    Foto: Rafael Wallace

    Feridas crnicas atingem 5 milhes

    de pessoas em todo o pas

    Bittencourt: 200 mil trabalhadores afastados por conta da doena

    Foto: Rafael Wallace

    Principais casosEntre as principais feri-

    das crnicas diagnosticadas esto a lcera venenosa, que ocorre quando as varizes no so tratadas e o problema se mantm por anos. O chama-do p diabtico atinge 20% dos pacientes com diabetes e

    pode levar amputao.E, por ltimo, a lcera por

    presso, que afeta principalmen-te idosos, cadeirantes e portado-res de paralisia. Eles fi cam muito tempo na mesma posio, em contato com a cama ou a cadeira de rodas, e adquirem feridas pro-fundas. (colaborou Rayza Hanna)

  • PODER LEGISLATIVO

    Servio de Atendimento ao Cliente da Imprensa Ofi cial do Estado do Rio de Janeiro: Tel.: 0800-2844675 das 9h s 18h

    DIRIO OFICIAL PARTE II - PODER LEGISLATIVO

    IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Rua Professor Heitor Carrilho n 81, Centro - Niteri, RJ. . CEP 24.030-230. Tel.: (0xx21) 2717-4141 - PABX - Fax (0xx21) 2717-4348

    www.imprensaofi cial.rj.gov.br

    ASSINATURAS SEMESTRAIS DO DIRIO OFICIAL

    ASSINATURA NORMAL R$ 284,00ADVOGADOS E ESTAGIRIOS R$ 199,00 (*)RGOS PBLICOS (Federal, Estadual, Municipal) R$ 199,00 (*)FUNCIONRIOS PBLICOS (Federal, Estadual, Municipal) R$ 199,00 (*)

    (*) SOMENTE PARA OS MUNICPIOS DO RIO DE JANEIRO E NITERI.OBS.: As assinaturas com desconto somente sero concedidas para o funcionalismo pblico (Federal, Estadual, Municipal), mediante a apresentao do ltimo contracheque.A Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro no dispe de pessoas autorizadas para vender assinaturas. Cpias de exemplares atrasados podero ser adquiridas rua Professor Heitor Carrilho n 81, Centro - Niteri, RJ.

    ATENO: vedada a devoluo de valores pelas assinaturas do D.O.

    PUBLICAO SEMANAL - Quintas-feiras

    As matrias publicadas nas pginas 1 a 4 so de responsabilidade da Subdiretoria

    Geral de Comunicao Social da AlerjDaniella Sholl

    Diretora de Comunicao Social

    Everton SilvalimaCoordenao

    Ana Paula Teixeira e Rodrigo CortezDesign e diagramao

    cm/col R$ 132,00cm/col para Municipalidades R$ 92,40

    RECLAMAES SOBRE PUBLICAES DE MATRIAS: Devero ser dirigidas, por escrito, ao Diretor-Presidente da Imprensa Ofi cial do Estado do Rio de Janeiro, no mximo at 10 (dez) dias aps a data de sua publicao.

    PREO PARA PUBLICAO:

    ENVIO DE MATRIAS: As matrias para publicao devero ser enviadas pelo sistema edofs ou entregues em mdia eletrnica nas Agncias Rio ou Niteri.PARTE I - PODER EXECUTIVO : Os textos e reclamaes sobre publicaes de matrias devero ser encaminhados Assessoria para Preparo e Publicaes dos Atos Oficiais - Rua Pinheiro Machado, s/n - (Palcio Guanabara - Casa Civil), Laranjeiras, Rio de Janeiro - RJ, Brasil - CEP 22.231-901Tels.: (0xx21) 2334-3242 e 2334-3244.

    PUBLICAES

    AGNCIAS DA IMPRENSA OFICIAL - RJ: Atendimento das 09:00 s 17:00 horas

    RI O - Rua So Jos, 35, sl. 222/24Edifcio Garagem Menezes CortesTels.: (0xx21) 2332-6548, 2332-6550 e Fax: 2332-6549

    NITERI - Av. Visconde do Rio Branco, 360, 1 piso, loja 132, Shopping Bay Market - Centro, Niteri/RJ. Tels.: (0xx21) 2719-2689, 2719-2693 e 2719-2705

    Haroldo Zager Faria TinocoDiretor-Presidente

    Valria Maria Souto Meira SalgadoDiretora Administrativa

    Walter Freitas NettoDiretor FinanceiroJorge Narciso Peres

    Diretor-Industrial

    Mirella DEliaEditora

    j.mp/instalerj

    nibus do Consumidor

    O nibus de atendimento da Comisso de Defesa do Consumidor da Alerj est em Campo Grande, Zona Oeste do Rio. O servio ser realizado at amanh, no calado do bairro, na Rua Coronel Agostinho, em frente loja Superlar. Os consumidores tero seus casos analisados no local, das 8h s 16h.

    D eputados da As-sembleia Legisla-tiva do Rio (Alerj) compareceram ao ato Juntos pelo Comperj Refi -naria J!, realizado na segunda-feira (24/08), em frente ao prdio da Petrobras, na Avenida Chile,

    no Centro. Os manifestantes pe-diram a concluso das obras de construo da refi naria do Com-plexo Petroqumico do Rio de Ja-neiro (Comperj). Segundo plane-jamento da prpria companhia, 82% das obras esto concludos. Segundo organizadores, a mani-festao reuniu cerca de cinco mil pessoas. Quinze prefeituras estavam envolvidas no evento.

    Os deputados Waldeck Carnei-ro (PT), Milton Rangel (PSD), Tio Carlos (SDD), Nivaldo Mulim (PR) e Dr. Sadinoel (PT) participaram do ato.

    Gerentes executivos da Pe-trobras receberam os prefeitos de Itabora, Helil Cardorso (PMDB); de Niteri, Rodrigo Neves (PT); os deputados Waldeck e Rangel e representantes dos sindicatos.

    Ato pelo ComperjDeputados e prefeitos participam de passeata

    Cerca de cinco mil pessoas reuniram-se em frente Petrobras, na Avenida Chile, Centro do Rio

    Foto: Rafael Wallace

    BUANNA ROSA

    Ordem do dia

    Stira religiosa: projeto arquivado

    O presidente da Comisso de Trabalho, Legislao Social e Se-guridade Social da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), depu-tado Paulo Ramos (PSol), afi r-mou que quer retirar a exigncia de um mdico em clnicas de es-ttica. Essa questo abordada no projeto de lei 283/15 de autoria do prprio Ramos e do presidente da Casa, deputado Jorge Pic-ciani (PMDB), e foi discutida

    em audincia pblica da comis-so na segunda-feira (24/08).

    O projeto de lei 283/15 se pro-pe a modifi car a Lei 3.576/01, que dispe sobre o funcionamen-to das clnicas e consultrios de esttica. Pelo texto, a presena de um mdico nas dependncias desses estabelecimentos obri-gatria. Alm da aprovao do projeto de lei na Alerj, Paulo Ra-mos defendeu a regulamentao da profi sso: Vamos trabalhar para ampliar os direitos, mas a regulamentao se faz urgente.

    Em defesa dos esteticistasPRISCILLA BINATO

    Foto: Iara Pinheiro

    Ramos quer retirar exigncia

    A presidncia da As-sembleia Legislativa do Rio (Alerj) decidiu, na tera-feira (25/08), arquivar o projeto de lei 54