de mentoria e promo§£o do ... como citar este artigo nmero completo mais...

Download de mentoria e promo§£o do ... Como citar este artigo Nmero completo Mais informa§µes do artigo

Post on 25-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Disponvel em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=37431490009

    Red de Revistas Cientficas de Amrica Latina, el Caribe, Espaa y Portugal

    Sistema de Informacin Cientfica

    Silva, Eliana; Freire, Teresa

    Programas de mentoria e promoo do desenvolvimento positivo de adolescentes

    Revista Portuguesa de Educao, vol. 27, nm. 1, junio-, 2014, pp. 157-176

    Universidade do Minho

    Braga, Portugal

    Como citar este artigo Nmero completo Mais informaes do artigo Site da revista

    Revista Portuguesa de Educao,

    ISSN (Verso impressa): 0871-9187

    rpe@ie.uminho.pt

    Universidade do Minho

    Portugal

    www.redalyc.orgProjeto acadmico no lucrativo, desenvolvido pela iniciativa Acesso Aberto

    http://www.redalyc.orghttp://www.redalyc.org/comocitar.oa?id=37431490009http://www.redalyc.org/fasciculo.oa?id=374&numero=31490http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=37431490009http://www.redalyc.org/revista.oa?id=374http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=37431490009http://www.redalyc.org/revista.oa?id=374http://www.redalyc.org/revista.oa?id=374http://www.redalyc.orghttp://www.redalyc.org/revista.oa?id=374

  • Revista Portuguesa de Educao, 2014, 27(1), pp. 157-176 2014, CIEd - Universidade do Minho

    Programas de mentoria e promoo dodesenvolvimento positivo de adolescentes

    Eliana Silvai & Teresa FreireiiUniversidade do Minho, Portugal

    ResumoO conceito de mentoria tem sido aplicado de forma crescente naimplementao de programas para o desenvolvimento de adolescentes emdiversos contextos. De entre estes, destacam-se os contextos escolar ecomunitrio pela relevncia na trajetria de vida. Da crescente popularidadedestes programas tem surgido a necessidade de integrao de teoria einvestigao, para que cumpra os seus objetivos de cultivar e suportarrelaes de cuidado entre jovens e adultos no parentais. Neste artigo serapresentada uma nova abordagem do desenvolvimento de adolescentes, aperspetiva do desenvolvimento positivo, e a sua justificao como orientaoterica no desenvolvimento dos programas de mentoria. Esta perspetiva, poroposio ao tradicional foco na resoluo de trajetrias no adaptativas,conceptualiza os jovens como dotados de potencialidades e recursos adesenvolver. Neste sentido, apresentada evidncia que fundamenta como arelao de adolescentes com adultos cuidadores e pares responsveis, osmentores, pode contribuir para o desenvolvimento positivo.

    Palavras-chaveMentoria; Adolescentes; Desenvolvimento positivo

    1. IntroduoO termo mentoria, conceptualizado como a partilha de conhecimento e

    aprendizagem intergeracional, apresenta uma longa histria datando de 800

  • a.c.. Foi primeiramente referenciado na mitologia grega da Odisseia, em queo mentor representava um amigo de confiana do rei de taca. Esta imagemde um indivduo mais velho que proporciona suporte e orientao, o mentor,permaneceu ento at atualidade (DuBois & Karcher, 2005).

    A aplicao do referido termo tem sido realizada segundo um carterinformal, atravs da relao estabelecida com adultos que naturalmentedesempenham o papel de mentor em diversos contextos e atividades (e.g.,nas escolas, no desporto) (DuBois & Silverthorn, 2005a). Decorrente daverificao dos benefcios proporcionados por estas relaes, o conceito temvindo a ser aplicado na realizao de programas formais. A literaturaapresenta trs tipos de programas mentoria com adolescentes, acadmicae em contexto de trabalho em resposta a diferentes necessidadesdesenvolvimentais dos indivduos ao longo da vida (Eby, Allen, Evans, Ng, &DuBois, 2008). A mentoria com adolescentes apresenta como objetivo apromoo do seu desenvolvimento bem sucedido (Rhodes, 2002). A mentoriaacadmica consiste na orientao proporcionada por adultos ou pares maisexperientes a nvel acadmico (e.g., melhoria das classificaes) e noacadmico (e.g., suporte emocional) (Jacobi, 1991). Por sua vez, a mentoriaprofissional ocorre em contexto de trabalho com o propsito de crescimentopessoal e profissional (Kram, 1985).

    Especificamente, a realizao de programas com adolescentes temverificado uma crescente aplicao nas ltimas duas dcadas, constituindouma das intervenes sociais mais importantes (Herrera, Grossman, Kauh, &McMaken, 2011). Por exemplo, nos Estados Unidos da Amrica, mais de 5000programas de mentoria so frequentados por cerca de trs milhes de jovens,com 2.5 milhes de mentores (DuBois, Portillo, Rhodes, Silverthorn, &Valentine, 2011). Programas e iniciativas semelhantes esto a surgir em todoo mundo (DuBois & Karcher, 2005), conferindo uma dimenso global aosreconhecidos benefcios associados aos processos de mentoria.

    Na base da crescente expanso desta interveno com adolescentesest o reconhecimento de que relaes positivas com adultos no parentaisconstituem um fator promotor de resilincia e de desenvolvimento normativoe saudvel (Bowers et al., 2012; Rhodes, 2002). Em geral, os adolescentesso recetivos presena de adultos no parentais dada a sua necessidadede independncia e autonomizao face sua ligao aos pais, mas num

    158 Eliana Silva & Teresa Freire

  • momento em que ainda valorizam os conselhos dos indivduos maisexperientes (Grossman & Bulle, 2006). Contudo, e no atual contexto socio-histrico, diversas mudanas nas sociedades e respetivas famlias tmreduzido significativamente o acesso dos jovens a estes adultos cuidadores(Simes & Alarco, 2011). Por estes motivos, tem-se verificado um interesseprogressivo na implementao e procura dos programas de mentoria,acompanhado por um aumento da investigao cientfica dedicada aosprocessos e resultados que suportam a sua eficcia.

    Neste trabalho pretende-se clarificar o conceito de mentoria, bemcomo o seu papel na promoo do desenvolvimento de adolescentes, deacordo com novas abordagens da literatura psicolgica, nomeadamente aperspetiva do desenvolvimento positivo. Aps a definio do conceito dementoria e o enquadramento das suas principais caractersticas, pretende-seapresentar esta nova abordagem do desenvolvimento e a sua fundamentaocomo orientao para o desenho e implementao destes programas. Serainda reunido um conjunto de evidncia terica e emprica acerca da eficciada mentoria em dois dos principais contextos estruturantes do percurso devida de adolescentes, como so a escola e a comunidade. Procura-se refletirsobre quais as condies de implementao que maximizam a sua eficcia aonvel do desenvolvimento de jovens saudveis e felizes, quer no momentoatual, quer no futuro, de adultos que possam contribuir ativamente para a suasociedade.

    2. Conceito de mentoriaApesar da crescente investigao nesta rea, vrias definies de

    mentoria so ainda apresentadas na literatura cientfica. Por exemplo, Jacobi(1991), numa reviso da literatura, listou quinze diferentes definies. Aprincipal razo apontada para a inexistncia de uma definio universal temsido associada ao facto de a mentoria constituir uma relao social, i.e.,ocorre sempre num contexto e entre indivduos especficos com diferentescaractersticas individuais, geralmente sobre a forma de programa (programasde mentoria). Assim, a imposio de definies especficas para todas asinvestigaes no poderia reconhecer adequadamente as complexidadesinerentes sua aplicao real (Allen & Eby, 2007).

    159Mentoria e desenvolvimento positivo

  • O debate relativo definio destes programas de mentoria cria umdesafio tentativa de clarificar o seu impacto e as diferentes prticas quecontribuem para atingir os objetivos estabelecidos e subjacentes ao conceito.Contudo, ao longo das ltimas trs dcadas, o conceito de mentoria tem sidomais desenvolvido, permitindo a emergncia de uma maior clarificao aonvel da sua definio e, igualmente, a aceitao da sua diversidadedependendo dos objetivos e aplicaes da interveno (Passmore, Peterson,& Freire, 2013). Concretamente, em relao a programas com adolescentes,existe consenso de que se trata de um tipo de interveno cujo objetivo promover resultados desenvolvimentais positivos em diferentes reas dofuncionamento (e.g., emocional, comportamental, acadmico) atravs de umarelao duradoira de suporte e cuidado entre indivduos jovens (mentorandos)e adultos no parentais (mentores) (DuBois et al., 2011; DuBois, Holloway,Valentine, & Cooper, 2002).

    De acordo com a estrutura tradicional dos programas comadolescentes, o mentor um voluntrio adulto da comunidade em interaoregular apenas com um jovem durante um perodo mnimo de um ano. Nosltimos anos, tem-se verificado uma maior complexidade, nomeadamente asua realizao com grupos especficos (e.g., estudantes em risco de baixodesempenho acadmico/abandono escolar), com alvo em determinadosresultados (e.g., realizao acadmica, preveno de comportamentos derisco), em diferentes contextos (e.g., escolas, hospitais), e/ou utilizandoformatos e modelos alternativos (e.g., programas em grupo, por pares, onlinee mentoria intergeracional) (DuBois et al., 2011).

    Dada a diversidade e complexidade crescentes na aplicao doconceito de mentoria com adolescentes em crescimento, torna-sefundamental que a implementao dos programas seja orientada pela teoriae investigao acerca do desenvolvimento na adolescncia de forma amelhorar os processos e resultados desta interveno.

    3. Mentoria e promoo do desenvolvimento deadolescentes

    3.1. O desenvolvimento positivo de adolescentesAt ao incio da dcada de 80/90, a conceptualizao predominante na

    literatura acerca do estudo cientfico da adolescncia fundamentava-se em

    160 Eliana Silva & Teresa Freire

  • perspetivas tericas caracterizadas por uma ideia de "dfice". Este perodo dociclo de vida era ento descrito como um perodo inevitvel de "tumulto estress" (Hall, 1904), com a consequente emergncia de perturbaes dodesenvolvimento (Freud, 1969). Esta perspetiva conceptualizava osadolescentes como "problemas a serem resolvidos" (

View more >