curso design thinking imersao

Download Curso design thinking imersao

Post on 16-Apr-2017

275 views

Category:

Business

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

NOME

DESIGN THINKING: COMO CRIAR SOLUES CENTRADAS NO USURIO

1

MARCELLE

Vivemos em um mundo hiperconectado, onde as mudanas ocorrem a ritmo exponencial.

Empresas consolidadas, mercados conhecidos e carreiras tradicionais se tornaro obsoletos

os modelos usuais de gesto baseiam-se em anlises de acontecimentos do passado para tirar concluses sobre o futuro.

se desejamos que qualquer evento acontea de forma no aleatria, precisamos de certo modo desenh-los,.

DESCOBERTAINTERPRETAOIDEAOEXPERIMENTAOEVOLUO

REFRAME DO PROBLEMA MODELO ICEBERGAssim como um iceberg, geralmente apenas 10% dos problemas est visvel, e os outros 90% encontra-se imerso, possuindo estruturas subjacentes e modelos mentais que s podem ser vistos quando o problema visto em profundidade. Se no enxergamos o problema em sua totalidade, tratamos seus sintomas e no suas causas, e com isso chegamos a solues ineficazes.

PROBLEMA: Violncia no Iraque SOLUO: afastar os ambulantes das praas pblicasPORQUE? A violncia geralmente era precedida por uma multido de iraquianos que se reunia numa praa ou espao aberto, e ao longo de vrias horas aumentava. os vendedores ambulantes de comida apareciam, como os espectadores. ento algum jovgava uma pedra ou garrafa e o caos corria solto

COMO FAZEMOS O REFRAME DO PROBLEMA?

DESKTOP RESEARCH

QUEBRAR O PROBLEMA EM PARTES MENORES

5 PORQUS

DEPARASoluo especficaSoluo em abertoGrande grupo de pessoas e lugares Grupo especfico de usuriosNegcioUsurioIdeias nicasSistema de IdeiasSintomas Causas

ObjetoAtividade

Exemplo:Demanda por uma nova garrafinha de gua para esportes Desenvolver uma maneira melhor para pessoas se hidratarem durante o exerccio fsico

PROBLEM FRAMING

PREPARAO PARA IDA A CAMPOO principal desafio hoje no entender os produtos. entender as pessoas.

Inclua as pessoas no desenho da soluo

empatiaSe colocar no lugar do outro, despir-se de pressupostos, acolher, acomodar perspectivas alheias.

necessrio exercer nveis mais profundos de escuta para captar insights poderosos.

Video

17

informaesinsightsideias

PERFISDefina at 5 perfis6 CONVERSASConverse com pelo menos 6 usurios. o mnimo para comear a identificar padresETNOGRAFIAConversas em profundidade e muita observaoROTEIRONo tenha um roteiro definido, mas prepare-se antesEMPATIAPrepare-se para exercer uma escuta emptica

8 regras prticas para entrevistasMENTE DE INICIANTE: Oua com novos ouvidos e evite interpretaes. Explore especialmente jobs, dores e ganhos inesperados OUA MAIS DO QUE FALE: Sua meta ouvir e saber, e no informar, impressionar ou convencer o seu cliente sobre algo. Evite perder tempo falando sobre suas prprias crenas, uma vez que o que est em jogo saber sobre seu cliente. PERGUNTE PORQUE: Pergunte, Por que voc precisa...? ,Pergunte, Por que ___ importante para voc? , Pergunte, Por que ___ uma dor to grande? NO VENDA, APRENDA: No pergunte, Voc compraria nossa soluo? Pergunte, Quais so seus critrios para decidir quando compra ...? NO MENCIONE SOLUES: No explique, Nossa soluo faz... Pergunte, Quais as coisas mais importantes que est pelejando? FOLLOW UP: Obtenha permisso de ficar com as informaes de contato de seu entrevistado para voltar em busca de mais perguntas e respostas ou testar prottipos ABRA PORTAS: Pergunte, Com quem mais eu poderia conversar?

ANDAMENTO DA ENTREVISTAABERTURA

EXPANSO

SONDAGEM EM PROFUNDIDADE

Aquea os participantes com questes do cotidiano e historias do passado.

Comece a abrir perguntando sobre as dores enfrentadas.

Mergulhe a fundo. Porque doeu? Como resolveria?

DESCOBERTAINTERPRETAOIDEAOEXPERIMENTAOEVOLUO

interpretaoAps conversar com as pessoas hora de compartilhar as descobertas com o time, criar padres e interpretar os dados. Nesse estgio a equipe que coletou os dados compartilha as informaes e procura dar significados a elas, em um processo visual e baseado no storytelling..

HISTORIAS:Conte historias e relate os dados em detalhesPOST ITAnote as informaes em post its. Um fala, outro anota.

PADRESAgrupe as informaes que configuram padresMAPA DE EMPATIAPreencha um mapa de empatiaPERSONASCrie uma persona para cada perfil e sintetize em uma frase.

DESCOBERTAINTERPRETAOIDEAOEXPERIMENTAOEVOLUO

Ideao

abrirexlorarfechar

Ideao: abrir Foco na etapa atualBrainstorm tem regras:Limite de tempoLimite de pessoasSeja objetivo e visual: use post itsQuantidade de ideiasCo-construo No critiqueIdeias malucas so bem vindasFoco: uma conversa por vez, fique no assuntoTcnicas tornam o brainstorm mais eficaz

Ideao: explorarAgrupe as ideias similaresConstrua novas ideias a partir do agrupamentoAvalie os pontos negativos e positivos (6 thinking hats)

Ideao: fecharVote nas melhores ideiasConstrua novamente ideias a partir das selecionadasLembre-se de escolher uma ideia economicamente vivel, tecnologicamente possvel e desejvel

DESCOBERTAINTERPRETAOIDEAOEXPERIMENTAOEVOLUO

EXPERIMENTAO

falhe rpidofalhe muitofalhe barato

Tenha sucesso!SE VOC NO TEM VERGONHA DO SEU PROTTIPO VOC GASTOU TEMPO DEMAIS COM ELE.

BETA MINDSET

Substitua pesquisa de aceitao de mercado por prottipos. Se uma imagem vale mais que mil palavras, um prottipo vale mais que mil imagens. Quando a pessoa interage com seu produto consegue te dar respostas e feedbacks concretos.Seu produto no precisa estar pronto para entrar em contato com o pblico. Talvez ele nunca esteja. Construa seu produto em estgios e obtenha feedbacks constantes. (desenvolvimento gil)

FIDELIDADE DO PROTTIPO

Baixa: representao conceitual da ideia Mdia: representao de aspectos da ideiaAlta: representao mais possvel da ideia

DESCOBERTAINTERPRETAOIDEAOEXPERIMENTAOEVOLUO

evoluoUma vez testados alguns aspectos da soluo atravs de prottipos, hora de aprimorar o produto e criar indicadores para acompanhar a inovao gerada.

evoluo

FERRAMENTAUtilize alguma ferramenta de acompanhamento como BMC

PROTOTIPAO Faa mini pilotos para testar cada uma das hipteses levantadas

FEEDBACKLembre-se de obter feedback constante para evoluir

OBRIGADA! comunicacao@troposlab.comwww.troposlab.com

Facebook.com/troposlabInstagram/troposlabTwitter.com/troposlab