curso de administrao - - 2012 - ancine - tcnico administrativo acerca do oramento pblico, ... fcc...

Download Curso de Administrao -   - 2012 - ANCINE - Tcnico Administrativo Acerca do oramento pblico, ... FCC - 2012 - TRE-CE - Analista Judicirio - Contabilidade 19

If you can't read please download the document

Post on 07-Feb-2018

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • brunoeduardo.com

    Aula 04

    Colnia de Frias do Impacto Curso de Administrao Professor Bruno Eduardo

  • GRUPO IMPACTO COLNIA DE FRIAS 2013

    AULA 04: ORAMENTO PBLICO E RESPONSABILIDADE FISCAL Prof BRUNO EDUARDO

    Pgina 2

    @impactodf www.facebook.com/impactoconcursos www.facebook.com/professorbrunoeduardo

    www.grupoimpactoweb.com.br www.brunoeduardo.com

    .

    Professor Bruno Eduardo

    Site: http://www.brunoeduardo.com Email: professor@brunoeduardo.com Facebook: http://www.facebook.com/professorbrunoeduardo

    PRINCPIOS ORAMENTRIOS CESPE - 2012 - ANCINE - Tcnico Administrativo

    Acerca do oramento pblico, julgue os itens subsequentes.

    01. Consoante o princpio da periodicidade, o exerccio financeiro corresponde ao perodo de tempo ao qual se referem a previso das receitas e a fixao das despesas.

    FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Judicirio - Contabilidade

    02. O princpio oramentrio que prev a coexistncia de vrios oramentos que, no entanto, devem ser consolidados em uma s Lei Oramentria Anual o princpio da

    a) Exclusividade.

    b) Especificao.

    c) Totalidade.

    d) No afetao das receitas.

    e) Periodicidade.

    FCC - 2012 - TRF - 5 REGIO - Analista Judicirio

    03. O princpio da universalidade do oramento pblico determina que

    a) todas as receitas e despesas do Estado devem estar agrupadas no oramento fiscal contido na Lei Oramentria Anual de cada ente federado, exceto as transferncias constitucionais.

    b) a Lei Oramentria Anual de cada ente federado dever conter todas as receitas e despesas de todos os poderes, rgos, entidades, fundos e fundaes institudas e mantidas pelo poder pblico.

    c) a Lei Oramentria Anual deve abranger o perodo de um ano, considerado o exerccio financeiro para efeito de previso das receitas e fixao das despesas.

    d) a Lei Oramentria Anual de cada ente federado dever conter todas as receitas de seus respectivos poderes, rgos, entidades, fundos e fundaes, exceto aquelas oriundas de operaes de crdito de longo prazo.

    e) todas as receitas e despesas de capital do Estado devem integrar o Plano Plurianual, inclusive aquelas das empresas pblicas e empresas de economia mista.

    FCC - 2012 - TST - Analista Judicirio - rea Administrativa

    04. A determinao legal para que o governo, dentre outros, divulgue o oramento pblico de forma ampla sociedade, de acordo com a Lei Complementar no 101/2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF, atende ao princpio da

    a) legalidade.

    b) impessoalidade.

    c) clareza.

    d) transparncia.

    e) universalidade.

    ESAF - 2012 - CGU - Analista de Finanas e Controle - prova 2

    05. A transparncia do processo oramentrio, possibilitando a fiscalizao pela sociedade, pelos rgos de controle e pelo Congresso Nacional, conferida especialmente pelo seguinte princpio oramentrio:

    a) Publicidade.

    b) Universalidade.

    c) Unidade (Totalidade).

    d) Exclusividade.

    e) Transparncia (Especificao ou Especializao).

    VEDAES CONSTITUCIONAIS

    CESPE - 2011 - Correios - Analista de Correios - Administrador

    Julgue os itens que se seguem, acerca de oramento pblico.

    06. A vedao da realizao de operaes de crdito superiores s despesas de capital fundamenta-se na austeridade econmico-financeira do Estado, que busca no transgredir o princpio do equilbrio.

    CESPE - 2010 - MPU - Analista - Contabilidade

    Os princpios oramentrios visam assegurar o cumprimento do disposto na Lei Oramentria Anual (LOA). A respeito desse assunto, julgue os itens que se seguem.

    07. A vedao da aprovao de emendas ao projeto de LOA sem a indicao dos recursos necessrios, admitindo os provenientes de anulao de despesas, refora o princpio do equilbrio.

    CESGRANRIO - 2010 - BACEN - Analista do Banco Central

    08. Sobre os princpios oramentrios, analise os itens a seguir.

    I. A incluso de dispositivo estranho previso da receita e fixao da despesa na lei oramentria anual fere o princpio da universalidade.

    II. O princpio da unidade estabelece que o montante da despesa no deve ultrapassar a receita prevista para o perodo.

    III. A vedao da apropriao de receitas de impostos a despesas especficas, salvo as excees constitucionais, caracteriza o denominado princpio da no afetao das receitas.

    IV. O princpio da publicidade prescreve que o contedo oramentrio deve ser divulgado por meio de veculos oficiais de comunicao, para o conhecimento pblico e para a eficcia de sua validade.

    Esto corretos APENAS os itens

    a) I e III. b) II e III. c) II e IV. d) III e IV. e) I, II e III.

    CESPE 2004 STJ Analista Judicirio

    Em matria oramentria, as vedaes constitucionalmente definidas incluem o(a):

    09. Incio de programas no-includos como prioridade na LDO. 10. Realizao de operaes de crdito que excedam o montante

    das despesas de capital, ressalvadas as autorizadas mediante crditos suplementares ou especiais com finalidade precisa, aprovados pelo Poder Legislativo por maioria absoluta.

    11. Abertura de crdito adicional sem prvia autorizao legislativa e sem indicao dos recursos correspondentes.

    12. Transposio, o remanejamento ou a transferncia de recursos de uma categoria de programao para outra ou de um rgo para outro, sem prvia autorizao legislativa.

    13. Utilizao, sem autorizao legislativa especfica, de recursos dos oramentos fiscais e de investimentos das estatais para suprir necessidade ou cobrir dficit de empresas, fundaes e fundos.

    14. Instituio de fundos de qualquer natureza, sem prvia autorizao legislativa.

    15. Transferncia voluntria de recursos e a concesso de emprstimos, inclusive por antecipao de receita, pelos governos federal e estaduais e suas instituies financeiras, para pagamento de despesas com pessoal ativo, inativo e pensionista, dos estados, do Distrito Federal e dos municpios.

  • GRUPO IMPACTO COLNIA DE FRIAS 2013

    AULA 04: ORAMENTO PBLICO E RESPONSABILIDADE FISCAL Prof BRUNO EDUARDO

    Pgina 3

    @impactodf www.facebook.com/impactoconcursos www.facebook.com/professorbrunoeduardo

    www.grupoimpactoweb.com.br www.brunoeduardo.com

    ORAMENTO BRASILEIRO

    FCC - 2012 - TJ-PE - Analista Judicirio - Contabilidade

    16. O oramento que enfatiza os fins, em vez de os meios, e que a base fundamental o planejamento, em vez de ser apenas um instrumento contbil de controle, o oramento

    a) programa.

    b) base zero.

    c) clssico.

    d) tradicional.

    e) legislativo.

    CONSULPLAN - 2012 - TSE - Analista Judicirio - Contabilidade

    17. Considerando os elementos essenciais do oramento programa, analise as afirmativas a seguir:

    I. Programas so os instrumentos de integrao de esforos do governo para concretizao de objetivos.

    II. Custos dos programas so medidos por meio da identificao dos meios ou insumos.

    III. Medidas de desempenho tm a finalidade de mensurar a execuo de programas.

    Assinale

    a) se apenas I e II estiverem corretas.

    b) se apenas I e III estiverem corretas.

    c) se apenas II e III estiverem corretas.

    d) se todas estiverem corretas.

    18. O oramento programa um instrumento de planejamento que permite identificar os programas, os projetos e as atividades que o Governo pretende realizar, alm de estabelecer os objetivos, as metas, os custos e os resultados esperados e oferecer maior transparncia dos gastos pblicos.

    Constitui-se em caracterstica do oramento programa a

    a) classificao das despesas por objeto de gasto.

    b) criao de conselhos populares.

    c) no vinculao ao sistema de planejamento.

    d) quantificao dos objetivos e fixao das metas.

    FCC - 2012 - TRE-CE - Analista Judicirio - Contabilidade

    19. No processo oramentrio que se caracteriza por apresentar duas dimenses do oramento: o objeto de gasto um programa de trabalho, contendo as aes desenvolvidas, toda a nfase reside na performance organizacional, sendo tambm conhecido como oramento funcional. Esta tcnica oramentria conhecida como oramento

    a) programa.

    b) clssico.

    c) de desempenho.

    d) fixo.

    e) contnuo.

    20. Um sistema de planejamento, programao e oramentao, introduzido sob a denominao de PPBS (Planning Programning Budgeting System), em que algumas das principais caractersticas so: integrao, planejamento, oramento; quantificao de objetivos e fixao de metas; relaes insumo-produto; acompanhamento fsico-financeiro e avaliao de resultados. Esta tcnica oramentria conhecida como oramento

    a) clssico.

    b) programa.

    c) de desempenho.

    d) varivel.

    e) contnuo.

    PPA - PLANO PLURIANUAL

    CESPE - 2012 - TRE-RJ - Analista Judicirio - Contabilidade

    Julgue os prximos itens, relativos a oramento pblico.

    21. A execuo de investimentos sem sua prvia incluso no plano plurianual no poder ser realizada aps o perodo correspondente a um ciclo oramentrio.

    CESPE - 2012 - TJ-RR - Contador

    22. De acordo com a Constituio Federal de 1988, o projeto de lei do Plano Plurianual (PPA) da Unio ser encaminhado ao Congresso Nacional at quatro meses antes do encerramento do exerccio de sua elaborao, prazo que tambm deve ser observado pelos estados para a remessa de seus PPAs s respectivas assembleias legislativas.

    FCC - 2012 - TRT - 6 Regio (PE) - Analista Judicirio

    23. Em relao ao Plano Plurianual, considere:

    I. Lei que estabelece, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administrao pblica federal para as despesas correntes e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de durao continuada.

Recommended

View more >