curso – musculaÇÃo terapÊ .curso – musculaÇÃo terapÊutica cinesioterapia contra-resistida

Download CURSO – MUSCULAÇÃO TERAPÊ .CURSO – MUSCULAÇÃO TERAPÊUTICA Cinesioterapia Contra-Resistida

Post on 14-Feb-2019

223 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

CURSO MUSCULAO TERAPUTICA

Cinesioterapia Contra- Resistida Empresarial

26 de Maro de 2006

Sede - Curitiba

Professor Flvio Martelozo

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Conceito Sobre Sade

Sade o bem estar fsico, social e mental do indivduo.

(OMS)

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Fatores de Risco

Fatores Fsicos Pessoais;

Fatores Ergonmicos;

Fatores Psicossociais;

Fatores Tcnicos.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Fatores Fsicos Pessoais

O sedentarismo tem sido a principal causa da diminuio da qualidade de vida de uma maneira geral, pois transforma o corpo em um terreno frtil para situaes como:

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Fatores Fsicos Pessoais

Estresse estima-se que 10% de todas as doenas ocupacionais esto relacionadas ao estresse.

Doenas cardiovasculares 54% dos bitos, segundo a ACSM.

Problemas de Coluna 95% dos casos esto relacionados por disfunes musculares (debilidades e retraes), sendo apenas 5% causados por m formao e acidentes (FUNDACENTRO).

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Fatores Fsicos Pessoais

Leses steo-msculo-ligamentares 56% dos casos esto relacionados traumas de repetio ou m postura (FUNDACENTRO).

Mortes por Cncer - 37% (Universidade Stanford/EUA);

Derrames Fatais 50% (Universidade de Stanford/EUA);

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Situaes Biomecnicas Inadequadas (Fatores Ergonmicos)

trabalhar com o corpo fora do eixo vertical natural; sustentar cargas pesadas com os membros

superiores; trabalhar rotineiramente equilibrando o corpo sobre

um dos ps, enquanto o outro aperta um pedal; trabalhar com os braos acima do nvel dos ombros

e/ou abduzidos; manter esforos estticos de pequena intensidade,

porm durante um grande perodo de tempo;

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Situaes Biomecnicas Inadequadas (Fatores Ergonmicos)

trabalhar sentado, porm sem utilizar o apoio para o dorso, sustentando o tronco atravs de esforo esttico dos msculos das costas;

trabalhar sem apoio para os antebraos, e tendo que sustent-los pela ao dos msculos dos braos;

trabalhar em p, parado. pescoo excessivamente estendido;

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Situaes Biomecnicas Inadequadas (Fatores Ergonmicos)

membros superiores suspensos por muito tempo; sustentao esttica; pescoo excessivamente estendido; pescoo excessivamente fletido;

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Situaes Biomecnicas Inadequadas (Fatores Ergonmicos)

braos elevados acima do nvel dos ombros; membros superiores suspensos por muito tempo; sustentao esttica; flexo exagerada do punho; extenso exagerada do punho; desvios laterais da mo.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Torcer o pescoo

Monitor muito baixo

Monitor muito alto

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Fatores Fsicos Pessoais+

Biomecnica Inadequada (Fatores Ergonmicos)= M POSTURA E MOVIMENTAO

INADEQUADA

Postura, segundo Postura, segundo BrunntromBrunntrom, so posies , so posies utilizadas para a realizao de uma atividade utilizadas para a realizao de uma atividade

com o menor gasto energtico.com o menor gasto energtico.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Alguns Exemplos Clnicos de Patologias Relacionadas ao Trabalho

Tenossinovites Tenossinovites dos Extensores dos Dedos Tenossinovite de Dequervain ou Estilor-radial Epicondilites Bursites Tendinite do Supra Espinhoso Tendinite Bicipital Cistos Sinoviais Dedo em Gatilho

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Alguns Exemplos Clnicos de Patologias Relacionadas ao Trabalho

Molstia / Contratura de Dupuytren Compresso de Nervos Perifricos Sndrome / Tnel do Carpo Sndrome / Canal de Guyon Sndrome Cervicobraquial Sndrome do Desfiladeiro Torcico Sndrome da Tenso do Pescoo

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Ginstica Laboral:

1 Registro: Polnia, 1925 Ginstica de Pausa Destinada aos Operrios

Origem: Japo, 1928 (Descontrao/Cultivo Sade); Prtica Consciente no Japo Ps Guerra;

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Ginstica Laboral: Pesquisas Desenvolvidas Inicialmente;

Frana, Blgica e Suia; Melhora no tempo de reao, coordeno e ateno; Facilidade na Realizao do trabalho; Diminuio da Fadiga.

Bulgria e Antiga URSS; Comparativo da produo uma hora antes e uma hora aps

a atividade, sendo constatado que a segunda hora era mais produtiva, o que compensava o tempo de Pausa.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Ginstica Laboral:

Outras Pesquisas: Melhora de 42 a 65% na reao visomotora; Aumento da ateno e concentrao; Aumento de 25 a 37% das capacidades vitais

(cardiovascular e pulmonar);

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Brasil; Experincia Pioneira no RS, 1973 (Empresas

do Vale do Sino); Metalgrin, diminuio de acidentes, diminuio de

uma mdia de 25 ocorrncias para 2 ocorrncias mensais.

Os efeitos foram quase imediatos, em outro setor h mais de 2 anos no ocorrem acidentes.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Ginstica Laboral - Definies

A prtica de exerccios fsicos, realizada coletivamente, durante a jornada de trabalho, prescrito de acordo com a funo exercida pelo trabalhador, tendo como finalidade a preveno de doenas ocupacionais, promovendo o bem- estar individual por intermdio da conscincia corporal (Lima, 2004).

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Ginstica Laboral Definies

A ginstica laboral definida como uma srie de exerccios fsicos aplicados no prprio local de trabalho, durante o expediente, que visam diminuir a fadiga fsica e mental produzida pela atividade laboral.

Como o prprio nome sugere, a Ginstica Laboral, se caracteriza por uma atividade desenvolvida no ambiente de trabalho, atuando de forma preventiva, atravs de exerccios que vo compensar as estruturas utilizadas durante a funo e ativar outras que no estejam sendo solicitadas.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Ginstica Laboral Em que consiste?

A ginstica laboral consiste em alongamentos, relaxamento muscular e flexibilidadeflexibilidade das articulaes.

Alongar os diversos segmentos do corpo, especialmente os mais sobrecarregados durante a execuo do trabalho dirio.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Objetivos

Prevenir leses por movimentos repetitivos; Reduzir o nmero de acidentes no trabalho e as

procuras ambulatoriais; Conscientizar os trabalhadores sobre seus vcios

posturais e orient-los sobre posturas mais adequadas nos postos de trabalho;

Auxiliar na melhoria das qualidades dos produtos oferecidos em uma empresa atravs de uma melhoria na qualidade de vida de seus funcionrios.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Objetivos Segundo a OMS:A promoo e manuteno, no mais alto

grau, do bem estar fsico, mental e social dos trabalhadores em todas as ocupaes; a preveno, entre os trabalhadores, de doenas ocupacionais causadas por suas condies de trabalho; a proteo dos trabalhadores em seus empregos, dos riscos resultantes de fatores adversos sade; a colocao e conservao (manuteno) dos trabalhadores nos ambientes ocupacionais adaptados s suas aptides fisiolgicas e psicolgicas; em resumo: a adaptao do trabalho ao homem e de cada homem ao seu prprio trabalho.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Benefcios

Fisiolgicos;

Psicolgicos;

Sociais;

Financeiros.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Benefcios:

Fisiolgicos

Diminuio dos ndices de sedentarismo e queixas de dor;Menor tenso msculo-tendnea e melhor circulao sangunea;

Previne e combate as doenas ocupacionais LER/DORT; Promove sensao de disposio e bem estar para a

jornada de trabalho; Desenvolvimento da conscincia corporal e

consequentemente melhor postura.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Benefcios Citados em Literaturas;

Psicolgicos

Diminuio dos ndices de estresse, depresso e ansiedade;

Melhora da ateno, concentrao e rendimento nas atividades desempenhadas;

Motivao por novas rotinas.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Benefcios Citados em Literaturas;

Sociais

Favorece o relacionamento social e o trabalho em equipe;

Desperta novas lideranas; Melhoria da imagem da instituio junto aos

empregados e a sociedade.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Benefcios Citados em Literaturas;

Financeiros

Produtividade - aumento de 2 a 5% Acidentes - reduo de 20 a 25% Faltas ao servio - reduo de 10 a 15%

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Exerccios Contra Resistidos:

De acordo com SANTARM (1999), Os exerccios resistidos so geralmente realizados com pesos, justificando a expresso genrica "treinamento com pesos". No se trata de uma modalidade esportiva, mas de uma forma de preparao fsica, utilizada por atletas em geral, e tambm em teraputica, reabilitao, estmulo sade, esttica e lazer.

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Fora Medida instantnea de interao entre dois corpos, caracterizada pela sua magnitude, direo e ponto de aplicao.

Fora Muscular Habilidade de sobrepujar ou reagir resistncia externa.

(Zatsiorsky, 1999)

MUSCULAO TERAPUTICA EMPRESARIAL

Diminuio de Massa Muscular:

Limitaes nas atividades de vida diria; Problemas l