Contabilidade e Orçamento Público - Prof

Download Contabilidade e Orçamento Público - Prof

Post on 07-Jun-2015

8.371 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>1 Semestre de 2006</p> <p>1</p> <p>NDICE</p> <p>Oramento Pblico...........................................................................................................04 Crditos Adicionais..........................................................................................................20 Receita Pblica.................................................................................................................27 Dvida Ativa.....................................................................................................................37 Despesa Pblica...............................................................................................................38 Restos a Pagar..................................................................................................................49 Dvida Pblica..................................................................................................................52 Patrimnio Pblico: Bens , Direitos e Obrigaes...........................................................55 Variaes Patrimoniais....................................................................................................60 Contabilidade Pblica- Conceito- classificao..............................................................66 Balanos Pblicos............................................................................................................81 Exerccios de Fixao 01.................................................................................................92 Exerccios de Fixao 02...............................................................................................113 Exerccios de Fixao 03...............................................................................................121 Exerccios de Fixao 04...............................................................................................126 Exerccios de Fixao 05...............................................................................................128 Exerccios de Fixao 06...............................................................................................137Glossrio de Termos Tcnicos................................................................................................. 164</p> <p>Bibliografia....................................................................................................................191</p> <p>estudar no um ato de consumir idias, mas de cri-las e recri-las Paulo Freire</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>Apresentao</p> <p>De todas as reas da Contabilidade, uma das reas que mais tem crescido o nmero de ofertas e h uma carncia muito grande de profissionais no mercado de trabalho a contabilidade pblica. Devido a esses fatos, e outros como constantes concursos Pblicos que me levou a confeccionar esta apostila. Pois as bibliografias existentes, no trs uma seqncia lgica dos assuntos e isso tm dificultado muito o aprendizado da disciplina, principalmente para iniciantes. Portanto, justifica ento, o grande marasmo pela disciplina devido a sua complexa exposio bibliogrfica. Esse material tem como objetivo no somente atender a ementa do cursos de Cincias Contbeis, mas suprir a necessidade daqueles que querem dar seqncia nos estudos, sejam para atuar na contabilidade pblica ou em outras reas afins atravs de concurso pblico. O contedo exposto de uma forma clara , lgica e seqencial do assunto, facilitando uma melhor compreenso do assunto. Comearemos primeiramente pelo aspecto do oramento pblico, em seguida, estudaremos o patrimnio Pblico e finalmente a prtica de contabilizao das operaes tpicas da Administrao Pblica e a Consolidao dos Balanos. No final da apostila, h exerccios prticos de escriturao, balancetes, balanos e mais de 500 questes para concursos pblicos, inclusive um glossrio de termos tcnicos. O meu desejo que esta material desperte o seu interesse pelo assunto e juntos durante esse perodo de estudos possamos aprender uma disciplina que tem um grande mercado promissor.</p> <p>Ricardo Soares</p> <p>Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus...Rm 8.28a</p> <p>3</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>Oramento Pblico</p> <p>Significado O governo tem como responsabilidade fundamental o melhor nvel dinmico de bemestar coletividade. Para tanto, utiliza-se de tcnicas de planejamento e programao de aes que so condensadas no chamado sistema de planejamento integrado. Esse sistema busca, principalmente, analisar a situao atual diagnstico para identificar as aes ou alteraes a serem desenvolvidas, visando atingir a situao desejada. Para isto, num plano mais amplo e poltico-terico, elaboram-se planos de longo prazo, ou seja, planos que contenham situaes desejadas para os prximos dez a quinze anos, no mnimo. Obviamente, partindo do diagnstico da situao atual, projeta-se para o futuro o que se pretende alcanar em termos ideais. Para o incio de uma determinao mais prtica, elaboram-se planos de mdio prazo, onde so esboadas as aes a serem desenvolvidas, para os prximos trs a cinco anos, geralmente. PROCESSO DE PLANEJAMENTO-ORAMENTO A adoo de um Sistema de Planejamento Integrado deveu-se a estudos tcnicos e cientficos, levados a efeito pela Organizao das Naes Unidas (ONU), com o objetivo de determinar as aes a serem realizadas pelo poder pblico, escolhendo as alternativas prioritrias e compatibilizando-as com os meios disponveis para coloc-las em execuo. Os estudos aludidos concluram que nos pases subdesenvolvidos os recursos financeiro gerados pelo governo, em geral, so escassos em relao s necessidades da coletividade, e o sistema de Planejamento Integrado busca, atravs da escolha de alternativas prioritrias, o melhor emprego dos meios disponveis para minimizar os problemas econmicos e sociais existentes. O Sistema de Planejamento Integrado, no Brasil tambm conhecido como Processo de Planejamento-Oramento, consubstancia-se nos seguintes instrumentos, alis atendendo a mandamento constitucional ( Art 165 inciso I, II, III): a) Plano Plurianual; b) Lei de Diretrizes Oramentrias;4</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>c) Lei de Oramentos Anuais.</p> <p>CONSTITUIO FEDERAL DE 1988Art 165</p> <p>PLANO PLURIANUAL- PPA- Inciso I</p> <p>LEI DE DIRETRIZES ORAMENTRIAS- LDO Inciso II</p> <p>LEI ORAMENTRIA ANUAL- LOA -Inciso III</p> <p>ORAMENTO FISCAL</p> <p>ORAMENTO DE INVESTIMENTO</p> <p>ORAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL</p> <p>EM SNTESE O PLANO PLURIANUAL VISA: Orientar a ao governamental objetivando alcanar o desenvolvimento econmico que, por sua vez, propiciar a efetiva promoo do bemestar social. Fixao de forma regionalizada , as Diretrizes, Os Objetivos e as Metas do governo: - Despesas de Capital e outras decorrentes e para as relativas aos programas de durao continuada.</p> <p>5</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>CONSTARO NA LEI DE DIRETRIZES ORAMENTRIAS</p> <p> As metas e prioridades da Administrao Pblica Federal, incluindo as despesas de capital para o exerccio financeiro subseqente; Orientar a Elaborao da Lei Oramentria Anual; Dispor sobre Alterao na legislao tributria; Estabelecer poltica de aplicao das agncias Financeiras oficiais de fomento; Equilbrio entre Receitas e Despesas; Disposies relativas s despesas com pessoal; ( Art. 169 da CF);A LEI ORAMENTRIA ANUAL COMPREENDER: I. O Oramento Fiscal referente aos poderes da Unio, seus fundos, rgos</p> <p>e entidades da Administrao direta e indireta, inclusive Fundaes institudas e mantidas pelo Poder Pblico;II. Oramento de Investimentos das empresas em que a Unio, direta ou</p> <p>indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito a voto;III. O Oramento da seguridade, abrangendo todas as entidades e rgos a ela</p> <p>vinculados, a Administrao Direta ou indireta, bem como os fundos e fundaes institudas e mantidas pelo Poder Pblico; Art 194, 195, 196, 199, 200, 201, 203 e 212 4 da CF/88.Prazos de encaminhamento e devoluo dos instrumentos de planejamento ADCT Art 35 2 I, II , III. PROJETO DE LEI ENCAMINHAMENTO AO DEVOLUO AO PODER PODER LEGISLATIVO EXECUTIVO Plano 4 meses antes do encerramento do At 15 de dezembro do Plurianual-PPA primeiro exerccio financeiro do exerccio em que for</p> <p>mandato presidencial (31 de encaminhado agosto) Lei de Diretrizes 8 meses e meio antes do At 30 de junho Oramentrias-LDO encerramento do exerccio financeiro (15 de abril Lei de Oramentos 4 meses antes do encerramento do At 15 de dezembro Anuais- LOA exerccio financeiro ( 31 de agosto)</p> <p>6</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>Plano Plurianual O plano plurianual um plano de mdio prazo, atravs do qual procura-se ordenar as aes do governo que levem ao atingimento dos objetivos e metas fixados para um perodo de quatro anos, ao nvel do governo federal, e tambm de quatro anos ao nvel dos governos estaduais e municipais. A lei que instituir o plano plurianual estabelecer. De forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administrao pblica para as despesas de capital e outras decorrentes e para as relativas aos programas de durao continuada. E nenhum investimento cuja execuo ultrapasse um exerccio financeiro poder ser iniciado sem prvia incluso no plano plurianual ou sem lei que autorize a incluso, sob pena de crime de responsabilidade. O plano Plurianual PPA foi institudo pela Constituio Federal de 1988 (art. 165, I e 1), vindo a substituir os anteriores Oramentos Plurianuais de Investimentos. A competncia para remet-lo ao Congresso Nacional privativa do Presidente da Repblica, pois, de acordo com o art. 84, inciso XXIII, da CF, compete privativamente ao Presidente da Republica enviar ao Congresso Nacional o Plano Plurianual, o projeto de Lei de Diretrizes Oramentria e as propostas de oramento prevista na Constituio. No seio do Parlamento, a proposta d Plano Plurianual poder receber emendas, apresentadas na Comisso Mista de Planos, Oramentos Pblicos e Fiscalizao, onde recebero parecer, que aps votado na Comisso, ser apreciado pelo congresso Nacional na forma do Regimento Comum. O Presidente da Repblica poder remeter mensagem ao congresso Nacional, propondo modificaes no Projeto de PPA, enquanto no iniciada a votao, na Comisso Mista, da parte cuja alterao proposta. A lei que instituir o PPA estabelecer por regies, as diretrizes, objetivos e metas da Administrao Pblica para as despesas de capital e outras delas decorrentes, bem assim aquelas relativas aos programas de durao continuada (mais de um exerccio financeiro). Diretrizes so orientaes ou princpios que nortearo a capitao, gesto e gastos de recursos durante o perodo, com vistas a alcanar os objetivos de Governo no perodo do Plano. Objetivos consistem na discriminao dos resultados que se pretende alcanar com a execuo das aes governamentais que permitiro a superao das dificuldades diagnosticadas. Metas so a traduo quantitativa dos objetivos. Observaes: o conceito de despesas de capital pode ser encontrado no mdulo acerca de despesa pblica. A ttulo de exemplo, a proposta de Plano Plurianual para o perodo 2000-2003 estabeleceu o seguinte:7</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>Diretrizes Estratgicas: - consolidar a estabilidade econmica com crescimento sustentado; - promover o desenvolvimento sustentvel voltado para a gerao de empregos e oportunidades de renda - combater a pobreza promover a cidadania e a incluso social; - consolidar a democracia e a defesa dos direitos humanos; - reduzir as desigualdades inter-regionais; - promover os direitos de minorias vtimas de preceito e discriminao. Macro-objetivos: - criar um ambiente macroeconmico favorvel ao crescimento sustentado; - sanear as finanas pblicas; - elevar o nvel educacional da populao e ampliar a capacitao profissional; - aumentar a competitividade do agronegcio; - desenvolver a industria do turismo; - desenvolver a industria cultural; - promover a reestruturao produtiva com vistas a estimular a competio no mercado interno; - ampliar o acesso aos postos de trabalho e melhorar a qualidade do emprego; - melhorar a gesto ambiental; - ampliar a capacidade de inovao - fortalecer a participao do pas nas relaes econmicas internacionais; - ofertar escola de qualidade para todos; - assegurar o acesso e a humanizao do atendimento na sade; - combater a fome; - reduzir a mortalidade infantil; - erradicar o trabalho infantil degradante e proteger o trabalho adolescente; - assegurar o servios de proteo populao assegurar o servios de proteo populao mais vulnervel excluso social; - promover o desenvolvimento integrado do campo - melhorar a qualidade de vida nas aglomeraes urbanas e regies metropolitanas; - ampliar a oferta de habitaes e estimular a melhoria das moradias existentes; - ampliar os servios de saneamento bsico e de saneamento ambiental das cidades; - melhorar a qualidade do transporte e do transito urbanos; - promover a cultura para fortalecer a cidadania; - promover a garantia dos direitos humanos; - garantir a defesa nacional como fator de consolidao da democracia e do desenvolvimento; - mobilizar governo e sociedade para a reduo da violncia. Metas: foram estabelecida em cada programa previsto no plano para o atingimento dos objetivos. Nenhum investimento cuja execuo ultrapasse um exerccio financeiro poder ser8</p> <p>CONTABILIDADE e ORAMENTO PBLICO PROFESSOR: Ricardo Venero Soares</p> <p>iniciado sem previa incluso no PPA, ou em lei que autorize a incluso, sob pena de crime de responsabilidade. O projeto de PPA, para vigncia at o final do primeiro exerccio financeiro do mandato presidencial subseqente, ser encaminhado at quatro meses antes do termino do primeiro exerccio financeiro e desenvolvido para sano at o encerramento da sesso legislativa. Cabe lei complementar dispor sobre a vigncia, os prazos, a elaborao e a organizao do PPA. Essa lei complementar ainda no foi promulgada, portanto ainda esto em vigor as regras estatudas no art. 35, 2. I do Ato das Disposies Constitucionais Transitrias, transcritos no pargrafo anterior. O PPA no imutvel no seu perodo de vigncia. Lei especifica, com a mesma tramitao descrita supra, poder alter-lo, conforme j ocorrido. Veja detalhadamente os aspectos importantes do Plano Plurianual-PPA -</p> <p>-</p> <p>-</p> <p>-</p> <p>-</p> <p>-</p> <p>-</p> <p>Instrumento de planejamento governamental de longo prazo. Vigncia: Unio, Estados, Distrito Federal e Municipais: 04 (quatro) anos. Comea a produzir efeitos a partir do segundo exerccio financeiro do mandato do chefe do Executivo at o final do primeiro exerccio do mandato subseqente. Veja que a vigncia no coincide com o mandato do chefe do Poder Executivo. Procura-se, com isto, evitar a descontinuidade dos programas governamentais. Contedo Principal: fixa, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas do governo para: As despesas de capital (ex.: construo de escolas e hospitais); As despesas correntes derivadas das despesas de capital (ex.: contrata...</p>