Desenvolvimento Sustentável em Governança de Redes Sociais e Organizacionais

Download Desenvolvimento Sustentável em Governança de Redes Sociais e Organizacionais

Post on 14-Dec-2014

1.186 views

Category:

Business

2 download

DESCRIPTION

Por June ao Grupo de Pesquisa Gesto da Informao e do Conhecimento e Inovao do Programa de Ps-Graduao em Administrao da Pontifcia Universidade Catlica do Paran.

TRANSCRIPT

  • 1. Desenvolvimento Sustentvel em Governana de Redes Sociais e Organizacionais Aluno: June Alisson Westarb Cruz
  • 2. Apresentao da Proposta
  • 3. PROBLEMA DE PESQUISA Qual a relao entre os estados de configurao estrutural, estados de governana e estados de desenvolvimento sustentvel da Rede de Organizaes de Materiais Reciclveis da Grande Curitiba?
  • 4. OBJETIVO GERAL Identificar a relao entre os estados de configurao estrutural, estados de governana e estados de desenvolvimento sustentvel da Rede de Organizaes de Materiais Reciclveis da Grande Curitiba
  • 5. PERGUNTAS NORTEADORAS
    • Qual a dinmica temporal da estrutura da Rede proposta nos
    • perodos de 2007 a 2011 e a qual tipo de Rede ela se enquadra?
    • 2) Qual a dinmica temporal da Governana da Rede nos perodos
    • de 2007 e 2011 e a qual tipo de governana ela se enquadra?
    • 3) Qual a relao das aes da Rede proposta e sua forma de
    • Governana com a proposio de desenvolvimento sustentvel em
    • suas dimenses?
  • 6. OBJETIVOS ESPECFICOS
    • Qual a dinmica temporal da estrutura da Rede proposta nos perodos de 2007 a 2011 e a qual tipo de Rede ela se enquadra?
    • 8 Objetivos Definies constitutivas e operacionais
    • 2) Qual a dinmica temporal da Governana da Rede nos perodos de 2007 e 2011 e a qual tipo de governana ela se enquadra?
    • 4 Objetivos Definies constitutivas e operacionais
    • 3) Qual a relao das aes da Rede proposta e sua forma de
    • Governana com a proposio de desenvolvimento sustentvel em
    • suas dimenses?
    • 4 Objetivos Definies constitutivas e operacionais
  • 7. Problema de Pesquisa e Objetivo Geral Pergunta norteadora Pergunta norteadora Pergunta norteadora 8 Objetivos especficos Definies Operacionais Definies Constitutivas 4 Objetivos especficos Definies Operacionais Definies Constitutivas 4 Objetivos especficos Definies Operacionais Definies Constitutivas Redes Governana Des. Sustentvel Desenvolvimento Sustentvel, Governana e Redes ORGANIZAO DA PROPOSTA
  • 8. SRIE TEMPORAL DO ESTUDO Estrutura Governana Desenvolvimento Estrutura Estrutura Estrutura Estrutura Governana Desenvolvimento 2007 2008 2009 2010 2011
  • 9. Abordagem Terica
  • 10. ESTRUTURA ABORDAGEM TERICA Redes Governana D. Sustentvel Estrutura Estratgia Momento e Princpio Desenvolvimento Sustentvel em Governana de Redes
  • 11. ESTRUTURA ABORDAGEM TERICA Redes Estrutura
    • Contexto Geral de Redes
    • Tipologia de Redes (Abordagem multidisciplinar)
    • Implementao e Evoluo de Redes (dinmicas)
    • Limitao Explicativa de Redes
  • 12. ESTRUTURA ABORDAGEM TERICA
    • Contexto Geral de Governana
    • Tipologia de Governana
    • Governana como Estratgia
    • Governana em Redes
    Governana Estratgia
  • 13. ESTRUTURA ABORDAGEM TERICA
    • Contexto Geral de Desenvolvimento
    • Dimenses de Desenvolvimento
    • Desenvolvimento como Desempenho
    D. Sustentvel Momento e Princpio
  • 14. Metodologia Proposta
  • 15. ESTRUTURA DELINEAMENTO DA PESQUISA Trata-se de uma proposta de pesquisa exploratria e descritiva, sendo sua tipologia de estudo de caso em uma srie temporal, com pesquisa bibliogrfica, documental, de campo e de levantamento. Como forma de coleta de dados, pretende se utilizar a aplicao de questionrios, entrevistas semi-estruturadas, anlises em documentos e relatrios, alm da participao do pesquisador em fruns, reunies e congressos da Rede de Organizaes de Materiais Reciclveis. A proposta tem carter qualitativo e quantitativo, utilizando a srie histrica do mapeamento da Estrutura da Rede nos perodos de 2007, 2008 e 2009, 2010 e 2011, o mapeamento e anlise das prticas de governana nos perodos de 2007 e 2011 e suas relaes de sustentabilidade.
  • 16. ESTRUTURA FORMAS DE COLETA DE DADOS 1) Pesquisa bibliogrfica; 2) Anlise documental; 3) Questionrio; 4) Entrevista Semi-estruturada; 5) Observao direta; 6) Longitudinal Tipo Painel.
  • 17. FORMAS DE ANLISE DOS DADOS 1) Anlise de Redes Socias (Sistema UCINET); 2) Anlise de Contedo (Sistema Atlas.ti); 3) Anlises Descritivas.
  • 18. ETAPAS SUGERIDAS
  • 19. DESDOBRAMENTO OPERACIONAL DAS ETAPAS 1) Objetivo Especfico 2) Forma de Coleta de dados 3) Amostra Pretendida 4) Forma de Anlise dos dados 5) Resultado Esperado
  • 20. PRIMEIRA ETAPA
    • SRIE DE ANLISE: 2007 a 2011
    • FORMA DE COLETA: Anlise Documental, Observao Direta, Entrevista e questionrio de indicao
    • MTODO DE ANLISE: Anlise de Redes, Anlise de Contedo e Anlise Descritiva.
    • RESULTADO ESPERADO: Mapeamento da Estrutura na srie temporal (Estado de Estrutura de Redes)
  • 21. SEGUNDA ETAPA
    • SRIE DE ANLISE: 2007 e 2011
    • FORMA DE COLETA: Entrevista semi-estruturada, Anlise Documental, Questionrio e Observao Direta.
    • MTODO DE ANLISE: Anlise de Contedo e Anlise Descritiva.
    • RESULTADO ESPERADO: Mapeamento da Forma e Prtica de Governana na srie proposta (Estado de Governana).
  • 22. TERCEIRA ETAPA
    • SRIE DE ANLISE: 2007 e 2011
    • FORMA DE COLETA: Entrevista semi-estruturada, Anlise Documental e Questionrio.
    • MTODO DE ANLISE: Anlise de Contedo e Anlise Descritiva.
    • RESULTADO ESPERADO: Mapeamento do Estado de Desenvolvimento Sustentvel por meio do modelo proposto.
  • 23. MODELO DE ANLISE PROPOSTO
  • 24. DESCRIO DO MODELO O modelo estruturado por trs definies constitutivas, que se apresentam aplicadas a qualquer elemento da organizao, seja ele oriundo da estrutura, da forma de gesto ou do setor, sendo separados em: 1) Estado; 2) Ambiente; 3) Dimenso.
  • 25. PRESPECTIVA DE ESTADO O Estado prescede a perspectiva de condio e situao de determinado elemento em seu tempo, que pode ser interpretado por trs momentos diferentes: Estado estvel, de presso e de resposta, observe a seguir o contexto geral de cada um dos Estados do modelo:
  • 26. ESTADOS DO MODELO Estabilidade: o estado de estabilidade demonstra o momento do desenvolvimento atual do objeto de estudo, evidenciando o estado de normalidade acerca do elemento ou da dinmica (rotina) do mercado, sociedade, grupo, rede social e organizacional, entre outros. Presso: o estado de presso preconiza a alterao do estado de estabilidade, passando a ser considerado fora da normalidade, gerando uma necessidade de resposta ou at sendo fruto da alterao de um elemento do estado de resposta.
  • 27. ESTADOS DO MODELO Resposta: o estado de resposta preconiza a necessidade de alterao de um determinado elemento identificado como estado de presso, podendo estabelecer a normalidade do atual elemento, gerando novas tendncias, comportamentos, controles, estratgias, entre outros, que podem gerar novos estados de presso.
  • 28. MUDANA ENTRE ESTADOS A mudana entre os estados (estvel, presso e resposta) de desenvolvimento prescedem a teoria Quntica, que se relaciona por meio da mudana de vrios elementos ao mesmo tempo, resolvendo as foras opostas uma de cada vez (MINTZBERG, et al, 2000, p. 230), e essas (foras opostas) se relacionam uma cadeia de alteraes, possibilitando um elemento ser considerado no estado de estabilidade sob o enfoque ambiental e presso sob o foco econmico, entre outras variveis (MILLER; FRIESEN, 1980).
  • 29. AMBIENTES PROPOSTOS Cada um dos estados previstos relacionado em dois ambientes distintos: ambiente interno e externo. Ambiente interno: o ambiente interno representado pelas aes, recursos, relaes, polticas, negcios, objetivos de origem interna aos interessados diretos e participantes da rede, como exemplo podemos destacar: poder de oferta de materiais; capacidade instalada de armazenamento e distribuio de materiais; remunerao gerada aos integrantes da rede; entre outros.
  • 30. AMBIENTES PROPOSTOS Ambiente externo: o ambiente externo representado por aes, recursos, polticas, setores, dados econmicos e mercados externos aos participantes da rede, como exemplo podemos destacar: relao de cmbio; nvel de inflao; crescimento mdio do setor; comportamento e consumo relacionados indiretamente a atividade da rede; salrio mnimo; regulamentaes e regulaes diversas; aspectos legais; aspectos contbeis; estabelecimento de novos produtos e tendncias, entre outros.
  • 31. DIMENSES DO MODELO Cada estado e seu ambiente apresentam-se dimensionados nas seguintes perspectivas: Ambiental, Econmica, Social, Institucional.
  • 32. DESCRIO DO MODELO Dessa forma um nico elemento de estudo pode ser relacionado em mais de um estado sob a perspectiva de mais de uma dimenso sob um nico tipo de ambiente, e as aes resultantes do estimulo de alterao desse elemento em determinado estado, pode ser dimensionado sob uma perspectiva de estado e dimenso, gerando uma alterao de estado em outra dimenso. O elemento caracterizado pelo objeto de anlise, sendo representado por bens, direitos,obrigaes, comportamentos, entre outros.
  • 33. DESCRIO DO MODELO Dessa forma um nico elemento de estudo pode ser relacionado em mais de um estado sob a perspectiva de mais de uma dimenso sob um nico tipo de ambiente, e as aes resultantes do estimulo de alterao desse elemento em determinado estado, pode ser dimensionado sob uma perspectiva de estado e dimenso, gerando uma alterao de estado em outra dimenso. O elemento caracterizado pelo objeto de anlise, sendo representado por bens, direitos,obrigaes, comportamentos, entre outros.
  • 34. DESCRIO DO MODELO
  • 35. RESULTADOS ESPERADOS Redes Governana D. Sustentvel Estrutura 2007 a 2011 Estratgia 2007 e 2011 Momento e Princpio 2007 e 2011 Identificar relao dos estados de rede, estados de governana e estado de desenvolvimento.

Recommended

View more >