correias gates

Download Correias Gates

Post on 03-Aug-2015

433 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Correias Agrcolas GatesCatlogo de Correias Agrcolas Ppara Colheitadeiras e Tratores para pparaPeas Originais Alta Performance 100% Nacional

2006

HISTRICOa de Mangueiras e T erm Fbric ina is

Fb ric

a de

res ado sion Correias e Ten

Em 1973, no bairro do Pari em So Paulo, Capital, a Gates iniciou suas atividades no Brasil. Nascia como subsidiria da The Gates Company. A princpio fabricava correias de transmisso de fora. Em 1976 foi produzida no Brasil a primeira correia Power Band. A fbrica de Mangueiras, em Jacare - SP foi inaugurada em 1977. No ano de 1986, com a aquisio da Uniroyal em todo o mundo, cresceu a participao da Gates no mercado nacional de correias sincronizadoras, atendendo s necessidades automotivas e industriais do pas. Em 1990 foi lanada a linha de correias agrcolas e em 1999 inaugurada a clula de tensionadores. 2001 foi o ano da instalao da clula Micro V em Jacare: um investimento de 4 milhes de dlares. Nestes 30 anos de histria, empresas foram adquiridas e integradas Companhia que hoje composta pelo escritrio central, no Itaim Bibi SP e duas fbricas em Jacare - SP, fabricantes de correias Micro V e tensionadores, correias V e mangueiras e conjuntos montados. Esta histria porm comeou h vrias dcadas, em 1911, quando o Sr. Charles Gates comprou uma pequena fbrica de pneus, nos Estados Unidos. A expanso e desenvolvimento foi ponteada por diversas aquisies de fbricas nos Estados Unidos, Canad, Mxico, Brasil, Europa e sia. A matriz permanece em Denver, Colorado (USA) desde a sua fundao em 1911. A famlia Gates se retirou da Companhia 85 anos aps a fundao, deixando um patrimnio composto por 48 fbricas em 15 pases, com cerca de 14.000 funcionrios. Ao longo destes anos seus compromissos foram apenas aprimorados, permanecendo a prioridade de desenvolver produtos de alta tecnologia e qualidade e, principalmente, foco em seus clientes.

O NOME MAIS CONFIVEL DO MUNDO EM CORREIAS E MANGUEIRAS

Escritrio Central

2

Catlogo de Correias AgrcolasINDEXEspao para Anotaes Manuteno Preventiva Problemas, Causas e Solues Construo de correias em V Construo de correias micro V (Tratores) 08, 25, 28, 37, 50 04 05 06 07 09 10 a 16 17 18 a 24 26 e 27

Massey FergunsonAplicao, Esquema - IDEAL Aplicao, Esquema - Maxion MX90 Turbo Aplicao, Esquema - MF Correlao Montador / Reposio

CNHAplicao, Esquema CASE Aplicao, Esquema NH Correlao Montador / Reposio

29 30 31 a 36 38

John DeereAplicao, Esquema John Deere Aplicao, Esquema SLC Correlao Montador / Reposio

39 40 a 45 46 a 48 49

Mquinas AntigasAplicao, Esquema SM Correlao Montador / Reposio Aplicaes Diversas Correlao Montador / Reposio

51 52 a 54 55 56 e 57 58 59 60 61 62 63 64 64 65 e 66

TratoresMassey Fergunson, Agrale Agrale, Caterpillar, CASE, CBT CBT, Deutz, Fendt, Ford John Deere, New Holland Santa Matilde, Valtra (Valmet), Yanmar Abreviaes Correlao Montador / Reposio

3

Catlogo Correias Agrcolas

MANUTENO PREVENTIVA1. CORREIAS AGRCOLASAs correias agrcolas trabalham sob a mais severas condies como sol, chuva, leo, graxa, etc. comum tambm o uso de polias esticadoras que impe um grande esforo adicional de deformao e de temperaturas altas. Alm disto,esto sempre sujeitas a poeira, cascalho e outros corpos que se interpem entre a polia e a correia. Pelos motivos expostos acima, use somente correias contrudas para este fim, as agrcolas, que possuem formulao especial, mais robustas e reforadas, compostas de materiais nobres como o aramida e o poliester para os cordonis (elementos de trao), sendo mais flexveis e resistentes que o prprio ao. - O tensionamento. Na impossibilidade de uso de uma ferramenta de aplicao prtica, use seu bom senso (use seus olhos e ouvidos para detectar se a correia patina quando em funcionamento, aplicando-se uma fora no vo da transmisso para verificar se est frouxa ou tensa demais).t

O melhor tensionamento aquele ponto em que a transmisso est com o menor tensionamento sem a correia patinar. Uma transmisso pouco tensionada provoca desgaste e superaquecimento pelo atrito. Quando supertensionada, poder comprometer os eixos, mancais e rolamentos pela fadiga prematura.

Agrcolas Variadoras

Lado tenso

Muito FrouxaLado Bambo

Muito Apertada

Em funcionamento

A substituio de correias sempre deve ser feita sem o uso de ferramentas que entrem em contato com a correia ou com a polia. Assim procedendo, voc preservar a vida dos cordonis e manter as polias intactas.

Agrcola

Agrcola Duplo V Banda

No!

Sim!

Reforo da Banda Membros tensores cordonis Material de SOLTE OS ESTICADORES NO FORCE borracha abaixo Obs.: Nunca use spray ou qualquer outro produto destinado a aumentar a dos cordonis aderncia da correia. Estes produtos atacam a borracha causando a sua deteriorao. Envelope Agregam poeira e desgastam as polias. Proteo

Agrcola Power Band

rea de contato

rea de Ventilao

2. TRANSMISSOAntes de acionar a sua mquina verifique: - As transmisses devero trabalhar livres de atritos com peas estranhas (isto poder causar cortes no envelope protetor de correia). - Polias desalinhadas provocam desgaste excessivo e ocasionam a virada da correia na polia. As polias variadoras de velocidade no devero ter um desalinhamento

3. OPERAO Deve-se evitar ao mximo os trancos (cargas de choque) na mquina, bem como partidas sem motor de arranque, desembuchamentos, etc. Assim, voc evitar a ruptura prematura das correias. No se esquea que a correia atua como fusvel (proteo), rompe-se antes de comprometer outros componentes (eixos, mancais e rolamentos). O manual do proprietrio dever ser lido com ateno, pois ele traz todos os cuidados a serem tomados com a sua mquina. Sempre siga as instrues do manual. 4. NA ENTRE-SAFRA A colhetadeira dever ficar sempre estacionada em local fresco e coberto ( sombra), devendo ser lavada aps o uso apenas com jato dgua. O uso de derivados de petrleo e outros produtos qumicos diminue a vida til de seus componentes. O sol, a luz, o petrleo, as tintas e solventes so inimigos naturais dos produtos de borracha. No se deve pulverizar com leo queimado aps a lavagem. Se possvel afrouxe as correias. 5. ARMAZENAMENTO As correias para reposio devem ser armazenadas em local fresco sombra, livres de dobraduras (vincos) ou sob pesos. CERTIFICADO DE GARANTIA As correias agrcolas Gates tem garantia total contra defeitos de fabricao. importante que qualquer anormalidade ou reclamao seja acompanhada da ficha de ocorrncia, com descrio detalhada do ocorrido. Solicite ao seu revendedor a sua ficha de controle de garantia, quando da

Rgua de ao

Verifique o desalinhamento paralelo entre a rgua e a polia.

Verifique o desalinhamento angular entre a rgua e a polia.

Rgua de ao

Virada da correia na polia

- Verificar periodicamente os canais. Se as polias estiverem desgastadas, efetue sua substituio (a borracha tambm um agente de desgaste de metal).

4

Catlogo Correias Agrcolas

PROBLEMAS, CAUSAS E SOLUESPROBLEMA: Correia que vira na PoliaCausa Material estranho nos canais. Desalinhamento. Canais da polia gastos. Cordonel rompido devido a instalao imprpria. Polia esticadora alinhada incorretamente. Soluo Remova o material e proteja a transmisso. Realinhe a transmisso. Substitua a polia. Substitua por correias novas e adequadamente instaladas. Alinhe o esticador, checando o alinhamento com a transmisso

PROBLEMA: Rachaduras na base da correiaCausa Correia patina causando gerao de calor e fadiga gradual do material. Esticador instalado no lado errado da correia. Dimetro da polia pequeno demais. Armazenagem imprpria. Soluo Instale nova correia e tensione para prevenir a patinagem. Faa a correo necessria. Instale nova polia de maior dimetro. A armazenagem das correias deve ser em local seco, longe de calor e luz

PROBLEMA: Correia que se parte em duasCausa Carga de choque excessiva. Correias desprende-se da transmisso. Soluo Remova a causa do excesso da carga de choque. Inspecione o alinhamento da transmisso; material estranho. Assegure tensionamento e alinhamento adequados

PROBLEMA: Separao entre Capa e PerfisCausa Polias gastas. Soluo Verifique se os canais das polias esto fora do padro e substitua por polias de canais standard.

PROBLEMA: Um dos perfis da correia Girando por fora do canal da poliaCausa Possvel desalinhamento, falta de tenso ou objeto estranho forou a correia para fora dos canais da polia. Soluo Alinhe a transmisso adequadamente, retensione e remova qualquer interferncia de objetos estranhos.

PROBLEMA: Desgaste excessivo nos cantos e na superfcieCausa Frio da correia em obstruo. Soluo Remova a obstruo e alinhe a transmisso, para dar a necessria folga.

PROBLEMA: Uma das correias separa-se da capaCausa A correia salta de canais, forando um dos perfis da correia a ficar do lado de fora da polia. Desalinhamento, tenso imprpria ou objeto estanho golpeiam a correia e foramSoluo Substitua a PowerBand e assente-se apropriadamente em canais alinhados. Tensione adequadamente.

PROBLEMA: Desgaste das paredes LateraisCausa Patinagem constante. Desalinamento. Polias gastas. Correia errada. Soluo Retensione a transmisso at que a correia pare de patinar. Realinhe as polias. Substitua por polias novas. Substitua por uma nova correia.

PROBLEMA: Bases laterais queimadasCausa A correia patina sob carga inicial ou de instalao. Soluo Substitua a correia e aperte a transmisso at que a patinagem pare. Substitua as polias.

PROBLEMA: Todas as correias separam-se da capa PowerbandCausa Canais excessivamente gastos com aprofundamento das sesses nos canais das polias fora de padro. Soluo Manuteno adequada da transmisso e instalao da correia. Ajuste as protees. Substitua as pol

Recommended

View more >