cras instituição

Download Cras  instituição

Post on 07-Jul-2015

117 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. CRAS - InstitucionalO que o Centro de Referncia da Assistncia Social CRAS?O CRAS uma unidade pblica estatal descentralizada da poltica de assistncia social sendoresponsvel pela organizao e oferta dos servios socioassistenciais da Proteo Social Bsicado Sistema nico de Assistncia Social (SUAS) nas reas de vulnerabilidade e risco social dosmunicpios e DF.Qual (is) funo (es) do CRAS?Representa a principal estrutura fsica local para a proteo social bsica, desempenha papelcentral no territrio onde se localiza, possuindo a funo exclusiva da oferta pblica dotrabalho social com famlias por meio do servio de Proteo e Atendimento Integral a Famlias(PAIF) e gesto territorial da rede socioassistencial de proteo social bsica. (ver PAIF)Nesse sentido, destacam-se como principais funes do CRAS: Ofertar o servio PAIF e outros servios, programas e projetos socioassistenciais deproteo social bsica, para as famlias, seus membros e indivduos em situao devulnerabilidade social; Articular e fortalecer a rede de Proteo Social Bsica local; Prevenir as situaes de risco em seu territrio de abrangncia fortalecendo vnculosfamiliares e comunitrios e garantindo direitos.Onde instalar o CRAS?

2. A localizao do CRAS fator determinante para que ele viabilize, de forma descentralizada, oacesso aos direitos socioassistenciais. O CRAS deve ser instalado prioritariamente em locais demaior concentrao de famlias em situao de vulnerabilidade, com concentrao de famliascom renda per capita mensal de at salrio mnimo, com presena significativa de famlias eindivduos beneficirios dos programas de transferncias de renda, como o BPC - Benefcio dePrestao Continuada, Bolsa Famlia e outros, conforme indicadores definidos na NormaOperacional Bsica - NOBSUAS/2005. Cada municpio deve identificar o(s) territrio(s) devulnerabilidade social e nele(s) implantar um CRAS, a fim de aproximar os servios oferecidosaos usurios. Nos casos de municpios de Pequeno Porte I e II, o CRAS poder ser instalado emreas centrais, ou seja, reas de maior convergncia da populao. Nos casos de territrios de baixa densidade demogrfica, com espalhamento oudisperso populacional (reas rurais, comunidades indgenas, quilombolas, calhas de rios,assentamentos etc...) o CRAS dever instalar-se em local de melhor acesso para a populaoou poder realizar a cobertura dessas reas por meio de equipes volantes (ver equipesvolantes).Qual (is) providncia (s) deve ser observada (s) na implantao do CRAS? Elaborao de diagnsticos socioterritorial e identificao de necessidades deservios; Planejamento com outras instncias sociais a implantao da unidade; Implantao das condies fsicas, institucionais e materiais; Seleo, admisso e capacitao da equipe de referncia.Qual a condio indispensvel para o funcionamento do CRAS? 3. Todo CRAS em funcionamento ter de ofertar obrigatoriamente o servio PAIF. A existncia doCRAS est necessariamente vinculada ao funcionamento desse servio, cofinanciado ou nopelo Governo Federal. Reconhece-se, portanto, ser atribuio exclusiva do poder pblico, otrabalho social com famlias, sendo esta a identidade que deve ser expressa no espao fsico doCRAS. O CRAS que no oferta o servio PAIF, no poder ser identificado como CRAS. Noexisti CRAS sem PAIF.O CRAS pode ser utilizado para fins no vinculados ao seu funcionamento ou identidade?No. A existncia do CRAS est estritamente vinculada ao funcionamento do servio PAIF. E a partir do trabalho social com famlias no servio PAIF que se organizam os demais serviosreferenciados ao CRAS.Podem ser ofertados outros servios no CRAS?Outros servios, programas, benefcios e projetos de proteo social bsica podero serofertados no CRAS, conforme disponibilidade de espao fsico e de profissionais qualificadospara implement-los, e desde que no prejudiquem a oferta do PAIF, ou seja, as demaisatividades no podero prejudicar a execuo do PAIF e a ocupao dos espaos a eledestinados. Os demais servios, programas, projetos e aes de proteo bsica de senvolvidosno territrio de abrangncia do CRAS devem ser a ele referenciados. (Caderno de OrientaesTcnicas do CRAS).Obs. No se deve confundir a unidade do CRAS com toda a rede de Proteo Social Bsica, quepode ser formada por instituies pblicas ou privada.Qual o conceito de territrio de abrangncia do CRAS? o territrio delimitado a partir dos locais de residncia das famlias referenciadas aosequipamentos. Os territrios tm histrias e caractersticas diferenciadas. Por isso, importante reconhecer potencialidades e vulnerabilidades, bem como situaes de riscopresentes. O planejamento da(s) rea(s) de cobertura do CRAS, pelo gestor municipal, deextrema importncia, ou seja, preciso delimitar os bairros, as ruas que definam o territriode abrangncia do CRAS, bem como o nmero de famlias que ele referenciada. O nmero defamlias pode ser aproximado. Pode-se utilizar o Cadastro nico como instrumento nesteplanejamento. 4. O que famlias referenciadas? a unidade de medida de famlias que vivem nos territrios de abrangncia dos CRAS e queso elegveis ao atendimento ofertado pelo Centro.Qual a capacidade de referenciamento de um CRAS?Segundo a NOB/SUAS 2012, a capacidade de referenciamento de um CRAS est relacionada: Ao Nmero de famlias do territrio; estrutura fsica da unidade; e quantidade de profissionais que atuam na unidade.Qual a quantidade de famlias referenciadas a um CRAS?Os CRAS sero organizados conforme o nmero de famlias a ele referenciado, observando aseguinte diviso: At 2.500 famlias; De 2.501 a 3.500 famlias; De 3.501 a 5.00 famlias.Obs. Outras classificaes podero ser estabelecidas, pactuadas na Comisso IntergestoresTripartite (CIT) e deliberadas pelo Conselho Nacional de Assistncia Social (CNAS). 5. Qual a quantidade de CRAS por municpio?Os critrios de partilha de recursos propostos na NOBSUAS permitem atender, gradualmente,nos prximos anos, a todos os municpios na perspectiva da universalizao da Proteo SocialBsica.A NOBSUAS 2012 no prev quantidade mnima de CRAS por municpio. Todos os 5570municpios j receberam a oferta para o cofinanciamento federal do Piso Bsico Fixo (PBF). Osmunicpios que ainda no tm o cofinanciamento federal do PBF recusaram a oferta do servioem expanses passadas e/ou ainda no atingiram os requisitos mnimos para receberemrecurso federal. (Ver NOBSUAS 2012).Obs: O municpio pode manter com recursos prprios a quantidade de CRAS que considerarnecessrio.Qual a importncia do CRAS para a proteo social e para as famlias? por meio do CRAS que a proteo social da assistncia social se territorializa e se aproximada populao, reconhecendo a existncia das desigualdades sociais interurbanas e aimportncia da presena das polticas sociais para reduzir essas desigualdades. Previnesituaes de vulnerabilidade e risco social, bem como identificam e estimulam aspotencialidades locais, modificando a qualidade de vida das famlias que vivem naslocalidades.Ao estabelecer o PAIF como prioridade dentre os demais servios, programas e projetos daproteo social bsica, que tem como principal foco de ao o trabalho com famli as, bemcomo ao territorializar sua esfera de atuao, o CRAS assume como fatores identitrios doisgrandes pilares do SUAS: a matricialidade sociofamiliar e a territorializao.Qual deve ser o horrio de atendimento do CRAS? 6. O CRAS deve funcionar, no mnimo, por 40 horas semanais, 5 dias por semana, 8 horas por dia.Somente considerado que o CRAS est em funcionamento por 8 horas se houver a presenada equipe de referncia completa durante este perodo.O horrio de atendimento do CRAS pode ser flexvel?O horrio pode ser flexvel, permitindo que o equipamento funcione nos finais de semana ehorrios noturnos, desde que isso ocorra para possibilitar uma maior participao das famliase da comunidade nos programas, servios e projetos operacionalizados nessa unidade.O horrio de funcionamento do CRAS deve ser decidido em conjunto com as famliasreferenciadas, ser amplamente divulgado e manter regularidade. No recomendvel, porexemplo, um novo horrio de funcionamento em um curto perodo de tempo.O que equipe de referncia?Equipes de referncia so aquelas constitudas por servidores efetivos responsveis pelaorganizao e oferta de servios, programas, projetos e benefcios de proteo social bsica eespecial, levando-se em considerao o nmero de famlias e indivduos referenciados, o tipode atendimento e as aquisies que devem ser garantidas aos usurios.O que so as equipes de referncia da Proteo Social Bsica?So aquelas formadas por servidores efetivos, de nvel superior e nvel mdio, responsveispela organizao e oferta de servios, programas, projetos e benefcios de Proteo SocialBsica nos municpios.Qual a caracterizao da equipe de referncia do CRAS?A orientao que toda a equipe de referncia do CRAS seja composta por servidores pblicosefetivos de modo a garantir a continuidade, eficcia e efetividade dos programas, servios eprojetos ofertados pelo CRAS, diminuindo a rotatividade de profissionais e permitindo oprocesso de capacitao continuado dos mesmos. Recomenda-se tambm que a seleo dos 7. profissionais no concursados, deva ser realizada por um processo pblico e transparente,pautado na qualificao dos profissionais e no perfil requerido para o exerccio das funes daequipe de referncia do CRAS.Qual o perfil necessrio para as equipes de referncia do CRAS?A equipe de referncia do CRAS interdisciplinar e os perfis devem convergir de forma afavorecer o desenvolvimento das funes do CRAS. O trabalho social com famlias depende deum investimento e uma predisposio de profissionais de diferentes reas a trabalharemcoletivamente, com objetivo comum de apoiar e contribuir para a superao das situaes devulnerabilidade e fortalecer as potencialidades das famlias usurias dos servios ofertados noCRAS.Qual a composio da equipe de referncia do CRAS?Pequeno Porte IPequeno Porte IIMdio, Grande, Metrpole e Distrito Federalat 2.500 famlias referenciadasat 3.500 famlias referenciadasa cada 5.000 famlias referenciadas2 tcnicos de nvel superior, sendo 1 assistente social e o outro