conselho regional de engenharia, arquitetura e agronomia ... ?· responsabilidade da fundação...

Download Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia ... ?· responsabilidade da Fundação Sousândrade…

Post on 19-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do

    Maranho CREA-MA

    Fls. 1

    EDITAL DE CONCURSO PBLICO n 001/2008, de 27/junho/2008.

    O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DO MARANHO CREA-MA, no uso das atribuies e tendo em vista o disposto no Ato Normativo n 10, de 04 de maro de 2008, torna pblico, para conhecimento dos interessados, a realizao de Concurso Pblico para Provimento de Vagas e Formao de Cadastro Reserva do Quadro de Pessoal do CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DO MARANHO CREA-MA, mediante as normas e condies estabelecidas neste Edital.

    1. DAS DISPOSIES PRELIMINARES E INFORMAES GERAIS: 1.1. O presente Concurso Pblico ser regido por este Edital e sua realizao estar sob a

    responsabilidade da Fundao Sousndrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA FSADU, com superviso da Comisso de Concurso, instituda pelo Ato Normativo n 07, de 29 de fevereiro de 2008.

    1.2. Endereo do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Maranho CREA-MA: Rua 28 de julho, 214 Centro, So Lus/MA;

    1.3. Endereos da FSADU: a) Rua da Alegria, n. 258, Centro, So Lus/MA, CEP 65.020-010; b) Endereo na Internet da FSADU (site): www.fsadu.org.br; c) Endereo de correio eletrnico da FSADU (e-mail): concursos@fsadu.org.br; d) Telefones/Fax da FSADU: (98) 3221-7266, 3221-2276 e 3232-2997;

    1.4. Endereos do Concurso na Internet (site): www.fsadu.org.br/crea-ma e www.sousandrade.org.br/crea-ma.

    1.5. DATAS E HORRIOS:

    a) Perodo de Inscrio: de 10:00h do dia 04/agosto/2008 s 23:59h do dia 08/setembro/2008, nos endereos do Concurso na Internet: www.fsadu.org.br/crea-ma e www.sousandrade.org.br/crea-ma; b) Perodo de Pagamento da Taxa de Inscrio: de 04/agosto/2008 09/setembro/2008, no horrio de expediente bancrio; c) Perodo de Requisio de Atendimento Diferenciado: de 04/agosto/2008 08/outubro/2008; d) Perodo de Recebimento da Confirmao de Inscrio: de 06/outubro/2008 10/outubro/2008; e) Perodo de Divulgao das Inscries Indeferidas: at 06/outubro/2008; f) Perodo de Requisio de Correo de Dados Cadastrais: de 06/outubro/2008 10/outubro/2008; g) Data de realizao da Prova Objetiva: 12/outubro/2008.

    1.6. Valor da taxa de inscrio: CARGOS TAXA DE INSCRIO (R$)

    NVEL SUPERIOR R$ 60,00

    NVEL MDIO R$ 35,00

    NVEL FUNDAMENTAL R$ 27,00

  • Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do

    Maranho CREA/MA

    Fls. 2

    1.7. As provas objetivas deste Concurso Pblico sero realizadas nas seguintes cidades do Estado do Maranho: Caxias, Imperatriz e So Lus.

    1.7.1. Na ocorrncia de indisponibilidade, inadequao ou insuficincia de locais para a realizao das provas objetivas nas cidades definidas no Subitem 1.7. deste Edital, as provas podero ser realizadas em outras cidades e datas, a exclusivo critrio da Fundao Sousndrade, cuja indicao ser oportunamente divulgada no quadro de avisos do CREA-MA, situado no endereo indicado no Subitem 1.2., no quadro de avisos da Fundao Sousndrade, localizada no endereo indicado no Subitem 1.3. e nos endereos do Concurso na Internet (site) www.fsadu.org.br/crea-ma e www.sousandrade.org.br/crea-ma.

    1.8. O Concurso Pblico ser de Prova Objetiva e Avaliao de Ttulos, de acordo com o estabelecido no Anexo III (Demonstrativo das modalidades de prova, disciplinas e nmero de questes) deste Edital.

    1.9. O texto do presente Edital estar disponvel para consulta no quadro de avisos do CREA-MA, situado no endereo indicado no Subitem 1.2., no quadro de avisos da Fundao Sousndrade, localizada no endereo indicado no Subitem 1.3. e nos endereos do Concurso na Internet (site) www.fsadu.org.br/crea-ma e www.sousandrade.org.br/crea-ma.

    2. DOS CARGOS: 2.1. A indicao dos requisitos bsicos, do valor dos vencimentos e do nmero de vagas

    para cada cargo feita no Anexo I (Demonstrativo dos cargos, requisitos, jornada de trabalho, vencimentos e nmero de vagas) deste Edital.

    2.2. A descrio sinttica das atribuies de cada cargo feita no Anexo II (Descrio sinttica das atribuies) deste Edital.

    2.3. Os candidatos aprovados e classificados no limite das vagas oferecidas sero nomeados na classe e/ou referncia inicial do cargo.

    2.4. A lotao dos candidatos nomeados ocorrer de acordo com a ordem de classificao e as necessidades do CREA-MA, segundo o constante do Anexo I (Demonstrativo dos cargos, requisitos, jornada de trabalho, vencimentos e nmero de vagas) deste Edital.

    2.5. A jornada de trabalho, que poder ocorrer durante o turno diurno e/ou noturno, de acordo com a convenincia e necessidade do CREA-MA onde o candidato for lotado, ser a indicada no Anexo I (Demonstrativo dos cargos, requisitos, jornada de trabalho, vencimentos e nmero de vagas).

    3. DAS VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICINCIA: 3.1. Das vagas destinadas a cada cargo/rea/especialidade, 5% sero providas as

    pessoas portadoras de deficincia, amparadas pela Constituio Federal, Artigo 37, Inciso VIII e pelo disposto no Decreto n. 3.298/1999, conforme indicado no Anexo I (Demonstrativo dos cargos, requisitos, jornada de trabalho, vencimentos e nmero de vagas) do presente Edital, certificando-se, para tanto, que atendem s exigncias deste instrumento.

    3.2. Consideram-se pessoas portadoras de deficincia aquelas que se enquadrarem nas categorias discriminadas no Decreto n. 3.298/1999, Artigo 4..

    3.3. Para fins de provimento dos cargos reservados aos portadores de deficincia classificados nesse Concurso e nos termos deste Edital, ser nomeado o 1.

  • Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do

    Maranho CREA/MA

    Fls. 3

    classificado da lista especfica de portadores de deficincia para a 2. vaga aberta. Para os demais classificados na lista especfica, sero destinadas a 22, a 42, a 62 e, assim, sucessivamente at o limite de vagas para o cargo, conforme o percentual de 5% estabelecido neste Edital, Subitem 3.1.

    3.4. Para concorrer s vagas reservadas aos portadores de deficincia, o candidato dever, na Ficha de Inscrio, declarar a deficincia de que portador, observando se as atribuies do cargo, descritas de forma sinttica no Anexo II (Descrio sinttica das atribuies) deste Edital, so compatveis com a deficincia de que portador.

    3.5. O candidato portador de deficincia dever encaminhar na forma indicada no Subitem 3.5.1, LAUDO MDICO ATESTANDO A ESPCIE E O GRAU OU NVEL DA DEFICINCIA, COM EXPRESSA REFERNCIA AO CDIGO CORRESPONDENTE DA CLASSIFICAO INTERNACIONAL DE DOENAS CID, BEM COMO A PROVVEL CAUSA DA DEFICINCIA.

    3.5.1. O Laudo Mdico indicado no Subitem 3.5., dever ser encaminhado no Perodo de Inscrio definido no Subitem 1.5. deste Edital, via Correios, com Aviso de Recebimento (AR), ou entregue pessoalmente no Setor de Protocolo da Fundao Sousndrade, situado no endereo indicado no Subitem 1.3., no Perodo de Inscrio e no horrio de 8h s 12h e de 14h s 18h, apenas nos dias teis.

    3.6. O portador de deficincia que, no ato da inscrio, no declarar esta condio, ou deixar de atender ao disposto no Subitem 3.5., no poder interpor recurso em favor de sua situao e, portanto, no ser considerado candidato portador de deficincia.

    3.7. O candidato portador de deficincia que necessitar de qualquer tipo de atendimento diferenciado no momento da realizao das provas, tal como adaptao da prova conforme sua deficincia, dever solicit-lo no ato da inscrio, por meio de Requerimento que siga o modelo constante do Anexo V (Modelo de requerimento para atendimento diferenciado) deste Edital, indicando claramente o tipo de atendimento diferenciado necessrio.

    3.8. O candidato que no atender ao disposto no Subitem 3.7. no ter disponibilizado o atendimento diferenciado.

    3.9. Os candidatos portadores de deficincia, resguardadas as condies especiais previstas no Decreto n. 3.298/1999, participaro do Concurso Pblico em igualdade de condies com os demais candidatos no que diz respeito: a) ao contedo das provas; b) data, horrio e local de sua aplicao; c) aos critrios de avaliao e aprovao.

    3.10. O candidato que, no ato da inscrio, declarar ser portador de deficincia, se aprovado e classificado no Concurso, figurar em listagem especfica e tambm na listagem geral dos candidatos aprovados e classificados para o cargo de sua opo, devendo, quando convocado, submeter-se percia realizada por Equipe Multiprofissional do CREA-MA, como previsto no Decreto n. 3.298/1999, Artigo 43.

    3.10.1. A Equipe Multiprofissional prevista no Subitem 3.10. ter deciso terminativa sobre a condio de portador de deficincia do candidato, assim como tambm sobre sua espcie e grau ou nvel, com a finalidade no s de verificar se a deficincia de que portador realmente o habilita a concorrer s vagas reservadas para candidatos em tais condies, mas tambm se as atribuies do cargo para o qual foi aprovado e classificado so compatveis com a deficincia de que portador.

    3.10.2 O candidato dever comparecer percia prevista no Subitem 3.10. munido de laudo mdico atestando a espcie e o grau ou nvel da deficincia, com expressa referncia ao cdigo correspondente da Classificao Internacional de Doenas CID, bem como a provvel causa da deficincia.

  • Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do

    Maranho CREA/MA

    Fls. 4

    3.11. A no observncia do disposto no Subitem 3.10., ou a no constatao da deficincia na percia, acarretar a perda do direito s vagas reservadas aos candidatos em tais condies, passando a concorrer como se no fosse portador de deficincia.

    3.12. Caso no haja inscrio de candidatos que se declarem portadores de deficincia, ou se os que se inscreverem em tais condies forem reprovados nas provas ou na percia de que trata o Su

Recommended

View more >