cultivando Água boa: possibilidade de um novo paradigma ...· cultivando Água boa: possibilidade

Download CULTIVANDO ÁGUA BOA: possibilidade de um novo paradigma ...· CULTIVANDO ÁGUA BOA: possibilidade

Post on 02-Jan-2019

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

CULTIVANDO GUA BOA: possibilidade de um novo paradigma civilizatrio

Edson Cludio Gavazzoni1 Valdir Gregory2

RESUMO: O artigo constitui-se de um relato dos estudos e intervenes pedaggicas aplicadas no Colgio Estadual Padre Carmelo Perrone de Cascavel / PR, junto a seis turmas do ensino mdio atravs da linha de pesquisa de Histria Ambiental do PDE 2012/2013. O contedo escolhido foi o Cultivando gua Boa (CAB), com recorte para o processo histrico da construo da hidroeltrica Itaipu Binacional e o sistema de operacionalizao do programa CAB em Cascavel. O aporte conceitual ou de fundamentao busca contextualizar o estudo e ensino a partir do cabedal argumentativo da histria ambiental, bem como valorizar as mltiplas possibilidades e formas de se produzir de forma sistmica os acontecimentos ligados realidade historiogrfica, neste sentido, mais do que tentar identificar uma histria sobre as temticas escolhidas, destacou-se a provocao direta para os alunos tomarem parte do processo e com base nas informaes disponibilizadas analisarem formas variadas de entender o contexto e o papel econmico, poltico, cultural, ideolgico e ambiental tanto da construo da usina como dos muitos programas do CAB. Deste modo, os encaminhamentos metodolgicos foram fundamentais e se apresentam com igual peso no conjunto do artigo, formando um dueto terico prtico do relato das experincias.

Palavras-chave: histria ambiental; Cultivando gua Boa; educomunicao

RESUMEN: El presente artculo consiste en una cuenta de los estudios y las intervenciones pedaggicas implementadas en el State College Padre Carmelo Perrone Cascavel / PR, con seis clases de la escuela secundaria a travs de la lnea de investigacin sobre EDP Ambiental 2012/2013. El contenido elegido fue el Cultivando Agua Buena (CAB), con corte para el proceso histrico de la construccin del sistema hidroelctrico de Itaip y CAB programa operativo en Cascavel. La contribucin o el razonamiento conceptual pretende contextualizar el estudio y la enseanza de la historia ambiental de cuero argumentativa y apreciar las muchas oportunidades y maneras de producir eventos sistmicos relacionados con la realidad historiogrfica, en este sentido, en lugar de tratar de identificar una historia sobre los temas elegidos, se hizo hincapi en la provocacin directa a los estudiantes que participan en el proceso y con base en la informacin disponible para analizar diferentes maneras de entender el contexto y el rol de los derechos econmicos, polticos, culturales, ideolgicos y ambientales as como la construccin de la planta de los muchos programas de la cabina. Por lo tanto, la metodologa y prestan bsica estuvieron presentes con igual peso a lo largo del artculo, la formacin de una explicacin terica del conducto de experiencias prcticas.

Palabras clave: historia ambiental; Cultivando Agua Buena, educomunicacin

INTRODUO

O espao educacional de uma sala de aula do ensino mdio j naturalmente um

territrio de mltiplas e dinmicas relaes por conta da composio dos alunos, os quais esto

1 Professor PDE do Colgio Estadual Padre Carmelo Perrone Cascavel PR edson@ecoeducar.com.br

2 Professor Associado da UNIOESTE

2

passando por profundas mudanas no apenas no que tange a sua constituio corprea e

psicolgica, mas especialmente no que se refere formao educacional e profissional.

Atualmente associado a este cenrio se imputa toda a dinmica tecnolgica e conceitual

inerente ao nativo digital, que aos olhos dos analgicos e at mesmo simblicos, como o caso

de muitos dos educadores, o modus operandi dos educandos um desafio gigantesco, em

especial quanto capacidade e necessidade de estar constantemente vivendo dentro de uma

dimenso multimdia, ou seja, fazendo muitas coisas ao mesmo tempo.

No distante constata-se casos de profundas tenses entre alunos e professores, com

destaque para o contexto metodolgico de aprender e ensinar; apesar de na maioria das vezes as

partes terem as mesmas intencionalidades, os entraves de acentuam quando a efetiva

operacionalizao das tecnologias miditicas e pedaggicas dentro do processo de ensinar e

aprender, deixando evidente o desejo dos alunos em tornar o ensino multimdia e com uma

linguagem mais dinmica, enquanto o modo de lecionar ainda monocromtico e esttico, tendo

no quadro, caderno, exposies orais e exerccios escritos seus grandes expoentes.

Com base nesta percepo que se deu a escolha tanto da linha de pesquisa como a

temtica a ser estuda; assim, de imediato, as propositivas e conceituao de histria j indicavam

ao educando algo novo e ao mesmo tempo contextualizado dentro do rol de interesses da

atualidade, uma vez que parece ser indubitvel que a temtica meio ambiente permeia a maior

parte dos dilogos sociais das diferentes faixas etrias na atualidade.

Seguramente o primeiro impulso tratar a questo histria ambiental apenas como

elemento catalisador da ateno das pessoas, no caso dos alunos; todavia, as premissas da

histria ambiental conduzem seus seguidores a contextos muito mais complexos, os quais

transcendem todo o rol apelativo e massificado do ecologismo; conduzindo a uma condio

necessria de analisar de forma crtica as mltiplas relaes histricas das diferentes sociedades,

em especial as atuais, tambm pela perspectiva da natureza.

Assim, o primeiro desafio entender os recursos naturais no mais como espaos de

conquista, explorao, extrao e at mesmo banalizao a servido do modo de produo

vigente, o qual, ao mesmo tempo em que gera mais conforto e comodidade para parte dos seres

humanos, suga os recursos naturais de modo desenfreado e sem a menor preocupao com a

natureza.

Estudar este contexto apenas com bases tericas seria no reconhecer a possibilidade

metodolgica de aproveitar o potencial criativo e inovador dos alunos. Logo, a busca dos

contedos ligados ao CAB foi uma escolha especfica e diretamente alinhada com a metodologia

educativa a ser usada, uma vez que efetivamente permite aos envolvidos dialogarem os cenrios

a histricos que esto inseridos e, ao mesmo tempo, refletir o contexto e os impactos de um

processo de profundas transformaes que ocorreu na Regio Oeste do Paran a partir da

construo da hidroeltrica de Itaipu.

3

Logo, o estudo se justifica pelo conjunto das premissas conceituais ligados histria

ambiental, a qual no se faz presente de forma sistmica no espao educacional do Colgio

Carmelo. Pela temtica do CAB por ser atual e ao mesmo tempo permitir construir mltiplas

reflexes histricas que tambm remontam ao passado regional e nacional. Por fim, e no menos

importante, o conjunto de metodologias sugeridas e aplicadas no desenvolvimento das atividades

da Unidade Didtica, as quais esto conectadas as novas tecnologias miditicas, elemento

diferenciador na hora de operar o ensino de acordo com as demandas dos nativos digitais.

Especificamente em relao metodologia de ensino usada para aplicao didtica do

estudo, esta priorizou ao mximo os recursos tecnolgicos e miditicos disponveis no Colgio

Carmelo, bem como elementos adicionais que os alunos e o professor dispunham, com destaque

para o estdio de rdio, filmadoras digitais, gravadores de udio, laboratrios de informtica,

mquinas fotogrficas, o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e programas de edio de

fotos, vdeos, udio e texto.

Alm destes recursos em Hardware e Software, foi usada toda uma tecnolgica

pedaggica criada especialmente para o uso dos recursos miditicos na educao, em com

especial destaque para os roteiros e os manuais de orientao para a produo digitalizada dos

documentos em udio, vdeo, foto, texto para web.

O processo de implementao aconteceu em 6 turmas do ensino mdio, sendo que 2

turmas usaram os contedos e as ferramentas tecnolgicas e as outras 4 turmas usaram apenas

as tecnologias. Esta diviso atende apenas ao interesse de alargar o uso de metodologias

diferenciadas, servindo como fonte de informao para as anlises sobre o uso das mesmas.

Os resultados do estudo e aplicao do rol de propositivas mostraram-se satisfatrios

tanto no quesito contedo como implementos metodolgicos ou ferramentais, tanto que aps o

perodo de aplicao, as propositivas passaram a ser usadas junto a outros professores do

Colgio Carmelo, bem como esto sendo tomadas como base para projetos externos instituio.

Um exemplo concreto foi a Expedio So Francisco, organizada pelo Programa

Cultivando gua Boa da Itaipu Binacional, objeto de estudo desta pesquisa; onde 16 alunos do

Colgio Carmelo, os mesmos que realizaram o estudo da Unidade Didtica, foram convidados a

replicar os seus conhecimentos metodolgicos de educomunicao em oito municpios da BP3.

Alm de ensinarem como produzir documentrios miditicos, realizaram um processo de coleta de

informaes e produziram centenas de documentrios em vdeo, fotos, textos e udios.

A expedio iniciou em Cascavel no dia trs de novembro de 2013 e terminou no dia

nove no municpio de Entre Rios do Oeste, percorrendo 200 quilmetros, sempre margeando o rio

So Francisco, a maior microbacia da bacia hidrogrfica Paran 3. Foram visitados oito

municpios com o envolvimento de mais de cinco mil pessoas.

4

2 REFLEXES CONCEITUAIS

A atualidade desafia a humanidade com elementos diferenciadores dos historicamente

constitudos em tempos passados, enquanto no ante