Contratos Eletrônicos & Factoring

Download Contratos Eletrônicos  & Factoring

Post on 26-Jun-2015

36 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>1</p> <p>ISEPE Instituto Superior de Ensino, Pesquisa e Extenso</p> <p>FACTORING E CONTRATOS ELETRNICOS Aspectos do Direito Civil acerca do tema</p> <p>GUARATUBA 2010</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>2</p> <p>Elias Maciel de Souza Joo Guilherme de Albuquerque Santos Valmor Trentin Junior</p> <p>CONTRATOS ELETRNICOS E FACTORING Aspectos do Direito Civil acerca do temaTrabalho realizado pelos acadmicos acima elencados, do Curso de Direito do 4 perodo de 2010/1, do ISEPEGuaratuba, para obteno de nota complementar segunda nota do semestre letivo, na disciplina de Direito Civil IV, ministrada pelo Professor Jos Maurcio. Junho, 2010.</p> <p>GUARATUBA 2010</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>3</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>4</p> <p>ContedoINTRODUO ...................................................................................................................................... 5 1. O QUE FACTORING? ............................................................................................................. 7 1.1 Qual a diferena entre uma empresa de Fomento Mercantil Factoring e um Banco? .............................................................................................................................................. 8 2. 3. 4. FINALIDADE DO FACTORING ................................................................................................. 9 VANTAGENS DA PARCERIA COM UMA FACTORING...................................................... 9 COMO FUNCIONA ...................................................................................................................... 9 4.1. 5. Etapas bsicas do processo; .......................................................................................... 9</p> <p>FACTORING ATIVIDADE MERCANTIL MISTA ATPICA .............................................. 10 5.1. COMO O FACTORING EST ORGANIZADO? ........................................................... 10</p> <p>6.</p> <p>MODALIDADES ......................................................................................................................... 11 6.1. 6.2. 6.3. 6.4. 6.5. Factoring Convencional ................................................................................................. 11 Factoring Trustee ............................................................................................................. 11 Factoring de Exportao ................................................................................................ 11 Maturitty Factoring........................................................................................................... 12 Factoring de para Compra de Matria Prima ............................................................ 12</p> <p>7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.</p> <p>COMO SE OPERA O FACTORING? ..................................................................................... 12 EFEITOS JURDICOS DO FACTORING ............................................................................... 13 Extino ...................................................................................................................................... 15 Contratos Eletrnicos; ........................................................................................................ 18 O ACORDO DE VONTADES ON-LINE ............................................................................. 19 O problema da eficcia comprobatria; ......................................................................... 22 Documento Informtico; ..................................................................................................... 23 Diretrizes interpretativas e aplicao do Cdigo de Defesa do Consumidor ...... 24 Business to Consumer ................................................................................................... 24 Concluso; ............................................................................................................................. 27</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>5</p> <p>INTRODUO Este material no um trabalho despretensioso. Ele tem uma ambio clara: ser um compndio ao nvel do conhecimento de seus autores. Tem como finalidade esclarecer aspectos acerca de institutos jurdicos conhecidos como Contratos Eletrnicos e Factoring. Lanamos mo de alguns recursos para pesquisa, sobretudo, a internet, para localizao de Jurisprudncias relacionadas ao tema. A abordagem em sala objetiva a clarificao desses dois conceitos ainda pouco comum pela comunidade acadmica, mas que possuem grande valor em nossa sociedade. Ao definirmos a linha que seguiramos, entendemos que o molde que iramos empregar seria, e de fato , a anlise tcnica do tema definido em aula. Pontos de vista sero explanados de forma pessoal, em debate, ao apresentarmos em classe. Todos os membros desta equipe participaram da confeco do trabalho, e esto cientes e de pleno acordo com seu contedo. Passemos apreciao.</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>6</p> <p>Primeira Parte FACTORING</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>7</p> <p>1. O QUE FACTORING? Factoring o contrato em que um comerciante (faturizado) cede a outro (faturizador), no todo ou em parte, os crditos de suas vendas mercantis a terceiro, mediante o pagamento de uma remunerao, consistente no desconto sobre os respectivos valores, ou seja, conforme o montante de tais crditos.1 Por definio e filosofia, o Factoring no uma atividade financeira. A empresa de Factoring no pode fazer captao de recursos de terceiros, nem intermediar para emprestar estes recursos, como os bancos. O Factoring no desconta ttulos e no faz financiamentos. Na verdade, o Factoring uma atividade comercial, pois conjuga a compra de direitos de crditos com a prestao de servios. Para isso depende exclusivamente de recursos prprios.2 No Brasil o Fomento Mercantil3 (tambm chamado de faturizao, ou Fomento Comercial) - factoring - instituto do direito mercantil que tem por objetivo a prestao de servios e o fornecimento de recursos para viabilizar a cadeia produtiva, de empresas mercantis ou prestadoras de servios, notadamente pequenas e mdias empresas. A operao pactuada em contrato onde so partes a sociedade de fomento mercantil e a empresa-cliente. O Fomento Mercantil consiste na prestao contnua, por sociedade de fomento mercantil, de um ou mais dos seguintes servios a sociedades ou firmas que tenham por objetivo o exerccio das atividades mercantis ou de prestao de servios, bem como a pessoas que exeram atividade econmica em nome prprio e de forma organizada: I. II. III. acompanhamento do processo produtivo ou mercadolgico; acompanhamento de contas a receber e a pagar; seleo e avaliao de clientes, devedores ou fornecedores.</p> <p>1 2</p> <p>(Diniz, 2004) (Sindicato da Empresas de Factoring do Rio de Janeiro, 2010) 3 (Fomento Mercantil, 2010)</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>8</p> <p>O contrato de fomento mercantil poder prever, conjugadamente com a prestao de servios, a compra, vista, total ou parcial, pela sociedade de fomento mercantil, de direitos creditrios, no mercado nacional ou internacional. Por direitos creditrios, entendem-se os direitos e ttulos representativos de crdito, originrios de operaes realizadas nos segmentos comercial, agronegcio, industrial, imobilirio, de prestao de servios e warrants; contratos mercantis de compra e venda de produtos, mercadorias e/ou servios para entrega ou prestao futura, bem como ttulos ou certificados representativos desses contratos. Popularmente as empresas de Factoring compram ttulos, [duplicatas], [cheques], oriundos de vendas mercantis e/ou prestao de servios, pagando vista ao emitente, normalmente cliente da factoring, e aguardar o vencimento de tais ttulos para cobr-los do sacado, por regra geral, a venda dos ttulos e de carter irrevogavel e irretratvel, sem direito regresso, ous seja a factoring assume o risco na compra do ttulo, todavia existe muita jurisprudncia atualmente que demonstra que o emitente responsvel solidrio com o sacado (aquele que deve ser cobrado), sendo assim caso o sacado no venha a pagar o ttulo o sacador dever honrar os ttulos vendidos bem como as despesas de cobrana. Vale lembrar que por fora de contrato cada empresa de factoring possui um modo de operar, cabendo ao cliente ler o contrato e saber bem o que est se comprometendo ao assinar um contrato. 1.1 Qual a diferena entre uma empresa de Fomento Mercantil </p> <p>Factoring e um Banco? Banco capta recursos, empresta dinheiro e necessita de autorizao do Banco Central para funcionar. Factoring presta servios e compra crditos provenientes de uma transao comercial.</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>9</p> <p>2.FINALIDADE DO FACTORING A finalidade principal da empresa de Factoring o fomento mercantil. Fomentar, assessorar, ajudar o pequeno e mdio empresrio a solucionar seus problemas do dia a dia, so as finalidades bsicas de uma Factoring. 3.VANTAGENS DA PARCERIA COM UMA FACTORING A empresa recebe vista suas vendas feitas prazo, melhorando o fluxo de caixa para movimentar os negcios, alm disso, conta com assessoria</p> <p>administrativa, que auxilia na cobrana de ttulos ou direitos de crditos. Quando uma empresa possui parceria com Factoring, h uma maior agilidade e rapidez nas decises. Isto ocorre ainda pelo fato de que a Factoring que faz a intermediao entre a empresa e seu fornecedor. O Factoring possibilita a compra de matria-prima vista, gerando vantagens e competitividade. No entanto, uma das atribuies da empresa de Factoring que no faz a negociao s cegas, mas realiza uma profunda anlise de risco e assessoria na concesso de crditos a clientes.</p> <p>4.COMO FUNCIONA O processo de Factoring inicia-se com a assinatura de um Contrato de Fomento Mercantil (contrato me) entre a empresa e a Factoring onde so estabelecidos os critrios da negociao e o fator de compra. 4.1. Etapas bsicas do processo; 4.1.1. A empresa vende seu bem, crdito ou servio prazo, gerando um crdito (exemplo: Duplicata Mercantil), no valor</p> <p>correspondente; 4.1.2. A empresa negocia este crdito com a Factoring; 4.1.3. De posse desse crdito, a Factoring informa o sacado sobre o fato e a forma de cobrana (carteira ou banco);</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>10</p> <p>4.1.4. Findo o prazo negociado inicialmente, a empresa sacada pagar o valor deste crdito Factoring, encerrando a operao.</p> <p>5.FACTORING ATIVIDADE MERCANTIL MISTA ATPICA4 empresa de FACTORING proibido, por lei, fazer captao de dinheiro no mercado e emprestar dinheiro. Quem capta dinheiro e empresta dinheiro BANCO, que depende da autorizao do Banco Central para funcionar. Quem pratica, sem autorizao do Banco Central, qualquer atividade que legalmente de banco, responde por um processo administrativo e por um processo criminal (Resoluo 2144/95 do CMN). O FACTORING instituto do direito mercantil. Presta servios e compra crditos (direitos) de empresas resultantes de suas vendas mercantis a prazo. A transao do FACTORING mercantil (pro soluto). uma compra definitiva em que a empresa de FACTORING assume riscos de insolvncia. Constatada, porm, a fraude na formao do crdito, ela tem todo o direito de agir contra a sua empresa-cliente. A transao "pro solvendo" inscreve-se no direito financeiro bancrio. O Factoring destinado exclusivamente s Pessoas Jurdicas, principalmente as pequenas e mdias empresas.</p> <p>5.1. COMO O FACTORING EST ORGANIZADO? O indicador da idoneidade de uma empresa de Factoring o fato de ser filiada ao SISTEMA ANFAC/FEBRAFAC, que prov ampla assistncia jurdica, operacional, tcnica, contbil, fiscal e poltica s cerca de 700 empresas associadas. O Factoring existe institucionalmente no Brasil desde 1982 com a criao da ANFAC. O Factoring uma atividade mercantil rigorosamente legal amparado nas normas do direito vigente no Pas. As empresas de Factoring associadas ao sistema Anfac/Febrafac so sociedades mercantis legalmente constitudas e registradas nas Juntas Comerciais,4</p> <p>(Sesses sobre Factoring, 2008)</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>11</p> <p>que: seguem as normas e procedimentos sistematizados no nosso Cdigo de tica, Disciplina e Arbitragem; investem em equipamentos e recursos humanos, que celebram o Contrato de Fomento Mercantil com uma clientela, hoje composta de quase 50.000 pequenas e mdias empresas, das quais 85% so do setor produtivo; contabilizam todas as suas operaes, com um giro mensal de mais de R$1,5 bilho, cuja cobrana efetuada pelos bancos; pagam regularmente seus impostos, que geram riquezas e mo-de-obra, que concorrem para melhorar a liquidez do sistema econmico e, portanto, inibem a desintermediao financeira.</p> <p>6. MODALIDADES 6.1. Factoring Convencional a compra de direitos creditrios ou ativos, representativos de vendas mercantis a prazo ou de prestao de servios mediante notificao feita pelo vendedor (endossante-cedente) ao comprador (sacado-devedor). No h antecipao ou adiantamento de recursos. O pagamento feito vista pela sociedade de fomento mercantil. 6.2. Factoring Trustee Nesta modalidade a empresa faturizadora, alm de adquirir os ativos financeiros, tambm atua fortemente na administrao das contas da faturizada, em especial assumindo os servios administrativos bsicos, tais como a verificao de contas a pagar e a receber, cadastro dos clientes e fornecedores, verificao e confirmao dos ttulos fruto da atividade empresarial, fluxo de caixa, etc. Trata-se da gesto financeira e de negcios da empresa-cliente, que passa a trabalhar com caixa zero, otimizando sua capacidade financeira. (Diniz, 2004) 6.3. Factoring de Exportao Com foco no comercio exterior, uma operao que se realiza atravs do open account, onde existe a intermediao da exportao ( ou da importao) por duas empresas de Fomento Mercantil, cada qual do seu</p> <p>Factoring e Contratos Eletrnicos</p> <p>12</p> <p>pas de origem. As empresas de Fomento Mercantil tambm podem intervir na operao via securitizao do crdito. 6.4. Maturitty Factoring Esta modalidade de factoring diferencia-se da convencional, porque os ttulos de crdito so remetidos pela empresa-cliente sociedade de fomento mercantil e por esta liquidada no vencimento ("faturizao no vencimento"). No factoring convencional, ou tradicional as faturas dos ttulos de crditos so liquidadas antes do vencimento das mesmas, e por isso, muito prximo do desconto bancrio. Os recursos so adiantados pela empresa faturizadora, ficando ela, consequentemente, com os ttulos. 6.5. Factoring de para Compra de Matria Prima a modalidade de factoring onde a empresa de Fomento Mercantil faz a intermediao da compra de matria-prima para seu cliente, negociando diretamente com o fornecedor, visando obter melhor preo de compra. Assim, a faturizadora ingressa na qualidade de intermediria entre a empresa e seu fornecedor, comprando vista do direito deste fornecedor e, de outro lado, recebendo seu crdito atravs do produto da transformao desta matria prima, agora elaborada.</p> <p>7.COMO SE OPERA O FACTORING? O processo inicia-se com a assinatura de um contrato de fomento entre a empresa e a fact...</p>