design grfico 2011 2a aula -17/08/2011

Download Design  grfico  2011  2a aula -17/08/2011

Post on 30-Jun-2015

2.007 views

Category:

Spiritual

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Design gráfico 2011- 2a aula 17/08/2011

TRANSCRIPT

  • 1. Disciplina: Teorias e Tcnicas da Comunicao Profa: Mara Baroni 2a aula- 17/08/2011

2. Teoria Crtica- Escola de Frankfurt:

  • Contexto
  • Mtodo
  • Pesquisa
  • Objeto
  • Tericos:
  • Walter Benjamin
  • Theodor Wiesengrund-Adorno
  • Max Horkheime
  • Habermas
  • Outras pesquisas
  • Sntese da teoria
  • Bibliografia

3. Contexto

  • A expresso teoria crtica empregada para designar o conjunto das concepes da Escola de Frankfurt.
  • Surge em 1923, uma escola que congrega tericos no marxistas no heterodoxos
  • ( diferentes do senso-comum).
  • Ingresso de Max Horkheimer determina linha crtica.
  • Estuda os problemas do capitalismo moderno.

4.

  • .
  • Filsofo Max Horkheimer e o economista Friedrich Pollock fundam Instituto de Pesquisa Social de Frankfurt, afiliado Universidade de Frankfurt; em 1924, o, do qual a revista era porta-voz.

5.

  • Esteinstituto, foi obrigado, com a ascenso ao poder na Alemanha do nacional-socialismo, em 1933, a transferir-se para Genebra, depois para Paris, e, finalmente, para Nova York.

6.

  • Os colaboradores da revista opunham-se aos peridicos e instituies de carter acadmico, desenvolvendo um pensamento comum nesse sentido, sem que fossem postas de lado as exigncias de rigor cientfico.

7.

  • Entre os colaboradores da Revista, contam-se figuras muito conhecidas de um pblico mais amplo, comoHerbert Marcusee
  • Erich Fromm(1900-1980), que se dedicou a estudos de psicologia social, nos quais procura vincular a psicanlise criada porFreud(1856-1939) s idias marxistas.
  • .

8. Teoria Crtica

  • Mtodo:
  • Marxismo Heterodoxo: aplica a viso que se ope literalmente ao capitalismo e suas consequncias.
  • Pesquisa: Emprica: estudos procuram mecanismos de dominao.

9.

  • Objeto: Mensagem na comunicao de massa;
  • Anlise das estratgias de dissimulao e de predominncia do modelo vigente.

10. Os tericos da escola de FrankfurtEntre todos os tericos vinculados ao grupo de Frankfurt, salientam por razesdiversas, os nomes de: Walter Benjamin,Theodor Wiesengrund-Adorno e Max Horkheimer , aos quais se pode ligar o pensamento deJrgen Habermas .Esses autores formaram um grupo mais coeso e em suas obras encontra-se um pensamento dotadode maior unidade terica. 11. Walter Benjamin 1892- 1940

  • Os traos biogrficos e o perfil humano de Walter Benjamin so os mais conhecidos entre esses quatro pensadores de Frankfurt; sua morte, quando era ainda relativamente moo (48 anos) e em circunstncias trgicas, deixou marca indelvel entre os amigos, fazendo com que surgissem muitos depoimentos sobre sua vida e sobre sua personalidade.

12. Para Adorno, Walter Benjamin era a personalidade mais enigmtica do grupo, seus interesses eram freqentemente contraditrios e sua conduta oscilava entre a intransigncia quase rspida e a polidez oriental. Seu pensamento parecia nascer de um impulso de natureza artstica. 13.

  • Walter Benjamin nasceu em Berlim, em 1892, de ascendncia israelita.
  • Entendia a arte em diferentes termos: no diferenciava a arte erudita como boa e a popular como ruim, mas via na arte diferentes possibilidades.

14.

  • Em 1935, foi obrigado a refugiar-se em Paris, onde os dirigentes emigrados do Instituto de Pesquisa Social de Frankfurt receberam-no como um dos seus colaboradores e deram-lhe condies para escrever alguns de seus mais importantes trabalhos: A Obra de Arte na poca de suas Tcnicas de Reproduo, Alguns Temas Baudelairianos,
  • O Narrador, Homens Alemes.
  • Finalmente veio a falecer na fronteira entre Espanha e Frana, em circunstncias dramticas .

15. Theodor Wiesengrund-Adorno1903- 1969

  • Nasceu em 1903, em Frankfurt, cidade onde fez seus primeiros estudos e em cuja universidade se graduou em filosofia.
  • Em 1933, com a tomada do poder pelos nazistas, Adorno foi obrigado a refugiar-se na Inglaterra, onde passou a lecionar na Universidade Oxford, at1937.
  • Na dcada de 40, Adorno e Horkheimer criam o conceito de indstria cultural;
  • O conceito de Indstria Cultural trata da
  • produo da cultura como mercadoria.

16. Sntese: Indstria Cultural

  • Serializao e padronizao da cultura;
  • Os produtos culturais so entendidos como produtos feitos para impedir a atividade mental do espectador, portanto so vistos como produtos alienantes cultura da alienao;
  • Os produtos da Indstria Cultural prescrevem reaes;
  • A mdia rejeitada por reproduzir a dominao atravs de mensagens ideolgicas;

17.

  • O conceito de Indstria Cultural foi veiculado pela primeira vez em 1947,
  • porHorkheimer e Adorno, no texto
  • "A dialtica do Iluminismo".
  • O termo foi cunhado em oposio cultura de massa, que dava ideia de uma cultura
  • surgida espontaneamente da prpria massa.

18.

  • Para Adorno, a idia de que os produtos da Indstria Cultural vm do povo
  • equivocada, pois a Indstria Cultural, ao aspirar integrao vertical de seus consumidores, no apenas adapta seus produtos ao consumo das massas, mas tambm determina esse
  • consumo.

19.

  • O termo Indstria Cultural mais adequado, pois deixa bem claro que tais peas culturais so produtos fabricados para serem consumidos, assim como sabonetes e carros.

20. 21.

  • Adorno e Horkheimer partem da constatao de que a sociedade industrial no haviarealizado as promessas do iluminismo humanista.
  • O desenvolvimento da tcnica e da cincia no trouxe um acrscimo de felicidade e liberdade para o homem.

22. Iluminismo: Idias que mudaram o mundo A Razo capaz de criar um mundo melhor. Dvida metdica: experincia, observao e questionamento. Crena nas Leis naturais Liberalismo Poltico Crena nos direitos naturaisLiberalismo EconmicoIgualdade de todos perante a lei 23.

  • Considerando-se, diz Adorno, que o iluminismo tem como finalidade libertar os homens do medo, tornando-se senhores de si e liberando-os do mundo da magia, do mito e dasuperstio

24.

  • e admitindo-se que essa finalidade pode ser atingida por meio da cincia e da tecnologia, tudo levaria a crer que o iluminismo instauraria o poder do homem sobre a cincia e a tcnica.

25.

  • Mas, o que ocorreu foi justamente o contrrio. Liberto do medo mgico, o homem tornou-se vtima de um novo engodo:
  • o progresso da dominao tcnica.

26.

  • Ao invs do libertar a humanidade, o progresso da tcnica acabou por escravizar o homem, alienando-o.
  • Os meios de comunicao de massa, resultado direto de desenvolvimento da tcnica, tiveram papel importante nesse
  • processo de escravizao da massa.

27. Max Horkheimer 1895- 1973

  • Max Horkheimer, o principal diretor da Revista de Pesquisa Social desde o afastamento de Grnberg nos fins da dcada de 20, nasceu em Stuttgart, a 14 de fevereiro de 1895 e faleceu em Nuremberg, a 9 de julho de 1973.

28.

  • Criticando a prxis brutal da sobrevivncia, a obra de arte, para Adorno, apresenta-se, socialmente, como anttese da sociedade.
  • A arte at mesmo aparncia de si prpria na medida em que pretende ser o que no pode ser: algo perfeito num mundo imperfeito, por se apresentar como um ente definitivo, quando na verdade algo feito e tornado como .

29.

  • A teoria crtica ultrapassa, assim, o subjetivismo e o realismo da concepo positivista, expresso mais acabada da teoria tradicional.
  • Em suma, a teoria crtica de Horkheimer pretende que os homens protestem contra a aceitao resignada da ordem total totalitria.

30.

  • Natural de Dsseldorf, Da mesma forma que quase todos os intelectuais de sua gerao, Habermas tambm observou o nacional-socialismo como ponto de partida para suas consideraes, sua teoria acadmica e todos os seus comentrios sobre a poltica contempornea.

Jrgen Habermas 1929 31.

  • O projeto filosfico de Habermas pode ser sintetizado em termos de uma crtica do positivismo e, sobretudo, da ideologia dele resultante, ou seja, o tecnicismo.
  • Para Habermas, o tecnicismo a ideologia que consiste na tentativa de fazer funcionar na prtica, e a qualquer custo, o saber cientfico e a tcnica que dele possa resultar.

32.

  • Juntamente com Theodor Adorno e Max Horkheimer, Habermas foi um dos principais representantes da chamada Escola de Frankfurt.
  • A ideiade que a cultura estno incio da nao alem ocupou Habermas sucessivamente. Em seu famoso livroConhecimento e Interesse(1968), ele assinalava que o conhecimento depende constantemente de determinados interesses

33.

  • Sempre que existir um pensar sobre qualquer coisa, ele feito dentro do contexto de uma sociedade competitiva.
  • Ou seja, qualquer pessoa pensante sempre persegue tambm objetivos concretos, muitas vezes em interesse prprio.