contabilidade, custos e orÇamento empresarial

Download CONTABILIDADE, CUSTOS E  ORÇAMENTO EMPRESARIAL

Post on 13-Jan-2016

28 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

CONTABILIDADE, CUSTOS E ORÇAMENTO EMPRESARIAL. Visão de Sistemas. SISTEMAS. SAÍDA. ENTRADA. REALIMENTAÇÃO. INFORMAÇÕES ENERGIA MATERIAIS. PRODUTOS IDÉIA SERVIÇOS. Sistemas. Conjunto de partes organizadas estruturadas interdependentes que interagem para alcançar um. objetivo. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • CONTABILIDADE, CUSTOS E ORAMENTO EMPRESARIAL

  • ENTRADASADASISTEMAS

    REALIMENTAOINFORMAESENERGIAMATERIAISPRODUTOSIDIASERVIOSViso de Sistemas

  • Conjunto de partes organizadas estruturadas interdependentes que interagem para alcanar umSistemas objetivo

  • SubsistemaCrenas eValoresSubsistemadeGestoSubsistemaSocialSubsistemadeInformaoSubsistemaOrganizacionalSubsistemaFsicoINTERAO ENTRE OS SISTEMASA empresa como sistema, segundo GuerreiroEFICINCIARecursosHumanosRecursosMateriaisRecursosTecnolgicosRecursos de InformaoRecursosFinanceirosINTERAO ENTRE AS ATIVIDADESCOMPRAS ESTOCAGEM PRODUO MANUTENO COMERCIALIZAO FINANAS CONTROLADORIA OUTRASEFICCIAPRODUTOSSERVIOSCumprimentoda MissoLUCROCONTINUIDADEValores Econmicos (+)Valores Econmicos (-)

  • SUB SISTEMAS

    So suborganizaes comcaractersticas sistmicas

    admitidas nos sistemascomplexosExiste uma hierarquia entre subsistemassem, contudo, expressar um sentidoou juzo de valor

  • OS SISTEMAS SOCIAIS (EMPRESAS)SO ORGANIZADOS SEGUNDOREGRASVALORESPRINCPIOSLEISNORMASE EVOLUEM DE ACORDO COM AINTERAO ENTRE AS PARTES

  • SISTEMAS CONTBEISENTRADA DE DADOSSADA DE INFORMAESFATOSCONTBEISDEMONSTRAES FINANCEIRASREALIMENTAOREGISTROANLISEAUDITORIASISTEMAS

  • CONTABILIDADE, OBJETIVAMENTE um sistema de informao e avaliao destinado a prover seus usurios com demonstraes e anlises de natureza econmica, financeira, fsica e de produtividade, com relao a entidade objeto de contabilizao

  • OBJETIVOS DA CONTABILIDADEPERMITIR a cada grupo principal de usurios a avaliao da situao econmica, num sentido esttico, bem como fazer inferncias sobre suas tendncias futuras.

    Controle e Planejamento

  • ControleMeio de medir se a organizao est andando em conformidade com os planos ou no.Como Meio de ComunicaoOs relatrios contbeis comunicam a situao e informamo resultado final dos planos.Como Meio de MotivaoOs relatrios motivam os empregados pela situao de liquidez apresentada.Como Meio de VerificaoAcerca dos trabalhos ocorridos.

    PlanejamentoTomada de medidas sobre o futuro da empresa, baseado, necessariamente, nos nmeros reais do presente e do passado.

  • USURIOTODA pessoa fsica ou jurdica que tenha interesse na avaliao da situao e do progresso de determinada entidade, seja tal entidade, empresa, ente de finalidades no lucrativas, ou mesmo patrimnio familiar.

  • SISTEMA CONVENCIONAL DE INFORMAESOrganizarColetarClassificarRegistrarConferirConciliarInformar*Demonstraesfinanceiras*relatriosfinanceirosUsurios Externos*acionistas*governo*clientes*fornecedoresUsurios Internos*alta administrao*gerncia * superviso

  • CONCEITOS BSICOSGASTOCUSTOSDESPESASPERDASTransformaode ativos. Estoques ImobilizadoEsforo para gerarreceitas Vendas Administrativas FinanceirasGasto,involuntrio

  • CONCEITOS BSICOSReceitaIngresso de recursos para o patrimnio de uma entidade sob a forma de bens ou direitos, correspondentes, normalmente a venda de mercadorias, de produtos ou prestao de servios, podendo tambm derivar de remuneraes sobre aplicaes ou operaes financeiras.

    GanhoBem ou servio obtido de forma anormal ou involuntria.

  • CONCEITOS BSICOSRECEITASDESPESASCUSTOSGANHOSPERDASOPERACIONAISParcela vinculada aos produtos ou servios que constituem o objetivo da empresa ou entidadeNO OPERACIONAISParcela vinculada atividade ou evento extraordinrio, fora dos objetivos da empresa ou entidade

  • CONCEITOS BSICOS ATIVO

  • CONCEITOS BSICOS PASSIVO

  • Para ondeo dinheirovaiDe ondeo dinheirovemAplicaodosRecursosOrigemdosRecursos

  • CONCEITOS BSICOSPASSIVO

  • CONCEITOS BSICOSPATRIMNIO

  • CONCEITOS BSICOSPATRIMNIOFORMAS ANLOGAS DE EXPRESSO

  • CONCEITOS BSICOSPATRIMNIO LQUIDO

  • CICLO OPERACIONALESTOQUESPROD. ACABADOSESTOQUES DE MATRIAS PRIMASCAIXAFORNECEDORESLUCROSCONTAS ARECEBERDESPESASVENDARECEBIMENTOPAGAMENTOCOMPRASCUSTOS

  • ATIVO, PASSIVO e PLAplicaes de Recursos = ATIVOOrigens de Recursos = PASSIVO e PLSITUAO LQUIDAATIVO = PASSIVO + PLSITUAO LQUIDA POSITIVAATIVO - PASSIVO = PL, quando A > PSITUAO LQUIDA NULAATIVO - PASSIVO = O, quando A = PSITUAO LQUIDA NEGATIVAATIVO - PASSIVO PASSIVO adescoberto, quando A < P

  • ESTRUTURA PATRIMONIAL

  • INVESTIMENTOS

    SociedadeColigadas Controladas

    ControleDireto Indireto

    InvestimentoRelevanteIrrelevante

  • ANLISE ECONMICO FINANCEIRADEMONSTRATIVOS E INFORMAES ADICIONAIS

    Para a realizao da anlise econmico-financeira de uma empresa o analista utiliza, pelo menos, os seguintes itens:

    Balano Patrimonial (BP);Demonstrao do Resultado do Exerccio (DRE);informaes complementares;montante das compras no perodo a que se referem os demonstrativos;DOAR, DMPL e as notas explicativas, quando houver.Os Demonstrativos Financeiros devem conter a assinatura do contador e do responsvel pela empresa.

    Aps a anlise prvia das informaes fornecidas, os dados devero ser ratificados ou retificados mediante verificao in loco, ajustando-os realidade da empresa, se necessrio

  • ECONMICO X FINANCEIROEscolha de indicadoresComparaocom padresDiagnstico ouconclusesDecises

    2134AnliseETAPAS:Ter lucro, mas no ter dinheiro, e vice-versa, mais comum do que parece, na maioria das empresas.Econmico: Refere-se a lucro, no sentido dinmico, de movimentao. Estaticamente, refere-se a Patrimnio Lquido.Financeiro: Refere-se a dinheiro. Dinamicamente, representa a variao de Caixa. Estaticamente, representa o saldo de Caixa. O termo financeiro tem significado amplo e restrito. Quando encarado de forma restrita, refere-se a Caixa; quando seu significado amplo, refere-se a Caixa Circulante Lquido.

  • BALANO

    TRADICIONAL

    BALANO

    RECLASSIFICADO

    PC

    ACF

    Caixa, Bancos,

    AplicFinanceiras

    PCF

    AC

    PELP

    ACC

    Estoques,

    Clientes,

    Adiantamentos

    PCC

    Fornecedores,

    Impostos s/Vendas

    A Recolher

    Salrios a Pagar

    PELP

    ARLP

    REF

    ARLP

    REF

    AP

    PL

    AP

    PL

    AC=

    ARL=

    AP=

    PC=

    PELP=

    REF=

    PL=

    Ativo Circulante

    Ativo Realizvel a Longo Prazo

    Ativo Permanente

    Passivo Circulante

    Passivo Exigvel a Longo Prazo

    Resultado de Exerccios Futuros

    Patrimnio Lquido

    ACF=

    ACC =

    ARLP=

    PCF =

    PCC =

    REF=

    PL =

    Ativo Circulante Financeiro

    Ativo Circulante Cclico

    Ativo Realizvel a Longo Prazo

    Passivo Circulante Financeiro

    Passivo Circulante Cclico

    Resultado de Exerccios Futuros

    Patrimnio Liquido

  • Para melhor compreenso da influncia de cada indicador na anlise, faremos seu estudo em cinco grupos. ndices de Estrutura avaliam a segurana oferecida pela empresa aos capitais alheios e revelam sua poltica de obteno de recursos, bem como sua alocao nos diversos itens do Ativo;ndices de Liquidez medem a posio financeira da empresa, em termos de capacidade de pagamento;ndices de Rentabilidade avaliam o desempenho global da empresa, em termos de capacidade de gerar lucros;Indicadores de Prazos Mdios revelam a poltica de compra, estocagem e venda da empresa;

  • NDICES DE ESTRUTURA PATRIMONIAL

    Os ndices de estrutura patrimonial avaliam a SEGURANA que a empresa oferece aos capitais alheios e revelam sua poltica de obteno de recursos e de alocao dos mesmos nos diversos itens do Ativo.

    O Ativo de uma empresa financiado pelos capitais prprios (PL) e por capitais de terceiros (obrigaes). Quanto maior for a participao de capitais de terceiros nos negcios de uma empresa, maior ser o risco a que eles (terceiros) esto expostos.

  • Relao entre as Fontes de RecursosRFREndividamento GeralEGComposio das ExigibilidadeCEImobilizao do Patrimnio LiquidoIPLPassivo Oneroso sobre Ativo TotalPOSA

    Todos os ndices acima so interpretados como: QUANTO MAIOR, PIOR.

  • RELAES ENTRE AS FONTES DE RECURSOS (RFR)

    PC + PELP + REF X 100 PL

    ENDIVIDAMENTO GERAL (EG)

    PC + PELP X 100 ATIVO

  • O endividamento de uma empresa pode apresentar as seguintes situaes:ATIVOATIVOATIVOPCPELPPLPCPELPPLPCPELPPLEG=50%O ativo financiado em igual proporo por Recursos de terceiros e Prprios.O PL igual s ExigibilidadesEG>50%H predominncia decapitais de terceirosInvestidos na empresaEG
  • COMPOSIO DAS EXIGIBILIDADES (CE)

    PC X 100 PC + PELP

    IMOBILIZAO DO PATRIMNIO LQUIDO (IPL)

    AP X 100 PL

    PASSIVO ONEROSO SOBRE ATIVO (POSA)

    PCF + PELP X 100 ATIVO

  • NDICES DE LIQUIDEZ

    Os ndices de Liquidez so medidas de avaliao da capacidade financeira da empresa em satisfazer os compromissos para com terceiros. Evidenciam quanto a empresa dispe de bens e direitos em relao s obrigaes assumidas no mesmo perodo. Entre os ndices de Liquidez mais conhecidos esto a Liquidez Corrente, a Liquidez Seca e a Liquidez Geral. Cada um fornece informaes diferentes sobre a situao da empresa.

    De maneira geral, define-se que QUANTO MAIOR a liquidez, MELHOR ser a situao financeira da empresa.

  • LIQUIDEZ CORRENTE

    AC

    PC

    LIQUIDEZ SECA AC Estoques PC

    LIQUIDEZ GERAL AC + ARLP

    PC + PELP

  • Os principais ndices de rentabilidade utilizados so:

    Rentabilidade do Patrimnio Lqui