curativos e feridas

Download Curativos e Feridas

Post on 11-Jun-2015

11.785 views

Category:

Documents

9 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pr-reitoria de Gesto de Pessoas PROGESP Departamento de Ateno Sade Servio de Atendimento Ambulatorial

Feridas / CurativosEnf. Gislaine Thompson 2009

Definio de FeridaUma ferida representada pela interrupo da continuidade de um tecido corpreo, em maior ou em menor extenso, causada por qualquer tipo de trauma fsico, qumico, mecnico ou desencadeada por uma afeco clnica, que aciona as frentes de defesa orgnica para o contra ataque (Cesaretti, 1998).

Histrico

Durante sculos, o tratamento de feridas variou com o objetivo de melhores resultados cicatriciais em menor tempo possvel (Blanes, 2004).

Histrico Pr-histria:

uso de vrios agentes aplicados sobre as feridas, como extratos de plantas, gua, neve, gelo, frutas e lama; Mesopotmia feridas lavadas com gua ou leite, curativos com mel ou resina. Utilizado l de carneiro, folhas e cascas de rvores para cobertura dos curativos;

Histrico Egpcios

concluram que feridas fechadas cicatrizava mais rpido que feridas abertas, e passaram a utilizar fitas para aproximao das margens; Avano da qumica permitiu a utilizao de cloro e iodo para limpeza de materiais e da pele nos sculos 18 e 19;

PELE

PeleMaior rgo do corpo, indispensvel para a vida humana e fundamental para o perfeito funcionamento fisiolgico do organismo (Morais, 2008). Indivduo adulto tem aprox. 2m de pele, com aproximadamente 2mm de espessura.

PeleFunes da pele

Protetora; Absoro; Sensorial; Produo vit. D; Barreira;

Termorregulatria; Imunolgica; Circulatria; Esttica.

PeleFunes da pele 1 Protetora: barreira

entre rgos internos e ambiente externo; barreira fsica contra microorganismos, traumas, raios UV, etc.;

PeleFunes da pele 2 Absoro:Lipdios, vitaminas A e D, hormnios esterides; Substncias lipossolveis facilmente absorvidas;

Taxa de absoro comparvel quelas para substncias no trato GI ou subcutneas.

PeleFunes da pele 3 Sensorial: Terminaes

nervosas sensoriais frio, calor, dor e presso; Densidade dos receptores varia conforme a localizao corporal;

PeleFunes da pele 4 Produo de vitamina D: A produo endgena de vitamina D, necessria para a sntese da vitamina, ocorre na epiderme; A produo comea logo aps alguns minutos de exposio ao sol.

PeleFunes da pele 5 Barreira: Previne a perda de gua e eletrlito, mantendo a umidade do tecido subcutneo; Evaporao contnua da superfcie da pele com a perspirao insensvel 500ml/dia adulto;

PeleFunes da pele 5 Barreira: Imerso em gua acmulo de 3 a 4 x seu peso; Barreira contra microorganismos hospedeiros da pele.

PeleFunes da pele 6 Termorregulatria: Dissipao do calor produzido pelo metabolismo celular; Perspirao facilita perda de calor do corpo, regulada por fatores neurolgicos, temperatura corporal e do ambiente.

PeleEstrutura da pele A pele composta por trs camadas:1. 2. 3.

Epiderme; Derme; Tecido adiposo subcutneo.

PeleEpiderme

Camada mais externa da pele; Constituda por 4 camadas organizadas de epitlio estratificado; Espessura de 75 a 150 m, podendo chegar de 400 a 600 m na palma das mos e planta dos ps.

PeleComponentes da Epiderme Ceratincitos constituem a barreira fsica (impermeabilizao) da epiderme; Melancitos clulas da crista neural, distribuem melanina para os ceratincitos; Clulas de Langerhans macrfagos residentes, apresentao de antgenos para as clulas T; Clulas de Merkel receptores sensitivos;

PeleConsideraes sobre Epiderme

Clulas duram 28 dias; Invaginaes da epiderme na derme permitem a regenerao do tecido em caso de queimaduras; A falta de cidos graxos componentes da epiderme responsvel pela pele seca e escamosa e por aumento da permeabilidade cutnea;

PeleConsideraes sobre Epiderme

Os plos terminais tpicos crescem cerca de 0,5mm/dia na cabea e cerca de 0,4mm/dia no corpo;

PeleDerme Formada por camadas: 2

Papilar adere e nutre a epiderme; Reticular mais espessa, relativamente acelular e avascular;

PeleDerme Formada por trs componentes: Fibroblastos Fibras (elsticas e de colgeno) Substncia fundamental

PeleEnvelhecimento

Papilas drmicas - 55% entre 30 e 90 anos; Diminuio da umidade pele escamosa; Diminuio elasticidade flacidez e rugas; Acmulo neoplasias benignas; Melancitos diminuem 10 a 20% por dcada, aumentando a suscetibilidade aos raios UV; Derme sobre reduo expressiva na espessura pele transparente do idoso.

CICATRIZAO

CicatrizaoFase InflamatriaApresenta um perodo de durao de 1 a 4 dias, com formao de cogulos sanguneos, a ferida torna-se edemaciada e os restos do tecido danificados e cogulos de sangue so fagocitados.

CicatrizaoFase Proliferativa Perodo de 5-20 dias, com produo de colgeno, formao de tecido de granulao e aumento de tenso da ferida.

CicatrizaoFase Proliferativa Formao de tecido de granulao, funo de preenchimento tecidual para posterior depsito de matriz do tecido conjuntivo.

CicatrizaoFase Reparadora Dura em torno de 21 dias a meses, ou at anos, sendo caracterizada pela reorganizao das fibras de colgeno, que se comprimem para reduzir o tamanho da cicatriz.

CicatrizaoFatores de interferncia Idade Etnia Doenas

prvias M nutrio Tcnica inadequada de curativo Infeco local, corpos estranhos Imunossupresso Medicamentos

FERIDAS

Classificao das lesesPelo comprometimento tecidualFerida superficial (I)comprometimento apenas da epiderme Causas: estiramento, frico ou queimadura 1. grau; Cicatrizao: regenerao de clulas epiteliais; Caractersticas: no h cicatriz, preservao estruturas acessrias;

Classificao das lesesPelo comprometimento tecidualFerida parcial (II)comprometimento da epiderme e parte da derme

Causas: estiramento, frico ou queimadura 1. grau; Cicatrizao: semelhante superficial + formao de crosta;

Classificao das lesesPelo comprometimento tecidualFerida total (III) comprometimento da epiderme, derme e tecido subcutneo

Caracterstica: presena de lcera profunda, comprometimento total da pele, porm no atinge fscia muscular.

Classificao das lesesPelo comprometimento tecidualFerida profunda (IV)comprometimento da epiderme, derme, tecido subcutneo e msculo e/ou estruturas sseas

Classificao das lesesQuanto ao agente causador

1. Incisa ou cortante

2. Lacerante

Classificao das lesesQuanto ao agente causador

3. Perfurante

4. Penetrante (armas de fogo)

Classificao das lesesQuanto ao agente causador

Classificao das lesesQuanto ao agente causador

Classificao das lesesQuanto ao contedo microbianoLimpa leso feita em condies asspticas e livre de microorganismos; Limpa contaminada leso com tempo inferior a 6h entre o trauma e o atendimento, sem grandes contaminaes;

Classificao das lesesQuanto ao contedo microbianoContaminada leso com tempo superior a 6h para o atendimento, com presena de contaminantes mas sem processo infeccioso; Infectada leso com presena de agente infeccioso local e intensa reao inflamatria.

AVALIAO DE ENFERMAGEM

A realizao de um curativo compete enfermagem e sua execuo no se restringe apenas a uma questo tcnica, mas a todo um processo de avaliao que antecede o incio do tratamento e perpassa o transcurso do mesmo.

Anamnese1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Causa da ferida Aguda ou crnica Idade/Etnia Profisso Doenas pregressas/Doenas atuais AVD Estado nutricional

Exame FsicoAspecto geral: 1. 2. 3. 4. 5. 6. Forma; Localizao; Colorao; Odor; Temperatura; Secrees.

Estado da FeridaMensurao Medida linear comprimento x largura = rea em cm Profundidade em cm

Estado da FeridaTipo de tecidos Viveis Epitelizao Tecido de granulao Inviveis Fibrina desvitalizada Tecidos necrticos

Estado da FeridaCor Vermelho Inflamao Granulao Amarelo Fibrina Pus Cinza, Marrom, Negro Necrose

Estado da FeridaExsudato1. 2. 3. 4.

Volume; Odor; Cor; Consistncia.

Estado da FeridaBordas1. 2. 3. 4. 5. 6.

Epitelizao; Necrose; Lacerao; Regular/irregular; Infeco; Contaminao.

CURATIVO

Objetivo do Curativo Manuteno da umidade; Absorver excesso de exsudato; Isolante trmico; Barreira microbiana; Permitir troca gasosa; Proporcionar retirada atraumtica.

Limpeza da feridaLimpeza da ferida a remoo do tecido necrtico, da matria estranha, do excesso de exsudato, dos resduos de agentes tpicos e dos microorganismos existentes nas leses, com objetivo de promoo e preservao do tecido de granulao.

Limpeza da feridaTcnica de limpeza A melhor tcnica de limpeza para feridas em geral a irrigao com jatos de soro fisiolgico a 0,9% morno. Tcnica de limpeza de feridas.doc

CurativosQuatro categorias bsicas de produtos: Curativos; Produtos p/ preenchimento de espaos; Produtos p/ proteger pele circundante; Curativos secundrios para manter curativo no lugar.

CurativosGaze Tipos: compressa de gaze no aderente, compressas de gaze e rolos de atadura. Indicao: Curativo mido-seco; Feridas fechadas por 1. inteno; Feridas infeccionadas; Feridas com muita secreo ou sangramento.

CurativosCurativos Oclusivos Tipos: com hidrogel, alginato ou hidrofibras. Fornecem um ambiente propcio ao desbridamento autoltico; Podem ser deixados no lugar por vrios dias; Servem como suavizantes ao tecido indicado para queimaduras;

CurativosCurativos Filme Semipermevel Oclusivos; Permitem evaporao mas incapaz de absorver secreo; Pode lesar a pele circundante;

Indicao: Feridas superficiais ou de espessura parcial com secreo mnima.

CurativosHidrogel Tipos: em folhas ou amorfo Indicaes: Absoro de secrees; Hidratao de feridas secas; Queimaduras por calor ou radiao;

CurativosHidrocolides Tipos