Deve-se proibir o uso de símbolos religiosos nas escolas?

Download Deve-se proibir o uso de símbolos religiosos nas escolas?

Post on 15-Jan-2016

27 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Deve-se proibir o uso de smbolos religiosos nas escolas? Nova lei francesa acirra o debate entre as comunidades religiosas. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • Deve-se proibir o uso de smbolos religiosos nas escolas?Nova lei francesa acirra o debate entre as comunidades religiosas.

    Em setembro prximo, a Assemblia Nacional da Frana deve aprovar uma nova lei proibindo que alunos das escolas pblicas usem qualquer smbolo religioso ostensivo, como os vus muulmanos, a Kip dos judeus, ou ainda crucifixos muito grandes. Tanto o presidente Jacques Chirac como as alas de esquerda e de direita do parlamento j se manifestaram a favor da medida, que est agora em fase de elaborao. Embora lderes de vrias religies tenham repudiado a idia, pesquisas de opinio mostraram que 80% da populao do pas aprova a lei nesse grupo, esto includas 53% das mulheres muulmanas, que sero as mais afetadas. Ser essa uma maneira de melhorar sua integrao na sociedade?

  • NO!

    Henry Sobel, presidente do rabinato da Congregao Israelita PaulistaEssa lei um absurdo, uma lstima. Em primeiro lugar, um pas que se diz democrtico no pode proibir a prtica livre da religio, e isso implica, em muitos casos, uso de smbolos e modo de vestir. Eu acho muito saudvel que as crianas numa escola pblica saibam que h colegas de classe que no professam a mesma religio. na infncia que se aprende o respeito pela diversidade. Tal proibio contraproducente, eticamente e pedagogicamente. O presidente Chirac alega que tal iniciativa vai unir os franceses.

  • Muito pelo contrrio: a iniciativa est dividindo a sociedade francesa. Sou a favor da separao entre Igreja e Estado, mas isso significa que nenhum governo tem o direito de impor uma determinada religio sobre uma populao inteira. Usar esse argumento no que tange smbolos religiosos que um jovem quer usar no seu prprio corpo no faz o mnimo de sentido. A inteno pode at ser boa na teoria, mas na prtica, o prejuzo vai ser muito grande. O mais importante a conscientizao de que existem outras religies, outros credos. A partir da infncia, uma criana pode assimilar essa verdade. Quem sabe isso pode gerar uma tolerncia maior no futuro. Talvez assim a gente possa educar para a paz, para reconhecer a santidade do credo do outro.

  • SIM!

    Patrick Weil, historiador, professor da Universidade Paris 1 SorboneNo incio dos trabalhos da comisso que elaborou a proposta da lei, ramos contra qualquer regra desse tipo. Passamos trs meses ouvindo alunos, professores, lderes religiosos e especialistas, tanto de escolas na Frana como instituies de lngua francesa em outros pases, como Turquia, Lbano e Repblica Tcheca. Percebemos que o problema maior do que imaginvamos. A opinio dos estudantes que o vu cria diviso dentro da escola. As mulheres muulmanas estavam pedindo ao Estado proteo contra os homens que as obrigam a usar o vu contra a sua vontade.

  • A presso de grupos fundamentalistas muulmanos est cada vez mais violenta, principalmente entre os rabes da regio do mediterrneo, que consideram as mulheres inferiores. necessrio agir. Tanto isso verdade que as pesquisas mostram 60% de aprovao da lei entre a populao muulmana. No podemos fazer uma criana de 13 anos de idade ir contra seus prprios pais. Em seus depoimentos, elas disseram: Na escola, somos iguais aos homens. Em casa, no. Como manda a tradio secular na Frana, o Estado tem o dever de proteger os indivduos contra os grupos religiosos. Se algum quiser assim mesmo usar um smbolo religioso, pode procurar escolas privadas subsidiadas pelo governo.

  • PROPOSTA DE PRODUO

    1- ELABORE UM TEXTO DISSERTATIVO, DE 20 A 30 LI-NHAS, SENDO FAVORVEL S IDIAS DE HENRY SO-BEL.

    2- ELABORE UM TEXTO DISSERTATIVO, DE 20 A 30 LI-NHAS, SENDO FAVORVEL S IDIAS DE PATRICK WEIL.