correio rural 05 de junho

Click here to load reader

Post on 22-Jul-2016

232 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Correio Rural 05 de Junho

TRANSCRIPT

  • FUNDADO EM 25 DE NOVEMBRO DE 1912 | ANO 103 | NMERO 5.241 | 05 DE jUNhO DE 2015 | R$ 1,00

    www.correiorural.com.br

    H 102 anos o seu jornal de Viamo

    Semana para refletir, conhecer

    e preservarPgina 3

    NOVO ENDEREO Av. Sen. Salgado Filho, 9908 Pda. 57

    Fone 3054.0504 - Em frente ao Cabritos

    LAVA SECA PASSAEspecializados em: edredons - tapetes

    Quatro homens e um segredo

    Pgina 3

    MEIO AMBIENTE SOLIDARIEDADE

    Hora de limpar o armrio

    Pgina 6

  • 05 de JUNHO de 2015WWW.CORReIORURAL.COM.BR2

    Hoje, cuidar do meio ambiente um fator determinante de como o mundo ser amanh. Em vista do que, o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, uma data importante para valorizar boas aes realizadas para conscientizar e alastrar os ideais de vida sustentvel.

    Viamo rico em areia e saibro e no por acaso que diversas empresas mineradoras aqui esto instaladas para a extrao destas riquezas naturais. Para isso, trabalham os governantes viamonenses, no sentido de regula-mentar esta atividade, no intuito de trazer divisas para o municpio e, tam-bm, para precaverem-se de uma que-bra danosa no meio ambiente, assim como, evitar desconfortos judiciais por extrao ilcita como j houve alguns anos atrs.

    muito importante que as mi-neradoras tenham projetos voltados ao meio ambiente, pois o momento ambivalente na busca do lucrativo trabalho aliado promoo e desen-volvimento do municpio. Querem os dirigentes pblicos locais achar uma legislao que contemple essa ao empresarial e que disso surja frutos para o municpio. Porm, e principal-mente, sem agredir a natureza.

    Um exemplo a recomposio das matas ciliares, de suma importncia para o meio ambiente, tendo em vista o importante papel que desempenham na proteo dos mananciais hdricos, auxiliando no equilbrio trmico, con-tendo escoamento sub-superficial e o carreamento de nutrientes do solo, bem como estabilizando as encostas e evitando, assim, assoreamentos. Alm disso, as matas ciliares constituem re-manescentes florestais e servem como habitat, abrigo e corredor ecolgico para diversas espcies da fauna nativa.

    Neste momento, mais do que lucros, mais do que produtividade, governos e mineradores devem se preocupar com a recomposio da ve-getao nos mananciais para o bem de toda a populao.

    EDITORIAL

    O meio ambiente

    EXPEDIENTE

    CORREIO RURAL uma publicao da MV Santos Editora Ltda.

    CNPJ 15308385/0001-26.

    Rua Marechal Deodoro, 274- Centro - Viamo - RS - Fone (51) 3485.1313 -

    CEP 94410-000

    jornal@correiorural.com.br www.correiorural.com.br

    Diretor e Editor MILTON ZANI DOS SANTOS Jornalista Reg. MTb n 4506

    milton.santos@correiorural.com.br

    Circulao: Semanal Tiragem: 3.000 exemplares

    Editorao: MV Santos Editora Impresso: Grupo RBS

    O Jornal no se responsabiliza por conceitos emitidos em matrias assinadas.

    Detalhes As crnicas do cotidiano e as informaes de bastidoresPOR MILTON SANTOS

    Incompetncia ou safadezaEstava assistindo a noticirio de TV, na semana passada, e

    o apresentador chamou os reprteres que estavam fazendo a cobertura da falta dgua em Aracaju, Sergipe. Mas a reportagem estendeu-se para outras cidades daquele estado, sobre o mesmo assunto, quando foi mostrado um parque de captao de gua, construdo h vrios anos, e que no est em funcionamento. Est sendo depredado e canos condutores da gua e os fios da eletricidade para mover as mquinas acabaram roubados. Foram gastos alguns milhares de reais... para nada.

    Em outra cidade foi levantado um reservatrio que nunca foi usado e est enferrujando. O governo que assumiu no concluiu o servio que se resumia apenas na instalao de uma bomba de impulso. Mas, indignado, o prefeito do municpio conseguiu verba e mandou construir outro reservatrio ao lado do desprezado. Os governos federal e estadual embargaram a obra considerando-a desnecessria e condenaram o prefeito a retornar aos cofres pblicos o valor gasto com o primeiro reservatrio. E a populao?... Continua sem ver a gua nas torneiras.

    Eu no sei onde enquadrar estes tipos de absurdos que, alis, existem aos montes espalhados pelo Brasil inteiro. irresponsabilidade, ou incompetncia, ou safadeza, ou gatunagem... Pois isso acontece porque pessoas incompetentes ou mal-intencionadas assumem cargos para os quais foram convidadas por mera oportunidade poltica. Ocupam posies em autarquias, em rgos governamentais, sem conhecerem o servio que tero que desempenhar, mas sabendo que vai render... Em todos os nveis de governo no Brasil h estas barbaridades.

    Alis, me veio lembrana que l em 2010, ou 2011, as ruas de Viamo foram esburacadas para receber os canos (amarelos) da rede de esgotamento sanitrio, cuja estao de tratamento seria em Alvorada. Funcionamento do sistema?... At agora, necas de pitibiribas!

    ComunicadoAs Agncias FGTAS/SINE (inclusive a de Viamo) no realizaro

    intermediao de mo de obra e encaminhamento de seguro-desemprego nesta sexta-feira, dia 5 de junho. A medida deve-se manuteno preventiva do Portal Mais Emprego e foi determinada pelo Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE).

    De ParisAbro o e-mail e vem a seguinte mensagem: Alexandre de Paris lana coleo de pinces com fragmentos de prola.De cara imaginei que o nosso conhecido amigo advogado Alexandre Ortiz de Paris, ex-presidente do Clube dos Casados, havia dado um salto mundial rumo s joias nobres. Mas lendo com calma o texto, era apenas um release da sofisticada e glamourosa casa de negcios da socialit francesa. Texto: Famosa por criar acessrios considerados joias para os cabelos, a Alexandre de Paris inova mais uma vez e traz direto da Frana uma nova coleo de pinces furta cor, que trazem um indito acabamento na pintura com fragmentos de prola, resultando em peas pra l de luxuosas...

    EleitoralFoi empossada, esta semana, no cargo de vice-presidente, corregedora e ouvidora do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, a desembargadora Liselena Schifino Robles Ribeiro. Filha do dr. Carlos Mennet Robles, j falecido, Liselena residiu em nossa cidade durante adolescncia e juventude quando desenvolveu, com sua famlia, vrias atividades na comunidade.

    OMASKARA

    Que enrolaoO ano legislativo comeou l em fevereiro. Estamos em ju-

    nho. Sabem quantos projetos os nossos bem pagos vereado-

    res votaram neste perodo? DOIS! Sim, apenas dois.

    A sesso da Cmara desta tera-feira foi mais uma prova

    desta enrolao. Primeiro inventaram uma Comisso Especial

    do Cdigo de Posturas, para faturar em cima do trabalho dos

    tcnicos da PMV e das entidades civis, que trabalharam muito

    para atualizar esta lei da dcada de 90.

    A Comisso concluiu o relatrio e entregou. Qual a descul-

    pa pra no votar?

    Passos de tartarugaOs vereadores tm todo o direito e o dever de discutir as

    legislaes, fazer audincias, etc. Mas a cidade no pode ficar esperando as belezuras pararem de fazer poltica.

    Exemplo prtico: a maioria dos cidados pede para que se

    aplique multa para quem coloca lixo na rua. A lei que estabe-

    lece essa penalidade est na Cmara, desde fevereiro!

    ImperdvelEu tenho inveja do colega colunista Pano. Ele escreve nes-

    te edio sobre poltica internacional. A coisa t pegando fogo

    em Cabul! Um dia eu chego l...

    Ningum v o seu rosto,mas ele est em todos os lugares

    Rapidinhas 1 Tem partido que briga com ex-prefeito, joga tradio no

    lixo, promove factoides nas rede social. Ah, os intersses.

    Tem outro que escanteia ex-prefeito, tem mais correntes que os oceanos Atlntico e Pacfico juntos, todas elas se matando pelo restinho de poder que ainda tem, mas no

    perdem a pose.

    Tem outro que se faz de puro e inocente, mas deve abrir mo de lanar o melhor candidato a prefeito da histria de

    Viamo (segundo eles) para garantir uma msera cadeira

    na Cmara.

    Tem aquele que o rebelde est querendo enfrentar as tor-res gmeas. Ser que ele tem o tiro certeiro?

    E tem aquele, do 002. Mas qual mesmo o do 002?

    Rapidinhas 2 Parece que agora vai andar a poltica de animais da Pre-

    feitura. O abnegado coordenador ngelo est empolga-

    do, e at o nibus adaptado para os amigos de quatro

    patas estava na praa essa semana. Naimara Scarpetti

    deve estar feliz.

    O presidente da OAB Viamo, Dr. Nilson Pinto, fez um discurso veemente no jantar do Masterplan semana pas-

    sada, conclamando os vereadores a destrancar a pauta.

    Parece que no adiantou muito. Acho que o Dr. Nilson vai

    ter que repetir o discurso at eles entenderem.

    Alis, sobre o novo prdio da Prefeitura. O que falam e escrevem de bobagem no mole. Quando eles se derem

    conta...

    Notcias atualizadas

    diariamente em www.correiorural.

    com.br

  • 05 de JUNHO de 2015WWW.CORReIORURAL.COM.BR 3

    Quatro homens e um segredo

    Guardei este ttulo para contar as faanhas que Haroldo Franco, Flvio Poxoxa, Marcelo Zilli e Roberto Carlos Bueno protagonizaram durante a recente viagem de frias a Portugal. Mas eles so muitssimo bem-com-portados e no consegui uma estria cabeluda para justificar o tal ttulo. Em funo disso vou contar uma estria que se passa na cidade de Cabul, no Afeganisto.

    Em Cabul ano pr-eleitoral e o atual prefeito Donatto faz um timo governo, muito bem avaliado e so grandes as suas chances de recon-duo ao cargo. O problema o cargo de vice-prefeito para sua chapa. O atual vice est sem partido e dever concorrer vereana em Cabul. A in-dicao do vice do partido da eminncia parda Larico que quer empla-car seu pupilo Jairo Palafita, do alto escalo governamental, nome este que o prefeito cabuense. Donatto. veta por-que sabe que Palafita no tem cem votos. A preferncia de Donatto pelo correligionrio de Larico,