delinquência juvenil w

Download Delinquência Juvenil w

Post on 13-Nov-2015

19 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Delinquncia Juvenil Angola

TRANSCRIPT

  • 0

    ndice

    1 INTRODUO ..................................................................................................................... 1

    1.1 CAUSAS DA DELINQUNCIA JUVENIL ................................................................ 2

    1.2 PAPEL DA FAMLIA E DA ESCOLA NO COMBATE A DELINQUNCIA .............. 5

    1.3 CONSEQUNCIAS DA DELINQUNCIA .................................................................... 7

    1.4 PREVENO DA DELINQUNCIA JUVENIL ............................................................. 8

    1.4.1 Dificuldades para a implementao de polticas pblicas de preveno e

    resposta ................................................................................................................................. 10

    2 CONCLUSO ..................................................................................................................... 11

    3 BIBLIOGRAFIA .................................................................................................................. 12

  • 1

    1 INTRODUO

    A delinquncia juvenil um fenmeno que vem ganhando protagonismo de

    forma progressiva e j domina, de certa forma, os relatrios e estatsticas

    criminais em todo mundo. Actualmente, a criminalidade de menores entrou na

    ordem do dia como fenmeno internacional, e em funo da globalizao ao

    nvel das diversas esferas, principalmente dos meios de comunicao e de

    informao, acabou por se converter numa inquietante preocupao de todos

    os governos. Os crimes praticados por menores tm aumentado de forma

    significativa, no apenas nos centros urbanos, ocorrendo um pouco por todo o

    lado, na maioria dos pases.

    Em Angola, no fugindo regra do que acontece um pouco por todo mundo, os

    problemas decorrentes da delinquncia juvenil ganharam contornos

    preocupantes adquirindo maior ateno das instituies estatais, bem como da

    sociedade civil, e tem merecido diversos e profundos estudos e investigaes

    que se estendem pelos diversos domnios das Cincias Sociais e Humanas

    como: a Psicologia, a Sociologia e o Direito. neste sentido que, em busca de

    solues para impedir a proliferao deste fenmeno, os rgos legislativos a

    quem compete a criao e ou elaborao de normas legais que visam regular

    comportamentos tidos como desviantes e que de certa forma perigam o bem

    estar da sociedade, respeitando tambm previamente os direitos do prprio

    infractor, aprovou a materializao de um tribunal ou Julgado de menores que

    um rgo de justia angolana especificamente dirigida as crianas e aos

    jovens.

    A delinquncia juvenil compreende os comportamentos antissociais praticados

    por menores e que sejam tipificados nas leis penais. O significado da

    expresso delinquncia juvenil deve restringir-se o mais possvel s infraes

    do Direito Penal. Foi usada pela primeira vez na Inglaterra, em 1815, por

    ocasio do julgamento de cinco meninos de 8 a 12 anos de idade. Desde o

    Cdigo Criminal do Imprio (1830) j existia uma grande preocupao com a

    criminalidade infanto-juvenil.

  • 2

    1.1 CAUSAS DA DELINQUNCIA JUVENIL

    Chega a ser assustador observar que crianas e adolescentes que deveriam

    estar brincando ou folheando livros nas escolas trafiquem drogas, empunhem

    armas e apertem gatilhos sem qualquer vestgio de piedade.

    Lgico que no podemos negar que muitas delas so influenciadas pelo meio

    social, no entanto, outras possuem inclinao voraz e inata ao crime, em que

    as condies de vida miserveis dos pais, fome, subnutrio, alcoolismo,

    consumo de drogas, falta de condies mnimas de higiene e outros aspectos

    marcam a vida do novo ser antes do seu nascimento.

    Nelson Hungria1 acredita que, o delinquente juvenil , na grande maioria dos

    casos, consequncia do menor socialmente abandonado, e a sociedade,

    perdendo-o e procurando, no mesmo passo, reabilit-lo para a vida, resgata o

    que , em elevada proporo, sua prpria culpa.

    Da mesma forma em relao aos adultos, diversas causas endgenas e

    exgenas influem sobre a conduta delituosa do menor. Essas causas podem

    ser de natureza gentica, psicolgica, patolgica, econmica, sociolgica ou

    familiar. Assim como adultos psicopatas, o delinquente juvenil com essa

    natureza desprovido de sentimentos de culpa ou remorso, caractersticas

    inerentes s pessoas de bem. So ms em suas essncias.

    Em relao aos fatores crimingenos, de natureza exgena, relacionados ao

    meio social, aos aspectos psicolgicos e psiquitricos, que atuam

    negativamente sobre a criana e o adolescente, destacam-se:

    Famlia sem coeso;

    Pai delinquente e hostil;

    Me indiferente e hostil;

    Famlias numerosas, com problemas econmicos e outros.

    1 Nlson Hungria Hoffbauer (Alm Paraba, 16 de maio de 1891 Rio de Janeiro, 26 de maro de 1969)

    foi um dois mais importantes penalistas brasileiros, com diversas obras publicadas ao longo da vida. Foi desembargador do Tribunal de Justia do antigo Distrito Federal. Foi delegado de Polcia. Foi ministro do Supremo Tribunal Federal entre 1951 e 1961.

  • 3

    Realmente, as nossas crianas e adolescentes se veem desamparados pela

    sociedade, que lhe hostil ou omissa, pela complexidade dos problemas

    sociais, polticos e econmicos dos nossos dias. Elas so pessoas em

    formao, sofrendo muitos problemas sociais, tanto no mbito familiar quanto

    na estrutura social em vigor, que propicia a ausncia de formao, diante dos

    problemas educacionais e econmicos vividos pelo pas, resultando na

    violncia desenfreada.

    Sem perspectivas de boa educao escolar e um futuro promissor na rea

    profissional, e, dificilmente, a construo de um lar harmonioso, os jovens

    assumem o caminho da criminalidade, acreditando que tero dinheiro e poder.

    Esse caminho comea cedo, quando ainda crianas so espancadas

    rotineiramente por um pai bbado, que chega a casa, exaurido pelo desgaste

    do trabalho, de pelo menos 12 horas por dia, para ganhar um salrio-mnimo

    no fim do ms.

    Vrios diagnsticos demonstram ainda que em alguns bairros, o consumo de

    lcool, divrcio dos pais, falta de controle dos adultos, falta de

    acompanhamento psicolgico e consumo de drogas, so principais causas

    motivadoras da delinquncia juvenil.

    Podemos tambm aqui realar que o crescimento fsico, e as modificaes

    psicolgicas, so considerados como pores de um todo que o ser humano.

    Assim, o aumento da delinquncia juvenil, como as rebelies, a falta de

    respeito aos adultos tem preocupado o governo, bem como a sociedade e at a

    Midia, deixando, em certo sentido, sem resposta para esse fenmeno que

    aflige a sociedade. Dados apontam que grande parte dos infratores possuem

    algum tipo de problema familiar. No grupo de no-infratores apenas uma

    pequena percentagem apresentam o mesmo distrbio. H, principalmente,

    uma grande quantidade de problemas nessa organizao familiar que, est na

    sobrecarga de atividades para o chefe do ncleo familiar e a atribuio precoce

    de responsabilidades para o adolescente. (Portal da Educao2).

    2 Blog brasileiro com mltiplos contedos e debates, em prol das formas de preveno da delinquncia

    juvenil.

  • 4

    Muitos dos pais desses infratores tem um grande distanciamento da vida

    quotidiana de seus filhos, se mantivermos o conceito de que a educao que

    a transmisso de conhecimentos e valores da gerao adulta a gerao nova,

    muitos desses pais, no teriam dificuldades em responder quem eram os

    amigos de seus filhos, quais eram os lugares de lazer que eles mas

    frequentavam, quais os sonhos e expectativas que eles almejam ser no futuro.

    Esses pais, se envolvem pouco com a vida dos filhos e tm uma organizao

    pouco rigorosa, no sabem a hora que eles chegavam em casa, nem sugeriam

    um limite aos mesmos.

    Outro fator de risco para a insero desses jovens na criminalidade o

    desafastamento escolar.

    Como o consumo de drogas esta diretamente ligado revolta da sociedade,

    ao fazer o uso dela, voc esta obtendo prazer e esquece-se dos dilemas, de

    uma forma superficial, viajando num mundo de fantasia e que pode fazer o que

    tiver vontade, ou ainda ao querer viver uma vida diferente de um cidado

    comum; existem drogas que estimulam, e fazem sentir forte, sob o efeito delas,

    voc deixa de se apresentar como realmente .

    A compreenso dos problemas relacionado ao consumo de lcool e outras

    drogas entre adolescentes deve-se estender para alm da prevalncia do uso,

    e considerar tambm os diversos fatores que influenciam o comportamento de

    beber. Conhecer os motivos que levam os adolescentes a abusar do lcool e

    de outras drogas, particularmente importante para a implementao de

    polticas pblicas de preveno e combate ao consumo destas, infelizmente, de

    quando em vez, vimos os comerciantes a venderem bebidas alcoolicas aos

    menores de idades, e no se esquecendo das publicidades enganosas por

    parte da midia.

    O problema muito srio e nada valem as restries, se no houver uma luta

    titnica contra as drogas, por parte da nossa ordem pblica, partindo de uma

    repreenso muito forte aos traficantes.

  • 5

    1.2 PAPEL DA FAMLIA E DA ESCOLA NO COMBATE A DELINQUNCIA

    A qualidade das relaes precoces e o processo de vinculao na relao

Recommended

View more >