df guas claras 30

Download Df guas Claras 30

Post on 28-Jul-2016

216 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

16 a 22 de abril de 2016

TRANSCRIPT

  • DISTRIBUIO GRATUITA

    16 a 22 de abril de 2016

    ANO 3 . EDIO 30

    @dfaguasclaras dfaguasclaras dfaguasclaras.com.br 8348-2828

    REN

    ATO

    ARA

    JO

    - A

    B

    Um frum para guas ClarasCom nova sede judiciria a comunidade no precisa mais se deslocar ao Plano Piloto ou Taguatinga para resolver pendncias na Justia. O prdio recm inaugurado, com quase 7 mil metros quadrados, abriga seis varas: duas cveis, uma cri-minal e tribunal do jri, uma de famlia e de rfos e sucesses; um juizado especial cvel; um juizado especial; e um juizado de violncia domstica e fa-miliar contra a mulher (Pgina 5).

    INSCRIES ABERTAS

    Miss guas Claras dia 20 de maio

    REN

    ATO

    ARA

    JA

    FER

    RAZ

    - ES

    TUD

    IO 5

    5 PH

    OTO

    Pgina 11

    Scio de faculdade em guas Claras presoRuy Muniz, um dos donos da faculdade Icesp e prefeito de Mon-tes Claros, pego pela Polcia Federal um dia aps sua esposa, a deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG), us-lo como exemplo de bom gestor ao votar a favor do impeachment no Congresso Nacional. A faculdade, que passa por problemas em outros cam-pi, como o Guar, que precisou ser parcialmente desocupado no incio do ano aps deciso judicial, no se pronunciou sobre a pri-so do fundador do grupo Soebrs, e das Faculdades Promove, aos quais o Icesp faz parte (Pgina 7).

  • 16 A 22 DE ABRIL DE 2016 DF GUAS CLARAS2

    Editor: Rafael Souza (DRT 10260/DF) Endereo: EQ 31/33 Ed. Consei Sala 113/114

    71065-315 Guar DF

    contato@jornaldoguara.comjornaldoguara.com 61 33814181

    O jornal DF guas Claras parceria da editora Jornal do Guar com o portal digital DFguasClaras

    Responsvel: Cleber Barreto Endereo: Av. Araucrias, Lt 1835 / sala 308

    guas Claras Shopping

    dfaguasclaras.com.br 61 8348-2828dfaguasclaras@gmail.com

    OPINIO

    CLEBER BARRETO#turmadoprdio

    colaborao de Helena Goulart

    Parece exagero, mas no : algumas motos tem sido o principal trans-torno dos moradores de guas Claras nos ltimos dias. No comeo eram apenas re-clamaes nas redes sociais referente ao barulho que as motos faziam ao passarem pe-las ruas durante a madrugada. No entanto, tornou-se dirio o incmodo, porque frequente-mente as motos circulam pela cidade com o barulho alto de seus escapamentos danifica-dos.Incomodados com os ba-rulhos, no final de fevereiro os moradores foram para as janelas protestar contra as motos enquanto os motoquei-ros passavam. Aps as vaias, os escapamentos produziram sons ainda mais altos - os do-nos das motos passaram a es-tacionar prximo aos prdios de quem reclamava, aceleran-do os motores. O funcionrio de uma distribuidora de bebi-das jogou uma garrafa em um dos motoueiros, o que gerou uma briga entre aqueles que estavam presentes na distri-buidora e os donos das motos. Foi necessria a interveno de terceiros para que a situa-o no sasse do controle ain-da mais.Benedito Corado, que est acompanhando o caso de per-to, afirmou que os motoquei-ros esto cientes da insatis-fao dos moradores, e por isso que persistem nesse ato. Eles veem a fama nas redes

    sociais como impulso para continuarem perturbando os moradores. Quando percebe-rem que no estamos dando ibope, percebero que ser a hora de parar.No incio de maro, os poli-ciais do 17 Batalho da Pol-cia Militar estavam realizando trabalhos de ronda por volta de meia-noite quando os mo-toqueiros passaram pela Ave-nida das Castanheiras. Aps os reforos policiais, todos os lados da Rua 14 Norte foram cercados e os motoqueiros se esconderam na garagem de um prdio, porm os policiais os encontraram e as motos fo-ram detidas.Um ms depois, a situao continua a mesma no incio de abril os donos resgataram as motos e todos os dias entre 23h e 00h circulam por toda a cidade fazendo barulhos com os escapamentos danificados das motos. O Cdigo de Trnsito Bra-sileiro (CTB) prev no Artigo 230: infrao conduzir ve-culo com descarga livre ou si-lenciador de motor de explo-so defeituoso, deficiente ou inoperante.O 17 Batalho da Polcia Militar informa que est to-mando as devidas providn-cias para que a situao se mantenha no controle, porm necessria calma por par-te dos moradores, tendo em vista que no h apenas um responsvel pela perturbao com as motos, mas vrios.

    Motos de madrugada

    Nem mesmo as perseguies policiais assustam os barulhentos

  • 16 A 22 DE ABRIL DE 2016 DF GUAS CLARAS4

    De 8 a 11 de setembro, a popula-o de Braslia vai poder parti-cipar de uma srie de ativida-des ligadas preservao do maior bioma do DF. A segunda edio da Virada do Cerrado ocorrer em vrias regies administrativas de Braslia com o tema "Mudanas Climticas". Os dois primeiros dias sero destina-dos educao ambiental e o restan-te, a aes esportivas e culturais.A primeira reunio para tratar so-bre a edio de 2016 ocorreu em feve-reiro. Em 13 de abril, o comit criativo, responsvel por definir as estratgias de execuo do evento, se encontrou na Fundao Banco do Brasil para trabalhar em cima do tema escolhido. Cerca de 30 entidades fazem parte do grupo, entre rgos dos governos local e federal, movimentos sociais e membros da iniciativa privada.Dentro do assunto mudanas cli-mticas, a ideia que os participantes desenvolvam aes ligadas aos qua-tro elementos da natureza gua, ar, terra e fogo e assim desenvol-vam questes como reflorestamento, preservao de bacias hidrogrficas, mobilidade urbana e manejo de nas-centes."Vivemos um momento estratgi-co de mudana sobre a questo clim-tica e o mundo est discutindo isso. Precisamos dialogar com a socieda-de as boas prticas, mostrando que possvel tornar Braslia uma capital sustentvel", resume a Subsecretria de Educao e Mobilizao Socioam-

    biental, da Secretaria do Meio Am-biente, Gabriela Barbosa Batista.A Virada do Cerrado coordenada pela pasta, que far as aes, ainda a serem definidas, em parques espalha-dos por Braslia. O objetivo incenti-var o uso desses espaos pela popula-o, como prev o programa Braslia nos Parques, criado por meio do De-creto n 37.115, publicado no Dirio Oficial do Distrito Federal de 16 de fevereiro. Os demais participantes do comit criativo desenvolvero iniciativas em outros pontos de Braslia. A progra-mao ser elaborada ao longo das reunies do colegiado, com previso de que ocorram mensalmente. Duran-te os encontros, os integrantes ainda tero formao sobre o que ser abor-dado durante o evento de setembro.O objetivo, segundo a coordena-dora de Educao e Mobilizao So-cioambiental da pasta, Juliana Pinto, que essas pessoas se tornem mul-tiplicadoras e apliquem o que apren-derem de acordo com a realidade de cada local.Evento colaborativoA primeira edio da Virada do Cerrado, de 11 a 13 de setembro de 2015, ocorreu de forma colaborati-va com cerca de 80 entidades, entre rgos dos governos federal e de Braslia e organizaes da sociedade civil. Foram mais de 200 atividades espalhadas por 21 regies adminis-trativas. Na avaliao da Secretaria do

    Meio Ambiente, o evento reuniu em torno de 20 mil pessoas entre partici-pantes e organizadores.Segundo a coordenadora, a expec-tativa mobilizar ainda mais pessoas neste ano. "O maior legado da Virada trazer reflexo sobre o que sus-tentabilidade, quais so os problemas que elas notam em casa e precisam melhorar."Durante a primeira edio, foram coletados 500 quilos de resduos no Complexo Cultural da Fundao Na-cional de Artes (Funarte), um dos locais que mais recebeu eventos; re-tirados mais de 300 pneus e de cem paletes das ruas de Santa Maria; plan-tadas mais de 300 mil mudas em todo o DF; e removidos mais de 300 quilos de resduos de parques de Braslia.A Secretaria do Meio Ambiente publicou no ano passado em parceria com o Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas no Dis-trito Federal (Sebrae-DF) um plano de sustentabilidade com orientaes para produo de projetos. O docu-mento traz dicas para a realizao de eventos sobre a escolha do ambiente, o incentivo de transportes no po-luentes e a prtica da incluso social. O nome Virada do Cerrado ori-ginado da causa de preservao do bioma. O Dia Nacional do Cerrado comemorado em 11 de setembro, data escolhida para encerramento do evento. A Lei n 4.939, de 2012, insti-tui a Semana do Cerrado e a inclui no calendrio oficial de eventos do DF.

    Governo confirma Virada do CerradoParque de guas

    Claras e outras unidades de

    preservao do DF recebero as

    atvidades em setembro. Pode ser

    a hora de rediscutir a utilizao do parque

    GA

    BRIE

    L JA

    BUR

    - A

    B

    SEM PAPELDirio Oficial passa a ser apenas digitalO governador Rodrigo Rollem-berg instituiu, nessa sexta-fei-ra (15), o Dirio Oficial Eletr-nico do Distrito Federal (DODF-e). A previso que, at junho quando vence contrato com a Imprensa Na-cional de diagramao, editorao e impresso do documento no valor de R$ 1.505.331 anuais , o DODF passe a ser apenas virtual. Com a mudana, ele ser encontrado no site da Imprensa Nacional, at que o governo de Braslia estabelea plata-forma digital para oferecer o servio.Alm de seguir modelo sustent-vel, a mudana vai significar econo-mia de R$ 238.932,72 (15,87%) aos cofres pblicos, pois o Executivo re-duzir despesas com armazenagem e transporte. O valor pago anual-mente cair para R$ 1.266.398,28.Publicao

    No Dirio Oficial do Distrito Fede-ral so publicados atos administrati-vos do Executivo, leis e demais atos do processo legislativo previstos na Lei Orgnica do DF e atos oficiais, exceto os de carter interno da ad-ministrao pblica e do Tribunal de Contas do DF.A periodicidade diria, de se-gunda a sexta-feira, com exceo de feriados e dias sem expediente oficial. Edies extras ou suplemen-tares podem ser autorizadas pelo chefe da Casa Civil. por meio da Subsecretaria de Atos Oficiais, da Casa Civil, que o Executivo coordena as publicaes.

    Os atos oficiais dos rgos da administrao direta do Distrito