cras - a melhoria da estrutura física para o aprimoramento ...· cras evidenciam a compreensão de

Download CRAS - A Melhoria da Estrutura Física para o Aprimoramento ...· CRAS evidenciam a compreensão de

Post on 11-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1CRAS - A Melhoria da Estrutura Fsica para o Aprimoramento dos Servios

    LIVRO CRAS - A MELHORIA DA ESTRUTURA_6-11-2009.indd 1 16/11/2009 16:36:41

  • Presidente da Repblica Luiz Incio Lula da Silva

    Vice-Presidente da RepblicaJos Alencar Gomes da Silva

    Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate Fome Patrus Ananias de Sousa

    Secretria Executiva Arlete Avelar Sampaio

    LIVRO CRAS - A MELHORIA DA ESTRUTURA_6-11-2009.indd 2 16/11/2009 16:36:42

  • 3CRAS - A Melhoria da Estrutura Fsica para o Aprimoramento dos Servios

    Apresentao

    O Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome - MDS reconhece a impor-tncia fundamental dos Centros de Referncia de Assistncia Social, os CRAS. Eles, seguramente, constituem a imagem mais representativa da rede de proteo e promo-o social que o Governo Federal vem implantando no Brasil. Dessa forma, o MDS vem desenvolvendo um esforo sistemtico de monitoramento visando sua expanso e seu aprimoramento contnuo.

    A consolidao dos CRAS no territrio nacional expressa a prioridade que se atribuiu s polticas sociais no Pas nos ltimos anos. Ao constituir-se como equipamento estatal, os CRAS evidenciam a compreenso de que a assistncia social um dever do Estado e, em contrapartida, um direito do cidado. Os equipamentos envolvem um nmero crescente de municpios brasileiros, cerca de 4 mil em 2009, o que enfatiza o carter republicano e federativo com que so conduzidos. A implantao desses equipamentos se deu em curto espao de tempo, de forma crescente, estruturada e levando em considerao a imensa diversidade brasileira e a necessidade de buscar respostas cultural e localmente adaptadas aos problemas objetivos das localidades.

    O CRAS o lugar da convergncia de diferentes aes e no se limita a um programa apenas. Ele integra o Programa de Ateno Integral Famlia, o PAIF, com o acompa-nhamento das famlias participantes do Programa Bolsa Famlia e dos beneficirios do Benefcio de Prestao Continuada, o BPC; e os servios de convivncia com programas de segurana alimentar e nutricional e, tambm, com outras polticas sociais. Devido justamente a isso, os CRAS atuam com mulheres, homens, crianas, jovens e idosos, reafirmando a importncia da famlia e da comunidade na construo da autonomia e da segurana individual.

    A presente publicao, que conta com a valorosa colaborao da Organizao das Na-es Unidas para a Educao, a Cincia e a Cultura, UNESCO, insere-se nesse trabalho. Com ela, oferecemos aos nossos parceiros, especialmente aos coordenadores e projetis-tas de CRAS pelo pas afora, recomendaes para a melhoria das suas estruturas fsicas e, consequentemente, dos servios neles executados. Dessa forma trabalhamos juntos para a promoo de um Pas mais justo e equnime.

    Patrus AnaniasMinistro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate Fome

    LIVRO CRAS - A MELHORIA DA ESTRUTURA_6-11-2009.indd 3 16/11/2009 16:36:42

  • Publicao patrocinada pela Organizao das Naes Unidas para a Educao, a Cincia e a Cultura no mbito do Projeto de Cooperao Internacional 914 BRA 3026 de Gesto da Poltica de Segurana

    Alimentar, Desenvolvimento Local e Combate Pobreza.

    Expediente: Esta uma publicao tcnica da Secretaria Nacional de Assistncia Social. Secretria Nacio-nal de Assistncia Social: Rosilene Cristina Rocha; Diretora do Departamento de Gesto do SUAS: Simone Aparecida Albuquerque; Diretora do Departamento de Proteo Social Bsica: Aid Canado Almeida; Diretora do Departamento de Proteo Social Especial: Margarete Cutrim Vieira; Diretora do Departamen-to de Benefcios Assistenciais: Maria Jos de Freitas; Diretor Executivo do Fundo Nacional de Assistncia Social: Fernando Antnio Brando.

    Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome

    Ficha TcnicaTiragem: 5.000 exemplaresImpresso: Grfica BrasilProjeto grfico e diagramao: Daniel TavaresAssessoramento Tcnico: Renato Francisco dos Santos Paula

    Novembro / 2009

    Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate FomeSecretaria Nacional de Assistncia Social - SNASW3 Norte - SEPN 515 Edifcio mega Bloco B70.770-502 Braslia DFhttp://www.mds.gov.br

    Dados Internacionais de Catalogao na PublicaoBiblioteca. Seo de Processos Tcnicos - TEM

    ISBN: 978-85-60700-32-5

    Castro, Flvio Jos Rodrigues de. CRAS: a melhoria da estrutura fsica para o aprimoramento dos servios: orientaes para gestores e projetistas municipais -- Braslia, DF: MDS, Secretaria Nacional de Assistncia Social, 2009.

    56 p. ; 28 cm.

    1. Assistncia social, Brasil. 2. Poltica social, Brasil. I. Ministrio do Desenvolvimento Sociale Combate Fome. II. Centro de Referncia da Assistncia Social.

    CDU 364(81)

    LIVRO CRAS - A MELHORIA DA ESTRUTURA_6-11-2009.indd 4 16/11/2009 16:36:42

  • 5CRAS - A Melhoria da Estrutura Fsica para o Aprimoramento dos Servios

    Sumrio

    Apresentao ........................................................................... 3

    Sumrio .................................................................................... 5

    Introduo ................................................................................ 7

    A PNAS e o espao fsico do CRAS ........................................... 10

    1. As principais diretrizes polticas esua influncia no espao fsico do CRAS ................................................................... 10

    2. Descentralizao: municipalizao,desconcentrao e regionalizao ........................................................................... 12

    3. Territrios e rede de servios ............................................................................... 14

    4. Algumas palavras sobre metodologia de trabalho ................................................ 16

    5. Padronizao ou flexibilizao ............................................................................. 17

    5.1. Constataes dos Estudos de Campo ............................................................................................ 17

    5.2. Aprendendo com o SUS ................................................................................................................ 18

    6. Planejamento ...................................................................................................... 21

    Construindo novos CRAS ........................................................ 25

    7. Localizao ....................................................................................... 25

    8. Tipologia, aspectos culturais e ambientais e carter pblico ............. 26

    9. Roteiro para programao de servios e de espaos .......................... 26

    10. Detalhamento do programa mnimo para o PAIF ............................. 29

    10.1. Recepo ................................................................................................................................... 30

    LIVRO CRAS - A MELHORIA DA ESTRUTURA_6-11-2009.indd 5 16/11/2009 16:36:42

  • 6CRAS - A Melhoria da Estrutura Fsica para o Aprimoramento dos Servios

    10.2. Sala de Atendimento .................................................................................................................. 31

    10.3. Sala Multiuso ............................................................................................................................. 32

    10.4. Sala de Coordenao ................................................................................................................. 34

    10.5. Almoxarifado ............................................................................................................................. 35

    10.6. Instalaes Sanitrias ................................................................................................................ 36

    10.7. Copa .......................................................................................................................................... 37

    11. CRAS-PAIF e CRAS-Multiservios ..................................................... 37

    12. Rede territorial de equipamentos e compartilhamento ................... 38

    13. Acessibilidade ................................................................................. 39

    Adaptando velhos imveis para novos CRAS ........................... 41

    14. Aquisio, locao ou cesso? ......................................................... 41

    15. Critrios de seleo ......................................................................... 41

    Concluso ............................................................................... 51

    Bibliografia ............................................................................. 53

    LIVRO CRAS - A MELHORIA DA ESTRUTURA_6-11-2009.indd 6 16/11/2009 16:36:42

  • 7CRAS - A Melhoria da Estrutura Fsica para o Aprimoramento dos Servios

    Introduo

    De que maneira a estrutura fsica do CRAS pode favorecer a qualificao da prestao de seus servios socioassistenciais? Esta a pergunta central que se pretende respon-der neste guia.

    De antemo, faz-se um esclarecimento: embora o foco aqui seja a estrutura fsica, emnenhum momento lhe atribudo valor absoluto. Entende-se que ela um insumo da poltica de assistncia social e como tal abordada. Nesses termos, o parmetro de avaliao no se ela adequada ou no por si mesma, mas se ela o ou no para que essa poltica pblica alcance seus objetivos finalsticos: prover servios para famlias, indivduos ou grupos que deles necessitem; contribuir com a incluso e a equidade dos usurios e grupos especficos, ampliando o acesso aos bens e servios socioassisten-ciais, em rea urbana e rural; e assegurar que as aes no mbito da assistncia social tenham centralidade na famlia e que garantam a convivncia familiar e comunitria. Nesse sentido, desprezam-se aqui eventuais si