Crepop referencias alcool_e_drogas_final_10.01.13

Download Crepop referencias alcool_e_drogas_final_10.01.13

Post on 18-Nov-2014

212 views

Category:

Healthcare

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA CONSELHOS REGIONAIS DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERNCIA TCNICA EM PSICOLOGIA E POLTICAS PBLICAS DOCUMENTO DE REFERNCIAS TCNICAS PARA A ATUAO DE PSICLOGAS (OS) EM POLTICAS PBLICAS DE LCOOL E OUTRAS DROGAS Comisso de Elaborao do Documento Heloiza Helena Mendona Almeida Massanaro Isabela Saraiva de Queiroz Marcus Vinicius de Oliveira Silva Maria Aparecida Gimenez Maria Izabel Calil Stamato Rafael Mendona Dias Tcnica Regional Luciana Franco Braslia, dezembro/2013 1 Edio </li> <li> 2. 4 permitida a reproduo desta publicao, desde que sem alteraes e citada a fonte. Disponvel tambm em: www.cfp.org.br e em crepop.pol.org.br 1 edio 2013 Projeto Grfico Liberdade de Expresso Diagramao Liberdade de Expresso Reviso Liberdade de Expresso Coordenao Geral/ CFP Yvone Magalhes Duarte Coordenao de Comunicao Social Fernanda de Arajo Mendes Editorao Andr Almeida Equipe Tcnica do Crepop/CFP Monalisa Barros e Mrcia Mansur Saadallah /Conselheiras responsveis Natasha Ramos Reis da Fonseca/Coordenadora Tcnica Cibele de Oliveira e Joo Vinicius Marques /Assessores de Metodologia Klebiston Tchavo dos Reis Ferreira /Assistente Administrativo Equipe Tcnica/CRPs Renata Leporace Farret (CRP 01 DF), Thelma Torres (CRP 02 PE), Gisele Viei- ra Dourado O. Lopes e Glria Pimentel (CRP 03 BA), Luciana Franco de Assis e Leiliana Sousa (CRP04 MG), Beatriz Adura e Fernanda Haikal(CRP 05 RJ), Ana Gonzatto, Marcelo Bittar e Edson Ferreira e Eliane Costa (CRP 06 SP),Silvia Giugliani e Carolina dos Reis (CRP 07 RS),Carmem Miranda e Ana Ins Souza (CRP 08 PR), Marlene Barbaresco (CRP09 GO/TO), Letcia Maria S. Palheta (CRP 10 PA/AP), Renata Alves e Djanira Luiza Martins de Sousa (CRP11 CE/ PI/MA), Juliana Ried (CRP 12 SC), Katiska Arajo Duarte (CRP 13 PB), Mario Rosa e Keila de Oliveira (CRP14 MS), Eduardo Augusto de Almeida (CRP15 AL), Mariana Passos e Patrcia Mattos Caldeira Brant Littig (CRP16 ES), Ilana Lemos e Zilanda Pereira de Lima (CRP17 RN), Fabiana Tozi Vieira (CRP18 MT), Lidiane de Melo Drapala (CRP19 SE), Vanessa Miranda (CRP20 AM/RR/RO/AC) Referncias bibliogrficas conforme ABNT NBR Direitos para esta edio Conselho Federal de Psicologia: SAF/SUL Quadra 2,Bloco B, Edifcio Via Office, trreo, sala 104, 70070-600, Braslia-DF (61) 2109-0107 /E-mail: ascom@cfp.org.br /www.cfp.org.br Impresso no Brasil Dezembro de 2013 Catalogao na publicao Biblioteca Miguel Cervantes Fundao Biblioteca Nacional </li> <li> 3. 5Referncias Tcnicas para a Atuao de Psiclogas (os) em Polticas Pblicas de lcool e Outras Drogas Conselho Federal de Psicologia Referncias Tcnicas para a Atuao de Psiclogas/os em Polticas Pblicas de lcool e Outras Drogas/ Conselho Federal de Psicologia. - Braslia: CFP, 2013. 88p. ISBN: 978-85-89208-66-6 1. Psiclogos 2. Polticas Pblicas 3. Sade Mental 4. lcool e Drogas </li> <li> 4. 6 XV Plenrio Gesto 2011-2013 DIRETORIA Aluzio Lopes de Brito Presidente Humberto Cota Verona Presidente licenciado Monalisa Nascimento dos Santos Barros Tesoureira Deise Maria do Nascimento Secretria CONSELHEIRAS EFETIVAS Ana Luiza de Souza Castro Secretria Regio Sul Flvia Cristina Silveira Lemos Secretria Regio Norte Heloiza Helena Mendona A. Massanaro Secretria Regio Centro-Oeste Marilene Proena Rebello de Souza Secretria Regio Sudeste Clara Goldman Ribemboim Secretria Regio Nordeste CONSELHEIROS SUPLENTES Celso Francisco Tondin Henrique Jos Leal Ferreira Rodrigues Marilda Castelar Roseli Goffman Sandra Maria Francisco de Amorim Tnia Suely Azevedo Brasileiro PSICLOGAS CONVIDADAS Angela Maria Pires Caniato Mrcia Mansur Saadallah CONSELHEIRAS RESPONSVEIS: Mrcia Mansur Saadallah e Monalisa Nascimento dos Santos Barros. CRPS Wagner Gonalves Saltorato (CRP 01 DF), Las de Souza Monteiro (CRP 02 PE), Denise Viana Silva/ Verena Souza Souto (CRP 03 BA), Marcus Macedo da Silva (CRP04 MG), Analcia Martins de Sousa (CRP 05 RJ), Maria Ermnia Ciliberti (CRP 06 SP), Alexandra Ximendes (CRP 07 RS), Liliane Ocalxuk (CRP 08 PR), Wad- son Arantes Gama (CRP 09 GO), Maria Eunice Figueiredo Guedes (CRP 10 PA/ AP), Aluisio Ferreira de Lima (CRP 11 CE), Ana Maria Pereira Lopes Lopes (CRP 12 SC), Carla de Santana Brando Costa (CRP 13 PB), Zaira de Andrade Lopes (CRP14 MS), Laeuza Farias (CRP15 AL), Andrea dos Santos Nascimento/ Karina de Andrade Fonseca (CRP16 ES), Julianne de Souza Soares (CRP17 RN), Marisa Helena Alves (CRP18 MT) Andr Luiz Mandarino Borges (CRP19 SE), Selma de Jesus Cobra (CRP20 AM/RR/RO/AC), Palnia Andrade Arrais (CRP21PI), Jaque- line Lopes Teixeira (CRP22MA) e Jaqueline Medeiros Silva Calafate (CRP23 TO) </li> <li> 5. 7Referncias Tcnicas para a Atuao de Psiclogas (os) em Polticas Pblicas de lcool e Outras Drogas APRESENTAO O Conselho Federal de Psicologia (CFP) apresenta categoria e sociedade em geral o documento de Referncias Tcnicas para a Pr- tica de Psiclogas (os) em Polticas Pblicas de lcool e Outras Drogas, produzido a partir da metodologia do Centro de Referncia Tcnica em Psicologia e Polticas Pblicas (Crepop). Este documento busca construir referncias para a atuao da Psicologia na rea. As referncias construdas possibilitam a elaborao de parmetros compartilhados e legitimados pela participao crtica e reflexiva de psi- clogas (os). Elas refletem o processo de dilogo que os Conselhos vem construindo com a categoria, no sentido de se confirmar como instncia reguladora do exerccio profissional. Por meios cada vez mais democrticos, esse dilogo tem se pautado por uma poltica de reconhecimento mtuo entre os profissionais da Psi- cologia, assim como pela construo coletiva de uma plataforma profis- sional que seja tambm tica e poltica. A opo pela abordagem deste tema reflete o compromisso dos Con- selhos Federal e Regionais de Psicologia com a qualificao da atuao das (os) psiclogas (os) em todos os seus espaos de atuao. ALUZIO LOPES DE BRITO Presidente do Conselho Federal de Psicologia </li> <li> 6. 8 SUMRIO APRESENTAO................................................................................................7 O CENTRO DE REFERNCIA TCNICA EM PSICOLOGIA E POLTICAS PBLICAS CREPOP.....................................................................................10 Metodologia.......................................................................................................11 A Pesquisa Tcnicas para a Atuao de Psiclogas/os em Polticas P- blicas de lcool e Outras Drogas..................................................................12 Etapa Descritiva Questionrio online...........................................................13 Etapa Qualitativa Reunies Especficas (RE) e Grupos Fechados (GF)......15 As Referncias Tcnicas..................................................................................18 INTRODUO.................................................................................................19 A constituio do campo de cuidados relacionado ao uso de drogas no Brasil: valores, ideias e prticas..................................................................................19 EIXO 1: DIMENSO TICO-POLTICA DA ATUAO DA/O PSICLOGA/O NA POLTICA DE LCOOL E OUTRAS DROGAS.......................................26 Contextualizao sobre o uso de drogas no Brasil........................................ 26 Polticas Pblicas sobre lcool e outras drogas.............................................35 Reduo de Danos no Brasil........................................................................... 39 A RD e a defesa dos direitos........................................................................... 40 RD e Ateno Psicossocial.............................................................................. 42 EIXO 2: PSICOLOGIA E A POLTICA SOBRE LCOOL E OUTRAS DROGAS..............................................................................................................44 Centro de Ateno Psicossocial para lcool e Outras Drogas...................... 46 NASF e ESF - Princpios e Diretrizes Gerais.................................................... 48 Consultrio de Rua (CR).................................................................................. 49 CRAS e CREAS: a articulao com a Poltica de Assistncia Social..............51 </li> <li> 7. 9Referncias Tcnicas para a Atuao de Psiclogas (os) em Polticas Pblicas de lcool e Outras Drogas Atuao da (o) psicloga (o) na gesto dos servios..................................... 54 Sobre as Comunidades Teraputicas.............................................................55 EiXO 3: A ATUAO DOS PSICLOGOS...................................................58 A constituio do campo dos cuidados relacionados ao uso de Drogas no Brasil................................................................................................................ 58 A Clnica da abstinncia.................................................................................. 59 A Clnica do desejo...........................................................................................61 A Clnica psicossocial...................................................................................... 62 EIXO 4: DESAFIOS PARA UMA PRTICA PSICOLGICA EMANCIPA- DORA..............................................................................................................65 O uso das drogas: subjetividade e sofrimento psquico (igualdade, diversida- de, singularidade)............................................................................................ 68 Sade: uma viso integral e sistmica........................................................... 69 A construo de um novo lugar profissional: Interdisciplinaridade, Interseto- rialidade e Atuao em Rede.......................................................................... 72 Psicologia e Polticas Pblicas: compromisso com a liberdade e os direitos humanos...................................................................................................74 Qualificao profissional: graduao, formao permanente e superviso tcnica..............................................................................................................77 CONSIDERAES FINAIS............................................................................... 80 REFERNCIAS..................................................................................................81 </li> <li> 8. 10 O CENTRO DE REFERNCIA TCNICA EM PSICOLOGIA E POLTICAS PBLICAS CREPOP O Centro de Referncia Tcnica em Psicologia e Polticas Pbli- cas (Crepop) um projeto permanente do Sistema Conselhos de Psi- cologia que, dando continuidade ao projeto Banco Social de Servios em Psicologia1 , desde 2006, sistematiza e divulga informaes acer- ca da prtica profissional da(o) psicloga(o) nas polticas pblicas. O objetivo deste centro promover a ampliao e a qualificao da atuao profissional de psiclogas(os) que atuam na esfera pblica, ofe- recendo referncias para atuao profissional nesse campo, identificando oportunidades estratgicas de participao da psicologia nas polticas p- blicas e promovendo sua interlocuo com espaos de formulao, gesto e execuo em polticas pblicas. Trata-se, portanto, de uma estratgia de consolidao da presena da profisso nas polticas sociais brasileiras. Dessa forma, o objetivo central do Crepop se constituiu para garan- tir que esse compromisso social seja ampliado no aspecto da participa- o das (os) psiclogas (os) nas polticas pblicas. Contribuindo para a expanso da Psicologia na sociedade e para a promoo dos Direi- tos Humanos, bem como a sistematizao e disseminao do conheci- mento, oferecendo referncias para atuao profissional nesse campo. Cabe tambm ao CREPOP identificar oportunidades estratgi- cas de participao, alm de promover a interlocuo da Psicologia com espaos de formulao, gesto e execuo em polticas pblicas. 1 O Banco Social de Servios foi um projeto do Sistema Conselhos de Psicologia, lanado em maio de 2003 e executado at agosto de 2005, por meio do qual a Psicologia pode apre- sentar sociedade e ao Estado prticas profissionais pouco visveis na sociedade brasileira, participando em polticas que visavam melhorar as condies de vida em nosso pas, abrindo novos canais de negociao com o Estado sobre as demarcaes e possibilidades de atua- o da (o) psicloga (o) e contribuindo na formao de psiclogas (os) para atuao na rea social. O projeto foi desenvolvido com o estabelecimento de parceria com rgos pblicos - ministerios, secretarias executivas, Poder Judicirio - e a partir da dedicao voluntria de psiclogas (os), que escolhiam em qual dos projetos pretendiam trabalhar, assinavam um termo de adeso ao trabalho voluntrio e desenvolviam as intervenes nas instituies par- ceiras do Banco Social, seguindo orientaes e diretrizes do projeto no qual se inscreveram. </li> <li> 9. 11Referncias Tcnicas para a Atuao de Psiclogas (os) em Polticas Pblicas de lcool e Outras Drogas Metodologia Por meio da diretriz Investigao Permanente em Psicologia e Polti- cas Pblicas, o Crepop realiza pesquisas multicntricas que permitem investigar nacionalmente o fazer das(os) psiclogas(os) diante das espe- cificidades regionais e servem como subsdio para a produo de refe- rncias ao trabalho dessas(desses) profissionais nas polticas pblicas. O processo investigativo da Rede CREPOP implica na constru- o e atualizao de um banco de dados para comportar infor- maes referenciadas, inclusive geograficamente, sobre profis- sionais de Psicologia, legislaes, documentos, programas e en- tidades que desenvolvem aes no campo das Polticas Pblicas. Sua metodologia se divide em trs circuitos: o primeiro o levanta- mento de campo, com o objetivo de delimitar o campo de investigao; o segundo trata da investigao da prtica, com a aplicao, pelas uni- dades do Crepop nos Conselhos Regionais, dos instrumentos defini- dos para o campo a ser pesquisado; e, o terceiro, produo de refern- cia, que consiste na elaborao do documento de referncias tcnicas. Com o objetivo de fazer com que a elaborao do documento de refe- rncias seja um processo democrtico e transparente, o circuito produo de referncias prev a realizao de consulta pblica. Trata-se de uma modalidade de consulta criada e utilizada em vrias instncias, inclusive governamentais, com o objetivo de auxiliar na elaborao e coleta de opi- nies da sociedade sobre temas de importncia. Este sistema permite in- tensificar a articulao entre a representatividade e a...</li></ul>