cultura, lingua e ??web viewatravs de pesquisas bibliogrficas e pginas web, procuramos relatar de...

Download CULTURA, LINGUA E  ??Web viewAtravs de pesquisas bibliogrficas e pginas Web, procuramos relatar de forma sucinta a origem, evoluo e desenvolvimento das comunicaes e mais

Post on 06-Mar-2018

214 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

CULTURA, LINGUA E COMUNICAO

INSTITUTO DE EMPREGO E FORMAO PROFISSIONAL

(SETBAL, 1 DE SETEMBRO DE 2011CULTURA, LINGUA E COMUNICAOCULTURA, COMUNICAO E MDIA)

CULTURA, LINGUA E COMUNICAO

FORMADOR: PROF. DINA VEIGA

COMUNICAES DE RDIO

AUTORES:

MARCO SILVA

HUMBERTO SANTOS

(Setbal, 1 de Setembro de 2011)TIAGO VALENTE

ndiceINTRODUO3DESENVOLVIMENTO 4CONCLUSO14REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS 15

0. INTRODUO

Na disciplina de Cultura, Lngua e Comunicao, iremos neste trabalho abordar em concreto o domnio de referncia Comunicaes de Rdio.

Atravs de pesquisas bibliogrficas e pginas Web, procuramos relatar de forma sucinta a origem, evoluo e desenvolvimento das comunicaes e mais pormenorizadamente o telefone sem fios (O Telemvel).

1. DESENVOLVIMENTO

Rdio um meio de comunicao que consiste na transmisso de informaes previamente codificadas em sinal electromagntico que se propaga atravs do espao.

No estudo da Fsica, o electromagnetismo o nome da teoria unificada desenvolvida por James Maxwell para explicar a relao entre a electricidade e o magnetismo. Esta teoria baseia-se no conceito de campo electromagntico.

(Figura 1 James Maxwell)

As ondas electromagnticas so uma combinao de um campo elctrico e de um campo magntico que se propagam atravs do espao transportando energia. A luz visvel apenas uma pequena parte do espectro de radiao electromagntica possvel. Este conceito de onda electromagntica, apresentado por Maxwell e confirmado experimentalmente por Heinrich em 1886, utilizado para demonstrar a natureza electromagntica da luz.

Foram grandes as descobertas do electromagnetismo que mudaram a forma como se comunica desde o final do sculo XIX a saber:

Em 1820 Oersted desvenda que a electricidade se comporta como um man.

Em 1831 Faraday descobre que o magnetismo cria electricidade.

Em 1867 Maxwell prev a existncia das ondas electromagnticas. A sua velocidade a mesma que a velocidade da luz (aproximadamente 300 000 Km/s).

Em 1887 Hertz produz ondas electromagnticas as chamadas ondas hertzianas.

Em 1894 Marconi demonstra a telegrafia sem fios, ondas hertzianas (rdio e microondas).

Diversos so os equipamentos electromagnticos usados para comunicar:

Telgrafo elctrico sem fios, ~ 1840 (Morse).

Telecpia (fax), ~1847 (Alexander Bain).

Telefone elctrico com fios, ~ 1876 (Bell).

Telefone elctrico sem fios, ~1894 (Marconi).

Radiofonia, ~1905 (Reginald Fessender).

Televiso, ~1920 (Charles Jenkins, Paul Nipkow).

Telefone sem fios (Telemvel) ~1946.

Satlites de comunicaes ~1962.

Redes de computadores ~1976

Fibras pticas, ~1980.

Conforme se viu anteriormente em relao evoluo cronolgica dos equipamentos usados para comunicar, poderemos ainda adiantar que a histria das telecomunicaes remonta ao final do sculo XVIII, quando os principais sistemas foram utilizados para a transmisso distncia, no entanto, a sua implementao definitiva s ocorreu na segunda metade do sculo XX, como consequncia do avano acelerado da electrnica.

Temos, todavia, de ressalvar trs invenes que foram o marco da impressionante evoluo das telecomunicaes at aos dias de hoje. O telgrafo criado por Samuel Morse em 1844, o telefone que foi inventado por Graham Bell em 1876 e o rdio

inventado por Marconi em 1895.

Tendo em conta os objectivos a que nos propusemos com a elaborao deste trabalho, abordaremos agora sucintamente a origem de Graham Bell e a sua brilhante criao.

Graham Bell nasceu em Edimburgo a 3 de Maro de 1847, foi cientista, inventor e fundador da companhia telefnica Bell. Destacou-se como a grande figura mundial das telecomunicaes.

(Figura 2 Graham Bell)

Depois de uma breve sntese em relao aos contedos acima descritos, vamos agora aprofundar o telefone sem fios criado aproximadamente em 1946, a que chamamos o TELEMVEL.

(Figura 3 - Telemveis)

O telemvel um aparelho muito til no quotidiano das pessoas, visto que permite de forma fcil comunicar entre si independentemente da distncia que possam estar, ainda muito acessvel, uma vez que existem diversos modelos adaptados s diferentes faixas etrias.

O telemvel um aparelho porttil com autonomia energtica, que funciona em radiofrequncia e permite efectuar ligaes telefnicas.

Foi em 1947, que alguns pesquisadores se aperceberam, recorrendo a pequenas clulas, que poderiam aumentar a capacidade do negcio de telefones mveis. Todavia, estes no possuam tcnicas necessrias, nem a possibilidade de fazer comrcio atravs da conversao, visto que, a quantidade de chamadas possveis de realizar ao mesmo tempo era muito reduzida. Foi, nesse caso, fundamental chegar ao ano de 1968, para que se compreendesse ser essencial incrementar as comunicaes mveis, dando frequncias e possibilitando a existncia de uma rede de comunicaes mveis avanadas.

O aparelho inicial a funcionar como telemvel foi criado a 16 de Outubro de 1956, ficando conhecido como sistema automtico de telefone mvel ou MTA, sendo inventado pela Ericsson, diferindo dos aparelhos actuais mas com a mesma funcionalidade. Este mecanismo seria utilizado somente na guerra, operando na onda dos 160 MHz e pesava 40 quilogramas.

(Figura 4 Telemvel mvel ou MTA)

A inveno do primeiro telemvel deve-se a Martin Cooper, que era o director de projecto da Motorola. Surgiu em 1973 quando a Motorola lanou as bases da primeira gerao de telemveis, ficando designado como Dyna TAC Cellular Phone.

(Figura 5 - Telemvel Motorola dyna TAC) ( O telemvel pesava cerca de 1089 gramas, medindo aproximadamente 25 centmetros de altura por 3,8 centmetros de largura e 7,6 de espessura. A sua bateria durava somente cerca de 20 minutos.)

A primeira chamada foi efectuada no dia 3 de Abril de 1973 na esquina da Rua 56 com a Avenida Lexington, perante o pasmo das muitas pessoas que passavam, no estando habituadas a ver algum com telefone na mo.

S em 1975 seria registada a patente do sistema de radiotelefone de Martin Cooper para a empresa Motorola, ficando desta forma considerado o pai do telemvel.

(Figura 6 Martin Cooper) (Martin Cooper nasceu em Chicago a 26 de Dezembro de 1928, engenheiro electrotcnico e designer norte-americano considerado o pai do telemvel. Foi director de Pesquisa e Desenvolvimento da Motorola e fundador da ArrayComm, empresa que actua na pesquisa tecnolgica da antena inteligente e no aperfeioamento das redes wireless.)

Depois de lanado o referido telemvel, a sua evoluo foi notria, reduzindo o tamanho e

algumas funcionalidades deste expandiram-se. Utilizando, inicialmente a tecnologia

analgica, o telemvel, era usado somente para falar.

Rapidamente as operadoras e empresas de telemveis quiseram ir mais longe, oferecendo

s pessoas equipamentos mais sofisticados e capazes de enviar mensagens escritas (SMS),

tirar fotos, ouvir msicas, despertador, jogar, entre outro

(Figura 7 componentes do telemvel)

Conforme se verifica na figura supra indicada vrios so os componentes de um telemvel, antena exterior ou incorporada, ecr de cristais lquidos (LCD), teclado, microfone, auscultador, bateria, mquina fotogrfica. Existem alguns telemveis que possuem mais componentes que os descritos, no entanto so estes considerados os principais.

Existem diferentes tecnologias para a difuso das ondas electromagnticas nos telefones mveis, baseadas na compresso das informaes ou na sua distribuio.

Primeira gerao (1G) com os sistemas NMT e AMPS;

Segunda gerao (2G) ou digital com os sistemas GSM, CDMA e TDMA;

Segunda gerao e meia (2,5G) uma evoluo 2G, com melhorias significativas em capacidade de transmisso de dados e na adopo da terminologia de pacotes e no mais comutao de circuitos presente nas tecnologias GPRS, EDGE, HSCSD e 1Xrtt;

Terceira gerao (3G) digital e com mais recursos em desenvolvimento desde o final do ano 1990, como UMTS e EVDO;

Terceira gerao e meia (3,5G) como NSDPA e HSUPA;

Quarta gerao (4G) j em desenvolvimento.

Vamos ento analisar mais detalhadamente as tecnologias GSM, GPRS E 3G.

(Figura 8 - Tecnologia GSM)

GSM Global System for Mobile Communications, ou Sistema Global para Comunicaes Mveis uma tecnologia mvel e o padro mais popular para telemveis do mundo, sendo a primeira rede a efectuar chamadas no modelo digital, tendo como grande capacidade a realizao de mensagens escritas (SMS) e tambm poder efectuar chamadas internacionais, o ROAMING. Telefones GSM so utilizados por mais de um bilho de pessoas em mais de 200 pases.

(Figura 9 Tecnologia GPRS)

GPRS Servio de Rdio de Pacote Geral uma tecnologia que aumenta as taxas de transferncia nas redes GSM existentes, admitindo o acesso imediato e permanente a dados. Enquanto na rede GSM so indispensveis 15 a 30 segundos para se conectar rede, sendo que esse tempo consumido a cada reconexo, com a GPRS, uma vez estabelecida a conexo, a mesma estar permanentemente activa. Tem tambm como vantagem a reduo de custos. Com esta rede os utilizadores podem enviar mensagens de texto mas com cor, som, animao e imagens em tempo real (MMS).

(Figura 10 Tecnologia 3G)

UMTS (3G) Universal Mobile Telecommunication System Esta tecnologia representa o sistema de telecomunicaes mveis que utilizada pela 3 gerao de telemveis, est inserido num modelo standard para que possa ser utilizado mundialmente, facilitando

um conjunto de servios que fazem uso de capacidades multimdia e um acesso rpido troca de informaes. Esta rede tem a competncia para determinar a localizao geogrfica dos apare

Recommended

View more >