Conhecimentos Específicos - Questões - Agronomia

Download Conhecimentos Específicos - Questões - Agronomia

Post on 24-Nov-2015

48 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 1 </p></li><li><p>CONHECIMENTOS ESPECFICOS</p><p>240 questes de conhecimentos especficos de Agronomia para o concurso da Caixa 2012 incluindo questes anteriores dos concursos de 2008 e 2010. </p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 2 </p></li><li><p>O contedo desta apostila de uso exclusivo do aluno que efetuou a compra no site, cujo nome e dados de I.P. constam do texto apresentado em formato de cdigo de barras, sendo vedada, por quaisquer meios e a qualquer ttulo, a sua reproduo, cpia, divulgao e distribuio.</p><p> vedado, tambm, o fornecimento de informaes cadastrais inexatas ou incompletas nome, endereo, e-mail - no ato da compra, qualificando assim o ato de falsidade ideolgica.</p><p>O descumprimento dessas vedaes implicar na imediata ao por parte de nosso conselho jurdico.</p><p>O contedo desta apostila de uso exclusivo de sendo vedada, por quaisquer meios e a qualquer ttulo, a sua reproduo, cpia, divulgao e distribuio, sujeitando-se os infratores responsabilizao civil e criminal.</p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 3 </p></li><li><p>1 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria </p><p>Embora muito atraente em termos financeiros, o mercado de produtos orgnicos se depara com um dos mais importantes gargalos que dificultam a expanso das reas de produo, que a converso dos sistemas convencionais para sistemas orgnicos. As reas de lavoura convencional, cujas pragas e doenas so controladas base de defensivos, fazem com que os primeiros anos de agricultura orgnica possam representar para o produtor:</p><p> a) prejuzos;</p><p> b) queda de mercado;</p><p> c) dificuldade de venda;</p><p> d) lucro;</p><p> e) reduo da rea de produo.</p><p>2 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria O sistema de manejo sustentvel da unidade de produo com enfoque sistmico privilegia a preservao ambiental, a agrobiodiversidade, os ciclos biolgicos e a qualidade de vida do homem. Dentre seus princpios pode-se destacar o melhor aproveitamento dos recursos naturais renovveis, conservao dos recursos no renovveis, minimizao da dependncia de energias no renovveis, alm da no utilizao de fertilizantes de alta solubilidade, agrotxicos, antibiticos, hormnios, aditivos artificiais, organismos geneticamente modificados e radiaes ionizantes. Esse sistema conhecido como:</p><p> a) agricultura alternativa;</p><p> b) produo integrada;</p><p> c) agricultura natural;</p><p> d) agricultura orgnica;</p><p> e) agricultura biodinmica.</p><p>3 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria A variao da vazo na seo de sada da bacia hidrogrfica como resposta precipitao no tempo e no espao sobre a bacia hidrogrfica denominado:</p><p> a) remanso;</p><p> b) hidrograma;</p><p> c) vazo mnima;</p><p> d) precipitao concentrada;</p><p> e) escoamento de vertente.</p><p>4 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria O principal papel desempenhado pela mata ciliar na hidrologia de uma bacia hidrogrfica pode ser verificado na quantidade de gua do:</p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 4 </p></li><li><p> a) ciclo de percolao;</p><p> b) gotejamento das copas;</p><p> c) deflvio;</p><p> d) fluxo de gua subterrneo e de transpirao;</p><p> e) consumo das razes.</p><p>5 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria O nitrognio um dos principais elementos necessrios ao desenvolvimento das plantas e, do total existente no solo, cerca de 95% encontra-se na forma de N-orgnico. A maior fonte de N o ar atmosfrico (78%). Existem duas formas principais pelas quais o N transferido de forma natural ao solo. Uma atravs das descargas eltricas que agem sobre a gua da chuva, e a outra pela fixao biolgica e simbitica do N atmosfrico por microorganismos. Destaca-se em importncia a simbiose que ocorre entre leguminosas e bactrias, especialmente do gnero:</p><p> a) Proteus;</p><p> b) Bacillus;</p><p> c) Legionella;</p><p> d) Campylobacter;</p><p> e) Rhizobium.</p><p>6 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Dentro da premissa de manter o solo permanentemente coberto, apresentam-se como prioridade as plantas protetoras e melhoradoras do solo, funcionando tambm como adubos verdes. Isso ocorre pela deposio sobre o solo de plantas no maduras, cultivadas exclusiva ou parcialmente para essa finalidade. uma prtica que mantm os resduos vegetais na superfcie do solo, protegendo-o e liberando nutrientes para as culturas subsequentes, alm de aumentar a:</p><p> a) lixiviao de sais do solo;</p><p> b) quantidade de razes das culturas;</p><p> c) absoro de gua pelas razes;</p><p> d) estabilidade dos agregados;</p><p> e) profundidade das razes.</p><p>7 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Existe um tipo de roedor que ataca os gros armazenados. Pertence a uma espcie de tanhano intermedirio, com coxa delgada, pele dura, orelhas grandes e cauda mais comprida que o corpo. Pesam em mdia 200g com comprimento aproximado de 20 cm. Vivem em tetos e telhados. Esse roedor conhecido como:</p><p> a) ratazana;</p><p> b) rato comum;</p><p> c) camundongo;</p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 5 </p></li><li><p> d) Rattus norvegicus;</p><p> e) Mus muscullus.</p><p>8 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria So muitas as espcies de pragas encontradas nos produtos armazenados. Dentre elas, destacam-se os insetos como um dos mais importantes agentes responsveis pelas perdas no perodo ps-colheita. Os insetos possuem uma importncia particular nas regies tropicais pelo fato de a massa de gros constituir, nessas regies, um ambiente ideal para o seu desenvolvimento. Os besouros, normalmente chamados de caruncho ou gorgulhos, so insetos que atacam os gros armazenados e pertencem ordem:</p><p> a) Coleptera;</p><p> b) Lepdptera;</p><p> c) Hymenptera;</p><p> d) Heterptera;</p><p> e) Orthptera.</p><p>9 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria A amostragem a retirada de partes de um lote com a finalidade de obter-se uma amostra representativa com limite satisfatrio de confiana e de tamanho adequado na qual estejam presentes todos os componentes do lote de origem. A partir da anlise da amostra pode-se conhecer o teor de gua, o teor de impureza e os demais parmetros de sua classificao que iro determinar seu valor comercial. A amostra recebida pelo laboratrio para anlise, sendo resultante da homogeneizao e reduo da amostra composta, denominada:</p><p> a) de arquivo;</p><p> b) simples;</p><p> c) de trabalho;</p><p> d) contra-amostra;</p><p> e) mdia.</p><p>10 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Uma massa de gros derramada sobre um plano horizontal acumula-se em um volume de forma cnica. O ngulo mximo do talude formado pelo material granular acumulado em relao horizontal denominado ngulo de:</p><p> a) cone;</p><p> b) talude;</p><p> c) repouso;</p><p> d) massa;</p><p> e) acumulo.</p><p>11 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria </p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 6 </p></li><li><p>Para determinao do teor de gua de gros de milho, recm-colhidos, o tcnico responsvel utilizou o "Mtodo Padro da Estufa". Assim, ele fez em duplicata a determinao levando as amostras para a estufa com temperatura de 1053C e retirando-as aps 24 horas. Sabendo-se que a massa mdia da amostra levada para a estufa foi de 150 gramas e que, aps sua retirada, transcorridas 24 horas, o produto tinha massa de 120 gramas, o teor de gua do produto, em % base mida, :</p><p> a) 0,2;</p><p> b) 20;</p><p> c) 0,8;</p><p> d) 80;</p><p> e) 25.</p><p>12 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Dos atributos de qualidade para frutos e hortalias, o que envolve a doura, a acidez, a adstringncia, o amargor, o aroma (volteis), os sabores e odores estranhos, o:</p><p> a) suculncia;</p><p> b) aparncia;</p><p> c) textura;</p><p> d) rendimento;</p><p> e) flavor.</p><p>13 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Existe um tipo de perda que decorrente de reaes metablicas, que conduzem a uma reduo no teor dos nutrientes, tais como vitaminas, protenas, lipdio, etc. O efeito individual ou combinado dessas perdas ir resultar na deteriorao do valor comercial do produto. Essa a perda:</p><p> a) quantitativa;</p><p> b) qualitativa;</p><p> c) nutricional;</p><p> d) alimentar;</p><p> e) comercial.</p><p>14 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Uma parte da energia gerada na respirao dos produtos vegetais, aps a colheita, perdida na forma de calor, conhecido como calor:</p><p> a) vital;</p><p> b) espontneo;</p><p> c) gerado;</p><p> d) despendido;</p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 7 </p></li><li><p> e) do fruto.</p><p>15 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria O perodo na vida de um rgo vegetal, no qual os processos anablicos (sntese) diminuem, havendo predominncia dos processos catablicos (degradaes), que so responsveis pelo envelhecimento e morte dos tecidos, o perodo de:</p><p> a) transpirao;</p><p> b) climatrio;</p><p> c) crescimento;</p><p> d) senescncia;</p><p> e) apodrecimento.</p><p>16 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Existe uma etapa especfica do desenvolvimento dos frutos ou hortalias que pode ser definida como a sequncia de mudanas bioqumicas, fisiolgicas e estruturais dos frutos, conduzindo a um estado que os torna comestveis, Este, entretanto, no um estado fisiolgico fixo, pois, pode variar de um para outro fruto e, em alguns casos, as mudanas podem ocorrer at em direo oposta. Por exemplo, em mas, h uma perda de cido mlico no fruto maduro, ao passo que, em bananas, ocorre o inverso, ou seja, um acmulo desse cido. Essa etapa conhecida como:</p><p> a) desenvolvimento;</p><p> b) amadurecimento;</p><p> c) senescncia;</p><p> d) maturao;</p><p> e) ps-climatrio.</p><p>17 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria A irrigao localizada compreende os sistemas de irrigao nos quais a gua aplicada ao solo, diretamente sobre a regio radicular, em pequenas intensidades (1 a 160 litros por hora), porm com a alta freqncia (de um a quatro dias), de modo que mantenha a umidade do solo na zona radicular. Para isso, a aplicao da gua feita por meio de tubos perfurados com orifcios de dimetros reduzidos ou por meio de:</p><p> a) canho;</p><p> b) piv;</p><p> c) gotejadores;</p><p> d) baixa presso;</p><p> e) muito baixa presso.</p><p>18 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria </p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 8 </p></li><li><p>Os aspersores utilizados em piv central podem ser classificados em quatro tipos mais comuns. Existe um denominado emissor de aplicao localizada, onde os emissores aplicam gua de forma localizada, permitindo, em caso de plantio circular, o molhamento subcopa ou sobre as plantas. Este aspersor classificado como tipo:</p><p> a) D;</p><p> b) A;</p><p> c) B;</p><p> d) C;</p><p> e) W.</p><p>19 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Este medidor de vazo de gua adota o princpio de Venturi para medir a vazo em canais abertos. Consta basicamente de trs sees: uma a montant e, com paredes laterais convergentes e o fundo nivelado; uma com as paredes paralelas e o fundo com declividade; e a outra a jusante, com paredes laterais divergentes e o fundo em aclive. Esse medidor de vazo conhecido como medidor:</p><p> a) WSC;</p><p> b) Vertedor;</p><p> c) direto;</p><p> d) sifo;</p><p> e) Parshall.</p><p>20 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria O intervalo, em dias, entre duas irrigaes sucessivas denominado:</p><p> a) intervalo entre irrigaes;</p><p> b) turno de rega;</p><p> c) espaamento entre regas;</p><p> d) passo entre irrigaes;</p><p> e) turno de molhamento.</p><p>21 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Existe uma evapotranspirao em que a gua evapotranspirada por uma determinada cultura, sob as condies normais de cultivo, isto , sem a obrigatoriedade do teor de umidade permanecer sempre prximo capacidade de campo. a evapotranspirao:</p><p> a) potencial de referncia;</p><p> b) da cultura;</p><p> c) potencial da cultura;</p><p> d) total;</p><p> e) ideal.</p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados 9 </p></li><li><p>22 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Existe um equipamento simples e de custo acessvel, usado no sistema plantio direto para o manejo da vegetao e de restos culturais superficiais, que pode ser construdo na propriedade. Sua finalidade bsica o manejo mecnico cultural de espcies de plantas protetoras e recuperadoras do solo, visando o acamamento da biomassa vegetal e um melhor desempenho das semeadoras de plantio direto com trao animal, evitando embuchamentos e facilitando as operaes de plantio com matracas. um implemento complementar indispensvel para o manejo integrado e ecolgico do solo, constitudo de um corpo cilndrico no qual se inserem lminas dispostas ao longo de sua superfcie e igualmente espaadas, apoiado em dois mancais, e girando livremente em torno do seu eixo longitudinal. Pode ser acionado por trao animal ou motomecanizada. Esse implemento denominado:</p><p> a) grade de dentes;</p><p> b) grade de discos;</p><p> c) rolo-faca;</p><p> d) rolo-disco;</p><p> e) segadeira.</p><p>23 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Existem implementos utilizados para uma movimentao superficial do solo, com a finalidade de escarificar restos de culturas, destorroar solo j arado, misturar fertilizantes e corretivos com o solo, escanficar solos de pastagens para renovao destas ou para eliminao de ervas daninhas, principalmente em culturas anuais, que so chamados:</p><p> a) grades;</p><p> b) subsoladores;</p><p> c) arados;</p><p> d) cultivadores;</p><p> e) sulcadores.</p><p>24 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria Na semeadura de sementes, quando as sementes so distribudas em linha, mas no existe uma preciso na colocao das sementes, de forma que existe variao do nmero e posio das sementes na linha, ela feita por semadora em linha:</p><p> a) a lano;</p><p> b) de preciso;</p><p> c) em quadrado;</p><p> d) em grupos;</p><p> e) contnua.</p><p>25 - UFF - 2009 - UFF - Tcnico em Agropecuria </p><p>Apostilas Aprendizado Urbano Todos os direitos reservados...</p></li></ul>