Conhecimentos Bancarios - Seguros

Download Conhecimentos Bancarios - Seguros

Post on 16-Jul-2015

113 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>Seguros Compreensivos Para se prevenir das possveis perdas que poderia sofrer em seu patrimnio, face diversidade de riscos existentes, o segurado era obrigado a contratar diversos seguros, tais como: incndio, roubo, desmoronamento, alagamento, etc. Na ocorrncia de sinistro, a multiplicidade de aplices e, consequentemente, de condies, tornava extremamente difcil saber se o evento estava coberto e qual das aplices garantia esse evento. Isso provocava insegurana no segurado e gerava desconfiana em relao ao mercado segurador. Por outro lado, o mercado segurador vivia sob total rigidez tarifria, no tendo como oferecer ao segurado produtos que realmente amparassem seu patrimnio e em condies de fcil compreenso. Assim foi que, objetivando a modernizao do seguro no Brasil, no incio da dcada de 90 o Governo Federal lanou o Plano Diretor do Sistema de Seguros, visando desregulamentao e ao desenvolvimento do mercado segurador. Esse Plano Diretor teve como uma de suas diretrizes bsicas a abordagem do seguro sob o enfoque do consumidor (segurado), o sujeito-fim dos servios prestados pelo sistema segurador, visando tornar o seguro mais acessvel, de melhor qualidade e com possvel reduo dos custos finais. Foi objetivando atender s diretrizes do Plano Diretor que surgiu a possibilidade de se criar os planos de seguros compreensivos, que no constituam um ramo ou modalidade de seguro. Foram, na verdade e em essncia, uma forma de contratao onde se conjugam vrios ramos ou modalidades numa mesma aplice.</p> <p>Apresentam como caractersticas principais: a) Reduo das taxas em relao aos chamados seguros convencionais; b) Conjugao de vrias coberturas em uma s aplice, com clusulas menos restritivas e de mais fcil compreenso pelos segurados; c) Estruturao modular com uma ampla gama de coberturas e garantias acessrias, permitindo ao segurado a escolha, entre elas, das mais adequadas s suas necessidades, o que resulta na montagem de um seguro personalizado. Atualmente, segundo a Circular SUSEP n 395/2009, os planos compreensivos pertencem ao Grupo Patrimonial, cobrindo, basicamente, riscos de bens (patrimnio) em residncias, empresas e condomnios. Porm, podem conter coberturas de responsabilidade civil (familiar, do sndico e/ou condomnio, danos materiais a veculos de terceiros), de despesas mdicas/ hospitalares/ odontolgicas de pessoas, etc. Logo, no podemos consider-los como seguros exclusivamente patrimoniais. Os planos compreensivos garantem, em geral, trs riscos: incndio, queda de raio e exploso. Alm desses riscos, os compreensivos conjugam diversas coberturas adicionais, tais como: vendaval, queda de aeronaves, perda de aluguel, entre diversas outras. O Decreto-Lei n 73/66 e a Lei n 10.406/2002 estabeleceram que obrigatria a contratao de seguro, para a edificao ou o conjunto de edificaes, abrangendo todas as unidades autnomas e partes comuns, de seguro contra o risco de incndio ou destruio, total ou parcial. Alm disso, o seguro condomnio s pode ser contratado a primeiro risco absoluto e pode prever franquia, de acordo com a Resoluo CNSP n 218/2010.</p> <p>Perguntas sobre seguros (dvidas referentes a todos os tipos de seguro) 1- As condies contratuais podem ser alteradas aps a emisso da aplice? Podem. Mas, como qualquer alterao contratual, depender de comum acordo entre as partes (segurado e seguradora). No caso de seguros coletivos, as alteraes dependem da anuncia expressa de 3/4 do grupo interessado.</p> <p>2- O que se entende por perda de direito? Trata-se da ocorrncia de um fato que provoca a perda do direito do segurado indenizao, ainda que, a princpio, o sinistro seja oriundo de um risco coberto, ficando, ento, a seguradora isenta de qualquer obrigao decorrente do contrato. Ocorre a perda de direito se: - o sinistro ocorrer por culpa grave ou dolo do segurado ou beneficirio do seguro; - a reclamao de indenizao por sinistro for fraudulenta ou de m-f; - o segurado, corretor, beneficirios ou ainda seus representantes e prepostos fizerem declaraes falsas ou, por qualquer meio, tentarem obter benefcios ilcitos do seguro; - o segurado agravar intencionalmente o risco. Alm disso, se o segurado, seu representante, ou seu corretor de seguros fizer declaraes inexatas ou omitir circunstncias que possam influir na aceitao da proposta ou no valor do prmio, ficar prejudicado o direito indenizao, alm de estar o segurado obrigado ao pagamento do prmio vencido.</p> <p>3- O que prmio do seguro?</p> <p> o valor que o segurado paga seguradora pelo seguro para transferir a ela o risco previsto nas Condies Contratuais. Pagar o prmio uma das principais obrigaes do segurado.</p> <p>4- O que acontece se houver atraso nos pagamentos dos prmios? O no pagamento do prmio nas datas previstas poder acarretar a suspenso ou at mesmo o cancelamento do seguro, prejudicando o direito indenizao, caso o sinistro ocorra aps a data de suspenso ou cancelamento. As condies gerais, na clusula pagamento de prmio, devero informar em que hipteses ocorrero a suspenso e/ou o cancelamento do contrato em razo da falta de pagamento de prmio.</p> <p>5- A seguradora poder recusar a proposta? Sim. A sociedade seguradora tem o prazo de 15 dias para se pronunciar quanto proposta de seguro, seja para seguros novos ou renovaes, bem como para alteraes que impliquem modificao do risco, apresentada pelo segurado ou seu corretor. Encerrado este prazo, no tendo havido a recusa da seguradora, o seguro passa a ser considerado aceito. No caso de recusa, a seguradora dever comunicar formalmente ao segurado a no aceitao do seguro, justificando a recusa.</p> <p>6- Qual o prazo para receber a indenizao? A liquidao dos sinistros dever ser feita num prazo no superior a 30 dias, contados a partir da entrega de todos os documentos bsicos apresentados pelo segurado ou beneficirio(s). A contagem do prazo poder ser suspensa quando, no caso de dvida fundada e justificvel, forem solicitados novos documentos, voltando a correr a partir do dia til subseqente quele em que forem completamente atendidas as exigncias pelo segurado ou beneficirio. essencial que o segurado ou beneficirio solicite sociedade seguradora o devido protocolo que identifique a data do recebimento do aviso de sinistro e respectivos documentos.</p> <p>Perguntas sobre seguro de automvel</p> <p>As coberturas oferecidas em um seguro de automvel tm como objetivo atender s necessidades dos segurados diante da possibilidade desses terem prejuzo em razo de danos causados acidentalmente pelo uso de seus veculos ou resutante de ao de terceiros. So segurveis todos os veculos terrestres de propulso a motor e seus reboques, desde que no andem sobre trilhos. O valor da importncia segurada inscrito na aplice para cada cobertura representar o limite mximo de responsabilidade da seguradora. Quais so as modalidades possveis para o seguro de automvel? 1. Valor de Mercado Referenciado (VMR): modalidade que garante ao segurado, no caso de indenizao integral, o pagamento de quantia varivel, em moeda corrente nacional, determinada de acordo com a tabela de referncia, expressamente indicada na proposta do seguro, conjugada com fator de ajuste, em percentual, a ser aplicado sobre o valor de cotao do veculo, na data da liquidao do sinistro. 2. Valor Determinado (VD): modalidade que garante ao segurado, no caso de indenizao integral, o pagamento de quantia fixa, em moeda corrente nacional, estipulada pelas partes no ato da contratao do seguro.</p> <p>O que significa valor de novo? Refere-se ao compromisso da seguradora, na modalidade de valor de mercado referenciado (VMR), de indenizar o segurado pelo valor do veculo zero quilmetro constante da tabela de referncia na data de liquidao do sinistro. A seguradora dever definir expressamente os critrios necessrios para que tal condio seja aceita. Esta cobertura vigorar durante prazo no inferior a 90 dias, contado a partir da entrega do veculo ao segurado e fixado nas condies gerais do seguro. Quais so os tipos de coberturas oferecidas? As coberturas oferecidas so: coliso, furto/ roubo e incndio (perda parcial e perda total). A cobertura compreensiva abrange coliso, incndio e roubo/furto. A cobertura do seguro de automvel pode, ainda, ser conjugada com cobertura de responsabilidade civil facultativa de veculos (RCF-V) e de acidentes pessoais para passageiros (APP). A cobertura de RCF-V, por sua vez, pode ser dividida em duas modalidades: a que cobre danos materiais causados a terceiros (DM) e a que cobre danos corporais causados a terceiros (DC). Podem ser contratadas coberturas adicionais? Sim. So coberturas contratadas por clusulas especiais que integram a aplice. Como exemplo, temos as coberturas para: acessrios, rdios, ar condicionado, antenas e outros equipamentos, guindastes, frigorficos (caminhes frigorficos), aparelhos de raio x (nos hospitais volantes), etc.1- O que caracteriza a indenizao integral em caso de ocorrncia de sinistro? A indenizao integral caracterizada quando os prejuzos resultantes de um mesmo sinistro atingirem ou ultrapassarem 75% (ou percentual inferior quando previsto na aplice) do valor contratado pelo segurado. Em caso de roubo ou furto do veculo sem que o mesmo seja recuperado, h tambm a indenizao integral.</p> <p>2- Como devo proceder para o recebimento de indenizao integral? No caso de indenizao integral, o segurado dever, ocorrendo sinistro, avisar imediatamente a seguradora, preencher o formulrio de aviso de sinistro e apresentar a documentao necessria, definida nas condies gerais do seguro. Nos casos de indenizao integral, o documento de transferncia de propriedade do veculo dever ser devidamente preenchido com os dados de seu proprietrio e da sociedade seguradora.</p> <p>3- Como devo proceder para o recebimento de indenizao parcial? Para a indenizao parcial por avarias, ou seja, por danos materiais causados ao veculo que no acarretem a indenizao integral, o segurado dever, no caso de sinistro, avisar imediatamente a seguradora, preencher o formulrio de aviso de sinistro, levar o veculo a uma oficina de sua livre escolha ( possvel que a seguradora oferea algumas vantagens para utilizao de rede credenciada, mas no pode impedir o segurado de escolher determinada oficina) e aguardar autorizao prvia da seguradora para serem efetuados os consertos.</p> <p>4- O que franquia? o valor, expresso na aplice, que representa a parte do prejuzo que dever ser arcada pelo segurado por sinistro. Assim, se o valor do prejuzo de determinado sinistro no superar a franquia, a seguradora no indenizar o segurado. 5- O que bnus? Trata-se de critrio definido pela seguradora para permitir uma reduo no valor do prmio quando o segurado apresentar um nmero de anos sem sinistros. A SUSEP no define regras para a aplicao ou suspenso de bnus. Quando houver a previso de bnus no contrato o mesmo dever constar da proposta e da aplice.</p> <p>Perguntas sobre seguro de pessoas</p> <p>Estes seguros tm por objetivo garantir o pagamento de uma indenizao ao segurado e aos seus beneficirios, observadas as condies contratuais e as garantias contratadas. Como exemplo de seguros de pessoas, temos seguro de vida, seguro funeral, seguro de acidentes pessoais, seguro educacional, seguro viagem, seguro prestamista, seguro de diria por internao hospitalar, seguro perda de renda, seguro de diria de incapacidade temporria. Os seguros de pessoas podem ser contratados de forma individual ou coletiva. Nos seguros coletivos, os segurados aderem a uma aplice contratada pelo estipulante Quem pode ser estipulante de uma aplice coletiva de seguros de pessoas? Qualquer pessoa fsica ou jurdica pode ser estipulante, exceto: 1. corretoras de seguros, seus scios, dirigentes, administradores, empregados, prepostos ou representantes; 2. corretores; e 3. sociedades seguradoras, seus dirigentes, administradores, empregados, prepostos ou representantes..</p> <p>Quais as coberturas que podem ser oferecidas nos seguros de pessoas? Os planos de seguros podem oferecer, juntos ou separadamente, os seguintes tipos de coberturas: 1. Morte natural; 2. Morte acidental; 3. Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente: pagamento de indenizao em caso de perda, reduo ou impotncia funcional definitiva, total ou parcial, de membro ou rgo decorrente de acidente pessoal. Dever ser observada atentamente a tabela para o clculo da indenizao prevista no plano de seguro; 4. Invalidez Laborativa Permanente Total por Doena: pagamento de indenizao em caso de invalidez para a qual no se pode esperar recuperao ou reabilitao, com os recursos teraputicos disponveis no momento de sua constatao, para a atividade laborativa principal do segurado; 5. Invalidez Funcional Permanente Total por Doena: pagamento de indenizao em caso de invalidez conseqente de doena que cause a perda da existncia independente do segurado, na forma estabelecida no plano de seguro; 6. Dirias por Incapacidade: pagamento de dirias em caso de impossibilidade contnua e ininterrupta do segurado exercer a sua profisso ou ocupao, durante o perodo em que se encontrar sob tratamento mdico; 7. Despesas Mdicas, Hospitalares e Odontolgicas em caso de acidente pessoal: garante o reembolso, limitado ao capital segurado, de despesas mdicas, hospitalares e odontolgicas efetuadas pelo segurado para seu tratamento, sob orientao mdica, iniciado nos 30 primeiros dias contados da data do acidente pessoal coberto; 8. Diria por Internao Hospitalar: pagamento de indenizao proporcional ao perodo de internao do segurado, observados o perodo de franquia e o limite contratual mximo por evento fixado no plano de seguro; 9. Doenas Graves: pagamento de indenizao em decorrncia de diagnstico de doenas devidamente especificadas e caracterizadas no plano de seguro; 10. Perda de Renda: pagamento de indenizao em caso de perda de emprego. Devero ser observados os critrios estabelecidos no plano de seguro, como tempo mnimo de carteira profissional assinada, tempo mnimo no ltimo emprego, motivos de demisso, entre outros; 11. Auxlio Funeral: reembolso das despesas com o funeral at o limite do capital segurado.Ainda que a seguradora oferea a alternativa de prestao de servios, garantida a livre escolha dos prestadores de servio pelos beneficirios, com o respectivo reembolso das despesas efetuadas; 12. Cobertura para segurados dependentes (cnjuges, companheiros, filhos); 13. Sobrevivncia: pagamento de indenizao, sob a forma de pagamento nico ou de renda, caso o segurado sobreviva ao perodo estipulado no plano de seguro;</p> <p>14. Outras coberturas relacionadas a seguros de pessoas. O que seguro viagem? O seguro viagem tem por objetivo garantir aos segurados, durante perodo de viagem previamente determinado, o pagamento de indenizao quando da ocorrncia de riscos previstos e cobertos, nos termos das condies gerais e especiais contratadas. Este seguro deve oferecer, no mnimo, as coberturas bsicas de morte acidental e/ou invalidez permanente, total ou parcial por acidente, podendo ser oferecidas outras coberturas, desde que as mesmas estejam relacionadas com viagem, como, por exemplo, cobertura por perda ou r...</p>