curso de email marketing - intensivo

Download Curso de email marketing - Intensivo

Post on 15-Jun-2015

1.276 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Curso de email marketing Professora: Regina Garrido

TRANSCRIPT

  • 1. COMO UTILIZAR O EMAIL MARKETING A FAVORDOS NEGCIOS, SEM SER INVASIVOREGINA GARRIDO@reginagarrido rgarrido@exacttarget.com

2. AGENDA O que e principais vantagens Principais objetivos do email marketing Principais regras anti-spam (ABEMD e CAPEM) Como planejar uma campanha de marketing por email Como resolver os principais desafios do email marketing: Construo da base de emails Envio e Entrega Boas prticas em Design Teste A/B Integrao do email marketing as mdias sociais Mtricas e ROI Exemplos de estratgias de grandes anunciantes que utilizam o email marketing 3. MARKETING DIRETOO que ? Sistema interativo de marketing com resposta mensurvel; Contato direto entre empresa e cliente / consumidor; Relao one-to-one; Relao personalizada. 4. MARKETING DIRETOPrincipais formas de marketing direto: Mala direta; Catlogo; Telemarketing; Televendas; Email Marketing 5. EMAIL MARKETING 6. VANTAGENS As mensagens um canalalcanampoderoso para a rapidamente o seudivulgao, venda e Custo/Benefciorelacionamento Agilidade pblico-alvo, epossibilitam acom os clientes, atualizalo dacom baixo custoinformao duranteoperacional.Mensuraoa campanha.Gera uma resposta o canal maise interatividade popular do que a imediata com seuInteratividadePopularidade navegao napblico, integraoInternet entre oscom outros canais,internautas.alm de alta capacidade deFacilidade para apurarviralizao.retorno sobre investimento (ROI). 7. DADOS DE MERCADO27% dos consumidores75% dos usurios de mdias dizem que esto mais sociais dizem que o email predispostos a comprar de a melhor maneira dasuma marca depois que se empresas se comunicarem inscrevem para recebercom eles.email. Fonte: Relatrio de Pesquisa ExactTargetFonte: Marketing Sherpa, 2010Destinatrios, Fs & Seguidores 2010Aqueles que compram93% dos usurios deprodutos ofertados por Internet usam o email para email gastam 138% maiscompartilhar contedo.dos que os no leitores deemail.Fonte: AOL & Nielsen Online, Abril de Fonte: Forrester Research, 2011 2011 8. PRINCIPAISOBJETIVOS 9. PRINCIPAIS OBJETIVOSGERAO DE LEADS Tem carter promocional Atrai para um cadastro oferecendo benefcio Alimenta um banco de dados Tem necessidade de continuidade 10. PRINCIPAIS OBJETIVOSAO PROMOCIONAL Tem carter comercial A promoo deve ser relevante A comunicao deve ser direta 11. PRINCIPAIS OBJETIVOSVENDAS Apresenta preo Mostra diferenciais Produtos devem ser relevantes aopblico Usa segmentao 12. PRINCIPAIS OBJETIVOSRELACIONAMENTO No pode ter um carter comercial Deve oferecer contedo interessante OU Prestar um servio 13. PRINCIPAIS OBJETIVOS TRANSACIONAL Resposta uma interao Atendimento uma solicitao Aviso importante Manuteno de um contrato existente 14. PRINCIPAIS OBJETIVOSINFORMATIVO/INSTITUCIONAL Informaes relevantes ao pblico Notcias Destaques No pode ter um carter comercial No pode ter foco em venda 15. PRINCIPAIS OBJETIVOSFIDELIZAO Campanha que oferece benefcios aosclientes cadastrados Comunicao deve ser direta 16. PRINCIPAIS OBJETIVOSRETENO Mostre que est preocupado com ocliente Oferea benefcios para o clientecontinuar com voc Seja simptico Mostre que vale a pena 17. EMAIL MARKETING vs.SPAM 18. EMAIL MARKETING vs. SPAM EMAIL MARKETINGMensagem publicitria ou no, enviada por email para um pblico que optou por receber esse tipo de comunicao, ou baseado em umrelacionamento pr existente. Base soft opt-in. Base opt-in; Double opt-in; Relevante; Segmentado. 19. EMAIL MARKETING vs. SPAMSPAM Mensagem publicitria enviada por email para clientes que no optarampor receber esse tipo de comunicao.spiced ham Base desconhecida;(presunto condimentado) Base de outra empresa; Sem relevncia; Sem segmentao. 20. EMAIL MARKETING vs. SPAM OUTROS TIPOS DE MENSAGENS NO SOLICITADASBOATOS OU HOAXES Histrias falsas; Ameaas; Difamao; Urgncia. 21. EMAIL MARKETING vs. SPAM OUTROS TIPOS DE MENSAGENS NO SOLICITADAS CORRENTES Prometem milagres, sorte, riqueza; Oferecem benefcios a quem replica a mensagem; Urgncia. 22. EMAIL MARKETING vs. SPAM OUTROS TIPOS DE MENSAGENS NO SOLICITADAS PROPAGANDA Produtos e propaganda poltica; A maioria das vezes so produtos ilegais; Anunciam software ilegal e/ou pirata; Anunciam venda de medicamentos sem prescrio. 23. EMAIL MARKETING vs. SPAM OUTROS TIPOS DE MENSAGENS NO SOLICITADASGOLPES OU SCAM Ofertas que prometem resultados enganosos; Pede informaes sigilosas; Participao em pirmides; Federal Trade Commission: oferece uma lista dosprincipais golpes praticados por email. 24. EMAIL MARKETING vs. SPAM OUTROS TIPOS DE MENSAGENS NO SOLICITADASESTELIONATO / PHISHING Finge que um email marketing real; Ilude o destinatrio; Solicita dados pessoais e senhas bancrias. 25. EMAIL MARKETING vs. SPAM OUTROS TIPOS DE MENSAGENS NO SOLICITADASPROGRAMAS MALICIOSOS Virus - infecta o computador, corrompe arquivos, desconfigura osistema; Worms - virus que tentam atingir outro computador a partir do seu; Cavalo de Tria (trojan) - desativam a segurana de rede docomputador, permitindo que outros computadores acessem seusarquivos e informaes confidenciais. 26. COMO NO SE TORNAR UM SPAMMER 27. BOAS MANEIRASABEMDASSOCIAO BRASILEIRA DEMARKETING DIRETO 28. BOAS MANEIRAS ABEMD tica. Atuar dentro do Cdigo de tica da ABEMD, que conceitua detalhadamente as boas prticas no Marketing Direto. 29. BOAS MANEIRAS ABEMD Autorregulamentao de email Marketing Atuar dentro do Cdigo de Autorregulamentao para Prtica de email Marketing, que conceitua detalhadamente as boas prticas de email marketing. Cdigo de Autorregulamentao: http://www.abemd.org.br/AutoRegulamentacao/AutoRegulamentaca oEmailMkt.aspx 30. BOAS MANEIRAS ABEMD Opt in. O primeiro recebimento muito importante, porque marca o incio da relao. preciso ter permisso prvia (opt-in) antes do envio da primeira mensagem ao receptor. No caso de existir prvia e comprovvel relao comercial ou social entre o Remetente e este Receptor, o envio de mensagem tambm permitido. 31. BOAS MANEIRAS ABEMD Opt out. Toda mensagem precisa ter opt out. prerrogativa do receptor decidir o momento em que no quer mais receber mensagens de determinado emissrio 32. BOAS MANEIRAS ABEMD Uso do endereo eletrnico. No cadastro prvio, deve ficar claro que o endereo eletrnico poder ser utilizado para o envio de mensagens comerciais, ou seja, na gerao de leads prprios ou, se for o caso, repassado tambm com a finalidade de envio de mensagens comerciais. E o receptor deve ter manifestado expressa concordncia com isso. 33. BOAS MANEIRAS ABEMD Tamanho dos arquivos. Procure sempre limitar o tamanho dos arquivos enviados, seja no corpo das mensagens ou nos anexos. Deve-se ter sempre em mente o pblico da mdia inferior em capacitao tecnolgica (software, hardware e modalidade de conexo). Sugere-se mensagens no formato txt ou html, este ltimo com tamanho mximo de 12 KB, e que as figuras (gifs) no estejam anexadas na mensagem, mas sim localizadas em servidor prprio 34. BOAS MANEIRAS ABEMD Auto-executveis. No devem ser enviados arquivos com auto- funcionamento. Os auto-executveis so arquivos que os programas gerenciadores de email conseguem ler e interpretar, iniciando automaticamente algum processo que no necessariamente desejado pelo receptor. Essa modalidade de arquivo tambm torna o sistema vulnervel transmisso de vrus (voluntria ou no). 35. BOAS MANEIRAS ABEMD Relevncia. O consumidor no se incomoda em receber uma mensagem de cunho comercial, desde que seja relevante para ele. Portanto, preocupe-se sempre com o conceito de relevncia. 36. BOAS MANEIRAS ABEMD Freqncia. Deve-se preferencialmente oferecer ao cliente que assinale a opo de sua preferncia na freqncia de recebimento de informaes ou solicitar que ele opte entre as diversas alternativas de periodicidade que lhe so oferecidas. Quando no for possvel oferecer que faa a opo, deve-se deixar claro qual a freqncia de envio das mensagens. 37. BOAS MANEIRAS ABEMD Poltica de relacionamento. sempre conveniente que se tenha clareza na poltica de relacionamento adotada, o que pode ser feito por meio de um contrato/compromisso assumido formalmente com o consumidor. 38. AUTORREGULAMENTAOCAPEM CDIGO DEAUTORREGULAMENTAO PARAA PRTICA DE EMAIL MARKETING 39. CAPEM - Finalidade e Abrangncia Regulamentao das prticas de Email Marketing Destinado todos os envolvidos na cadeia deenvio e recebimento de Email Marketing Fonte subsidiria no contexto da legislao 40. CAPEM - Objeto Definio de regras para utilizao de email como ferramenta de marketing Definio do que caracteriza utilizao com tica, pertinncia e responsabilidade 41. CAPEM - Banco de Dados Envio somente para bases de dados Opt-in *ou Soft Opt-in**. O primeiro envio para obteno de Opt-in no permitido. Os dados dos destinatrios no podero ser divulgados a terceiros, sem expressa autorizao dos prprios destinatrios. O remetente deve divulgar a Poltica de Privacidade em seus sites. Aes de parceiros: o opt-in obrigatrio, e o pedido de autorizao deve ser claro e especfico. Aes de Marketing Viral: pode-se comunicar com o indicado apenas atravs da mensagem redirecionada pelo destinatrio original, no gerando qualquer relao opt- in ou soft opt-in com o responsvel pela mensagem original. * com permisso prvia do destinatrio, comprovvel pelo remetente ** coletadas por meio de um relacionamento comercial ou social existente 42. CAPEM - Identificao do remetente edestinatrio O remetente da mensagem deve ser identificado no campo De/From e no corpo da mensagem. O endereo de email do remetente deve ser com nome de domnio prprio, ou seja,registrado pela prpria empresa. Deve-se sempre utilizar um endereo eletrnico vlido, ou seja, que permita a interao com o remetente, detentor da base de dados. Aes de parceiros: o endereo eletrnico no campo De/From deve permitir ocontato entre o destinatrio e o detentor da base de destinatrios. Aes de Marketing Viral: o endereo do destinatrio prvio dever constar no