controle alternativo - ainfo. ?· diferenças entre pragas e doenças as pragas são,...

Download Controle alternativo - ainfo. ?· Diferenças entre pragas e doenças As pragas são, principalmente,…

Post on 12-Jan-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Controle alternativo das doenas dos Citros

Hermes Peixoto Santos FilhoAntnio Alberto Rocha Oliveira

Fernando Haddad

EmbrapaBraslia, DF

2016

Empresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaEmbrapa Mandioca e Fruticultura

Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento

Controle alternativo das doenas dos Citros

Hermes Peixoto Santos FilhoAntnio Alberto Rocha Oliveira

Fernando Haddad

Embrapa 2016

Exemplares desta publicao podem ser adquiridos na:

Embrapa Mandioca e FruticulturaRua Embrapa - s/n, Caixa Postal 00744380-000, Cruz das Almas, BaFone: (75) 3312-8048Fax: (75) 3312-8097www.embrapa.brwww.embrapa.br/fale-conosco/sac

Unidade responsvel pelo contedo e edio Embrapa Mandioca e Fruticultura

Comit de publicaes da Embrapa Mandioca e FruticulturaPresidente: Aldo Vilar TrindadeSecretria-executiva: Lucidalva Ribeiro Gonalves PinheiroMembro: urea Fabiana Apolinrio de Albuquerque Cludia Fortes Ferreira Harllen Sandro Alves Silva

Herminio Souza Rocha Jacqueline Camolese de AraujoMarcio Eduardo Canto Pereira Tullio Raphael Pereira Pdua La ngela Assis Cunha

Reviso de texto: Adriana Villar Tullio Marinho Normalizao bibliogrfica: Lucidalva Ribeiro Gonalves Pinheiro Projeto grfico: Anapaula Rosrio LopesEditorao eletrnica: Anapaula Rosrio Lopes e Victor Pereira BritoFoto da 1 capa: Nilton Fritzons SanchesFoto da 4 capa: Cludio Luiz Leone Azevedo

1a edioVerso online (2016)

Todos os direitos reservados A reproduo no autorizada desta publicao, no todo ou em

parte, constitui violao dos direitos autorais (Lei no 9.610).Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)

Embrapa Mandioca e FruticulturaSantos Filho, Hermes Peixoto.

Controle alternativo das doenas dos citros / Hermes Peixoto Santos Filho, Antnio Alberto Rocha Oliveira, Fernando Haddad. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura BA, 2016.

44 f. il. ; 9,50 cm x 13,0 cm.

1. Fruta ctrica. 2. Doena de planta. I. Oliveira, Antnio Alberto Rocha. II. Haddad, Fernando. III. Ttulo.

CDD: 634.304

AutoresHermes Peixoto Santos FilhoEngenheiro-agrnomo, mestre em Microbiologia Agrcola, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Cruz das Almas, BA, Brasil.

Antnio Alberto Rocha OliveiraEngenheiro-agrnomo, doutor em Biologia Pura e Aplicada, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Cruz das Almas, BA, Brasil.

Fernando HaddadEngenheiro-agrnomo, doutor em Fitopatologia, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Cruz das Almas, BA, Brasil.

Sumrio Introduo....................................................................07

O que citros?..............................................................09

Diferenas entre pragas e doenas ............................09

Manejo Fitossanitrio de doenas (controle alternativo) ................................................. 10

Monitoramento (visitar as plantas) O que monitoramento? ........................................... 11

Principais doenas dos citros .................................... 13

Clorose Variegada dos citros (CVC) ...................................13Podrido Floral (Estrelinha) ................................................. 15Mancha-preta ........................................................................... 18Melanose ....................................................................................20Gomose ......................................................................................22Mancha-marrom de alternaria ...........................................26Mancha-de-graxa ....................................................................28Feltro ou Camura ...................................................................30Fumagina ...................................................................................32

Medidas de controle ................................................... 34

Produtos de fabricaocaseira para controle de doenas .............................. 35

Calda bordalesa a 1%.............................................................35Preparo da calda bordalesa .................................................38Pasta bordalesa ........................................................................39Calda viosa ..............................................................................40Calda sulfoclcica ....................................................................41

Referncia ................................................................... 44

Controle alternativo das doenas dos Citros 7IntroduoEsta cartilha faz parte da entrega de resulta-

do vinculado ao projeto QUINTAL_SAN Plano de Ao Fitossanidade 06.11.01.007.00.05 que tem por objetivo servir como guia prtico para agricultores familiares visando o reconheci-mento das principais doenas dos citros no territrio do Recncavo Baiano assim como algumas indicaes de controle cultural ou utilizando produtos alternativos em substitui-o aos agroqumicos. Esta cartilha apresenta--se numa linguagem de fcil entendimento e aborda os problemas com praticidade, mas em caso de dvidas o agricultor deve procu-rar um especialista. muito importante que o controle se d no momento em que o ataque realmente justifica a sua aplicao porque as reas agrcolas, normalmente utilizadas pelos principais usurios desta cartilha, so diversifi-cadas e, portanto, ecologicamente mais equi-libradas, o que proporciona maior presena de inimigos naturais que podem ser mortos juntamente com o controle da doena.

8Caso haja a necessidade de uma interveno de controle qumico deve-se utilizar produtos com menor efeito sobre inimigos naturais. Na escolha deste tipo de controle faz-lo com base em monitoramento do pomar e esco-lher produtos seletivos aos inimigos naturais. Recomenda-se o uso de equipamentos de pro-teo individual (EPI) como capa, luva, msca-ra apropriada e, cuidado com o manuseio de produtos. Desta maneira o agricultor protege a sua sade, de sua famlia, dos consumidores, dos animais e preserva a natureza. Uma planta bem nutrida e sadia torna-se mais resistente ao ataque de doenas.

Controle alternativo das doenas dos Citros 9O que Citros?A palavra Citros serve para dar um nome

comum para plantas que tm caractersticas semelhantes como as laranjeiras, os limoeiros, as tangerineiras, as limeiras cidas e doces, os pomeleiros, as cidras entre outras e por isso so tambm denominadas como plantas ctricas.

Todas essas plantas so atacadas por diversas doenas que causam muitos pre-juzos para a sua lavoura. Nesta cartilha so apresentadas as principais doenas dos citros, como reconhec-las no campo e alguns m-todos alternativos de controle, sem usar pro-dutos qumicos comerciais.

Diferenas entre pragas e doenas As pragas so, principalmente, as lagartas,

besouros, moscas, pulges, caros, cochoni-lhas, formigas, caramujos, que so normal-mente visveis. As doenas diferem das pra-gas porque elas so causadas por micrbios,

10muito menores que uma lagarta ou uma for-miga e que no podem ser vistos sem a ajuda de um aparelho de aumento, chamado mi-croscpio. Mas a doena pode ser visvel pe-los sintomas que provocam nas plantas como manchas, murchas, podrides, ou outros que destroem partes da planta ou a planta toda. As doenas podem ser transmitidas pelas pra-gas, pelo ar, pelo solo, pela gua ou at mes-mo pelo prprio homem, pois elas so leva-das nas roupas e nas mos e de uma planta doente passa para outra sadia.

Manejo Fitossanitrio das doenas (controle alternativo)Para impedir que essas doenas causem

prejuzo para a sua lavoura o agricultor pode usar mtodos culturais como podar as partes doentes, retirar folhas e frutos atacados, modificar o ambiente em que as plantas esto, por exemplo, diminuindo o excesso de sombra, manejando a quantidade de gua de rega, no plantando uma planta sadia

Controle alternativo das doenas dos Citros 11na mesma cova onde as plantas adoeceram no cultivo anterior, no usando mudas nem sementes de locais onde existiram plantas doentes e, por fim, quando necessrio usando o controle qumico, dando preferncia aos produtos alternativos, alguns deles relacionados no final desta cartilha. Para que estas medidas funcionem bem necessrio que o agricultor faa o monitoramento do seu pomar.

Monitoramento (visitar as plantas)O que monitoramento?Monitoramento nada mais que visitar as

plantas de vez em quando, para verificar se elas esto sendo atacadas por alguma doen-a, observando o aparecimento dos sintomas (mostrados nas figuras desta cartilha), ou se a quantidade destes sintomas indica que a doena deve ser controlada (Figura 1). Muitas vezes as plantas podem suportar um deter-minado nvel de ataque sem prejuzos para o agricultor ou mesmo sem que ela venha a mor-rer. Um fruto manchado por alguma doena

12pode ser usado como alimento, pois, a grande maioria das doenas que ataca as plantas, no ataca o homem. Se a planta estiver mancha-da, apodrecida ou murcha, arranque as partes com esses sintomas e queime; caso ela esteja muito atacada, arranque a planta inteira e re-tire do pomar para no contaminar as demais. Por isso toda aplicao qumica tem que ser feita com o conhecimento de que a doena realmente vai causar algum dano.

Figura 1. Monitoramento de plantas ctricas para verificao da presena de doenas.

Foto: Claudio Leone Azevedo

Controle alternativo das doenas dos Citros 13Principais doenas dos citrosClorose Variegada dos citros (CVC)A clorose variegada dos citros (CVC), po-

pularmente conhecida como amarelinho, uma doena causada por uma bactria, que causa manchas amareladas e variegadas nas folhas dos citros; secamento de ramos, amarelecimento precoce, endurecimento e reduo