Desenvolvimento Sustentável e governança: representação, direitos, equidade e justiça

Download Desenvolvimento Sustentável e governança: representação, direitos, equidade e justiça

Post on 02-Jan-2016

15 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

Desenvolvimento Sustentvel e governana: representao, direitos, equidade e justia. Alexandre Magrineli dos Reis UNESCO/HidroEX XXIV Seminrio Internacional de Poltica Econmica - DER/UFV. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • Alexandre Magrineli dos Reis UNESCO/HidroEXXXIV Seminrio Internacional de Poltica Econmica - DER/UFVDESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL E GOVERNANA: REPRESENTAO, DIREITOS, EQUIDADE E JUSTIA

  • Braslia - Lixo da Estrutural, a 15 quilmetros da regio central de Braslia, concentra o maior nmero de casos de explorao do trabalho de crianas e adolescentes (Wilson Dias/Abr)

  • No concretizao do conceito de desenvolvimento sustentvel, com alguns avanos na rea econmica e social (quando ocorreram) resultantes de uma maior degradao ambiental;Incapacidade de uma total compreenso da diversidade e intensidade dos impactos ambientais hoje existentesCENRIO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL 2012

  • Presso da atividade degradadoras vindas da economia tradicional vigente sobre os bens ambientais:Pases desenvolvidos: crises econmicas sucessivas;Pases em desenvolvimento: novo surto de crescimento;Incapacidade dos organismos nacionais e internacional de reverterem esta situao com seus atuais quadros institucionaisCENRIO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL 2012

  • RIO+20: NMEROS E DECISES

  • maior Conferncia da ONU j realizada;mais de 500 eventos oficiais e paralelos no Centro de Convenes RiocentroTotal de participantes: 45.381Delegaes de 188 Estados-Membros e trs observadores+ 100 Chefes de Estado e de GovernoDelegados: aproximadamente 12.000ONGs e Major Groups: 9.856Mdia: 4.075Credenciais para os dias dos Dilogos para a sociedade civil (16 a 19): 1.781Pessoal de Segurana: 4.363Cerca de 5.000 pessoas trabalharam no Riocentro diariamente. 1.500 voluntrios;Previso de investimentos da ordem de 513 bilhes de dlares; 705 compromissos voluntriospara o desenvolvimento sustentvel registrados por governos, empresas, grupos da sociedade civil, universidades e outros. RIO+20 EM NMEROSFontes: Naes Unidas e do Comit Nacional Organizador (CNO) do Brasil para a Rio+20. http://www.onu.org.br/rio20/rio20-em-numeros/)

  • Economia verde (Green Economy) no contexto do desenvolvimento sustentvel e a erradicao da pobreza Quadro institucional para o desenvolvimento sustentvelTEMAS

  • PRINCIPAIS PONTOS DA RIO+20:ECONOMIA VERDEDeterminao do contedo includo no conceito da economia verde no contexto do desenvolvimento sustentvel e da erradicao da pobreza. No documento final, pases dedicaram uma seo para detalhar como as polticas econmicas podem ser uma ferramenta para avanar no desenvolvimento sustentvel, observando que todos os pases esto aprendendo como tornar suas economias mais verdes e aprendendo uns com os outros a partir do compartilhamento de experincias e lies.Documento no foi alm de algumas afirmaes genricas sem criar mecanismos operacionais e compromissos para a introduo deste novo modelo econmico.

  • PRINCIPAIS PONTOS DA RIO+20:GOVERNANA AMBIENTAL - FRUM DA ONU PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

  • PRINCIPAIS PONTOS DA RIO+20:GOVERNANA AMBIENTAL FORTALECIMENTO DO PNUMAOs pases tambm concordaram com um fortalecimento significante do Programa das Naes Unidas para o Meio Ambiente [PNUMA] ao torn-lo um corpo de adeso universal e ampliar seu financiamento. Especificamente, o acordo pede seguros, estveis, adequados e ampliados recursos financeiros do oramento regular da ONU e contribuies voluntrias para cumprir seu mandato.O texto aprovado no especifica exatamente como ser feito este fortalecimento. O assunto deve ser resolvido na Assembleia Geral da ONU em setembro. A expectativa de alguns pases e de boa parte dos movimentos sociais, contudo, era a de que o rgo fosse transformado em agncia com poder de deciso.

  • COMO ALCANAR A EFETIVAO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL?

  • Como efetivar o conceito de desenvolvimento sustentvel?Como garantir governana aos diferentes nveis de atores para garantir esta efetivao?Qual o papel da Cincia e do Direito nisto tudo?E AGORA JOS?

  • PAPEL DO CINCIA NA EFETIVAO DE UMA GOVERNANA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVELInternational Council for Science ICSU

  • Constatao que o homem vive em uma poca em que a atividade humana domina o planeta, uma nova era chamada Antropoceno, com grandes mudanas climticas, perda de biodiversidade, poluio generalizada. Se nada for feito, ocorrero mudanas irreversveis na biodiversidade e na viso sustentvel do planetaNecessidade de estabelecimento de um novo contrato entre cincia e sociedade, em prol do desenvolvimento sustentvel.Lanamento da Future Earth (Terra do Futuro):nova iniciativa de pesquisa internacional de 10 anos que tem por objetivo desenvolver o conhecimento para responder de forma eficaz aos riscos e oportunidades das mudanas ambientais globais e apoiar a transformao para a sustentabilidade global nas prximas dcadas.Future Earth pretende mobilizar uma rede de milhares de cientistas, reforando parcerias com os decisores polticos e outras partes interessadas para fornecer opes de sustentabilidade e solues na esteira da Rio +20.PAPEL DO CINCIA NA EFETIVAO DE UMA GOVERNANA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

  • Impedir o retrocesso na proteo ambiental e garantir direitos existente nas legislaes;Inovar incentivando novos instrumentos;Empoderar o cidado;

    PAPEL DO DIREITO NA EFETIVAO DE UMA GOVERNANA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

  • Embate entre setores que querem a manuteno do carter pblico do acesso agua e outros que querem a sua privatizao;Conferncia da gua das Naes Unidas de 1977 Plano de Ao de Mar del Plata reconhecimento como direito;Declarao Ministerial de Haia sobre a Segurana da gua no Sculo 21- Principais Desafios - 22/03/00 reconhecimento como necessidade;ONU: Resoluo n 64/292, 108 Reunio Plenria (AG) 28/07/10 - Reconhecimento do direito gua potvel e limpa e ao saneamento como um direito humano que essencial para o pleno gozo da vida e todos os direitos humanos;Tentativa durante o processo de redao do draft zero do documento The future we want de retroagir este direito

    IMPEDIR RETROCESSOS - DIREITO HUMANO GUA E SANEAMENTO

  • O princpio oficializa que se espera dos pases ricos maior empenho financeiro para implementao de aes, pelo fato de virem degradando o ambiente h mais tempo e de forma mais intensa.Ocorreu tentativas de dissipar a incidncia do CBDR durante as negociaes do draft zero, mas um retrocesso em relao Agenda 21 (Eco 92) foi evitado, reafirmando o conceito em pelo menos 3 pontos do texto final

    IMPEDIR RETROCESSOSRESPONSABILIDADES COMUNS, MAS DIFERENCIADAS (CBDR)Fonte: Jornal do Brasil 08/06/72

  • IMPEDIR RETROCESSOS

  • Princpio da no-regresso em direito ambiental: visa garantir a estabilidade e no reverso em matria de poltica ambiental, o que tem se tornado uma necessidade urgente de garantir a preservao da deteriorao ambiental existente s custa das futuras geraes. Necessrio que se torne um novo direito fundamental, de modo a proteger a legislao ambiental contra regresses;Oposio dos EUA, Japo e Canad, e indeciso da UE e Suia Brasil teve que retirar a expresso princpio da no regresso do texto final, mas ele foi reintroduzido de outra forma no pargrafo 20: A este respeito, fundamental que ns no recuemos do nosso compromisso com o resultado da Conferncia das Naes Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Reconhecemos tambm que um dos grandes desafios atuais para todos os pases, particularmente para os pases em desenvolvimento, o impacto das crises mltiplas que afetam o mundo de hoje.Princpio da no regresso X Reviso do Cdigo Florestal - judicializao

    IMPEDIR RETROCESSOS

  • Construo de um novo instrumento jurdico de pagamento por servios ambientais em rea urbana:Pagamento por Servios Ambientais Urbanos para Gesto de Resduos Slidos, (pesquisa IPEA):Brasil ainda desperdia, anualmente, cerca de R$ 8 bilhes, lanando materiais reciclveis em lixes, aterros controlados ou sanitrios;Prope instrumentos de psa;Pesquisa normativa sobre o contexto legal para adoo do instrumento em normas federais e estaduais;Curso econonomia e meio ambiente tcnicos da FEAM Prof. Ariaster Chimeli Ohio University;Troca e experincias e idia original do instrumento durante o II Encontro Estadual Por uma Coleta Seletiva e Incluso Social Produtiva dos CatadoresDeputado Estadual Dinis Pinheiro PL n. 2.122/2011;Assinatura durante o 10 Festival Lixo e Cidadania, como Lei n. 19.823/11.

    INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO - BOLSA RECICLAGEM

  • CMRR, com reconhecimento formal aps avaliao do comit gestor da Bolsa Reciclagem (composio com no mnimo 3 representantes do catadores)A cada trimestre, o comit estipular fatores multiplicadores para cada tipo de resduo, de modo a graduar um maior ou menor estmulo para a catao. Tais fatores devero ser equacionados de modo que, uma vez multiplicados pelos respectivos quantitativos de resduos e somados estes produtos, se alcance o valor disponvel para a bolsa reciclagem naquele perodo. Entrega das cpias das notas de venda ao CMRRINOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO - BOLSA RECICLAGEM

  • A frmula ser aplicada no trimestre seguinte nos quantitativos de resduos comercializados por associaes ou cooperativas comprovados com notas fiscais ou outro documento comprobatrio aceito pelo comit e entregues no CMRR. O incentivo ser ento concedido em forma de auxlio pecunirio cooperativa ou associao e pago at trs meses aps a concesso. Quanto aplicao de valores, 90% destes sero repassados aos catadores cooperados ou associados, sendo os outros 10% utilizveis para atividades ligadas a associao ou cooperativa.INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO - BOLSA RECICLAGEM

  • INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO CENTRO UNESCO/HIDROEX

  • INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO CENTRO UNESCO/HIDROEX

  • INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO CENTRO UNESCO/HIDROEX

  • INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO CENTRO UNESCO/HIDROEX

  • INOVAR INCENTIVANDO NOVOS INSTRUMENTOS E EMPODERAR O CIDADO CENTRO UNESCO/HIDROEX

  • Qual o papel de cada um de ns nisto tudo??? CONCLUSO

  • CONTATO

    alexandre.magrineli@hidroex.mg.gov.br

    https://www.facebook.com/Magrineli

    @magrineliPalestra disponvel no bloghttp://aldeiacomum.comOBRIGADO!

Recommended

View more >