demonstra§µes financeiras construtora adolpho lindenberg s .construtora adolpho...

Download Demonstra§µes Financeiras Construtora Adolpho Lindenberg S .Construtora Adolpho Lindenberg S/A

Post on 11-Nov-2018

218 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Demonstraes Financeiras

    Construtora Adolpho Lindenberg S.A

    31 de dezembro de 2011 e 2010

  • Construtora Adolpho Lindenberg S.A

    Demonstraes financeiras

    31 de dezembro de 2011 e 2010

    ndice

    Relatrio dos auditores independentes.......................................... 1

    Demonstraes financeiras auditadas

    Balanos patrimoniais..................................................................... 4 Demonstraes do resultado.......................................................... 6 Demonstraes das mutaes do patrimnio liquido..................... 7 Demonstraes dos fluxos de caixa............................................... 8 Notas explicativas s demonstraes financeiras.......................... 9

  • RELATRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAES FINANCEIRAS Aos Administradores e acionistas da Construtora Adolpho Lindenberg S.A. So Paulo - So Paulo Examinamos as demonstraes financeiras individuais e consolidadas da Construtora Adolpho Lindenberg S.A. (Companhia), identificadas como controladora e consolidado, respectivamente, que compreendem o balano patrimonial em 31 de dezembro de 2011 e as respectivas demonstraes do resultado, das mutaes do patrimnio lquido e dos fluxos de caixa, para o exerccio findo naquela data, assim como o resumo das principais prticas contbeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administrao sobre as demonstraes financeiras A Administrao da Companhia responsvel pela elaborao e adequada apresentao das demonstraes financeiras individuais de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil e das demonstraes financeiras consolidadas de acordo com as normas internacionais de relatrio financeiro (IFRS), emitidas pelo International Accounting Standards Board (IASB), e de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil, assim como pelos controles internos que ela determinou como necessrios para permitir a elaborao destas demonstraes financeiras livres de distoro relevante, independente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade a de expressar uma opinio sobre essas demonstraes financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigncias ticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurana razovel de que as demonstraes financeiras esto livres de distoro relevante. Uma auditoria envolve a execuo de procedimentos selecionados para obteno de evidncia a respeito dos valores e divulgaes apresentados nas demonstraes financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliao dos riscos de distoro relevante nas demonstraes financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliao de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaborao e adequada apresentao das demonstraes financeiras da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria que so apropriados nas circunstncias, mas no para fins de expressar uma opinio sobre a eficcia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, tambm, a avaliao da adequao das prticas contbeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contbeis feitas pela administrao, bem como a avaliao da apresentao das demonstraes financeiras tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidncia de auditoria obtida suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinio. Opinio sobre as demonstraes financeiras individuais Em nossa opinio, as demonstraes financeiras individuais acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posio patrimonial e financeira da

  • Construtora Adolpho Lindenberg S/A em 31 de dezembro de 2011, o desempenho de suas operaes e os seus fluxos de caixa para o exerccio findo naquela data, de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil. Opinio sobre as demonstraes financeiras consolidadas Em nossa opinio, as demonstraes financeiras consolidadas acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posio patrimonial e financeira consolidada da Construtora Adolpho Lindenberg S/A em 31 de dezembro de 2011, o desempenho consolidado de suas operaes e os seus fluxos de caixa consolidados para o exerccio findo naquela data, de acordo com as normas internacionais de relatrio financeiro (IFRS) emitidas pelo International Accounting Standards Board (IASB) e as prticas contbeis adotadas no Brasil. nfase Divergncia das prticas contbeis adotadas no Brasil aplicadas nas demonstraes financeiras individuais em relao s IFRS Conforme descrito na Nota Explicativa 2.1., as demonstraes financeiras individuais foram elaboradas de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil. No caso da Construtora Adolpho Lindenberg S.A. (controladora) essas prticas diferem do IFRS, aplicvel s demonstraes financeiras separadas, somente no que se refere avaliao dos investimentos em controladas e controladas em conjunto pelo mtodo de equivalncia patrimonial, enquanto que para fins de IFRS seria custo ou valor justo. Continuidade dos negcios A Companhia apresentou deficincia de capital de giro e o passivo a descoberto totalizou R$ 7.415 mil em 31 de dezembro de 2011, em decorrncia principalmente dos sucessivos prejuzos operacionais apresentados nos ltimos exerccios sociais. Conforme comentado na Nota 1, esforos esto sendo desenvolvidos pela Administrao da Companhia em conjunto com o acionista controlador, com o objetivo de assegurar a recuperao financeira e permitir o retorno da lucratividade s operaes. As demonstraes financeiras de 31 de dezembro de 2011 foram elaboradas no pressuposto da continuidade normal dos negcios da Companhia e do suporte financeiro por parte do acionista controlador, conforme tambm mencionado na Nota 1. Outros assuntos Demonstraes do valor adicionado Examinamos, tambm, as demonstraes individual e consolidada do valor adicionado (DVA), referentes ao exerccio findo em 31 de dezembro de 2011, preparadas sob a responsabilidade da administrao da Companhia, cuja apresentao requerida pela legislao societria brasileira para companhias abertas, mas no requerida pelas IFRS. Essas demonstraes foram submetidas aos mesmos procedimentos de auditoria descritos anteriormente e, em nossa opinio, esto adequadamente apresentadas, em todos os seus aspectos relevantes, em relao s demonstraes financeiras preparadas de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil tomadas em conjunto.

  • So Paulo, 13 de maro de 2012. ERNST & YOUNG TERCO Auditores Independentes S.S. CRC 2SP-015199/O-6 Robson Leonardo Rodrigues Contador CRC 1SP-210.734/O-0

  • Notas 2011 2010 2011 2010

    Ativo circulante

    Caixa e equivalentes de caixa 3 113 96 707 196

    Contas a receber de clientes 4 - - 1.999 2.034

    Contas a receber - cesso de direitos 6 (d) - - 246 246

    Imveis a comercializar 5 - 293 15.862 3.892

    Demais ativos - 377 229 924 636

    Total do ativo circulante 490 618 19.738 7.004

    Ativo no circulante

    Realizvel a longo prazo

    Contas a receber de partes relacionadas 6 (a) 1.123 10.223 - -

    Contas a receber de clientes 4 - - 2.323 2.772

    Depsitos judiciais - 379 379 388 379

    Imveis a comercializar 5 291 289 1.023 1.222

    Demais ativos - 51 56 53 57

    1.844 10.947 3.787 4.430

    Investimentos 7 9.246 - 835 835

    Imobilizado - 16 29 17 33

    Intangvel - 100 113 100 113

    Total do ativo no circulante 11.206 11.089 4.739 5.411

    Total do ativo 11.696 11.707 24.477 12.415

    Construtora Adolpho Lindenberg S/A

    (Em milhares de Reais)

    ATIVO

    As notas explicativas so parte integrante das demonstraes financeiras.

    Controladora Consolidado

    Balanos patrimoniais em 31 de dezembro de 2011 e 2010

    4/30

  • Notas 2011 2010 2011 2010

    Passivo circulante

    Emprstimos e financiamentos 8 8.276 2.776 8.616 3.729

    Fornecedores - 77 36 473 88