conselho regional de quÍmica - iv regiÃo (sp) ?· conselho regional de química iv região (sp)...

Download CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) ?· Conselho Regional de Química IV Região (SP) –Apoio:…

Post on 13-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • CONSELHO REGIONAL DEQUMICA - IV REGIO (SP)

    Ministrante: Fbio Rubens SoaresEngenheiro Qumico - Professor FAAPContatos: frsoares@faap.br

    Campinas, 25 de setembro de 2010

    Gerenciando erros humanosem operaes qumicas

    Apoio

    Observao: A verso original desta apresentao, com slides coloridos, no formatoPDF, est disponvel na seo downloads do site do CRQ-IV (www.crq4.org.br)

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    GERENCIANDO ERROS HUMANOS

    NAS

    OPERAES QUMICAS

    Eng. Quimico Fabio Rubens Soares

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    Fbio Rubens Soares - Engenheiro Qumico graduado pela Escola Superior de Qumica Oswaldo Cruz (1980).Mestre em Sistema Integrado de Gesto pelo SENAC SP. Atualmente professor da Fundao Armando lvares Penteado e Centro Universitrio SENAC . Atua h mais de 30 anos em indstrias qumicas e petroqumicas, possuindo vasta experincia internacional. MBA pela Harvard Business School, MBA em Administrao de Negcios pelo Instituto Mau de Tecnologia e ps-graduao Latu Sensu pela FAAP. Consultor em Anlise de Riscos da Apollo Associates para a America Latina. Tem larga experincia na rea de Produo, Operaes Industriais e Cincias Ambientais,atuando principalmente nas seguintes reas: manufatura, anlise e gerenciamento de riscos, produo,qualidade, gua, meio ambiente,conscientizao ambiental e educao ambiental.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    Tpicos

    O ser humano; tipos de erros; a probabilidade do erro; causas de acidentes em plantas qumicas; acidentes que poderiam ser evitados por : melhor design, projeto , manuteno e mtodos operacionais; erros nos sistemas de controle.

    O minicurso ter abordagem terica e dinmicas em equipe para aplicao dos conceitos.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    O ser humano

    A dificuldade para mudar a natureza humana.

    Ao invs de tentar persuadir pessoas a no cometer erros, ns devemos aceit-las como so e tentar remover as oportunidades para o erro mudando as situaes no trabalho.

    O meio mais efetivo de evitar acidentes evitar a reincidncia.

    Estatsticas revelam que de 50% a 90% dos casos, os acidentes so causados por falha humana. Isso uma situao cmoda para algumas gerncias, que podem alegar que nada podem fazer para eliminar os acidentes.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    O ser humano

    Pela experincia e estudos em organizaes de processos qumicos pode-se concluir que :

    A maioria dos acidentes poderia ser evitada por melhor gerenciamento, ou melhor design, ou melhor mtodo de trabalho ;

    Algumas vezes, por melhor treinamento ou instrues e, por ltimo, por melhor reforo de procedimentos.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    O ser humano

    Dizer que os acidentes decorrem de falha humana no muito coerente e verdadeiro por trs razes principais :

    1. Todo acidente decorre de falha humana;

    2. Apontar o fator humano como causa de um acidente o mesmo que afirmar que as coisas caem em funo da fora da gravidade;

    3. A frase ocorreu por erro humano rene diferente tipos de falhas que requerem diferentes tipos de aes para evitar que acontea novamente.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    O ser humano

    melhor dizer que um acidente pode ser evitado por melhor design, melhores instrues etc, do que afirmar que foi causado por essas mesmas razes.

    Causa implica culpa e ns nos tornamos defensivos. No gostamos de admitir que fizemos algo errado, mas geralmente no nos importamos em admitir que poderamos t-lo feito melhor.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    O ser humano

    No podemos dizer que impossvel mudar a tendncia das pessoas cometerem erros.

    Mas possvel amenizar essa tendncia natural a partir da transferncia constante de conhecimento atravs de professores, especialistas, psiclogos, treinadores.

    Contudo, os resultados nos ltimos milhares de anos no foram nem rpidos nem espetaculares e onde estes experts no conseguiram obter xito, pouco provvel que os consigamos nas organizaes.

    Podemos melhorar o desempenho das pessoas. O que no podemos evitar que elas cometam desvios ou tenham lapsos de ateno e ainda que executemtarefas ou atividades alm de sua capacidade ou habilidade mental.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    Tipos de erro humano

    Erros humanos ocorrem por diversas razes e diferentes aes so necessriaspara evitar as diferentes fontes de erros.

    Eu costumo usar um critrio para que seja utilizado como sendo uma forma bastante efetiva de evitar que os acidentes ocorram :

    1. Erro devido a um desvio ou lapso de ateno2. Erro devido a treinamento ou instrues fracas 3. Erro devido a tarefa ou atividade alm da capacidade ou habilidade fsica ou mental4. Erro a deciso deliberada de no seguir as instrues ou praticas aceitas. Estasso chamadas muitas vezes de violaes mas o melhor termo seria no cumprimento ou no conformidade.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    Tipos de erro humano Dinmica em equipes

    Encontrar exemplos para cada um dos tipos de erros comentados e discutidos.

    (1 hora)

    1. Erro devido a um desvio ou lapso de ateno2. Erro devido a treinamento ou instrues fracas 3. Erro devido a tarefa ou atividade alm da capacidade ou habilidade fsica ou mental4. Erro a deciso deliberada de no seguir as instrues ou praticas aceitas.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    A probabilidade do erro

    Por que importante sabermos a probabilidade de erros ?

    Para nos ajudar a avaliar o sistema de proteo requerido;

    Para nos ajudar a avaliar os investimentos necessrios;

    Para nos ajudar a dimensionar os riscos e sistemas de minimizao de impactos na ocorrncia de um eventual evento;

    Para estabelecermos a qualificao dos profissionais que atuaro no processo;

    Para estabelecermos os padres de treinamento e capacitao.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    A probabilidade do erro

    Taxas de erros Um exemplo simples :

    Consideremos a probabilidade de um operador falhar em fechar a vlvula correta em 10 minutos:

    Situao Probabilidade de falha

    Quando a falha para agir corretamente resultar num srio acidente como

    fogo ou exploso

    11 em 1

    Numa sala de controle agitada 0,1

    1 em 10

    Numa sala de controle calma 0,01

    1 em 100

    Se a vlvula estiver imediatamente abaixo do alarme

    0,0011 em 1000

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    A probabilidade do erro

    O mtodo TESEO (Tecnica Empirica Stima Errori Operati)

    Produto de 5 fatores : K1 a K5

    K1 Tipo de atividade

    K2 Fator de stress para atividades de rotina ou no rotineiras

    K3 Qualidade do operador

    K4 Fator de ansiedade

    K5 Fator ergonmico da atividade

    Taxa de falha = K1 x K2 x K3 x K4 x K5

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    A probabilidade do erro

    Mais oportunidades, mais erros

    O efeito do tempo disponvel

    Concluso

    A finalidade da quantificao dos riscos ajudar a decidir se o risco tolervel ou no.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    Causas de acidentes em plantas qumicas

    Simples deslizes

    - Esquecer de abrir ou fechar uma vlvula- Operar a vlvula errada- Pressionar o boto errado- Conexes erradas- Erros em clculos- Fadiga

    Dinmica : exemplos para discusso.

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

  • Minicursos CRQ-IV - 2010

    Gerenciando erros humanos nas operaes qumicas

    Conselho Regional de Qumica IV Regio (SP) Apoio: Caixa Econmica Federal

    Causas de acidentes em plantas qumicas

    Acidentes que poderiam ter sido evitados pormelhor treinamento ou instrues

    - Three Mile Island- Conhecimento e habilidades para aplicar o conhecimento- Contratados

Recommended

View more >