cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02-140104002751-phpapp02

Download Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02-140104002751-phpapp02

Post on 06-Jun-2015

292 views

Category:

Spiritual

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Pag. 1 - Curso bsico de Evangelismo Pessoal Curso Bsico de Evangelismo Parte 01 1. Definio de evangelismo Evangelismo Pessoal a obra de falar de Cristo aos perdidos individualmente: lev- los a Cristo, o Salvador (Jo 1.41,42; At 8.30). 2. A importncia do evangelismo A importncia v-se no fato de que a evangelizao dos pecadores foi o ltimo assunto de Jesus aos seus discpulos antes de ascender ao cu. Nessa ocasio, Ele ordenou Igreja o encargo da evangelizao do mundo (Mc 16.15,19; At 1.8,9). 3. O alvo do evangelismo O alvo trplice: salvar os perdidos, restaurar os desviados e edificar os crentes. Voc j experimentou a alegria que h em ganhar uma alma para Jesus? Ganhar almas foi a suprema tarefa do Senhor Jesus aqui na terra (Lc 19.10; 1 Tm. 1.15). Paulo, o grande homem de Deus, do Novo Testamento, tinha o mesmo alvo e viso (I Co 9.20). Uma grande parte dos crentes pensa que a obra de ganhar almas para Jesus afeta exclusivamente aos pregadores, pastores e obreiros em geral. Contentam-se em, comodamente sentados, ouvir os sermes, culto aps culto, enquanto os campos esto brancos para a ceifa, como disse o Senhor da seara em Joo 4.35. 4. A diferena entre evangelismo pessoal e evangelismo de Massa Pessoal Massa direto, pessoal, tratamos individualmente com algum. impessoal, alcanamos uma multido. Podemos ouvir a pessoa e compreender melhor a sua necessidade. Como alcanamos uma multido, mais difcil tratar cada pessoa de acordo com sua necessidade especfica. Pode exigir de ns mais variedade na comunicao, pois cada pessoa vive circunstncias diferentes. No evangelismo de massa todas as pessoas so alcanamos com uma mensagem. Temos que ir ao encontro de cada pessoa, em sua casa, no local do seu trabalho, as vezes, as encontramos pessoas ocasionalmente na rua, etc... As pessoas vem ao encontro do evangelista em local e hora marcada. Ex. Cruzada. Ex: Jesus e a samaritana, quebrando as barreiras do preconceito racial; Filipe e Eunuco, sinnimo de obreiro preparado para explicar a palavra de DEUS aos necessitados. Ex: Jesus e o sermo do monte, com as normas da nova religio; Paulo no Arepago, ensinando que filosofia no traz paz alma e que s devemos adorar a um DEUS. Tanto o evangelismo pessoal como o de Massa tem prs e contras. Convm lembrar que estes mtodos tm sido amplamente utilizados.

2. Pag. 2 - Curso bsico de Evangelismo Pessoal fato reconhecido que muito mais fcil falar a Palavra de Deus a uma multido do que a uma s pessoa. Quem fala a um auditrio no interrompido para perguntas, apartes, argumentao, etc; j quem fala a uma s pessoa poder vir a enfrentar tudo isso. H pecadores que aceitam a mensagem da salvao sem objees e sem argumentao, mas outros apresentam escusas tais, que, se o crente no conhecer devidamente as Escrituras, ficar em situao vexatria. 5. Qual a principal mensagem a ser levada no evangelismo pessoal No evangelismo pessoal, a doutrina principal a de salvao da alma. preciso que o crente conhea bem os textos, para apresent-los medida que a necessidade for exigindo. No um texto qualquer que vamos citar, mas aquele apropriado pura o momento, pois a Bblia tem uma mensagem adequada para cada caso, cada corao, cada circunstncia. O que preciso conhecer a Bblia e depender do Esprito Santo. Assim sendo, Deus abre a porta, guia e d a mensagem adequada e ungida pelo seu Esprito. oportuno lembrar aqui que o Esprito Santo e a Palavra de Deus jamais se contradizem. Quem se julga espiritual deve conhecer e amar a Bblia, e quem seguir a Bblia, deve andar segundo o Esprito. 6. Exemplos de algumas estratgias de evangelismo Oferecemos aos irmos alguns exemplos de estratgias evangelsticas, que podem ser desenvolvidas por cada crente. 1- Nos lares, At. 5.42 2- Nos hospitais, Mt 25.43 3- Nas prises, Mt 25.43 4- Nas filas de nibus 5- No plpito 6- Nos bares 7- Nos restaurantes 8- Nos consultrios 9- Nos colgios e universidades, At 19.9 10- Nos conjuntos residenciais Folhetos... 11- Nas filas do INANPS e similares 12- Nos cemitrios- Dia de finados 13- Nas feiras livres 14- Nas Exposies 15- Nas Estdios e Similares Folhetos especficos 16- Ao ar livre, At 16.13 17- Atravs do Telefone 18- Atravs de postais 19- Atravs de jantares 20- Atravs de um testemunho santo 21- Atravs do Rdio, Sl 19.1,3; Jr. 22.29; Sl 26.7 22- Atravs da Televiso, Mt 10.27 23- Atravs das caixas postais 24- Atravs de cruzadas Evangelsticas, At 8.5,6 25- Com Folhetos (orao) 26- Com jornais, Is 52.7; Am 4.5; Sl. 26.7; 68.11; Mc 1.45; 7.36; 13.10 27- Com cartes de orao 28- Com bblias e Novos Testamentos 29- Com Cds 30- Com Fitas K-7 31- Com adesivos 32- Atravs da escola (Um aluno ganhando outros alunos) 33- Na beira de rios, nas praias, At 16.13-15 Continuaremos na prxima semana... 3. Pag. 1 Curso Bsico de Evangelismo - Parte 02 Pretendemos apresentar nesta etapa, dois esboos que podem ser utilizados na evangelizao pessoal. Estes planos de salvao so utilizados classicamente por milhares de cristos. Convem no entanto esclarecer que existiro circunstancias onde teremos que ir alem dos esboos. MODELO 01 - DO PLANO DE SALVAO: A deciso mais importante de toda a nossa vida justamente esta: Entregar verdadeiramente minha vida e meu destino ao SENHOR JESUS CRISTO? Mas, o que significa entregar a vida a Jesus Cristo? H ensinos claros da Palavra de Deus acerca da salvao, e, por isso, queremos convidar voc para conhecer estes ensinos bblicos. Antes faa uma orao, converse com Deus, para que, atravs do Esprito Santo, Ele lhe oriente a compreender estes ensinos! PRIMEIRO ENSINO DA BBLIA: DEUS AMA VOC! Como criador de todas as coisas, Deus perfeito em tudo, sendo totalmente santo e puro. A Bblia Sagrada mostra que esse corao de amor infinito se abre e estende-se at voc. O texto de Joo 3:16 conhecido como o corao de Deus exposto na Bblia Sagrada! Sim, Deus amou tanto o mundo que deu o Seu Filho (Jesus Cristo) para salvar a toda pessoa que confiar exclusivamente nEle! Vamos ler novamente este texto, agora colocando o nosso nome nele! Aqui est a exposio do grande amor de Deus em querer salvar o mundo! Nunca uma verdade bblica vem sozinha. Ela sempre reforada por outro texto. Vamos at 1 Joo 4:10 para conhecer melhor este ensino! Antes de amarmos a Deus, e mesmo antes de nascermos, Deus j nos amava e j tinha enviado Jesus Cristo para nos salvar! Voc cr que Deus ama voc? SEGUNDO ENSINO DA BBLIA: TODA PESSOA PECADORA E NECESSITADA DE DEUS! Se numa pesquisa fosse perguntado o que mais as pessoas precisam, variadas e diferentes respostas seriam dadas. Muitos esto numa verdadeira corrida maluca por dinheiro, sexo, poder e bem-estar. Contudo, toda essa nsia revela o vazio de suas vidas. Um vazio to grande que elas procuram inutilmente preencher de todas as formas possveis. Alguns no sabem do que realmente precisam. Outros sabem, mas fogem desta verdade: O ser humano precisa de perdo. Todos ns necessitamos ser perdoados de nossos pecados diante de Deus. Vamos ler Isaas 59:2. Aqui est a raiz de todos os nossos males: o pecado. O pecado separa o homem de Deus. Deus nos criou para que tivssemos um relacionamento com Ele. Fomos feitos para isso e precisamos de Deus. Todavia, a nossa rebelio em viver sem obedecer a Deus trouxe a condenao de uma vida separada de Deus aqui e na eternidade. Esta a real situao de todos os homens Romanos 3:23. Quem pecou? Todos inclui voc? E do que voc precisa? Quando o homem consegue entender o amor de Deus e reconhece o seu pecado diante de Deus, sinal que Deus est preparando esta pessoa para entender e crer no terceiro ensino da Bblia Sagrada. TERCEIRO ENSINO DA BBLIA: O SALRIO DO PECADO A MORTE! Vamos comear este terceiro ensino com um texto das Escrituras: Romanos 6:23. Salrio um pagamento por algo que foi feito. Somente se paga um salrio a quem o merece, por alguma coisa realizada. Deus, em Seu grande amor para conosco, nos diz de forma real a nossa trgica situao: somos pecadores. Por sermos pecadores, estamos afastados de Deus. E, como o salrio do pecado a morte, estamos condenados morte. A morte o justo pagamento do nosso pecado. Deus age com amor ao revelar ao homem o seu estado e a conseqncia disso. Vamos supor que um homem tivesse um terrvel cncer maligno no crebro e que para ele ser curado precisaria de um tratamento serssimo e persistente. O mdico que descobriu aquele tumor demonstraria amor ao contar a ele seu estado e a gravidade da doena a fim de que tal homem pudesse conscientizar-se e comear o tratamento o quanto antes? Todo ser humano tem um mal pior do que um cncer, que se chama pecado. E a conseqncia do pecado infinitamente pior. Deus amorosamente adverte a toda pessoa desse mal que o levar a morte. Voc pode dizer que Deus ama voc? Voc, como todas as pessoas, um pecador? Voc j pode dizer qual o salrio (a conseqncia) de seu pecado? A morte na Bblia tem trs sentidos: 1 - Morte Fsica: 1 Crnicas 10:13 (o homem envelhece e morre). 4. Pag. 2 2 - Morte Espiritual: Efsios 2:1 (o homem est separado de Deus). 3 - Morte Eterna: Apocalipse 20:14 (o homem ser lanado no Lago de Fogo - separado de Deus para todo o sempre). Porm, Deus providenciou a cura para o pecado do homem, como veremos a seguir. QUARTO ENSINO DA BBLIA: JESUS CRISTO A SOLUO DE DEUS PARA O PECADO DO HOMEM No Terceiro Ensino, vimos em Romanos 6:23, a morte como o salrio do pecado. Vamos reler este texto. Vemos que, no mesmo instante que diagnostica o mal da pessoa, Deus revela a soluo. Dom presente. Algo que se d gratuitamente por amor. Qual o presente que Deus oferece ao pecador? O dom gratuito de Deus a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor! No comeo dissemos que nunca uma verdade de Deus vem sozinha, no foi? Pois, ento, leiamos Romanos 5:8. Como Deus prova o seu amor para com voc? H quase dois mil anos atrs, Cristo foi at o Calvrio para dar a vida dEle como oferta substitutiva pelo nosso pecado. Ele morreu em nosso lugar. Durante a crucificao houve trevas. Jesus bradou: Deus meu, por que me desamparaste? Ali era a sep