Deficiência física - Capacitação 2011

Download Deficiência física - Capacitação 2011

Post on 06-Jun-2015

9.647 views

Category:

Education

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Instituto Municipal Helena AntipoffIHA/SME Rio de Janeiro</li></ul><p> 2. 3. Chegando escola... </p> <ul><li>Conceitos afins / Sinnimos</li></ul><ul><li>Conceitos interligados </li></ul><ul><li>Ambientes acessveis </li></ul><ul><li>Desenho Universal</li></ul><ul><li>Acessibilidade espacial </li></ul><p> 4. Acessibilidade (smbolo) 5. Desenho Universal 6. MANUAL DE ACESSIBILIDADE ESPACIAL PARA ESCOLAS: O direito escola acessvel! </p> <ul><li>Capa da publicao,de agosto de 2009, Manual de Acessibilidade Espacial </li></ul><p> 7. 8. 9. 10. Nas tarefas escolares </p> <ul><li>Primeiras aes: O que fazer em algumas situaes iniciais? </li></ul><p> 11. Chegando sala de aula... </p> <ul><li> preciso observar alguns aspectos no contato com o aluno em sala de aula. Fique atento a: </li></ul><ul><li> Como o aluno interage na sala de aula : sefalade forma clara ou com dificuldade, se no consegue falar e opta por comunicar-se apontando ou dirigindo o olhar para o que deseja. </li></ul><ul><li>Como o aluno escreve ou desenha : se com lpis comum ou se apresenta dificuldade em utilizar materiais convencionais da sala de aula. O tamanho de letra e o espaamento entre palavras e frases. </li></ul><p> 12. </p> <ul><li>A folha que o aluno usa para fazer as atividades cai no cho ou no para no lugar? Est difcil segurar no</li></ul><ul><li>lpis para escrever? </li></ul><ul><li> Prender a folha com fita adesiva nos cantos para fix-la a mesa; </li></ul><ul><li>Usar uma prancheta;</li></ul><ul><li>Usar aranha-mola; </li></ul><ul><li>D-lhe a opo de responder oralmente; </li></ul><ul><li>Optar por um escriba (colega de turma ou professor). </li></ul><p>Uso de lpis com aranha mola Uso de prancheta 13. </p> <ul><li>Optar por folha de atividade com fonte de tamanho maior e impressa em A3; </li></ul><ul><li>Ampliar o espaamento entre frases e palavras nos exerccios; </li></ul><ul><li>Verificar a possibilidade de usar caneta grossa Pilot </li></ul><ul><li>Fracionar os exerccios em mais de uma folha; </li></ul><p>Uso de caneta hidrocor grossa Pilot 14. Outro aspecto a considerar:a adequao do mobilirio escolar e da postura </p> <ul><li>Se a cadeira de rodas se encaixa na carteira escolar; </li></ul><ul><li>Se o mobilirio desproporcional; </li></ul><ul><li>Se o aluno escorregade sua cadeira ou no consegue manter os ps apoiados.</li></ul><p>Mobilirio escolar com almofada de assento e encosto anatmico com apoio de ps Mesa em U (madeira ou papelo) 15. 16. Tecnologia Assistiva </p> <ul><li>Conceitos afins / Sinnimos</li></ul><ul><li>Conceitos interligados</li></ul><ul><li>Tecnologia assistiva </li></ul><ul><li>Ajudas tcnicas </li></ul><ul><li>Tecnologia de apoio </li></ul><ul><li>Recursos Adaptados </li></ul><p> 17. Tecnologia assistiva -conceito brasileiro www.mj.gov.br/sedh/ct/corde/dpdh/corde/principal.asp </p> <ul><li> Coordenadoria Nacional para Integrao da Pessoa Portadora de Deficincia CORDE o rgo de Assessoria da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidncia da Repblica </li></ul><ul><li>Possui Comit de Ajudas Tcnicas CAT </li></ul><ul><li>O conceito apresentado pela Comisso: Tecnologia Assistiva uma rea do conhecimento, de caracterstica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratgias, prticas e servios que objetivam promover a funcionalidade, relacionada atividade e participao, de pessoas com deficincia, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independncia, qualidade de vida e incluso social. (CORDE Comit de Ajudas Tcnicas ATA VII, 2007) </li></ul><p> 18. INTRODUO TECNOLOGIA ASSISTIVA Rita Bersch </p> <ul><li> Tecnologia Assistiva TA um termo ainda novo, utilizado para identificar todo o arsenal de recursos e servios que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficincia e conseqentementepromover vida independente e incluso (BERSCH, 2008), </li></ul><ul><li> Para as pessoas sem deficincia, a tecnologia torna as coisas mais fceis.Para as pessoas com deficincia, a tecnologia torna as coisas possveis (RADABAUGH, 1993). </li></ul><p> 19. </p> <ul><li>Dialogando... </li></ul><ul><li>Inicialmente, o termo TAfocaliza as ajudas por meio de tcnicas/tecnologia que visam superarlimitaeslocalizadas numcorpo deficiente. </li></ul><ul><li>Atualmente, o termo TA sinalizaextrapolar o entendimento de produto para superar limitaesdo corpo e agrega outras atribuies como: estratgias, servios e prticas que favorecem o desenvolvimento dehabilidadesde pessoas com d Eficincia ; barreiras e/ou oportunidades se referem asinteraes entre biolgico e social , corpo e ambiente. </li></ul><p>INTRODUO TECNOLOGIA ASSISTIVA 20. Categorias de tecnologia assistivaRita Berschhttp://www.assistiva.com.br/ 21. Categorias de tecnologia assistivaRita Berschhttp://www.assistiva.com.br/ 22. Nas tarefas escolares </p> <ul><li>Aprofundando aes: a criao de materiaise de estratgias de auxlio so possveis? </li></ul><p> 23. </p> <ul><li>O aluno no possui preciso do movimento de pina?</li></ul><ul><li>Substituir objetos pequenospor maiores eaproximar objetosao alcance do aluno; </li></ul><ul><li>Usarobjetos, figuras, letrase nmeroscom impara que o aluno arraste sobre placa imantada; </li></ul><ul><li>Prenderobjetos, figuras, letrase nmeroscom velcroem uma placa com tiras (de velcro) como se fossem linhas para prend-los. </li></ul><ul><li>Usarluvas ou dedalcom velcro ou im.</li></ul><p>Peas imantadas em plano inclinado 24. Como ajudar o aluno que no consegue segurar o lpis, escreve com dificuldade, possui movimentos incoordenados ou copia mais lentamente que os outros amigos?</p> <ul><li>CARBONO(para um amigo copiar a matria) </li></ul><ul><li>GRAVADOR(para gravar o necessrio na aula) </li></ul><ul><li>MQUINA ELTRICA OU COMPUTADOR(para agilizar a escrita no-convencional a lpis) </li></ul><ul><li>CADERNO DE PAUTA AMPLIADA(para escrita mais confortvel se o aluno necessita fazer uma letra maior que o possvel na pauta convecional) </li></ul><ul><li>LPIS ENGROSSADOCOM ESPUMA OU FITA GOMADA/ADESIVA </li></ul><p> 25. </p> <ul><li>LETRAS/PALAVRAS MVEISDE MADEIRA, EMBORRACHADAS OU DE PAPEL, COLADAS EM CAIXAS (para facilitar o manuseio e acelerar as respostas e a produo de textos) </li></ul><p> 26. </p> <ul><li>Ser necessria a avaliao e discusso comterapeuta ocupacional, fisioterapeuta, para experimentao de algumas possibilidades </li></ul><ul><li>Aranha-molaEngrossadorde espumartesesAdaptadores</li></ul><p>No consegue segurar o lpis e outros objetos(ou segura com dificuldade): 27. Brinquedo adaptado(uso de acionador) 28. </p> <ul><li>P ara as crianas e jovens que no apresentam habilidades motoras para a escrita sero necessrios outros recursos para facilitar seu processo escolar. </li></ul><p>Letras emborrachadas em fotoda pesquisadoraMiryam PelosiNo segura o lpis 29. </p> <ul><li>Letras/ palavras e frases confeccionadas em papelo </li></ul><ul><li>Livro didticorespostas das perguntas recortadas e coladas nas lacunas </li></ul><ul><li>Atividades de mltipla escolha </li></ul><ul><li>Mquina eltrica / computador / uso colmia acrlico / teclados alternativos </li></ul><p> 30. Ele no usa tesoura? </p> <ul><li>Agrupar o aluno com um colega para realizarem o exerccio coletivamente; </li></ul><ul><li>Verificar se ele tem possibilidade de rasgar e auxili-lo nessa tarefa; </li></ul><ul><li>Verificar se ele pode usar uma tesoura adaptada </li></ul><p> 31. Portal de ajudas tcnicasMinistrio da Educao (MEC) </p> <ul><li>Ao entrar no site MEC, clicar em Educao Especial, a seguir clicaremCatlogo de Publicaes , ter disponvel para Download uma srie de materiais. </li></ul><ul><li>O Portal de Ajudas Tcnicas apresenta recursos educao de alunos com deficincia: </li></ul><ul><li>Recursos Pedaggicos Adaptados I e II,da Comunicao Alternativa eRecursos de Acessibilidade ao Computador </li></ul><p> 32. Portal de ajudas tcnicas MEC http://portal.mec.gov.br/seesp/index.php?option=content&amp;task=view&amp;id=64&amp;Itemid=193 </p> <ul><li>Processo de desenvolvimento das ajudas tcnicas </li></ul><ul><li>Orientao para os profissionais da educao (por meio de outros profissionais como o AEE, o Terapeuta Ocupacional) </li></ul><ul><li>Objetivoencontrar solues de objetosque auxiliem o aprendizado de pessoas com necessidades especiais. </li></ul><ul><li>Cada necessidade nicae, portanto, cada caso deve ser estudado com muita ateno </li></ul><p> 33. Portal de ajudas tcnicas MEC 34. 35. </p> <ul><li>Alguns captulos da publicao a seguir tambm favorecem a discusso sobre ajudas tcnicas/ tecnologia assistiva , teorias e mtodos explorando o assunto deacordo com a deficincia a ser estudada </li></ul><ul><li>Atendimento Educacional Especializado(Pessoa com surdez, DF, DV)</li></ul><p>Portal de ajudas tcnicas MEC 36. O que fazer se o aluno d indcios de cansao ou demora com a quantidade de atividades apresentadas? </p> <ul><li>Priorizarasatividades de maior relevnciaoudiminuir a quantidade de exercciosem cada atividade; </li></ul><ul><li>Agrup-locom um colega para realizarem o exerccio coletivamente; </li></ul><ul><li>Separar as atividades em dias diferentes , oferecendo umtempo maior para complet-las . </li></ul><ul><li>Pedirajuda da famliapara terminar alguns exerccios no realizados em aula; </li></ul><ul><li>Fazerfotocpia dos exercciospara o aluno. </li></ul><p> 37. Para crianas e jovens que no apresentam a escrita da maneira ou ritmo esperado, recursos simples podem ser adotados para facilitar seu processo escolar: </p> <ul><li>Palavras e frases confeccionadas em papelo ou cartolinaformando um vocabulrio bsico dos assuntos abordados em salapara auxiliar a construo de textos ; </li></ul><ul><li>Livro didticocomopes de respostas recortadaspara serem selecionadas pelo aluno,e coladasnas lacunas; </li></ul><ul><li>Atividades de mltipla escolhaemsubstituioa atividades discursivas; </li></ul><ul><li>Destacar com marca texto as partes mais significativas do texto ou pargrafos essenciaispara serem copiados ou estudados. </li></ul><p> 38. 39. </p> <ul><li>A comunicao consideradaalternativaquando o indivduono apresentaoutra forma de comunicaoe, consideradaampliadaquando o indivduopossui alguma comunicao , mas esta no suficientepara suas trocas sociais.</li></ul><p>CAA 40. </p> <ul><li>Em sala de aula os professores se utilizam de CAA quando incluem na rotina da turma objetos reais, fotos ou figuras e smbolos que representam atividades do dia a dia, calendrio, janela do tempo dentre outros materiais expostos num mural ou varal de fcil acesso que permite a criana apontar ou mostrar o que deseja mesmo sem o uso da fala. </li></ul><p>Cartes de atividades (com uso de objetos reais) para o varal coletivo 41. Passos Bsicos de CAAFichrio com pranchas individuais(uso de smbolos grficos) 42. </p> <ul><li>Primeiro passo:Buscar/Investigar o sim e o no da criana ou jovem (se por meio de sorriso, do piscar, do enrijecimento do corpo, movimento pequeno da cabea, sinalizao com o p).</li></ul><ul><li>Segundo passo : Combinar/Convencionar o sistema de comunicao mais adequado e que possibilite o maior nmero de interaes com pessoas e em diferentes espaos, podendo a criana ou jovem se fazer entendido. </li></ul><p> 43. Quais os materiais e recursos utilizados na confeco de pranchas de CAA? </p> <ul><li>Opes emObjetos reaisMiniaturasObjetos parciais </li></ul><ul><li>Sequncia deFotografias Recortes defotos de revistasEmbalagens de produtos </li></ul><ul><li>Sequncia deSignosPictogramasSmbolos </li></ul><p> 44. </p> <ul><li>Objetos reais Miniaturas - Objetos parciais </li></ul><p>Criao de pranchas de Comunicao 45. Quais os tipos de pranchas de CAA?</p> <ul><li>Pranchas de rotina </li></ul><ul><li>Pranchas de horrio </li></ul><ul><li>Pranchas de escolha, de opo de atividades </li></ul><ul><li>Prancha de montagem de histrias </li></ul><ul><li>Prancha alfabtica </li></ul><p> 46. Na confeco de pranchas de... 47. </p> <ul><li>Possibilita ao no falante fazer escolhas e manifestar-se. </li></ul><ul><li>Seqncia de signos de atividades minimizam a ansiedade do aluno. </li></ul><ul><li>So exemplos de recursos de baixa tecnologia: </li></ul><ul><li>Fotografias/recortes de revistas ou</li></ul><ul><li>embalagem de produtos </li></ul><p>Para alunos no alfabetizados...Em processo de letramento. 48. 49. </p> <ul><li>Recursos: </li></ul><ul><li>Smbolos grficos H uma srie de smbolos grficos que foram desenvolvidos para facilitar a comunicao de pessoas com necessidades educacionais especiais. </li></ul><ul><li>Recortes de revistas ou embalagem de produtos </li></ul><p>Como saber se compreendeu a histria que foi lida para a turma?Prancha de atividades especiais(passeios, aniversrios, festas) 50. </p> <ul><li>O Picture Communication Symbols (PCS) com seus 3000 smbolos possui grande variedade de vocabulrio e encontrado em forma de fichrio e como programa de computador. Seus smbolos so encontrados em preto e branco ou coloridos e podem ser reproduzidos para a criao de pranchas de comunicao. Suas figuras so bastante icnicas e facilmente reconhecidas por crianas. </li></ul><ul><li>O programa em forma de computador oBoardmaker que foi recentemente traduzido para o portugus e encontra-se j na plataformaWindows. </li></ul><p>Prancha de atividades escolares 51. Prancha de montagem de histrias 52. Prancha de montagem de histrias 53. </p> <ul><li>Os smbolos a serem colocados nas pranchas de comunicao podem serescolhidospela criana ou jovem(pegando, olhando).</li></ul><ul><li>Afamlia muito importantecom os seusrelatos de gostos e vivncias. </li></ul><ul><li>Partir de textos escritospela me/familiar da criana ou jovem,lendo em voz altapara o mesmo e identificando os gostos, concordncias e discordncias por meio de risos, sons e expresses faciais, o apontar... marcando, assim olxico significativo . </li></ul><p>Como selecionar smbolos para a prancha de comunicao? 54. Perguntas (que geram pistas) de como o aluno indicar os smbolos: </p> <ul><li>O aluno tem condies de indicar o signo com autonomia (dedo, mo, p, cotovelo)? Precisa de prancha inclinada? Precisa de uma ponteira (no queixo, na cabea)? </li></ul><ul><li>O aluno precisa de interlocutor que aponte os itens em seqncia, e quando o aluno indicar sim de alguma maneira j combinada ou conhecida (sorriso, vocalizao, movimento corporal, piscadela) ele mostra o que entendeu e recomea a varredura, o escaneamento? </li></ul><ul><li>A tcnica de varredura exige que o indivduo tenha uma resposta voluntria e que se busque a consistncia e o acordo sobre a sinalizao. Como sinaliza as respostas? Pisca os olhos, balana a cabea, sorri ou emiti um som para mostrar a resposta? </li></ul><p> 55. 56. </p> <ul><li>As tcnicas de seleo so: seleo direta atravs doapontar ou olhar ou a varredura. </li></ul><ul><li>Ofereaopes, como piscar os olhos, sorrir, apontar ou outro movimentoou sinal que o aluno costuma dar. </li></ul><ul><li>Combine como o aluno ir responder. A investigao do sim e do no se d a partir das pistas que o aluno oferece e que sero confirmadas pelo mesmo (Exemplo: Sendo no, vire o rosto; sendo sim, pisque devagar olhando para a figura/ para a resposta). </li></ul><p>Como o aluno indicar os smbolos? 57. 58. </p> <ul><li>Comunicadores com voz gravada </li></ul><ul><li>Comunicadores com voz sintetizada </li></ul><ul><li>Computadores Com o avano da tecnologia tm surgido novos sistemas de CAA para os alunos com necessidades especiais.</li></ul><ul><li>Crianas que necessitam de programas especiais</li></ul><ul><li>SoftwareComunique </li></ul><ul><li>http://www.comunicacaoalternativa.com.br</li></ul><p>Os sistemas de alta tecnologia incluem os comunicadores e os computadores. 59. </p> <ul><li>rteses colocadas nas mos ou dedosque facilitam o teclar.</li></ul><ul><li>pulseira de pesopara diminuir a incoordenao e outras de faixas para restringir o movimento dos braos.A indicao desses recursos deve ser feita por um terapeuta ocupacional . </li></ul><ul><li>Crianas que necessitam de adaptao do prprio computador: </li></ul><ul><li>Existem vrias adaptaes: </li></ul><ul><li>colmia de acrlico </li></ul><ul><li>teclados alternativos </li></ul><ul><li>mouseadaptado </li></ul><ul><li>tela sensvel ao toque </li></ul><p>Formas de acesso ao computador Crianas que necessitam deadaptaes em seu prprio corpo: 60. </p> <ul><li>Prancha alfabtica </li></ul><ul><li>Teclados adaptados </li></ul><p>Para aqueles que usam a escrita com fluncia 61. Acessibilidade Computador |TECNOLOGIA ASSISTIVA A Tecnologia Assistiva em Ambiente Computacional e Telemtico na Educao de Alunos com Necessidades Especiais Luciana Lopes Damasceno/ Tefilo Alves Galvo Filhohttp://www.infoesp.net/recursos/recurso1.htm</p> <ul><li>Alguns dos recursos mais teis e mais facilmente disponveis , porm muitas vezes ainda desconhecidos, so as " Opes de Acessibilidade " do Windows (Iniciar - Configuraes - Painel de Controle - Opes de Acessibilidade).</li></ul><p> 62. </p> <ul><li>Por exemplo, um aluno que, por dificuldades de coordenao motora,no consegue utilizar o mouse, mas pode digitar no teclado (o que ocorre com muita freqncia) , tem a soluo de configurar o computador, atravs das Opes de Acessibilidade, para quea parte numrica direita do t...</li></ul>

Recommended

View more >