conhecimentos específicos aux contab

Download conhecimentos específicos aux contab

Post on 05-Aug-2015

142 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Conhecimentos Especficos Auxiliar de ContabilidadeConceitos, objetivos e finalidades da contabilidade.Preliminares Breve Histria A Contabilidade uma das mais antigas cincias estudadas pelo ser humano e sempre foi utilizada como instrumento de aplicao prtica. No surgiu de conceitos filosficos ou por fora de lei. Surgiu da necessidade de registrar e controlar, as quais so caractersticas intrnsecas do homem. No princpio, era a caa a forma mais primitiva de extrativismo. Vivendo em pequenos agrupamentos errantes, o homem sobrevivia do que consegui caar e colher. Entretanto, passados alguns milhares de anos, a nossa espcie conseguiu avanos importantes: abandonou o nomadismo, agrupando-se em centros fixos de populao crescente, trocou a caa e o extrativismo pela criao de animais e pela agricultura e aventurou-se na produo de ferramentas e objetos, da mais diversa natureza, cada vez mais numerosos e mais complexos. Com o passar do tempo, para assegurar um mnimo de eficincia, essa nova atividade passou a exigir formas mais ou menos sofisticadas de organizao. Nasciam, assim, os chamados sistemas de produo, s perfeitamente caracterizados na civilizao ocidental, a partir da Idade Mdia. Primeiramente, esses sistemas eram simples, conhecidos como sistemas de produo familiar ou domstico. Com o passar do tempo e como decorrncia direta do crescimento populacional e do desenvolvimento urbano e tecnolgico, o sistema produtivo foi, gradualmente, tornando-se menos limitado e mais complexo. Veio a poca dos artesos, na qual o sistema de produo predominante ficou conhecido como sistema das corporaes, porque os artesos associavam-se em corporaes para defender-se de dificuldades econmicas oriundas de competio mais agressiva de profissionais concorrentes ou decorrentes de doena e de velhice. Com a continuidade do crescimento dos mercados, das cidades e da tecnologia, novos modelos de sistema produtivo comearam a solapar a hegemonia do sistema corporativo. Um novo personagem invadiu a cena: o intermedirio atravessador que se interps entre o mestre arteso e o seu cliente, passando a negociar as encomendas e a fornecer as matrias-primas necessrias ao seu atendimento. Crescia a limitao da autonomia do arteso, prenunciando o advento da nova forma dominante de organizao econmica o sistema domstico. Esse sistema prevaleceu at fins do sculo XVI. Nesse perodo, por volta do final do sculo XV, pouco antes de iniciar-se o ltimo sculo da primeira fase da histria dos sistemas de produo, divulgou-se em Veneza um relevante aperfeioamento da forma de registrar dados contbeis: o mtodo das partidas dobradas. Desenvolvendo-se gradualmente entre os comerciantes de Veneza, esse mtodo, organizado e divulgado por Frei Luca Paccioli, consagrou-se, por todo o ocidente, como o estilo oficial dos registros contbeis. Essa foi, provavelmente, a mais destacada marca inovadora da Contabilidade daquela poca. Contudo, a partir do sculo XVII, com a predominncia do sistema fabril de produo, as inovaes contbeis passaram a ganhar fora e velocidade. A partir de ento a Contabilidade tornou-se uma Cincia, aperfeioando-se em virtude das novas necessidades exigidas pela Tecnologia e a Globalizao da Informao. Resumo da Evoluo da Contabilidade Pr-histria: de 8.000 a.C. at 1.202 d.C. perodo do empirismo e do conhecimento superficial: experincias e prticas vividas pelas civilizaes do mundo antigo, destacando-se os sumrios, babilnios, egpcios, chineses e romanos. Idade Mdia: de 1.202 d.C. at 1.494 perodo da sistematizao dos registros: em razo da obra Leibe Abaci, de Leonardo Fibonacci. Idade Moderna: de 1.494 at o sculo XVIII perodo que se tornou um marco na evoluo contbil, em razo da publicao da obra Tratado Particular da Conta e Escriturao, do Frei e Matemtico Luca Paccioli, em Veneza, onde este discorreu sobre o mtodo das Partidas Dobradas. Idade Contempornea: do sculo XVIII at os dias de hoje perodo cientfico da Contabilidade, em que quando esta deixou de ser mera arte para se tornar Cincia. Definies de Contabilidade Se procurarmos em todos os trabalhos cientficos que tratam da Cincia Contbil, encontraremos um nmero grande de definies. Abaixo, seguem algumas: A Contabilidade a cincia que estuda e controla o patrimnio, objetivando represent-lo graficamente, evidenciar suas variaes, estabelecer normas para sua interpretao, anlise e auditagem e servir como instrumento bsico para a tomada de decises de todos os setores direta ou indiretamente envolvidos com a empresa. (Hilrio Franco) A Contabilidade a cincia que estuda e pratica, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimnio das entidades, mediante o registro, a demonstrao expositiva e a revelao desses fatos, com o fim de oferecer informaes sobre a composio do patrimnio, suas variaes e o resultado econmico decorrente da gesto da riqueza econmica. (Hilrio Franco) A Contabilidade uma cincia que permite, atravs de suas tcnicas, manter um controle permanente do patrimnio da empresa. (Prof. Osni Moura Ribeiro) Podemos definir Contabilidade como o sistema de informao que controla o patrimnio de uma entidade. (Prof. Clvis Luis Padoveze) Enfim, a Contabilidade tem como objetivo fornecer os elementos fundamentais para que uma entidade possa ser bem administrada, mediante o acompanhamento da sua situao lquida patrimonial e dos seus resultados. Ela tambm permite que sejam controlados as disponibilidades, os bens e direitos constantes do Ativo e as obrigaes constantes do Passivo. Ela fornece todos os elementos necessrios tomada de decises pelos dirigentes ou proprietrios das entidades, alm de fornecer subsdios pessoas estranhas, que tenham interesse em manter negcios diretos ou indiretos com ela. Funes da Contabilidade As principais funes da Contabilidade so: registrar, organizar, demonstrar, analisar e acompanhar as

Expresso Cultural

Pgina 1

Conhecimentos Especficos Auxiliar de Contabilidademodificaes do patrimnio em virtude da atividade econmica ou social que a empresa exerce no contexto econmico: Registrar todos os fatos que ocorrem e podem ser representados em valor monetrio; Organizar um sistema de controle adequado empresa; Demonstrar com base nos registros realizados, expor periodicamente por meio de demonstrativos, a situao econmica, patrimonial e financeira da empresa; Analisar os demonstrativos financeiros e os resultados obtidos pela empresa; Acompanhar a execuo dos planos econmicos da empresa, prevendo os pagamentos a serem realizados, as quantias a serem recebidas de terceiros e alertando para eventuais problemas. Finalidades da Contabilidade A finalidade primria da Contabilidade o registro metdico e ordenado dos negcios realizados e a verificao sistemtica dos resultados obtidos. Ela deve identificar, classificar e anotar as operaes da entidade e de todos os fatos que de alguma forma afetam sua situao econmica, financeira e patrimonial. Com esta acumulao de dados, convenientemente classificados, a Contabilidade procura apresentar de forma ordenada, o histrico das atividades da empresa, a interpretao dos resultados, e atravs de relatrios produzir as informaes que se fizerem precisar para o atendimento das diferentes necessidades. Como finalidade secundria (talvez a mais importante) o auxlio tomada de decises da administrao das entidades (empresas) no exerccio de suas funes. o controle e o planejamento de toda e qualquer entidade scio-econmica. O controle exercido pela administrao da entidade atravs das informaes contbeis, obtidas em relatrios que podem atestar que a organizao est caminhando em conformidade com os planos e polticas determinados. O planejamento feito pela administrao da entidade com base em informaes contbeis anteriores, principalmente no que se refere ao estabelecimento de padres e metas a serem alcanadas e ao interrelacionamento da contabilidade com os planos oramentrios, sendo de grande utilidade no planejamento empresarial ou estratgico, que consiste em prever ou estabelecer critrios para decises a serem tomadas no futuro. A Contabilidade Aplicada A Contabilidade, enquanto cincia que estuda o patrimnio das entidades, encontra aplicaes em todas estas, independentemente do tipo, ramo de atividade, segmento econmico ou localizao geogrfica. Assim, a identificao do campo de aplicao da Contabilidade tambm pode ser analisada atravs da definio do patrimnio, como o conjunto de bens, direitos e obrigaes relacionados a uma pessoa fsica ou jurdica, de direito pblico ou privado, com ou sem fins lucrativos. A idia de que a Contabilidade do setor pblico diferente do setor privado ou, ainda que a Contabilidade de uma entidade filantrpica diferente da entidade privada, no correta, pois cada entidade, dentro do seu ramo de atividade e das suas peculiaridades, apresenta especificidades prprias, s encontradas naquele segmento, ou seja, em uma entidade filantrpica a Contabilidade ser exercida observando toda a legislao que envolve este tipo de entidade. Portanto, o que muda, o objetivo da entidade e suas caractersticas, sendo que a Contabilidade mantm a mesma finalidade, o mesmo objetivo e utiliza-se das mesmas tcnicas e mtodos para registrar e controlar o patrimnio das entidades. Neste sentido, as entidades, de um modo geral, podem ser: Sociais: so aquelas que possuem a riqueza como meio para atingir seus fins, Exemplo: associaes beneficentes, educacionais, esportivas, culturais e religiosas. Econmicas: so as que tm a riqueza com meio e fim e tm como objetivo aumentar seu patrimnio, obtendo lucro. Exemplo: empresas mercantis, industriais e prestadoras de servios. Scio-econmicas: so aquelas que possuem a riqueza como meio e fim, porm o aumento do patrimnio que possuem serve para beneficiar toda a comunidade. Exemplo: institutos de aposentadorias e penses e as fundaes. Levando ainda em considerao os objetivos das entidades, a Contabilidade divide-se em duas grandes ramificaes: Contabilidade Pblica: ocupa-se com o estudo e registro dos fatos administrativos das pessoas de dire