CONHECIMENTOS BASICOS - RESUMO

Download CONHECIMENTOS BASICOS - RESUMO

Post on 30-Jul-2015

552 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

resumo de conhecimentos basicos para concurso de tecnico bancario da CEF

TRANSCRIPT

tica e MoralA partir do estudo da tica, pode-se considerar uma viso utilitarista, em que a verdade de uma proposio consiste no fato de que ela til, tendo alguma espcie de xito ou satisfao. tica empresarial e profissional: O cdigo no o nico mecanismo de conduta, algumas medidas podem ser implantadas no sentido de remoo ou, pelo menos, reduo de condutas inadequadas, em que a definio de incentivos apropriados revela-se eficaz na eliminao do comportamento indesejvel. O principio da legalidade se revela como uma das garantias dos administradores. Esse principio consiste na necessidade de previa legislao que permite a atuao do poder publico. Efeitos externos do ato administrativo: principio de publicidade. Principio de moralidade: requisito de validade. O ato jurdico no obedece somente a lei, mas tambm o cdigo de tica.

MARKETINGSegundo Kotler, a compra simulada exemplo de ferramenta utilizada para acompanhar e medir a satisfao do cliente. O marketing de relacionamento no prescinde da comunicao via internet. O anncio de um banco vinculado na televiso, pago, inovador e especfico, por si s caracteriza exemplo de propaganda. No processo de telemarketing, visando superar objees, o operador dever reafirmar a objeo at compreender o sentido e o motivo real de o cliente resistir a as suas ponderaes. De acordo com Kotler, constitui exemplo de etapa de venda denominada pr-abordagem a anlise de quais so as necessidades do cliente.

CAIXA Agente de polticas pblicas Parceira do estado brasileiro em politicas sociais Foi fundada em 1861 Em 1931 foi-lhe concedido o monoplio de penhor 55 anos depois de sua fundao foi incorporada ao banco nacional de habitao Importante financiadora nas reas de saneamento e urbanizao Na dcada de 80 sec. xx incorporou o papel de agente operador do FGTS Tem a sede em Braslia

Pode criar sucursais, filiais ou agencias em todo o territrio nacional e exterior. instituio financeira sob a forma de empresa publica, vinculada ao ministrio da fazenda. Esta sujeita a fiscalizao do banco central (BACEN)

Aps 150 anos a caixa consolidou-se como um banco de grande porte, slido e moderno. Caixa sinnimo de responsabilidade social e pretende ser referencia mundial, rentvel, eficiente e gil e com permanente capacidade de renovao. Objetivos: Manter linhas de credito para microempresa Receber os depsitos oriundos da economia popular, incluindo os da UNIO. Prestar servios bancrios de natureza especial (intermediao e suprimento financeiro) Realizar sem servios especulativos (aes e ttulos) Corretagem de seguros e de valores mobilirios

Seguro-desempregoDireito pessoal e intranferivel. Trabalho forado: ser resgatado que recebera 3 parcelas de seguro desemprego de 1 salario cada. A extino do contrato de trabalho de forma indireta recebe seguro desemprego. Para o recebimento de seguro desemprego necessrio ter trabalhado 6 meses imediatamente anteriores a data da dispensa. O trabalhador que tiver o benefcio cancelado em decorrncia de comprovada fraude deve ser apenado com a suspenso do direito de receb-lo, por 2 anos, ressalvado o prazo de carncia. O trabalhador que fica em situao de desemprego involuntrio pelo perodo de 12 a 18 meses, ininterruptos, e que j recebeu seguro, far jus a mais trs parcelas de 100 reais cada. O seguro pode ser requerido a partir do 7 dia subsequente a resciso do contrato, at no mximo 120 dias depois. Sujeito a cancelamento do seguro: Caso o trabalhador recuse outro emprego condizente com sua qualificao e remunerao anterior Forem falsas as informaes For comprovada fraude Por morte do segurado

(suspenso por dois anos, podendo dobrar) Suspenso:

For admitido em outro emprego Se passar a receber outro benefcio contnuo Se negar emprego trs vezes

Se a suspenso se der por reemprego com contrato temporrio, de experincia ou tempo determinado, e o do saldo de parcelas do benefcio que havia sido suspenso. Pago e administrado pelo Ministrio do Trabalho.

empregado for novamente despedido sem justa causa, ser assegurado ao trabalhador o recebimento ou retomada

O financiamento do sistema do seguro-desemprego feito pela arrecadao das contribuies para o PIS-PASEP. O benefcio devido ao empregado que comprove: ter recebido salrios de pessoa jurdica ou pessoa fsica a ela equiparada, nos 06 meses imediatamente durante esses 06 meses;

anteriores data da dispensa, cabendo destacar que o empregador no precisa necessariamente ser o mesmo ter desenvolvido atividades como empregado ou autnomo, na forma legalmente prevista, durante pelo menos 15 meses dentro dos ltimos 24 meses; penso por morte; no estar em gozo de qualquer benefcio previdencirio de prestao continuada, exceto auxlio-acidente e no estar em gozo de auxlio-desemprego (CF, 201, III);

no possuir renda prpria de qualquer natureza, capaz de prover seu sustento e de sua famlia.

3 parcelas para 6 meses trabalhados, 4 para 12, 5 para 24. O segurado somente poder se habilitar a perceber novamente o benefcio depois de transcorridos 16 meses da data da ltima dispensa.

O empregado domstico dever comprovar estar inscrito no FGTS e ter trabalhado exclusivamente como domstico por um perodo de 15 meses dentro dos ltimos 24 meses.

Ainda, dever o empregado domstico apresentar o nmero de inscrio de contribuinte individual do INSS ou o nmero de inscrio do PIS-PASEP.

O seguro-desemprego do empregado domstico ser pago em no mximo 03 parcelas, podendo ser requerido anterior.

novamente, desde que observado o perodo aquisitivo de 16 meses decorridos da dispensa que originou o benefcio

O pescador artesanal far jus ao benefcio durante o perodo de proibio de atividade pesqueira para preservao da espcie a cuja captura se dedique (perodo de defeso). Aplica-se ao pescador marinho, fluvial ou lacustre.

Pescador artesanal aquele que exerce sua atividade de forma individual ou em regime de economia familiar, sem contratao de terceiros. Perodo de defeso aquele determinado por portaria do IBAMA, publicada no Dirio Oficial.

Para se habilitar ao benefcio, o pescador dever apresentar:

certido do IBAMA, que comprove o registro de pescador profissional h pelo menos 03 anos;

atestado da colnia de pescadores a que esteja filiado, ou do rgo do IBAMA com jurisdio sobre a rea profisso por no mnimo 03 anos, que o pescador se dedicou atividade ininterruptamente entre a

onde o pescador atua, ou, em ltimo caso, declarao de dois pescadores idneos que ateste: o exerccio da paralisao anterior e aquela em curso, e ainda que no possui renda superior ao valor fixado em lei; defeso.

comprovante de recolhimento de pelo menos 02 contribuies previdencirias anteriores ao incio do

Ainda, deve demonstrar no estar em gozo de qualquer benefcio previdencirio de prestao continuada, exceto auxlio-acidente e penso por morte.

O seguro-desemprego do pescador profissional concedido em parcelas em nmero igual ao dos meses que ser concedido pelo perodo usual, acrescido de um ms.

perdurar o perodo de defeso (no h limite). Caso este seja, excepcionalmente prorrogado, o seguro-desemprego

Por fim, no caso do trabalhador comprovadamente recuperado de situao de submisso a trabalho forado ou reduo a condio anloga de escravo, o benefcio ser pago em 03 parcelas, ficando vedado ao mesmo parcela. trabalhador o recebimento de benefcio em circunstncias similares, nos 12 meses seguintes ao pagamento da ltima

O trabalhador temporrio no tem direito ao benefcio de seguro-desemprego, pois seu contrato tem prazo trabalho motivada pelo empregador.

determinado para acabar. Todavia, essa regra ser excepcionada quando houver resciso antecipada do contrato de

Tambm no haver direito ao seguro-desemprego no caso de culpa recproca na resciso do contrato. O seguro desemprego especial ser devido ao trabalhador que, alm dos requisitos exigidos para a concesso do seguro-desemprego, apresente as seguintes condies: situao de desemprego involuntrio, pelo perodo de 12 a 18 meses, ininterruptos; j ter sido beneficiado pelo seguro-desemprego; ter idade igual ou superior a 30 anos;

o ltimo empregador deve ter domiclio nas regies metropolitanas de So Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Belm, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Vitria e Fortaleza.

O prazo de 12 a 18 meses ser contado da data do pagamento da primeira parcela do seguro-desemprego referente ltima despedida (por tal razo, essa data deve ser comprovada pelo empregado no ato do requerimento do seguro-desemprego especial).

Para o empregado domstico, pescador artesanal, trabalhador resgatado o seguro-desemprego sempre ser concedido em valor equivalente ao salrio mnimo. Os demais sero calculados a mdia.

O empregado domstico ter prazo de 07 a 90 dias para requerer o benefcio. Para o pescador artesanal, o prazo de requerimento contado da data de incio do perodo de defeso at o seu final, no podendo, contudo, ser requerido aps 120 dias do incio do defeso.

Destaque-se que o empregador tem a obrigao de fornecer ao empregado as guias para requerimento do segurodesemprego (obrigao de fazer). Caso no o faa, essa obrigao de fazer se converte em obrigao de pagar a indenizao correspondente s parcelas do benefcio a que o empregado teria direito. Ainda, estar o empregador que infringir as normas relativas ao seguro-desemprego, sujeito a penalidades administrativas (multa), alm de responsabilizao civil e criminal, na forma da lei.

O seguro-desemprego direito pessoal e intransfervel, no se transmitindo aos dependentes aps a morte do

beneficirio (os dependentes apenas tero direito s parcelas vencidas e no pagas do benefcio nesse caso, as

parcelas sero pagas mediante alvar judicial). Ainda, em caso de estar o trabalhador acometido de grave molstia, comprovada por percia do